sábado, 30 de outubro de 2010

Estação espacial completa 10 anos

Há uma década, astronautas chegavam ao maior veículo orbital já construído

A ISS há 10 anos e hoje

Da Terra, há pouco para ver, mas de perto o local ganha uma forma mais complexa: um casco brilhante de tubos interligados e treliças de metal sustentadas por gigantescos painéis em forma de asas. Com o espaço interno de uma casa de cinco dormitórios, ali se encontram os ambientes de convivência mais extremos que já se construiu. O que parece uma estrela nos céus é o reflexo da luz solar na Estação Espacial Internacional (ISS).

Na próxima semana, a Nasa comemorará dez anos de vida no maior veículo espacial orbital já construído (os primeiros residentes chegaram em 2 de novembro de 2000), mas pouco menos de 200 pessoas conheceram a vida a bordo dele. "Mal consigo acreditar no que vi", diz Piers Sellers, astronauta da mais recente missão à estação. "Toda hora ela volta nos meus sonhos."

As filmagens de astronautas dando cambalhotas e caçando comida pelo ar faz parecer que a estação espacial está flutuando, livre da influência da gravidade. Nada poderia estar mais errado. O posto avançado orbital - todas suas 450 toneladas - está caindo na Terra e se espatifaria nela se não estivesse se movendo com velocidade para manter uma curva suave em torno do planeta.

A viagem

Chegar à estação espacial leva dois dias. A estação voa a uma altitude de 354 quilômetros (mais de 30 vezes a altitude de um avião, a uma velocidade de 27,5 mil km/h). O ônibus se aproxima da estação por baixo e dá um cambalhota para trás. A tripulação tira fotos, que são examinadas em busca de rachaduras e furos - danos provocaram a destruição do ônibus Columbia em 2003.

A cautela se justifica pelos valores: US$ 1,7 bilhão para um ônibus espacial e US$ 100 bilhões para a estação. "Você vê aqueles rostos pálidos excitados por nos ver. Às vezes, passaram-se meses desde a última vez que viram alguém de fora", diz Sellers.

O espaço

Ao todo, o espaço vital na estação é o equivalente a uma vez e meia o de um Boeing 747. Instalações de armazenamento, laboratórios e salas se projetam desse tubo para dar aos astronautas espaços para fazerem suas tarefas, experiências e operar os dois braços robóticos da estação. Aparafusada na estação está uma enorme estrutura com 16 painéis solares para fornecer energia elétrica.

A estação tem uma tripulação de seis pessoas. Há uma arte sutil em se movimentar sem se chocar com tudo, arrancando computadores, equipamentos e outros objetos presos por almofadas de velcro. A higiene pessoal é obrigatória, mas as condições de falta de gravidade tornam o banho uma coisa delicada. Gotículas de água pode causar sufocamento se forem inaladas e podem provocar curto-circuito em equipamentos, por isso muitos usam lenços úmidos.

Sabe-se de tripulações exclusivamente masculinas que se despiam e se esfregavam em massa. Lavar o cabelo é espinhoso. Os homens recebem cortes de cabelo escovinha antes de uma missão. Mesmo Sunita Williams, que passou 195 dias na estação - um recorde feminino -, teve seu cabelo preto cortado. "Lavar era demorado", diz ela.

Usar o vaso sanitário também exigia uma certa prática, mas isso ficou menos traumático depois do redesenho que substituiu sacos plásticos por um vaso com sistema de sucção, como os usados em aviões. A urina dos astronautas é reciclada para consumo.

A rotina

A estação espacial leva uma hora e meia para circundar o planeta - são 16 voltas por dia. Um esquema de janelas vedadas e horários para dormir é imposto pelos controladores da missão. As tripulações são despertadas por música acionada pela Nasa. Cada dia, a trilha é dedicada a um astronauta e escolhida por sua esposa ou algum colega.

Fonte: O Estado de S.Paulo - Tradução: Celso Paciornik - Fotomontagem: N. Atkinson

Balões caem em Boituva, três turistas morrem e mais de 10 ficam feridos

Um grave acidente envolvendo balões de turismo aconteceu na manhã deste sábado no município de Boituva, a 117 quilômetros de São Paulo. Pelo menos dezesseis pessoas ficaram feridas e três morreram, segundo informações da Guarda Civil Municipal da cidade. É o primeiro acidente de balão com mortes no país, segundo a Confederação Brasiliera de Balonismo.




Oito balões saíram do Centro Nacional de Paraquedismo na manhã deste sábado e pelos menos seis foram atingidos por uma rajada de vento. Segundo o Corpo de Bombeiros, quatro balões fizeram pousos de emergência.

De acordo com o relato de uma testemunha, Wady Hadad, outros dois balões - um com seis e outro com nove pessoas - caíram por volta das 7h15m da manhã, a cerca de 5 quilômetros do ponto de decolagem. O balão que decolou com seis pessoas caiu próximo a uma residência em um bairro rural chamado Fazenda Pinhal. Neste morreram três pessoas: o piloto Antonio Carlos Giusti, além de Cláudia Monteiro e Everton Dercilia. Os demais passageiros ficaram feridos. Segundo testemunhas, o balão bateu em árvores e caiu sobre uma grade com lanças.

O outro balão, com nove pessoas, também caiu próximo ao primeiro. Antes de cair, este balão 'quicou' na área de um condomínio de chácaras chamado Vitasay e, em seguida, caiu em um canavial próximo à Rodovia Castello Branco. As vítimas foram levadas para hospitais de Sorocaba, Boituva e Itu. Uma jornalista de uma emissora de TV que estava a passeio sofreu traumatismo craniano e foi levada para o Sanatorinho, em Itu. Uma criança de 6 anos também foi internada com ferimentos.

Segundo informou o Hospital Regional de Sorocaba, quatro pessoas foram atendidas e nenhuma delas corre risco de morte. São elas: Alessandro Taveira, Claudio Vitorino da Silva (fratura na costela), Mário César Machado Cruz e Fabiana Garcia Magalhães (fratura no antebraço). Todos estão internados na ala de politraumatismo

O piloto de um dos balões que conseguiu pousar, Jhonny Alvarez, disse que quando todos decolaram o tempo estava bom, mas que logo em seguida houve uma mudança brusca, com vento e chuva forte. A meteorologia já previa nesta sexta-feira a passagem de uma frente fria pelo estado de São Paulo, com chuva.

