sexta-feira, 11 de junho de 2010

Foto do Dia

Clique sobre a foto para ampliá-la

O 'recém-nascido' Lockheed Martin F-22A Raptor, prefixo 08-4162/FF, da Força Aérea dos EUA, sobrevoa a Base Aérea Dobbins (Atlanta NAS) (MGE/KMGE), na Georgia, nos EUA, em 17 de maio de 2010.


Foto: Agustin Anaya (Airliners.net)

Pequeno avião com problemas no trem de pouso aterrissa de emergência na República Checa

Um pouso de emergência, sem o trem de pouso, ocorreu nesta sexta-feira (11) por volta das 13:00 (hora local), no Aeroporto Hradec Králové, na República Checa.

O piloto relatou o problema com o trem de pouso às 10h30, quando retornava de um voo para tirar fotos aéreas. O bimotor Piper PA-23-250 Aztec E, prefixo OK-EKU, registrado para Argus Geo Systém, passou mais de três horas circulando sobre o Aeroporto Hradec Kralove antes de realizar o pouso de emergência.

Os dois ocupantes a bordo escaparam sem ferimentos do incidente.

"O piloto já havia consumido o combustível para atingir o menor peso possível para um pouso de emergência", disse o Diretor de Operações da Polícia de Hradec. Em seguida, a torre de controle liberou a pista para a aterrissagem.

A aeronave pousou numa área gramada a 150 metros da pista. No local estavam os serviços de emergência do aeroporto.

"A manobra de emergência foi realizada sem problemas. Esse é um piloto que tem mil horas voadas como piloto de linha aérea comercial e nas Forças Armadas. Foi literalmente uma aterrissagem magistral ", disse Arpad Molnar, dos serviços aéreos de Hradec Kralove.

Clique aqui e assista a reportagem (em checo).

Fontes: mediafax.cz / zpravy.idnes.cz / ASN - Fotos: iDNES.cz

Militares morrem em queda de helicóptero na Turquia

Um helicóptero militar caiu em Erbaa, na província Tokat, na Turquia, nesta quinta-feira (10), matando seus quatro ocupantes.

"Ninguém sobreviveu ao acidente", informou Şerif Yılmaz, Governador de Tokat.

O helicóptero Sikorsky S-70A-28 (CH-60) - que pertencia ao comando-geral da Aviação do Exército da Turquia - estava retornando para Ancara, após operar em uma missão em Giresun, no Mar Negro.

O acidente, que ocorreu num platô na Montanha Topçam, foi causado por um problema técnico, segundo resultado de investigações preliminares.

"O helicóptero caiu em uma área de 1.500 metros de altura, onde também havia nevoeiro. Há informações de que o helicóptero pegou fogo. Não há nenhum indicador de um ataque contra o helicóptero, que deve ter deixado de funcionar devido a uma falha mecânica", informou Yilmaz.

O fogo no helicóptero foi extinto depois de três horas, segundo a agência de notícias Doğan.

Şenel Küçük, chefe do vilarejo de Golcuk, em Tokat, disse que viu o helicóptero caindo enquanto ele estava pastoreando os animais.

Fontes: Avionews / DefenseNet

Incidente médico em voo da Continental sobre o Atlântico

Nesta sexta-feira (11), o Boeing 757-224, prefixo N19117, da Continental Airlines, realizava o voo CO-37 - a partir de Edimburgo, na Escócia, para Newark, em Nova Jersey, nos EUA, quando um passageiro do sexo masculino, de 73 anos, sentiu-se mal.

A aeronave estava em rota, a 34 mil pés, a noroeste de Shannon, na Irlanda. O homem carregava com ele seu histórico médico e a tripulação pode lhe dar a medicação que ele trazia consigo.

O comandante, entretanto, decidiu desviar para Shannon, onde o avião - com 149 passageiros a bordo - pousou em segurança (foto acima).

O passageiro adoecido foi levado para um hospital local.

