quinta-feira, 11 de dezembro de 2014

Ex-presidente paraguaio Federico Franco sai ileso de acidente de avião

Aeronave de pequeno porte se chocou com cerca ao tentar decolar.

Monomotor teve trem de pouso destruído após danificar hélice.




O ex-presidente do Paraguai, Federico Franco, saiu ileso depois que o avião de pequeno porte Beechcraft Bonanza A36, prefixo ZP-TAB, no qual viajava nesta quarta-feira (10) saiu da pista e se chocou com uma cerca quando tentava decolar em um aeroporto do departamento de Caazapá. 

O acidente aconteceu na pista pertencente à empresa Agroganadera Supremo S.A., a cerca de 10 quilômetros da cidade de Tavaí, quando a aeronave, pilotada por Manuel Batilano, sofreu uma avaria mecânica e se desviou de sua rota sem empreender voo, disse o suboficial César Cristaldo, da delegacia de polícia de Caazapá. 

Nesse momento a hélice do monomotor roçou em uma cerca próxima e ficou presa, o que acabou destruindo o trem de pouso.

A fonte acrescentou que ninguém ficou ferido no acidente e que Franco se dirigiu depois para a capital Assunção em um automóvel. 


Segundo o suboficial, Franco (foto acima) tinha aterrissado antes no mesmo avião para realizar uma série de atividades na empresa proprietária do aeroporto. Franco, do Partido Liberal, era o vice-presidente do governo de Fernando Lugo quando este foi submetido a um julgamento político e afastado da presidência, em junho de 2012. 

Após o julgamento, que aconteceu depois de um massacre de 17 pessoas entre policiais e camponeses que ainda não foi esclarecido, Franco assumiu a presidência. O mandato de Franco terminou em meados de 2013, quando o atual presidente, Horacio Cartes, do Partido Colorado, ganhou as eleições. 

Fontes: ABC (Paraguai) / EFE via G1 - Fotos: Divulgação (Governo do Paraguai) / ABC - Corrigida a informação sobre a aeronave ser um monomotor (não bimotor) em 15.12.14 às 11:52 hs após alerta do leitor Galvam.

2 comentários:

Galvam disse...

A referida aeronave possui um só motor como está claro nas fotos do acidente. Não sendo portanto bimotor!

Jorge Tadeu disse...

Obrigado, Galvam.
Informação já corrigida.
Abraço,
Jorge Tadeu