Os voos de balão começaram em Boituva no ano 2000 com o Clube de Balonismo e hoje já existem diversos profissionais atuando na área. Os voos podem ser feitos nos fins de semana e nos feriados, desde que previamente agendados. Só há decolagem se as condições do tempo forem favoráveis, de acordo com as empresas.

Segundo os organizadores dos passeios, não é necessário nenhum conhecimento ou experiência prévia dos passageiros. Também não são necessárias roupas especiais para voar. O voo é feito com um piloto habilitado, que dá todas as instruções aos passageiros. Os passeios duram cerca de 1 hora e custam R$ 250, cobrindo uma distância de até 30 quilômetros, dependendo da velocidade do vento.

Fontes: SPTV / TVTEM / O Globo - Foto: Jornal Primeira Impressão

Melhorias na Torre de Controle do Santos Dumont

Os controladores de tráfego aéreo do Aeroporto do Rio de Janeiro/Santos Dumont (RJ) iniciaram, neste mês de outubro, a operação experimental de uma nova central de áudio da Torre de Controle do aeroporto – operada por profissionais da Infraero. A empresa investiu cerca de R$ 267 mil na aquisição da central, que estará em teste até o próximo dia 15/11.

O equipamento possui instrumentos de última geração, além da ferramenta “touch-screen”, que permite, com um simples toque na tela, o acesso do controlador aos diversos segmentos operacionais de telecomunicações, proporcionando de maneira ágil o acesso aos recursos de rádio e telefonia de qualquer ponto da rede.

“Esta central, com suas modernas consoles, permitem pureza na transmissão e clareza na recepção. Ela vem nos trazer precisão, confiabilidade e a tranquilidade necessária para realizarmos um trabalho de excelência", explicou Antônio Barrocas, coordenador de Tráfego Aéreo da Torre de Controle do Santos Dumont.

No último dia 20/10 foi celebrado o Dia Nacional do Controlador de Tráfego Aéreo. O controlador de voo é o profissional responsável pela radiocomunicação com os pilotos, pelas comunicações de coordenação com os órgãos de tráfego aéreo adjacentes, emitindo autorizações e instruções que visam a separação, a ordenação, a fluidez e a segurança das operações aéreas.

Fonte e fotos: Assessoria de Imprensa – Infraero

França e Reino Unido suspendem frete aéreo do Iêmen

A França e o Reino Unido aplicaram restrições ao frete aéreo de cargas vindas do Iêmen após dois pacotes-bomba do país asiático terem sido interceptados em Dubai e na Grã-Bretanha.

A agência de aviação civil francesa (DGAC) afirmou em um comunicado que, "após a descoberta de dois aviões transportando pacotes suspeitos do Iêmen e depois do alerta internacional feito pelas autoridades norte-americanas", foi solicitado que "todas as companhias aéreas suspendessem o carregamento de cargas vindas do Iêmen".

A DGAC, no entanto, informou que a suspensão no transporte de cargas iemenitas era temporária e que discutiria o assunto com outras autoridades de transporte europeu.

No Reino Unido, a secretária do Interior, Theresa May, disse que o país baniu a movimentação de todas as cargas aéreas desacompanhadas vindas do Iêmen. Ela acrescentou que o governo não elevará o nível de probabilidade de ataque terrorista - atualmente em "severo". As informações são da Dow Jones e da Associated Press.

Abaixo: uma década de violência no Iêmen:


Fonte: Agência Estado - Imagem: BBC

Pirocumulonimbus: super nuvem supera força de um vulcão

Uma cumulonimbus é uma nuvem impressionante - uma torre gigantesca em forma de bigorna, que pode chegar a 8 quilômetros (km) de altura, disparando raios, ventos e chuvas.

Uma pirocumulonimbus combina fumaça e fogo com as características de uma tempestade violenta. Poluentes dessas tempestades são canalizados até a estratosfera - Imagem: Naval Research Lab/Mike Fromm

Adicione fumaça e fogo a essa mistura e você terá uma pirocumulonimbus, um verdadeiro dragão das nuvens, capaz de cuspir fogo, gerando uma tempestade explosiva realmente criada pela fumaça e pelo calor do fogo, capaz de devastar milhares de hectares.

E, nesse processo, a tempestade de pirocumulonimbus vai criar um funil que, como uma chaminé, levará sua fumaça até a estratosfera da Terra, com efeitos adversos duradouros.

Nuvem dragão

Estudando esses dragões das nuvens, que cospem o fogo que as gera para áreas enormes, os cientistas agora acreditam que estas tempestades intensas podem ser a fonte do que anteriormente se acreditava serem partículas vulcânicas arremessadas até a estratosfera.

Eles também sugerem que as pirocumulonimbus aparecem com mais frequência do que se pensava, e afirmam que elas são responsáveis por um grande volume dos poluentes aprisionados na atmosfera superior da Terra.

"Um pirocumulonimbus individualmente pode injetar partículas na baixa estratosfera em altitudes de até 16 km," afirma o Dr. Glenn K. Yue, um cientista atmosférico do Centro de Pesquisas Langley, da NASA.

Yue é um dos oito autores de um artigo sobre pirocumulonimbus, publicado no Boletim da Sociedade Meteorológica Americana, intitulado "A História Não Contada das Pirocumulonimbus".

Nuvem vulcânica

O artigo reavalia dados anteriores para concluir que muitos eventos de poluição na estratosfera têm sido erroneamente atribuídos a partículas de erupções vulcânicas.

Três "fenômenos de nuvens misteriosas" foram citados como exemplos que foram na verdade o resultado de tempestades pirocumulonimbus, incluindo um inicialmente atribuído à erupção de 1991 do Monte Pinatubo, nas Filipinas.

A coluna de fumaça que se pensava ter sido criada pelo Pinatubo foi, concluem eles, de uma tempestade pirocumulonimbus no Canadá.