Antes, durante a retirada do homem, a porta do avião foi danificada. A continuação do voo suspensa e reprogramada para este sábado, em virtude da necessidade de a porta ser reparada. Os passageiros foram levados para hotéis locais.

Fonte: Aviation Herald

NASA envia equipe para rastrear espaçonave

Um observatório móvel da NASA deixou a Califórnia em uma missão para rastrear uma nave espacial japonesa que recolheu amostras de asteróides durante seu retorno a Terra.


O Centro de Pesquisa de Voo Dryden, da NASA, afirmou que o laboratório DC-8 decolou na tarde de terça-feira, levando cientistas das agências espaciais americana e japonesa e de outras organizações.

O grupo estudará o “mergulho” semelhante ao de um meteoro da nave especial Hyabusa na Terra. A nave esteve no asteróide Itokawa durante sete anos e traz uma cápsula que pode conter amostras da rocha espacial.

A espaçonave se romperá, mas a cápsula deve aterrissar na Austrália no domingo.

Controladores japoneses tiveram que solucionar problemas com o motor da Hyabusa e com interrupções de comunicação para colocá-la novamente no seu trajeto a Terra.

Sombra da Hayabusa sobre o asteroide, em imagem de 2005

Fonte: AP via INFO Online - Imagens: NASA/Jaxa/AP

Passsageiros se recusam a entrar em com problema e são realocados

Voo saiu de Palmas (TO) e tinha uma escala em Brasília na manhã desta sexta

A companhia aérea TAM teve que trocar um grupo de passageiros do voo 3813, que saiu de Palmas (TO) com escala em Brasília na manhã desta sexta-feira (11), depois que eles se recusaram a seguir viagem na mesma aeronave. Segundo a passageira Mhel Marrer, logo na saída o piloto informou que havia uma falha na aceleração do avião.

Durante o trajeto até Brasília, Mhel contou que o avião teve uma pane, como se tivesse freado no ar. Com medo, os passageiros se recusaram a seguir viagem na mesma aeronave. Depois de 40 minutos no aeroporto do Distrito Federal, a companhia trocou o avião.

A TAM informou que a aeronave programada para realizar o voo JJ 3813 precisou passar por uma manutenção não programada antes da decolagem. Após o procedimento, o voo seguiu normalmente para Brasília, onde pousou às 7h46. De lá, a aeronave seguiria para Congonhas (JJ 3707), na zona sul de São Paulo.

Segundo a empresa, novamente foi detectado um problema técnico e, em cumprimento do protocolo de segurança, a TAM encaminhou o avião para manutenção. Os passageiros foram reacomodados em outro equipamento, programado para decolar às 11h.

Fonte: R7

Aeroporto de Chapecó (SC) receberá R$ 8,9 milhões para investimento em segurança

Dinheiro será utilizado para adequar pista e construir cerca

O aeroporto de Chapecó receberá R$ 8,9 milhões em investimentos para melhorias em segurança. O governo federal liberará R$ 6,2 milhões e os R$ 2,7 milhões restantes serão a contrapartida do governo estadual.

O aporte foi definido nessa quinta-feira, em reunião na Agência Nacional da Aviação Civil (Anac), em Brasília, da qual participou uma comitiva catarinense.

O dinheiro será utilizado para adequar a pista de pousos e decolagens, ampliar a faixa preparada (área de escape para aeronaves, situada às margens da pista de pouso) e construir da cerca de proteção do terminal, obras exigidas pela Anac.

O convênio entre governo estadual e o Ministério da Defesa será assinado até o dia 18, e na próxima terça-feira a Secretaria de Estado da Infraestrutura lança o edital para licitação do serviço

Fonte: Diário Catarinense - Foto: Alan Pedro

PF amplia horário de atendimento para expedir passaportes no Galeão

De segunda a sexta, o expediente será das 4h às 19h.

