sábado, 29 de agosto de 2020

História - Aconteceu em 29 de agosto de 1948 Acidente fatal no voo 421 da Northwest Airlines


No domingo, 29 de agosto de 1948, o Martin 2-0-2, prefixo NC93044, da Northwest Airlines (foto acima), realizava o voo 421 entre Chicago para Minneapolis, ambas localidades dos EUA, levando a bordo quatro tripulantes e 33 passageiros.

O voo 421 partiu de Chicago às 15h50. Às 16:55, o comandante contatou a torre - quando estava sobre  La Crosse, a 125 milhas a sudeste de Minneapolis - e foi então autorizado a iniciar uma descida em rota de sua altitude de cruzeiro de 8.000 pés. 

Quatro minutos depois, a tripulação relatou ter ultrapassado o nível de altitude de 7.000 pés. O voo prosseguiu na direção de Winona, onde encontrou uma tempestade. 

O voo 421 foi visto voando abaixo do céu nublado. Ao passar por Winona, a aeronave parecia entrar dentro de uma tempestade no momento em que foi perdida de vista.

Segundos depois, partes do avião foram observadas caindo. Mais tarde, foi descoberto que o avião havia caído a cerca de 4 milhas a noroeste de Winona, em um penhasco no lado leste do rio Mississippi.

Todos os tripulantes e passageiros morreram no acidente.

As investigações determinaram que a causa provável deste acidente foi a perda do painel externo da asa esquerda que se separou da aeronave como resultado de uma rachadura de fadiga no encaixe de fixação do painel frontal esquerdo que foi induzida por um projeto defeituoso de esse encaixe, a rachadura de fadiga tendo sido agravada pela turbulência severa encontrada na tempestade.

O Martin 2-0-2 foi um avião comercial lançado em 1947. A aeronave de asa fixa com dois motores a pistão foi projetada e construída pela Glenn L. Martin Company. Glenn L. Martin, presidente da empresa, pretendia que o Modelo 2-0-2 fosse um concorrente do Douglas DC-3. A aeronave também era conhecida como "Martin Executive".

O primeiro voo do modelo foi em novembro de 1946. A certificação civil completa foi obtida em agosto de 1947, vários meses antes dos tipos de aeronaves concorrentes. A produção total de 2-0-2s e 2-0-2As foi de 47 aeronaves. A aeronave não era pressurizada, mas era considerada um avião de longo alcance. O Martin 2-0-2 se envolveu em 13 acidentes e incidentes com perda da fuselagem, dos quais nove com vítimas fatais.



Fontes: ASN / baaa-acro.com / Wikipedia - Imagens: Reprodução

Notícias do Dia

Foto mostra que Boeing 767 teve o trem de pouso partido no acidente da sexta-feira

Entenda por que uma indicação falsa fez um voo da Azul voltar à origem

Aeronave que matou piloto em Teresina caiu após 20 minutos da decolagem

Cenipa coleta dados para investigar queda de avião em Teresina

Hub aéreo: alterações podem trazer insegurança jurídica, diz especialista

Pandemia abre um céu de possibilidades para a aviação executiva

Socorro do BNDES a aérea demora, e Azul pode abrir mão do crédito

‘Embraer precisa lançar nova linha de aviões’, defende Ozires

Sindicato sugere que aeronaves devem pagar IPVA para aumento de arrecadação

American Airlines adota novo revestimento anti-COVID, mas só no Texas

Primeiras imagens do novo avião AEW embarcado da China

O uso de aeronaves ‘Sub Hunters’ na identificação de submarinos

Bombardeiros americanos B-52H sobrevoam os 30 países membros da OTAN

Por que o combustível dos aviões fica nas asas?

Balão sobrevoa perto de avião e chama atenção de moradores


Funcionários da Thai são acusados de receber suborno da Airbus na compra de aviões

'Tecnologias revolucionárias' tornariam caça Su-57 drone, comenta revista Military Watch

sexta-feira, 28 de agosto de 2020

Avião cai e piloto morre carbonizado em Teresina

Corpo de Bombeiros foi acionado e confirmou a morte do piloto, identificado apenas como Leonardo.

Um avião de pequeno porte, possivelmente um bimotor, caiu na região da Taboca do Pau Ferrado, zona rural de Teresina, por volta das 13 horas desta sexta-feira (28). O Corpo de Bombeiros foi acionado e enviou três equipes para o local. A corporação informou que encontrou um corpo carbonizado no local.