Imagem real de uma pirocumulonimbus registrada no dia 19 de Junho de 1991 em Quebec, no Canadá - Imagem: Fromm et al.

Uma razão para essa interpretação errônea, diz Yue, é que os cientistas acreditavam que nenhum fenômeno natural teria tanta energia quanto uma erupção vulcânica para penetrar a "tropopausa" da Terra em um período tão curto de tempo. A tropopausa é a barreira entre a atmosfera baixa e a estratosfera.

Chuva de fogo

Yue e seus colegas reavaliaram dados do instrumento SAGE II, a bordo do Earth Radiation Budget Satellite satélite. O SAGE II foi lançado em 1984 e desativado em 2005.

"Nosso trabalho também mostra que as pirocumulonimbus acontecem com mais frequência do que as pessoas imaginam," acrescenta Yue. Em 2002, por exemplo, vários instrumentos de sensoriamento detectaram 17 eventos distintos de pirocumulonimbus apenas na América do Norte.

Os seres humanos têm sido responsáveis por muitas tempestades pirocumulonimbus, diz Mike Fromm, primeiro autor do artigo.

O pior incêndio da história do Colorado foi iniciado por um funcionário do serviço florestal "e dentro de 24 horas houve uma tempestade pirocumulonimbus," diz Fromm, um meteorologista do Laboratório de Pesquisas Navais em Washington.

Impulsionado pela tempestade que que ele próprio gerou, o incêndio de 2002 destruiu 138.000 acres (558,5 quilômetros quadrados) em quatro municípios, deslocou mais de 5.000 pessoas de suas casas e causou seis mortes.

Se as ações humanas influenciam a atividade das pirocumulonimbus o suficiente para afetar significativamente o clima global é uma questão em aberto. Acredita-se que a atividade humana cause o aquecimento global, que aumenta o número de incêndios florestais.

"É uma história convincente. Mas não sabemos o bastante para dizer se há provas suficientes disso," diz Fromm.

Bibliografia:

The Untold Story of Pirocumulonimbus
Michael Fromm, Daniel T. Lindsey, René Servranckx, Glenn Yue, Thomas Trickl, Robert Sica, Paul Doucet, Sophie Godin-Beekmann
Bulletin of the American Meteorological Society
Vol.: 91, Issue 9
DOI: 10.1175/2010BAMS3004.1


Fonte: Michael Finneran (NASA) via Site Inovação Tecnológica

República Dominicana solicita ajuda para aviação do Haiti

A República Dominicana solicitou na quarta-feira ajuda concreta para o sistema de aviação civil do Haiti, que entrou em colapso após o terremoto que assolou parte da nação em 12 de janeiro. O pedido foi feito pelo diretor-geral do Instituto Dominicano de Aviação Civil (Idac), José Tomas Pérez, na terceira reunião sobre segurança operacional da aviação pan-americana, que aconteceria até sexta-feira em Punta Cana, leste do país.

Segundo o diretor, após o terremoto o sistema de aviação do país vizinho entrou em colapso, por isso que considerou "uma prioridade a administração de ajudas concretas" nessa matéria. Na reunião participam representantes de 11 países, incluindo Colômbia, Costa Rica, Chile, Brasil, Estados Unidos, Haiti, Jamaica e a República Dominicana, além de dezenas de organizações internacionais de aviação civil.

Pérez afirmou ainda que a República Dominicana experimentou nos últimos anos um crescimento considerável de sua segurança operacional, graças ao trabalho interno e à supervisão de entidades como a Organização da Aviação Civil Internacional (Icao) e a Administração Federal de Aviação dos EUA (FAA, na sigla em inglês).

A diretora regional da Icao, Loretta Martin, falou sobre a redução dos acidentes aéreos no ano passado, quando 2,3 trilhões de passageiros percorreram o mundo e "só 654 pessoas foram vítimas de acidentes fatais". Isso significa "que a redução de acidentes foi considerável", mas afirmou que a meta é "que não haja um só acidente, que ninguém saia lesionado durante uma operação aérea".

Fonte: EFE via Terra - Imagem: haitilibre.com

Infraero instala equipamentos para passageiros especiais nos aeroportos do Rio e João Pessoa

A Infraero confirmou que já foram instalados equipamentos para facilitar a acessibilidade dos passageiros especiais nos aeroportos internacionais do Rio de Janeiro/Galeão-Antonio Carlos Jobim e de João Pessoa/Presidente Castro Pinto. Essas ações fazem parte da Política de Acessibilidade da empresa.

No Aeroporto Internacional do Galeão (RJ), a Infraero disponibilizou, no Terminal de Passageiros 1, nove balcões de check-in adaptados para usuários cadeirantes (foto acima). Os balcões são identificados com um adesivo e possuem uma mesa retrátil que, quando acionada, fica na altura do passageiro que utiliza cadeira de rodas.

O superintendente do Galeão, André Luis Marques, classificou a ação como um ato de suma importância na relação do aeroporto com os passageiros. "O aeroporto, adaptando-se a essas necessidades, torna-se habilitado para qualquer evento e para atender com maior nível de conforto os passageiros e usuários", afirmou André Luis.

As novas instalações atendem todas as empresas aéreas do Terminal 1, que compartilham os balcões de check-in. A intenção é de que mais equipamentos como esses sejam instalados no Terminal de Passageiros 2.

Fonte: Mercado & Eventos - Foto: Infraero

Pilotos e comissários de bordo da França fazem greve

Sindicatos representando os pilotos e comissários de bordo da França anunciaram uma greve de quatro dias a partir de sexta-feira, dia 5 de novembro, como forma de protesto contra um plano da Assembleia Nacional que prevê a aplicação de impostos a alguns benefícios oferecidos a esses profissionais.

Os parlamentares estão debatendo se os pilotos e comissários, que pagam menos por passagens aéreas, estadias em hotéis e estacionamento em aeroportos, devem pagar impostos por esses serviços, o que reduziria o desconto atualmente oferecido.

"Isso não diz respeito apenas aos pilotos, afeta todos, particularmente os funcionários de transporte", disse Yves Deshayes, membro do departamento executivo do SNPL France Alpa, principal sindicato de pilotos da França.