E nos finais de semana e feriados, das 8h às 16h.

A partir do dia 12 de junho, a Delegacia de Imigração no Aeroporto Internacional Tom Jobim, na Ilha do Governador, no Rio, vai adotar um novo horário de atendimento ao público para expedição de passaportes. De segunda a sexta, o expediente será das 4h às 19h, e nos finais de semana e feriados, das 8h às 16h.

Segundo a Polícia Federal, o objetivo é agilizar o atendimento e rapidez na confecção de passaportes à população. A expectativa é que sejam emitidos aproximadamente 700 documentos a mais por semana.

Ainda segundo a PF, só serão atendidos nos novos horários aqueles que tiverem feito agendamento prévio somente para o posto do Aeroporto Internacional, não sendo contemplados os demais postos de atendimento.

Maiores informações poderão ser obtidas pelo telefone 3398-3004.

Fonte: G1 - Foto: André Teixeira

Fiscalização reprova 78% dos táxis avaliados no Aeroporto Santos Dumont

Fiscais da Subsecretaria de Fiscalização de Transportes (SubF) reprovaram 14 dos 18 táxis que atuam na área do Aeroporto Santos Dumont, no Centro do Rio, vistoriados durante uma operação realizada na manhã desta sexta-feira. Todos os veículos reprovados foram retirados de circulação e só poderão retornar às ruas após resolverem as suas irregularidades. Entre os principais problemas encontrados estão vistoria vencida e má conservação (pneus carecas e carrocerias danificadas, por exemplo).

Neste início de mês, além do Aeroporto Santos Dumont, também foram alvo de ações de fiscalização pela Secretaria Municipal de Transportes a Rodoviária Novo Rio, os Arcos da Lapa e as avenidas Radial Oeste, no Maracanã, e Rui Barbosa, no Flamengo. Em cinco operações direcionadas a flagrar possíveis irregularidades em táxis que atuam nestas localidades, entre os dias 2 e 11 de junho, a SubF fiscalizou 174 veículos e reprovou 60 deles, o que significa que 65% dos táxis fiscalizados no mês, até o momento, foram retirados de circulação. De março a junho, foram fiscalizados 1515 táxis na cidade, dos quais 423 foram reprovados.

Fonte: O Globo - Foto (04.03.10): Marcos Tristão

Aumento da atividade solar pode prejudicar tecnologias de comunicação

A NASA teme que o aumento da atividade solar tenha impacto negativo em algumas redes e serviços.

Clique sobre a imagem para ampliá-la

A Administração Nacional de Espaço e Aeronáutica dos Estados Unidos (NASA) está preocupada com o efeito do aumento da atividade solar em tecnologias modernas como navegação por GPS, redes elétricas, serviços de finanças e emergência e comunicações por rádio. Embora a informação não seja nova, um recente relatório da NASA – em tom de “apocalipse 2012” – diz que as consequências serão realmente graves e durarão pelo menos cem anos.

Segundo Richard Fisher, chefe da Divisão de Heliofísica da NASA e um dos autores do relatório, o Sol esteve em descanso profundo por um tempo, mas espera-se um grande aumento de sua atividade nos próximos anos. O grande problema é que este fato ocorrerá em um momento em que a sociedade humana alcançou grande dependência de tecnologias extremamente sensíveis a tempestades solares, conta o blog Boffin Watch, do site do jornal The Inquirer.

Fisher diz que a maior parte dos estragos pode ser evitada se os especialistas puderem prever estas tempestades. Dessa forma, os satélites podem ser colocados no “modo de segurança”, o que os protegerá de danos elétricos, e as redes de eletricidade podem ser desligadas coordenadamente (uma espécie de “apagão controlado”), evitando sobrecargas e surtos que possam danificar as redes permanentemente (ou um “apagão definitivo”).

Entretanto, a previsão de tempestades solares ainda é bastante incipiente, ainda que esteja em progresso, lembra Thomas Bogdan, diretor da NOAA (Administração Nacional do Oceano e Atmosfera) no comunicado da NASA.