O avião é um Beechcraft Bonanza que decolou do aeródromo Nossa Senhor de Fátima, que fica na região da Cacimba Velha.

De acordo com uma funcionária do aeródromo, que preferiu não ser identificada, a aeronave estava sem manutenção e o piloto decidiu fazer a decolagem mesmo tendo ciência da situação do avião.

"Olha a hélice do avião aí. Tá pegando fogo o cara, o cara tá pegando fogo. Motor do avião tá aqui. Cena feia", diz testemunha em vídeo.


Uma equipe de combate a incêndio, uma de resgate e outra de socorro estão no local. "Agimos de imediato para apagar o fogo, fizemos uma varredura do local para ver se tinha algum outro foco, alguma outra vítima, mas não encontramos", informou o tenente Rafael Medeiros, do Corpo de Bombeiros.

O Corpo de Bombeiros ainda não tem informação sobre feridos. Segundo uma testemunha, havia pelo menos uma pessoa dentro da aeronave.

Procurada pelo G1, a Infraero informou que a aeronave não decolou do aeroporto de Teresina e também não tinha o local como destino. A empresa disse que o acidente deve ser investigado pelo Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (Cenipa).

Fontes: G1 / cidadeverde.com Fotos: Marcos Prado (TV Clube) / Roberta Aline (cidadeverde.com)

História: Aconteceu em 28 de agosto de 1976 - Acidente fatal com avião da Força Aérea dos EUA na Inglaterra

Lockheed C-141A-LM Starlifter, prefixo 67-0006, da Força Aérea dos EUA, tinha uma história recente de problemas com o radar meteorológico. Eles haviam sido reportados por membros da tripulação oito vezes antes. No dia do acidente, o pessoal de manutenção, sem saber dos problemas anteriores, verificou o radar. Parecia estar funcionando, então foi assinado como "Ops Check Okay".

Logo após a decolagem da Base Aérea McGuire, no Condado de Burlington, no estado de Nova Jérsei (EUA), no sábado, 28 de agosto de 1976, a tripulação percebeu que o radar estava inoperante. Como não havia previsão de mau tempo, eles decidiram continuar para Mildenhall, em Suffolk, na Inglaterra. 

Duas horas após a decolagem, os meteorologistas britânicos emitiram um SIGMET para "Turbulência de ar claro severa moderada a ocasional do FL240 ao FL400", mas a tripulação nunca recebeu esse relatório.

Quatro horas após a decolagem, a tripulação atualiza a previsão do tempo. Eles recebem uma previsão do tempo de "3/8 a 3.000 pés, 4/8 a 4.000 pés com uma condição intermitente de vento 030/12 rajadas 22, visibilidade de cinco milhas em tempestades, 2/8 a 2.000 pés 5/8 a 2.500 pés".

A tripulação então tentou obter uma atualização de uma hora de Mildenhall, mas não conseguiu entrar em contato com a base. Outra estação relatou "4/8 trovoadas no máximo até FL260". 

Durante a descida do caminho eles entraram nas nuvens. No FL150, eles solicitaram vetores em torno do clima. Como o radar primário estava inoperante, o controlador avisou que ele teria dificuldade em fornecer vetores de evasão. 

A aeronave então entrou na vanguarda de uma linha muito forte de células de tempestade. Uma estimativa indicava que encontraram um eixo de ar vertical descendente de 160 km / h.

O Starlifter se desintegrou em meio a forte tempestade e os destroços caíram do céu e cobriram uma grande área de terras agrícolas entre um rio e uma estrada rural.

Todos os 14 tripulantes e os 4 passageiros perderam a vida no acidente.


Fontes: ASN / geograph.org.uk - Fotos: c141heaven.info

Notícias do Dia

Dois homens escapam de queda de avião em pântano na Flórida

Clássico DC-3 da Aliansa Airlines sai da pista durante pouso na Colômbia

Conheça o primeiro avião totalmente autônomo do mundo

Gol tem até segunda-feira para pagar dívida de US $ 300 milhões com a americana Delta

Azul finaliza instalação de SkySofa no A330; veja fotos

Ex-auxiliar de aeroporto retorna como piloto e faz primeiro voo pós-paralisação na Paraíba

O que pensam os argentinos sobre as companhias aéreas de baixo custo?