O SNPNC/FO, sindicato dos comissários de bordo franceses, alertou que a lei terá sérias consequências para seus membros. "Diversos comissários vivem no interior e trabalham em Paris. Eles usam de três a quatro passagens por mês para voltar para casa", afirmou a presidente do sindicato, Fatiha Aggoune-Schneider. As informações são da Dow Jones.

Fonte: Agência Estado - Foto: AFP/france24.com

Justiça condena companhia aérea a indenizar passageiros maltratados no embarque

A 2ª Turma Cível do TJ-DF (Tribunal de Justiça do Distrito Federal) confirmou a sentença da 4ª Vara Cível de Brasília, que condenou a TRIP Linhas Aéreas a pagar indenização de R$ 10 mil, a título de danos morais, e R$ 2.195,40, por danos materiais, a dois passageiros que foram maltratados no balcão de embarque da empresa. A decisão foi unânime.

Segundo o acórdão, os passageiros adquiriram passagens para Fernando de Noronha no site da TAM Linhas Aéreas, e a empresa TRIP ficou responsável pelo trecho que vai de Fernando de Noronha a Recife. No momento do ckeck- in, o funcionário da TRIP, mesmo diante da confirmação junto à TAM de que um dos passageiros teria direito a maior franquia de bagagem, cobrou o excesso de peso das malas e emitiu um recibo sem qualquer individualização do serviço cobrado.

Os passageiros pediram recibo detalhado para poderem solicitar o ressarcimento do valor à TAM. Segundo informações da assessoria de imprensa do TJ-DF, o funcionário,de forma grosseira, disse que se eles quisessem embarcar teriam que aceitar aquele recibo. Quando o passageiro tentou ler o recibo, foi surpreendido por um movimento brusco do funcionário que lhe retirou o papel, amassou e o jogou na cesta de lixo.

Segundo o processo, além de retirar o recibo, o funcionário impediu um dos passageiros de pegar a nota de bagagem do lixo, e disse: "eu não entro na sua casa e no meu balcão você também não entra". Diante da humilhação e intransigência sofrida, os passageiros tiveram de recolher suas bagagens e foram para a delegacia local.

A Turma entendeu que o grau de lesividade da conduta negligente da empresa TRIP é alto, pois os consumidores foram mal tratados, tiveram de se encaminhar à autoridade policial, perderam o vôo, tiveram de adquirir novas passagens, procurar outra empresa aérea, com o desgaste físico e emocional que tais fatos implicam. Os passageiros receberão, por dano material, o valor gasto com a compra de novas passagens em outra empresa aérea e, pelo dano moral, R$ 5.000 cada um.

Fonte: Última Instância

Brasileiro gasta US$ 2 bi com aéreas estrangeiras

Valor pago em passagens até setembro às empresas estrangeiras já passa de US$ 2 bilhões e supera o total de 2009, enquanto estrangeiros gastaram apenas US$ 198 milhões com empresas brasileiras

O dólar barato produz um efeito extra para os milhões de dólares deixados mensalmente por brasileiros em hotéis e lojas do exterior. Além do rombo da conta de turismo, viajantes também têm feito disparar o saldo negativo da conta de passagens aéreas.

Segundo dados do Banco Central, brasileiros pagaram US$ 262,2 milhões em setembro às companhias estrangeiras que ligam o Brasil a outros países, valor 40% maior que o verificado em igual mês do ano passado.

No acumulado do ano, a conta paga às empresas aéreas estrangeiras já soma US$ 2,07 bilhões - valor superior ao total pago em todo o ano de 2009, quando a despesa somou US$ 1,99 bilhão. A conta de passagens é contabilizada à parte do saldo de viagens internacionais.

Enquanto brasileiros gastaram mais de US$ 2 bilhões com bilhetes em companhias estrangeiras, empresas brasileiras receberam em setembro apenas US$ 17,5 milhões de turistas internacionais em visita ao Brasil.

No acumulado de janeiro ao mês passado, o valor soma US$ 198 milhões - menos de um décimo da despesa de brasileiros nos aviões estrangeiros.

Além de o brasileiro viajar cada vez mais ao exterior, o déficit da conta de passagens é potencializado pela forte concorrência dos estrangeiros. Um exemplo está em uma das rotas mais usadas para os Estados Unidos: o voo entre São Paulo e Nova York. Diariamente, há cinco voos diretos entre as duas cidades - três de empresas estrangeiras (American Airlines, Continental e Delta) e duas partidas da brasileira TAM.

Entre Guarulhos e Miami, três dos cinco voos diários são operados pela American Airlines e dois pela TAM. Para Madri, a espanhola Iberia tem dois voos diários e a TAM viaja apenas uma vez por dia. Há, ainda, dois voos semanais da Air China para a capital espanhola.

Além disso, há uma série de rotas que partem das cidades brasileiras e são exploradas exclusivamente pelas companhias estrangeiras, como Atlanta, Cidade do México, Cidade do Panamá, Dallas, Doha, Dubai, Houston, Johannesburgo, Lisboa, Los Angeles, Pequim e Toronto.

Fonte: Fernando Nakagawa - O Estado de S.Paulo

Pantanal cancela outro voo; ônibus conduz passageiros até Londrina

MP move inquérito para averiguar reincidência; Anac observa situação

Mantendo a regularidade ao longo da semana, a Pantanal Linhas Aéreas cancelou novamente o voo das 17h20, que partiria nesta sexta-feira (29) com destino à Guarulhos. De segunda-feira até ontem, três dos cinco embarques marcados para o mesmo horário foram cancelados e a exemplo do que aconteceu na quarta-feira (27) os passageiros que insistiram em viajar foram levados de ônibus até Londrina (PR) para de lá partirem rumo à região metropolitana de São Paulo.


Nos últimos 10 dias pelo menos 10 voos locais foram cancelados pela companhia aérea, situação que já lhe rendeu o status de alvo em inquérito movido pelo Ministério Público (MP) e também avaliações mais detalhadas da Anac (Agência Nacional de Aviação Civil).

O MP anunciou na quinta-feira (28) que vai iniciar nos próximos dias, ainda sem data definida, a coleta de depoimentos de passageiros prejudicados pela Pantanal e também pela Passaredo, que cancelou um voo no sábado.