Especialistas norte-americanos acreditam que a colaboração entre os setores de monitoramento do espaço (NASA) e do clima (NOAA) é essencial para a previsibilidade destes fenômenos solares e para a proteção de equipamentos e manutenção das tecnologias de comunicação. Não há informações sobre colaboração internacional nesse esforço.

Não há uma previsão exata de quando esse novo ciclo de atividade solar intensa iniciará. Sabe-se apenas que será em breve.

Fonte: Nátaly Dauer (geek.com.br) - Imagem: NASA

Gol pretende fazer voos regulares para Saint Marteen

A Gol entrou com um pedido junto à Anac para operar um voo regular de São Paulo para Saint Marteen, nas Antilhas Holandesas, com escala em Manaus. A partir deste sábado, a empresa começa a operar um voo fretado para a ilha com a marca Varig, que será vendido apenas por operadoras de turismo.

O novo voo sairá do Aeroporto de Guarulhos às 14h48m (horário local) no sábado, fazendo uma escala em Manaus. De lá, vai decolar às 18h10m rumo a Saint Marteen, com o pouso previsto para as 21h30m (horário local). Na viagem de volta, a aeronave partirá do destino caribenho às 23h30m (horário local), chegando em Manaus às 02h50m (horário local). A aterrissagem em Guarulhos será às 08h35m (horário local) do domingo.

Fonte: Boa Viagem (O Globo)

Aéreas terão direito a 10% de aeroporto privatizado no RN

Empresas aéreas não poderão ter participação maior do que 10% no consórcio privado que vai construir e operar o aeroporto de São Gonçalo do Amarante (foto), no Rio Grande do Norte. O governo quer, com isso, evitar que os melhores horários, portões, pontes de embarque e balcões de check-in sejam reservados para uma determinada companhia, prejudicando a concorrência. Essa regra consta de decreto publicado hoje no Diário Oficial, que traz as linhas básicas do que será a primeira concessão de aeroporto no país.

A participação da iniciativa privada no aeroporto no Rio Grande do Norte é um "teste", segundo afirmou o ministro da Defesa, Nelson Jobim. Ele tem se preocupado em tratar essa experiência como um caso isolado para evitar especulações sobre novas concessões - como, por exemplo, a possível construção do terceiro aeroporto em São Paulo. O tema é controverso dentro do governo, que tem um viés estatizante. O leilão para escolha das empresas responsáveis pelo aeroporto de São Gonçalo do Amarante deverá ocorrer no início de 2011, segundo estimou o diretor do Departamento de Políticas de Aviação Civil do Ministério da Defesa, Fernando Antônio Ribeiro Soares. Se tudo correr como o programado, o contrato de concessão será assinado em meados do ano que vem. A construção deverá levar de dois a três anos.

"Nossa perspectiva é a da competição", disse Soares, ao explicar como será formatada a concessão. "Queremos estimular a concorrência entre aeroportos." Ele espera que São Gonçalo do Amarante concorra, por exemplo, com outras capitais do Nordeste para atrair os vôos procedentes da Europa. A idéia é que o aeroporto funcione como um hub, ou seja, um ponto de chegada a partir do qual os passageiros são redistribuídos para outros destinos dentro do país.

Ele terá capacidade para 5 milhões de passageiros por ano - um quarto da atual capacidade de Guarulhos. Um mecanismo que fará o concessionário querer prestar serviços de qualidade e atrair mais passageiros é a taxa de embarque. A Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) fixará um valor máximo, que será reajustado a cada ano conforme a variação da inflação. No entanto, será descontado um percentual referente a ganho de produtividade. Ou seja, a empresa terá de melhorar constantemente seu desempenho financeiro para não quebrar.