Fundo aposta contra companhias aéreas e ganhos superam mais de 60% no ano

ANAC abre consulta pública para revisar normativos sobre Fauna em aeródromos

Boeing aterra 8 aeronaves 787 Dreamliner por problemas estruturais

União Europeia marca para setembro voos testes do Boeing 737 MAX

Kobe: dona do helicóptero diz que acidente foi provocado por erro de controladores de voo

Governo reduz em 11 anos prazo de incentivo a hub do Aeroporto de Fortaleza

NAS Oceana transmitirá show aéreo em setembro com F/A-18 Super Hornet e F-22 Raptor

Saab revela novo míssil despistador para o Gripen

Perfil divulga lista dos caças em serviço mais ativos do mundo

Caça soviético MiG-31 voa na estratosfera em velocidade e altitude máximas; veja vídeo

Vídeo: Esquadrão VF-1 em ação na Operação Formosa 2020

Gol estende transporte gratuito a profissionais da saúde

Maioria dos brasileiros se deslocou por via aérea em 2019

GRU Airport registra 70% de aumento no fluxo de passageiros em julho

Lojas e taxistas sofrem com “deserto” de passageiros no Aeroporto Afonso Pena

Tarifas aeroportuárias de POA, FOR, SSA e FLN são reajustadas

Sindicato acusa TAP de "marasmo" enquanto outras companhias enchem espaço aéreo

Avião em fase de testes é oito vezes mais econômico que os modelos atuais

Oficial brasileiro é designado para instrutor na Escola de Aviação da Força Aérea Argentina

Mãe mongol e gêmeas nascidas a bordo de Boeing 767 ganham passagens vitalícias

Bactérias sobreviveriam a viagem interplanetária - sem nave espacial

De volta para o futuro: o carro voador está pronto para decolar

Morre comandante do avião da Vasp sequestrado em 1988

quinta-feira, 27 de agosto de 2020

Top 10 maiores aeroportos do mundo

Lugar de encontros e despedidas, de início e fim de viagem, ou apenas de passagem. Alguns aeroportos pelo mundo são verdadeiros monumentos: uns gigantescos, outros modernos, alguns apenas charmosos. Curiosidades é o que não faltam sobre esses lugares! Você já se perguntou qual o maior de todos eles? Confira a lista, vamos passear pelos 10 maiores aeroportos do mundo:

10º Aeroporto Internacional Charles de Gaulle

País: França


Inaugurado em 1974, recebe quase 70 milhões de passageiros por ano. É o principal ponto de chegada e partida de Paris. Seu nome é em homenagem ao ex-presidente da França, Charles de Gaulle.

9º Aeroporto Internacional de Xangai Pudong

País: China


Localizado no lado oriental de Pudong distrito de Xangai é o maior aeroporto da China.  Inaugurado em 1999, teve um custo aproximado de 400 milhões de dólares. O Aeroporto Internacional de Pudong opera 24 horas por dia dependendo das condições meteorológicas.

8º Aeroporto Internacional de Hong Kong

País: China


O aeroporto fica na ilha de Chek Lap Kok. Foi inaugurado em 1998. O prédio tem forma de Y e ocupa uma área de 516 mil metros quadrados, distribuídos em oito pavimentos – três abaixo e cinco acima do solo.

7º Aeroporto Internacional de Heathrow

País: Inglaterra


É o mais movimentado aeroporto da Europa. Líder em sustentabilidade por divulgar tabelas de emissões e poluição sonora, e por realizar um trabalho junto às companhias em prol do meio ambiente. Possui um espaço fit, com exercícios aeróbicos e yoga, para que os passageiros se recuperem do jet lag. É lá que está a maior escultura da Europa, do escultor Richard Wilson, que imita o rastro que os aviões deixam quando fazem piruetas.

6º Aeroporto Internacional de O’Hare

País: EUA


Inaugurado em 1943, em Chicago, foi uma fábrica de aviões durante a Segunda Guerra Mundial. Ganhou esse nome justamente em homenagem a um piloto que combateu na Guerra, chamado Edward O’Hare.