Ontem um dos prejudicados foi a advogada Nicole Terpins, que foi até Londrina para embarcar e acabou perdendo compromissos na capital paulista. “É uma situação complicada. A gente depende de horários, tem compromissos na agenda, e acabamos tendo que desmarcar pela falta de comprometimento da companhia com os usuários”.

Não há previsão confirmada de cancelamento para hoje, mas para amanhã a Pantanal já anunciou que o voo das 5h não deve decolar.

Fontes: diariodemarilia.com.br / folhadaregiao.com.br

Proteger a Terra contra asteroides requer cooperação, diz astronauta

A Nasa rastreia cerca de 7.000 objetos próximo da Terra que têm alguns metros de diâmetro

Ilustração do asteroide de Chicxulub, que teria preciptado o fim dos dinossauros

Cientistas espaciais e ex-astronautas de diversos países estão pedindo um aumento na cooperação internacional para ajudar a evitara a ameaça de um asteroide chocando-se com a Terra.

O ex-astronauta da Nasa Thomas D. Jones disse que já existe tecnologia para evitar que uma rocha gigante atinja a Terra, mas que a implementar um plano de defesa requer que os países trabalhem juntos.

Jones faz parte de um grupo que se reuniu no centro de operações da Agência Espacial Europeia (ESA), na Alemanha, para pressionar agências espaciais de todo mundo a formar um grupo para tratar do problema, dentro das Nações Unidas.

A Nasa rastreia cerca de 7.000 objetos próximo da Terra que têm alguns metros de diâmetro. Desses, 1.111 são "potencialmente perigosos".

No dia 12 de outubro, um pequeno asteroide, 2010 TD54, passou entre a Terra e a Lua. Com tamanho estimado entre 5 metros e 10 metros de diâmetro, em seu momento de maior aproximação de nosso planeta o asteroide chegou a 45.000 km sobre Cingapura. O risco de colisão foi considerado zero.

Atualmente, de todos os asteroides monitorados, apenas um, 2007 VK184, atinge um grau acima de zero na Escala Torino, criada para medir riscos de colisão.

Ele está no primeiro grau da escala, definido como "cálculos atuais mostram que a chance de colisão é extremamente baixa, sem causa para atenção ou preocupação do público".

O asteroide fará quatro passagens próximas da Terra entre 2048 e 2057. O maior risco de colisão, de 0,03%, está em 2048. Seu diâmetro é de 130 metros.

Fonte: Carlos Orsi (estadão.com.br com Associated Press) - Imagem: Divulgação/JPL-Nasa

Traje espacial parecido com uniforme do Homem Aranha mantém ossos de astronautas intactos

Roupa desenvolvida pelo MIT será usada em missões longas, como em viagens a Marte

Esta nova roupa parecida com a malha do Homem Aranha pode não ser muito fashion, mas deverá ajudar a manter os ossos dos astronautas intactos durante missões longas.

Testes com o protótipo do traje, que está sendo desenvolvido por uma equipe do Laboratório Homem-Veículo do MIT (Instituto de Tecnologia de Massachusetts), nos Estados Unidos, mostram que simula os efeitos da gravidade no corpo humano, o que poderá resolver um dos maiores obstáculos ao futuro das viagens espaciais. A informação é do site Popsci.

Astronautas perdem de 1% a 2% da massa dos ossos a cada mês que ficam no espaço. Nas missões Gemini, regimes de exercícios de condicionamento foram usados para tornar mais lenta essa perda óssea.

Mas um estudo da Nasa revelou que, mesmo assim, membros da tripulação da ISS (Estação Espacial Internacional) perderam até 2,7% da parte interna dos ossos e 1,7% do osso do quadril por mês.

Se os membros da tripulação perderem essa quantidade de osso depois de quatro a seis meses no espaço, astronautas em viagem a Marte – missões que podem levar vários anos – poderiam perder massa óssea suficiente para ter fraturas durante as tarefas na superfície do planeta vermelho.

Com estribos em volta do pé, o traje espacial é muito curto de propósito para que fique esticado ao ser colocado, puxando os ombros do astronauta na direção do pé.

Em condições normais de gravidade na Terra, as pernas do ser humano suportam mais peso do que o tronco. Como a parte de baixo do traje esticam mais do que a região do tronco, as pernas do astronauta ficam sujeitas a uma força maior, imitando os efeitos da gravidade na Terra.

O teste do protótipo foi realizado em voos parabólicos que criaram breves períodos de gravidade zero. Os resultados mostraram que o traje imitou com sucesso a força da gravidade sobre o tronco e as coxas, mas não exerceu força suficiente na parte inferior das pernas.

Agora, os pesquisadores vão melhorá-lo para resolver esse problema. Eles também pretendem testar o traje para ver como se comporta à noite.

Voluntários que o testaram nos voos disseram que ele é confortável e não restringiu muito os movimentos, o que significa que os membros da tripulação poderão usá-lo para trabalhar e se exercitar.

Fonte: R7 - Foto: Reprodução

Nasa adia lançamento do Discovery para quarta-feira

A Nasa adiou hoje o lançamento do Discovery para a próxima quarta-feira, já que os especialistas demorarão mais que o previsto para regular um vazamento de hélio e nitrogênio em uma peça da nave.

"Atualmente estamos em bom caminho para conseguir", disse o diretor de testes da Nasa, Jeff Spaulding.

O lançamento foi programado para quarta-feira, 3 de novembro, às 15h52 hora local (17h52 no horário de Brasília). O Discovery sairá em sua última missão do Centro Espacial John F. Kennedy, na Flórida.

A Nasa detectou um vazamento de hélio e nitrogênio na área de pressurização do sistema de manobra orbital direito da nave, que a obrigou, na sexta-feira, a adiar o lançamento que inicialmente estava previsto para 1º de novembro.

No entanto, segundo Spaulding, a Nasa tem uma margem de até domingo, 7 de novembro, para efetuar a operação.

O Discovery viajará à Estação Espacial Internacional (ISS) na missão STS-133, para levar um módulo de armazenamento e suprimentos.