Para aumentar o movimento no aeroporto, o concessionário poderá, por exemplo, dar desconto da taxa de embarque nos horários menos procurados. Poderá, também, explorar outras formas de obter receitas, como lojas, restaurantes, estacionamento, hangares e outros.

Essas receitas alternativas serão levadas em conta no cálculo da taxa de embarque, de forma a reduzi-la. Isso, porém, não ocorrerá no início do contrato, segundo explicou Soares. "É preciso primeiro amortizar o investimento feito na construção do aeroporto." Vencerá o leilão o consórcio que oferecer ao governo a maior taxa de outorga, um valor pago para obter a concessão. É um modelo utilizado nas concessões feitas no governo Fernando Henrique Cardoso.

Na administração de Luiz Inácio Lula da Silva foram feitas concessões para exploração de rodovias, nas quais o critério foi a menor tarifa a ser cobrada. Soares disse que o governo optou pela outorga dessa vez porque pretende utilizar os recursos para financiar aeroportos nas localidades mais distantes do País, dentro de uma política de desenvolvimento regional.

Fonte: Monitor Mercantil - Foto: Infraero

Noar recebe segundo avião

Já chegou e está com base no Recife, a segunda aeronave da Noar, a empresa regional que prioriza as rotas da região Nordeste. É mais um avião de fabricação tcheca, da LET, modelo L-410, turbo hélice para 20 passageiros.

Na segunda, dia 14, a empresa iniciará operações com os quatro vôos diários entre Recife e Maceió, dois de Recife para Aracaju e um para Caruaru, onde está a sua sede física.

Fonte: Antonio Euryco (Brasilturis)

Pesquisadores americanos vão estudar risco de doenças em cabines aéreas

Professores vão pesquisar a capacidade dos microrganismos como o H1N1 em sobreviver nos voos

Pesquisadores da Universidade Auburn, no Estado americano do Alabama, vão estudar o risco de contrair uma doença contagiosa durante uma viagem de avião, com a ajuda de US$ 300 mil da Administração Federal de Aviação.

Os professores Tony Overfelt, do Departamento de Engenharia Mecânica, e James Barbaree, do Departamento de Ciências Biológicas, vão pesquisar a capacidade dos microrganismos em sobreviver ao ar da cabine e em superfícies.

Surtos passados de SARS e H1N1 geraram preocupação com a disseminação de doenças durante viagens aéreas. Alguns viajantes acreditam que muitas vezes pegam resfriados quando voam, e essa crença deve ser "cuidadosamente investigada", de acordo com Overfelt.

Overfelt é diretor executivo do Centro de Pesquisa de Ambiente em Cabine Aérea, que administra o projeto. Auburn vai integrar os resultados da investigação com a Escola de Saúde Pública de Harvard, a Universidade Purdue e a do Estado do Kansas.

Fonte: Estadão - Foto: smh.com.au

Avião norte-americano tem acidente durante aterragem nas Lajes, nos Açores

Um avião fretado pelas autoridades norte-americanas (US Air Mobility Command) para transporte de passageiros entre a Europa e os EUA sofreu, nesta sexta-feira (11), um acidente, ao aterrissar na Base das Lajes, na ilha Terceira, nos Açores.

A aeronave, o Boeing 767-33A/ER, prefixo N637TW/16107, da Ryan International Airlines
(foto acima, em 30.12.09, por Leandro Rocha - AzoresAirPhotos), havia decolado da cidade de Rota, na Espanha, em direção a Ilha Terceira, nos Açores (voo MC-726).

Fonte aeroportuária citada pela edição online do 'Público', explicou que, durante a aterrissagem, o avião teria tocado com a cauda na pista. Apesar de não ter provocado feridos, o acidente obrigou ao fechamento da pista entre as 15 e as 16 (hora local) da Base das Lajes para «avaliar os danos provocados no asfalto».

Fontes: A Bola / RTP Açores - Atualizado em 12.06.10 às 19:17 hs. com os dados e foto da aeronave e informações do voo