5º Aeroporto Internacional de Los Angeles

País: EUA


É o único aeroporto de Los Angeles, por isso é comum encontrar as estrelas de Hollywood circulando pelo LAX! Foi inaugurado em 1929, com o passar do tempo foi sendo modernizado. Hoje, possui 7 enormes telas multimídia que exibem vídeos artísticos e turísticos do Sul da Califórnia. É o maior sistema imersivo presente em um aeroporto.

4º Aeroporto Internacional de Tóquio

País: Japão


São 550 mil metros quadrados, com 5 andares, 47 empresas aéreas asiáticas e 390 de todo o mundo. O aeroporto de Tóquio impressiona pela grandiosidade.

3º Aeroporto Internacional de Dubai

País: Emirados Árabes


Inaugurado em 1959 em Dubai tem seu toque de grandiosidade e modernidade. Ocupa uma área de 2,9 mil hectares de extensão, recebe mais de 6 mil voos por semana, operados por 130 companhias.

2º Aeroporto Internacional de Pequim

País: China


O aeroporto foi inaugurado em 2019 depois de 5 anos em construção. A instalação de 80 bilhões de yuans (US $ 11,7 bilhões) está a 46 quilômetros ao sul do centro de Pequim, servirá como uma engrenagem importante para transferências internacionais de passageiros e melhorará a posição da capital como um hub mundial de aviação.

1º Aeroporto de Internacional de Atlanta Hartsfield-Jackson

País: EUA


Inaugurado em 1926, é considerado o aeroporto mais movimentado do mundo, recebe mais de 100 milhões de passageiros anualmente. É o hub principal da Delta Airlines e da Southwest Airlines. Está mais próximo à costa dos EUA o que favorece partidas para a Europa e concentra a maior parte da movimentação da Southwest, a maior companhia low cost do mundo.

Fonte: diariodoestadogo.com.br - Fotos: Reprodução

História: Aconteceu em 27 de agosto de 2006 - Queda de avião nos EUA tem 49 mortos e apenas um sobrevivente

O avião Canadair CL-600-2B19 Regional Jet CRJ-100ER, prefixo N431CA, da Comair, operando para a Delta Connection, levando 50 pessoas caiu logo depois de decolar de um aeroporto de Kentucky, Estados Unidos, no domingo 27 de agosto de 2006, matando todos exceto um tripulante.


O tempo no Aeroporto Lexington-Blue Grass (LEX) estava bom na manhã de 27 de agosto com uma pequena chuva se aproximando do oeste.

Ainda estava escuro logo depois das 06:00 quando o voo 5191 da Comair taxiou para decolar. O voo foi liberado para a decolagem da pista 22, que é a principal pista de Lexington. Como a pista foi repavimentada recentemente com uma área de segurança adicional no final de aproximação da pista 22, uma pista de taxiamento não estava mais em uso. 

Desde 20 de agosto, a rota do táxi para a pista 22 foi alterada. A tripulação inadvertidamente alinhou-se na pista 26 mais curta (3500 x 75 pés) e não iluminada. O primeiro oficial iniciou a rolagem de decolagem. Um dos pilotos comentou sobre a falta de iluminação da pista, mas a decolagem foi continuada. 

O CRJ totalmente carregado não foi capaz de girar dentro da distância da pista de 3.500 pés e continuou além do fim da pista. Ele derrubou uma cerca de metal e continuou em um campo. O avião atingiu várias árvores e pegou fogo em uma fazenda em funcionamento. 

O avião explodiu e se incendiou na queda, segundo informações do legista do condado de Fayette, Gary Ginn. A maioria dos que estavam a bordo do avião morreu devido a queimaduras e não por causa de ferimentos ou inalação de fumaça.

O avião levava 47 passageiros e três tripulantes. O único sobrevivente foi o copiloto do avião, James Polehinke, que perdeu uma perna no acidente. Além de conviver com o trauma de ser o único sobrevivente, ele também teve que lidar com o sentimento de culpa pelas mortes do acidente, causado por falha humana.

Os registros ASRS da NASA mostram um possível cenário semelhante quando, cerca de 13 anos antes, um jato bimotor de passageiros taxiou inadvertidamente em posição na pista 26 em LEX enquanto era liberado para uma decolagem imediata na pista 22. 

O controlador da torre percebeu isso e cancelou a autorização de decolagem. De acordo com o relatório, "Os possíveis fatores que contribuíram foram a visibilidade ruim e wx (chuva), confundindo rwy intxn e a solicitação de twr de um tkof imediato."