Além dos seis tripulantes viajará o androide Robonaut 2, conhecido como R2, que ficará como um membro a mais da Estação Espacial.

Durante os 11 dias que durará a missão, os astronautas realizarão duas caminhadas espaciais.

O comandante Steve Lindsey, o piloto Eirc Boe e os especialistas de missão Alvin Drew, Tim Kopra, Michael Barratt e Nicole Stott, compõem a missão STS-133.

A probabilidade de que as condições meteorológicas sejam favoráveis para o lançamento é de 70%, segundo a meteorologista da Nasa, Kathy Winters.

As principais preocupações são as nuvens baixas e a possibilidade de chuva a 32 quilômetros da pista do Centro espacial, de onde partirá e aterrissará a nave.

Fonte: EFE via Terra - Imagem: NASA

Mulher suspeita de enviar pacotes explosivos aos EUA é presa no Iêmen

Polícia iemenita cercou casa da suspeita, cuja identidade não foi revelada.

Ela teria sido identificada graças a chip de celular encontrado em bomba.

Imagem divulgada pela polícia de Dubai mostra o que seria a impressora e o circuito elétrico

A polícia iemenita prendeu neste sábado (30) em Sanaa a mulher suspeita de ter enviado aos Estados Unidos dois pacotes com material explosivo, informaram à Agência EFE fontes dos serviços de segurança.

A prisão foi divulgada pouco depois que o presidente iemenita, Ali Abdala Saleh, anunciou que a casa da suspeita estava cercada e sua detenção devia acontecer nas próximas horas. O governante não informou a identidade da mulher, mas disse que foi descoberta pelos serviços de inteligência americanos, que a identificaram graças ao chip de um telefone celular encontrado na bomba interceptada no Reino Unido.

Nesta sexta-feira foram localizados e desativados dois pacotes-bomba em aviões de carga, um no aeroporto britânico de East Midlands, a bordo de um avião da empresa UPS, e o segundo em Dubai, nos Emirados Árabes Unidos, em um contêiner da companhia FedEx, a bordo de outro avião.

O destino das bombas eram duas sinagogas de Chicago, nos Estados Unidos. Anteriormente, fontes da segurança do aeroporto de Sanaa tinham indicado à Agência EFE que, aparentemente, os pacotes teriam sigo entregues por duas mulheres.

Tanto autoridades dos Estados Unidos com dos Emirados Árabes apontaram que a Al Qaeda está por trás do atentado fracassado.

Fonte: EFE via G1 - Foto: AP

Aviões de carga são o calcanhar de Aquiles da segurança aérea

Os aviões de transporte de carga são o calcanhar de Aquiles da segurança aérea, afirmou o especialista da revista Jane''s Aviation, Chris Yates, ao comentar a descoberta de pacotes com explosivos em aeronaves que tinham os Estados Unidos como destino.

Em uma entrevista ao jornal britânico Daily Telegraph, Yates afirmou que a segurança no transporte aéreo de carga é uma preocupação desde 2001, mas admitiu que "é muito difícil examinar em profundidade contêineres de grande tamanho, levando em consideração as tecnologias utilizadas".

Para David Learmount, especialista em segurança da revista Flight Global, o transporte de carga sempre foi um alvo potencial dos terroristas, mas estes concentraram os ataques até agora na aviação comercial.

"Quando um contêiner é despachado, passa pelos mesmos controles que os de um passageiro que reserva um voo", declarou ao jornal britânico.

Londres anunciou na sexta-feira uma análise urgente das medidas de segurança dos pacotes procedentes do Iêmen, depois da descoberta na sexta-feira no aeroporto de East Midlands, centro da Inglaterra, de um pacote suspeito em um avião que viajava do Iêmen para os Estados Unidos.

Fonte: AFP via Terra

Autoridades fecham escritórios de FedEx e UPS em Sanaa, no Iêmen

As autoridades iemenitas fecharam neste sábado os escritórios das empresas FedEx e UPS em Sanaa, um dia depois de as policias de Dubai e Reino Unido terem localizado dois pacotes com bombas a bordo de aviões de transporte dessas companhias.

Um alto funcionário do Ministério do Interior do Iêmen disse à Agência Efe que agentes da Polícia do país foram ao escritório da FedEx na capital do país para efetuar o fechamento após as primeiras investigações sobre os pacotes.

Além disso, explicou que o escritório da UPS também seria fechado, mas não deu detalhes sobre as causas.

Segundo fontes de segurança do aeroporto internacional de Sanaa, as companhias estão em funcionamento, mas receberam indicações de não aceitar pacotes.

As mesmas fontes indicaram que, aparentemente, as bombas foram entregues por duas mulheres e deviam ser enviadas a sinagogas em Chicago, nos Estados Unidos.

Na bomba descoberta em Dubai foi encontrada a mesma substância explosiva utilizada por um cidadão nigeriano vinculado à Al Qaeda, Umar Farouk Abdulmutallab, no atentado fracassado contra um avião em Detroit, também nos EUA, no Natal de 2009.

Aparentemente, Abdulmutallab viajou ao Iêmen entes do ataque para receber treinamento e conseguir o explosivo.

Fonte: EFE via Terra - Foto: Mohammad Huwais/AFP

Queda de helicóptero francês mata 4 na Antártida

Todos os quatro tripulantes de um helicóptero francês, que caiu em uma região remota da Antártida, foram confirmados como mortos neste sábado, informaram socorristas franceses e australianos. Outro helicóptero, que atende à estação científica Dumont-d''Urville na Antártida, voou ao local da queda da primeira aeronave e um médico que estava a bordo da segunda aeronave confirmou os óbitos, disse em comunicado a Autoridade de Segurança Marítima da Austrália.

O helicóptero Aérospatiale AS 350 Squirrel caiu na noite da quinta-feira a 100 quilômetros de Dumont-d''Urville. Nuvens pesadas impediram que helicópteros se aproximassem da região do acidente até este sábado, por isso um avião C-17 da Força Aérea dos Estados Unidos sobrevoou a área e confirmou antes a queda da aeronave francesa. Um avião australiano, na sexta-feira, também conseguiu sobrevoar a área do desastre e jogou equipamentos de sobrevivência, para o caso de algum tripulante ter sobrevivido ao acidente.

