segunda-feira, 25 de outubro de 2010

Empresário de MS cria avião a diesel para baratear voos

O sonho de Ícaro era voar até o Sol, mas a cera das asas construídas pelo personagem da mitologia grega derreteu com o calor do Astro Rei, despencando o sonhador do seu intento. Bem mais modesto, o empresário de Campo Grande Luis Fernando França da Nova, já vivencia o sonho de estar nas nuvens, e em um projeto bem mais econômico.

Luis Fernando França da Nova, empresário do ramo de máquinas e gasodutos, de 51 anos, já pilota aviões há mais de 20 anos. Ele idealizou e construiu o primeiro avião tripulado com motor a diesel, uma fórmula de baratear os custos dos voos.

“Pensei em criar o avião com motor automotivo movido a diesel por conta do custo do combustível, da manutenção e da durabilidade. O projeto tem quatro anos e ainda não está finalizado. Mas já avançamos muito”, explica Luis Fernando.

O projeto do empresário possui espaço para dois passageiros e carrega até 100 quilos de carga. A economia com o motor a diesel chega a 75%. “A gasolina de aviação custa em média R$ 4,00, enquanto o diesel vale R$ 2,00. além disso, o motor consome 17 litros por hora de voo, enquanto para utilizar a gasolina são necessários 25 litros por hora.

“Fiz voos experimentais para Cuiabá e Ponta Porã com resultados interessantes. Muitos pecuaristas deixaram de usar aviões para chegar até sua propriedade”, diz o empresário.

Luis Fernando usa o nome de uma figura pantaneira para ilustrar o custo de voo. “Tem quem diga que um avião é uma onça, pois ‘come’ um bezerro para ida e outro na volta”, esclarece, citando o valor de um bovino em combustível.

O motor a diesel ainda tem custo de manutenção menor e as peças são as mesmas utilizadas em automóveis. “Estou nas nuvens, mas sei que meu bolso não está indo pro espaço”, diverte-se Luis Fernando.

O avião, ultraleve experimental Conquest 180, prefixo PU-LFN, tem até o momento 300 horas de voo. Para ser considerado plenamente testado, são necessárias 1.000 horas no ar.

A paixão de Luis Fernando pela aviação começou quando passava pela BR-163, na saída para São Paulo. “Um dia vi um pequeno avião no céu e pensei que também poderia voar. Passei a frequentar o aeroporto e fui aprendendo”.

Seu primeiro avião foi comprado em 1984, um ultraleve semelhante ao modelo usado pelo pai da aviação, Santos Dumont. Hoje, Luis Fernando tem mais de quatro aeronaves.

Fonte: Jorge Almoas (campogrande.news.com.br) - Foto: João Garrigó

Um comentário:

Diego disse...

isso não é verdade. ele não é o primeiro a criar um avião movido a diesel. Na feira que o Décio Moura organiza em SJC, sempre tem o estande de uma empresa que faz conversões de aviões movidos a gasolina, para o avião passar a utilizar motores (poloneses, acho) a diesel.