Nesse ínterim, foram realizados trabalhos nas pistas do LEX. Desde outubro de 2003, por exemplo, um projeto de recapeamento de pista foi iniciado. O projeto também adicionou 600 pés de área de segurança em cada extremidade da pista.

O presidente da Comair afirmou na época que sua companhia tinha muita experiência com os aviões do modelo que caiu e que a empresa comprou o jato, novo, em 2001 e tinha um registro de manutenção de aeronaves limpo, com mais de 12 mil ciclos de decolagens e aterrissagens.

Causa provável

"Falha da tripulação de voo em usar as dicas e ajudas disponíveis para identificar a localização do avião na superfície do aeroporto durante o táxi e a não verificação cruzada e verificar se o avião estava na pista correta antes da decolagem. 

Onde o voo 5191 deveria ter taxiado - Imagem: NTSB

Contribuíram para este acidente conversa não-competente da tripulação de voo durante o táxi, o que resultou na perda de consciência posicional e na falha da Administração Federal de Aviação em exigir que todas as travessias de pista fossem autorizadas apenas por autorizações específicas do controle de tráfego aéreo."

Memorial do voo 5191 no Arboretum da Universidade de Kentucky

Fontes: ASN /BBC - Fotos: Reprodução

Notícias do Dia

Vídeo: Passageiro é escoltado para fora de avião depois de receber mensagem confirmando Covid

Aéreas nacionais transportaram 119 milhões de passageiros em 2019

Setor aéreo tem em julho melhor mês desde o início da pandemia

Aeroporto em São Roque (SP) é homologado e aprovado para operar por instrumentos agora por 24 horas

Aeroporto de Gatwick cortará 25% dos postos de trabalho devido à Covid-19

Pandemia acelera transformação digital da Latam e da Gol

ITA Linhas Aéreas já tem um endereço na internet

Delta pode ter que pagar dívida de US$300 milhões da Gol

Japan Airlines negocia aporte bilionário e suspende entregas de aeronaves

Ponte aérea entre Nova York e Londres está sendo discutida pelas autoridades americanas e britânicas

Organizações Militares da FAB celebram o Dia da Intendência da Aeronáutica

Governo anuncia início de obras no Aeroporto do Vale do Aço

'Tempestade': Rússia revela versão final de novo helicóptero militar

Avião usado pela quadrilha da traficante dona Maria vai ser leiloado na Bahia

Projeto autoriza o transporte de cães de assistência dentro da cabine do avião

Empresa de helicóptero que caiu com Kobe Bryant processa controladores de voo

Cessna faz história ao decolar e pousar um Caravan sem piloto a bordo

A Xwing está a estudar um avião que voa sozinho

Os planos de modernização da Força Aérea Argentina

F-35: Reino Unido pode comprar apenas metade dos caças planejados

Avião de pesquisa voa até o olho do furacão Laura

Estes são o dono e os planos para o Boeing 747 do inusitado encontro na rodovia

Crise no negócio de motores para aviões obriga Rolls-Royce a desinvestir

IATA: Viajantes podem ser punidos por recusarem o uso da máscara

O que as aéreas oferecem para os clientes usarem milhas na pandemia

Maior operadora do ERJ-145 vai encerrar as operações em Setembro

EUA vão incluir estudo sobre corpo feminino no projeto de aeronaves

Astronauta da NASA será primeira mulher negra a ir para a Estação Espacial

quarta-feira, 26 de agosto de 2020

Falha em trem de pouso de avião bloqueia pista do Campo de Marte, em São Paulo

De acordo com a Infraero, os pousos e decolagens de aviões ficaram suspensos, mas os helicópteros operaram normalmente, pois não usam a pista.


O avião Beechcraft C90A King Air, prefixo PR-EVA, registrado para Costa Nobre Transporte Aéreo e Logísticaapresentou problemas durante o pouso na manhã desta quarta-feira (26) e interditou a pista do Aeroporto Campo de Marte, em Santana, na Zona Norte de São Paulo. Ninguém ficou ferido.

Segundo informações iniciais, a falha ocorreu no trem de pouso do avião.

De acordo com a Infraero, o problema ocorreu às 10:08. A aeronave continuava parada na pista e deveria ser removida pelo proprietário. "Enquanto isso, pousos e decolagens na pista estão suspensos. Como os helicópteros não utilizam a pista, estes operam normalmente", dizia a nota.