O helicóptero transportava 4 cidadãos franceses - o piloto, um mecânico e dois empregados do Instituto Polar Francês, um centro de pesquisas estatal, conhecido por sua sigla em francês IPEV. O instituto informou que os corpos dos homens foram resgatados e levados para a estação de Dumont-d''Urville, com o auxílio de um avião militar Hércules C-130 enviado pela Austrália.

A ministra francesa da Educação Superior e Pesquisas, Valérie Pécresse, enviou os pêsames às famílias e colegas dos mortos neste sábado. Pécresse "expressa sua total solidariedade à toda a comunidade científica que vive nos polos, atingida por essa perda dramática", diz o comunicado. "Ela elogia a coragem e a determinação de homens e mulheres que conduzem suas pesquisas científicas em condições extremas nas regiões polares". As informações são da Associated Press.

Fontes: Agência Estado / ASN

Bush mandou derrubar aviões sequestrados no 11 de Setembro

Livro de memórias do ex-presidente dos EUA deve ser publicado em novembro

O ex-presidente dos Estados Unidos George W. Bush mandou a Força Aérea derrubar qualquer avião sequestrado depois que as primeiras aeronaves de passageiros atingiram o World Trade Center, em Nova York, no dia 11 de setembro de 2001.

A revelação, parte das memórias do ex-presidente que serão publicadas no livro Decision Points (Pontos de Decisão), em novembro, vazou nesta sexta-feira (29), de acordo com o jornal britânico The Guardian.

Segundo o diário, Bush inicialmente pensou que o voo United Airlines 93, que havia sido sequestrado e caiu na Pensilvânia, fora abatido por caças da Força Aérea. Somente mais tarde o presidente soube que passageiros invadiram a cabine tomada pelos terroristas, que então derrubaram a aeronave.

De acordo com o Guardian, o livro de memórias de Bush começa com uma pergunta do presidente a si mesmo, sobre seus conhecidos problemas com bebida.

- Era uma questão simples: você consegue lembrar do último dia em que não bebeu?

Decision Points também aborda outras questões polêmicas, como a recusa de Bush em permitir pesquisas científicas com células tronco - posição reforçada após um encontro do ex-presidente com o papa João Paulo 2º.

Segundo uma fonte citada pelo site Drudge Report, o livro não traz críticas ao atual presidente, Barack Obama.

- Você vai encontrar um presidente [Bush] forte, amante da vida, e em paz com as decisões que tomou.

Fonte: R7 - Foto: Scott M. Lieberman/19.10.2010/AP

Iêmen: pacote com explosivos que seguia para os EUA foi preparado 'de maneira profissional'

Forças iemenitas procuram por supostos militantes da al-Qaeda que estariam envolvidos numa conspiração para bombardear alvos judaicos em Chicago. A ação foi descoberta pela interceptação, na Grã-Bretanha e em Dubai, de pacotes com explosivos enviados a partir de Iêmen . Até o momento, no entanto, nenhum grupo reivindicou responsabilidade pela ameaça.

"O pacote foi preparado de maneira profissional, onde um circuito elétrico fechado foi conectado a um cartão de telefone celular escondido no interior da impressora", disse um comunicado da polícia de Dubai.

Em discurso em Washington, o presidente Barack Obama se referiu aos incidentes como uma "ameaça crível" para os EUA e prometeu aumentar a segurança pelo tempo necessário. Segundo o presidente, as autoridades americanas não vão poupar esforços para determinar a real fonte do material explosivo e os responsáveis por qualquer complô que possa existir.

- Nós sabemos que a al-Qaeda na Península Arábica continua a planejar ataques contra nosso território, nossos cidadãos, nossos amigos e aliados - disse.

Os pacotes eram destinados a centros judaicos de Chicago. O porta-voz da Casa Branca, Robert Gibbs, disse, no entanto, que nenhum dos destinatários fica perto da casa de Obama na cidade.

Um dos pacotes estava a bordo de um avião cargueiro da empresa United Parcel Service no aeroporto de East Midlands, a cerca 150 quilômetros de Londres. O outro foi achado num depósito da transportadora FedEx em Dubai.

Como medida adicional de segurança, a FedEx embargou todos os carregamentos oriundos do Iêmen, como disse Maury Lane, porta-voz da empresa. Segundo ele, o pacote com explosivo nunca esteve em um avião da companhia, que não faz voos para o Iêmen.

Em alerta, jatos militares chegaram a escoltar em território americano um voo da companhia aérea Emirates vindo de Dubai e com um pacote do Iêmen. Após a aterrissagem no aeroporto John F. Kennedy, foi confirmado que não havia qualquer carga do Iêmen na aeronave.

Aviões cargueiros e caminhões em várias cidades americanas foram inspecionados depois que investigadores encontraram os dois pacotes. Outras 11 embalagens consideradas suspeitas foram checadas, mas nada perigoso foi encontrado.

Responsável por pacotes teria ligação com terror

Uma fonte da inteligência britânica citada pela CNN diz que o endereço que estava nas embalagens apreendidas é de uma área de Chicago onde se concentram sinagogas.

Após o pronunciamento de Obama, a Casa Branca confirmou que a Arábia Saudita ajudou a identificar a origem e o destino dos pacotes.

Após o incidente, o Departamento de Segurança Interna dos EUA decidiu elevar o nível de alerta nos aeroportos do país e reforçar as medidas de segurança em terminais.

A Casa Branca diz que o presidente Barack Obama foi notificado sobre uma "potencial ameaça terrorista" já na noite de quinta-feira.

Iêmen: terreno fértil para o terrorismo

Além de levar de volta aos EUA e ao Reino Unido a ameaça concreta do terror, o episódio faz emergir, ainda, a preocupação com a crescente influência de extremistas da al-Qaeda sobre o Iêmen. Nos últimos anos, diversos analistas apontam para o risco de o país transformar-se num novo Afeganistão.

Encravado na ponta da Pensínsula Arábica, o pequeno país do Oriente Médio abriga milícias armadas separatistas, conta uma população religiosa e conservadora - composta de 52% de xiitas e 46% de sunitas - , e uma sociedade de valores tribais que se sobrepõem ao enfraquecido governo de Sana.