O avião sofreu pequenos danos na asa direita e na hélice

Fontes: G1 / ASN - Foto: Reprodução

História: Aconteceu em 26 de agosto de 1980 - Acidente com um Viscount na Indonésia

O Vickers N501T mudou-se para Taiwan em 1976 com o prefixo B-2037 e foi alugado pela Bouraq em março de 1980 e passou a utilizar o registro PK-IVS

O Vickers 812 Viscount, prefixo PK-IVS, da Bouraq Indonesia Airlines, estava operando no dia 26 de agosto de 1980, um voo doméstico de Banjarmasin para Jacarta, na Indonésia, levando a bordo seis tripulantes e 31 passageiros.

Enquanto descia para o aeroporto Jakarta-Kemayoran, a tripulação enviou um pedido de socorro e relatou que a aeronave estava instável. 

Pouco depois, o avião fez uma curva para a esquerda e mergulhou e caiu em um campo aberto localizado na região de Karawang, cerca de 26 km a leste de Jacarta. 

Os destroços foram espalhados por 2 km de largura e todos os 37 ocupantes morreram.

Fontes: ASN / baaa-acro.com - Foto: ASN

História: Aconteceu em 26 de agosto de 1974 - Morreu, aos 72 anos, Charles Lindbergh, pioneiro da aviação dos EUA


Charles Augustus Lindbergh nasceu em 4 de fevereiro de 1902, em Detroit, no estado de Michigan, nos Estados Unidos. Ele estudou aviação no Texas e em Nebraska. Naquela época, os aviões eram uma invenção recente. Em 1926, começou a pilotar aviões dos correios, transportando correspondências entre Saint Louis, no estado de Missouri, e Chicago, no estado de Illinois.

Em 1927, ele decidiu participar de uma competição aérea. O prêmio seria dado a quem conseguisse fazer um voo direto de Nova York a Paris, na França. O avião que Lindbergh usou na competição, chamado Spirit of Saint Louis, foi construído especialmente para ele. 

Entre os dias 20 e 21 de maio, Lindbergh completou a viagem, em um total de 33 horas e trinta minutos. Imediatamente, conquistou grande admiração, tanto nos Estados Unidos quanto na Europa.

O piloto se casou com a escritora Anne Morrow em 1929. Mais tarde, ela se tornou sua copiloto e navegadora em voos ao redor do mundo. Em 1932, o primeiro filho do casal foi sequestrado e assassinado. O crime recebeu atenção mundial.

No começo da década de 1940, Lindbergh fez discursos pedindo que os Estados Unidos não participassem da Segunda Guerra Mundial. Porém, quando seu país entrou no conflito, ele juntou-se às forças de combate, participando como piloto de cinquenta missões realizadas na área do Pacífico.

Após a guerra, Lindbergh e sua família passaram a viver no estado de Connecticut e depois no Havaí, onde ele morreu. Charles Lindbergh faleceu no dia 26 de agosto de 1974.

Fonte: escola.britannica.com.br - Fotos: Library of Congress, Washington, D.C. / National Archives, Washington, D.C./ US Today

Notícias do Dia

Boeing desenvolve bastão ultravioleta que promete matar 99,9% dos germes

Caminhão transportando avião raro fica preso em pedágio

Antonov 26 caiu por estar com 8 mil quilos, acima de seu limite, denuncia ex-operador

Nella Linhas Aéreas abre vagas de trabalho, veja quais são os requisitos

Você já viu quais são os novos voos da Azul Conecta na Amazônia?

Aviação pré-pandemia só será igualada em 2025, prevê Alta

Avião é o meio de transporte mais seguro do mundo, inclusive durante a pandemia

Companhia aérea usará spray anticoronavírus nas cabines 

EUA estudam medidas para ajudar empresas aéreas, como Delta, American e United

Seis B-52Hs voam em formação com caças F-16 da Noruega, no norte da Europa

Rússia pode estar testando voo autônomo com seu mais moderno caça

França realizou o primeiro reabastecimento em vôo de um Airbus H225M Caracal usando o A400M

Helicóptero-drone da Rússia é destacado por revista norte-americana

Stella Tecnologia lança drone estratégico Atobá

Projeto do Aeroporto Regional do Sudoeste é encaminhado para o Governo Federal

United dá atualização sobre desaparecimento de VP de vendas

Maior jato de negócios da Bombardier recebe duplo HUD

Vídeos que mostram incêndios não são de acidente de avião em Dubai

terça-feira, 25 de agosto de 2020

História: Aconteceu em 25 de agosto de 1985 - Acidente no Maine deixa 8 mortos

O voo 1808 da Bar Harbor Airlines era um voo programado do Aeroporto Internacional Logan para o Aeroporto Internacional de Bangor, nos Estados Unidos, em 25 de agosto de 1985.

A estudante americana Samantha Smith foi convidada por Yuri Andropov para visitar a URSS em 1983

Na aproximação final ao Aeroporto Municipal de Auburn/Lewiston, o Beechcraft 99. prefixo N300WPda Bar Harbor Airlines caiu antes da pista, matando todos os seis passageiros e dois tripulantes a bordo. 

Entre os passageiros estava Samantha Smith , uma estudante americana de treze anos que se tornou famosa como uma " embaixadora da Boa Vontade " na União Soviética e que havia sido escalada para o programa de televisão Lime Street .

O voo 1808 normalmente parava em rota em Augusta e Waterville , Maine. A tripulação de voo era composta pelo capitão Roy W. Fraunhofer e o primeiro oficial David C. Owen. Os dois haviam voado com o avião de Bangor para Boston e de volta no início da tarde em um clima pior. 

Na segunda viagem, eles foram avisados ​​em uma parada em uma rota em Augusta que, devido aos atrasos do controle de tráfego aéreo em Boston, seu voo de volta 1788 via Auburn/Lewiston , Maine, estava sendo cancelado. Em vez disso, eles operariam o último voo 1808 com Auburn adicionado como uma parada de bandeira para acomodar os passageiros do voo 1788.

O voo 1808 embarcou em Boston com 6 passageiros; dois para Auburn, três para Augusta e um para Waterville. Um quarto passageiro havia realmente feito o check-in para Augusta, mas não respondeu às chamadas de embarque, então o voo partiu sem ele. 

vôo 1808 decolou da pista 04L de Boston às 21:30 para um vôo para Auburn. A liberação foi recebida de 7000 pés e para entrar em contato com o Controle de Aproximação de Portland.

A Aproximação de Portland autorizou o voo 1808 às 21h58 para uma aproximação ILS na pista 04. Três minutos depois, o controlador notou que o vôo 1808 estava a leste do curso e perguntou se estava recebendo o localizador Lewiston. 

O capitão respondeu que não e recebeu instruções para virar à esquerda na direção 340. Uma curva à esquerda para 354deg começou e a aeronave passou o Lewie Outer Marker (LOM) a 165 nós, 2600 pés (30 nós rápido demais e 600 pés muito alto). 

Às 22h02, a aeronave saiu pelo lado esquerdo do localizador, ainda com rumo de 354 graus. A tripulação então tentou capturar o glide slope e entrar no localizador novamente até que ele entrasse no lado esquerdo do localizador (22:04:08) e desceu pelo limite inferior do glide slope. 

Às 22:04:16, aproximadamente, a aeronave atingiu árvores a 4007 pés antes da pista e 440 pés à direita da linha central.

Este acidente atraiu atenção incomum da mídia por causa de um pequeno acidente de avião. Dois dos três passageiros que se dirigiram para Augusta eram Samantha Smith e seu pai, que estavam voltando de Londres, Inglaterra, na época.

Selo memorial de Samantha Smith emitido pela URSS

Três anos antes, ela havia escrito ao secretário-geral soviético Yuri Andropov sobre seu desejo de paz entre os Estados Unidos e a União Soviética. Andropov, em sua resposta, convidou ela e sua família para um tour pela União Soviética. 

Em 1985, a ABC a contratou para ser atriz em seu novo show Lime Street , que foi filmado em Londres. [3] Ela e seu pai estavam voltando para casa durante uma pausa nas filmagens, quando ocorreu o acidente fatal.

Jane Smith, a mãe de Samantha, abriu um processo de homicídio culposo contra a Bar Harbor Airlines. O caso foi posteriormente resolvido fora do tribunal por uma quantia não revelada. 

Fontes: ASN / Wikipedia - Imagens: Reprodução