Com os índices de desemprego beirando os 40% e o controle do Estado limitado, basicamente, aos arredores da capital, o país torna-se terreno fértil para a ação da al-Qaeda e o recrutamento de novos extremistas. O primeiro ataque internacional da al-Qaeda, aliás, ocorreu no Iêmen, quando uma embarcação-bomba explodiu junto ao destroier americano USS Cole, matando 17 americanos no Golfo do Áden em outubro de 2000.

Fonte: O Globo (com agências internacionais) - Imagem: AFP

Bombas enviadas aos EUA poderiam ter derrubado avião, dizem britânicos

Destinatários dos pacotes explosivos encontrados eram sinagogas da cidade de Chicago

Pelo menos uma das bombas postais enviadas aos Estados Unidos poderia ter explodido e derrubado um avião de carga se não tivesse sido descoberta, disse uma autoridade britânica neste sábado, 30, ao mesmo tempo em que investigadores caçam terroristas no Iêmen.

Os resultados da investigação preliminar britânica faz aumentar a gravidade da conspiração que, segundo os investigadores, traz as marcas da Al-Qaeda.

Investigadores americanos disseram que as bombas postais encontradas nos Emirados Árabes Unidos e na Inglaterra tinham como destino duas sinagogas de Chicago. A secretária do Interior britânico, Theresa May, disse que o avião que transportava o pacote a partir do Iêmen poderia ter sido um alvo, também.

"Não acreditamos que os perpetradores do ataque teriam sabido a localização do dispositivo quando explodisse", declarou ela. "Neste momento, não temos informação de nenhum outro ataque terrorista iminente".

Um segundo pacote foi descoberto em Dubai, onde explosivos em forma de um pó branco foram achados num cartucho de tinta de impressora, disse nota da polícia. O dispositivo estava ligado a um circuito elétrico, e um chip de celular encontrava-se escondido na impressora, diz a nota.

Ambas as bombas continham o explosivo industrial PETN, a mesmo produto químico usado na tentativa fracassada de ataque a um avião com destino a Detroit, no Natal. A Al-Qaeda do Iêmen assumiu responsabilidade.

As bombas tinham sido armadas para serem ativadas por telefone celular e timer, mas investigadores não encontraram nenhum desses dispositivos, disse a deputada americana Jane Harman, membro do comitê de Segurança Interna da Câmara.

Fonte: Associated Press via Estadão

sexta-feira, 29 de outubro de 2010

Saiba mais sobre a Al-Qaeda da Península Arábica

Braço do grupo terrorista do Iêmen tem cerca de 300 membros, compostos por jihadistas veteranos do Iraque e Afeganistão

Clique sobre a imagem para acessar o infográfico

A tentativa de atentado em um avião que ia de Amsterdã para Detroit, no Natal, trouxe à luz uma ameaça que já era conhecida pelas agências de inteligência americanas: o Iêmen. Mesmo antes de as autoridades americanas conseguirem frustrar o atentado no Natal, cujo autor tem ligações o Iêmen, o país do Oriente Médio já estava na agenda antiterrorista dos Estados Unidos.

No dia 25 de dezembro de 2009, o nigeriano Faruk Abdulmutallab, de 23 anos, foi detido por autoridades acusados de tentar realizar um atentado em um voo que ia de Amsterdã a Detroit. Abdulmutallab foi recrutado pela rede terrorista Al-Qaeda em Londres, mas passou um período no Iêmen, onde se tornou fiel seguidor do islã e recebeu treinamento, ao ter contato com o clérigo Anwar al-Awlaki, simpatizante da Al-Qaeda. O clérigo já foi imã em uma mesquita da Virgínia e hoje vive no Iêmen, após ter passado um período na cadeia.

O mesmo clérigo teve relação com um incidente anterior, em novembro de 2009, quando o major psiquiatra Nidal Malik Hasam abriu fogo e matou 13 pessoas no quartel de Fort Hood, no Texas. Segundo o FBI, Hasam, muçulmano de família palestina, foi escrutinizado por uma força-tarefa antiterrorismo por causa de uma série de e-mails que ele trocou com Al-Awlaki.

Nesta sexta-feira, pacotes suspeitos encontrados em dois aviões que iam do Iêmen para os Estados Unidos levaram EUA, Reino Unido e Oriente Médio a lançarem alertas de segurança.

Braço

No Iêmen, o braço da Al-Qaeda, conhecido como Al-Qaeda da Península Arábica, é considerado atualmente uma das principais fontes de propaganda e recrutamento da rede terrorista. Autoridades creem que sejam cerca de 300 membros, compostos por jihadistas veteranos do Iraque e Afeganistão, além de militantes da Arábia Saudita e Somália.

O governo iemenita tem aumentado suas operações antiterroristas com ajuda militar e de inteligência dos Estados Unidos.

Dentre os objetivos do grupo no Iêmen, local de nascimento do pai de Osama bin Laden, está o de atacar ocidentais e derrubar a família real saudita, aliada dos EUA. Seu líder, Nasir al-Wahashy, aconselha militantes a lançar ataques mais simples, com bombas improvisadas.

O pior ataque de autoria do grupo ocorreu um ano antes do 11 de Setembro, quando a Al-Qaeda da Península Arábica deixou 17 mortos ao atacar navio de guerra americano USS Cole, no porto de Áden.

Fonte: iG

Al-Qaeda pode estar por trás de ameaças, diz Obama

O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, disse hoje que a ameaça de bomba provocada por pacotes suspeitos encontrados em três aviões cargueiros que tinham o país como destino pode ter partido da sucursal da rede terrorista Al-Qaeda no Iêmen. O mandatário norte-americano fez um comunicado televisionado sobre o caso no final da tarde de hoje, em Washington. Obama disse ainda que o governo vai ampliar a segurança no país.

As autoridades investigam um pacote que contém materiais explosivos, em um avião cargueiro interceptado hoje em Dubai, nos Emirados Árabes Unidos, que partiu do Iêmen e tinha como destino a Grã-Bretanha. Funcionários norte-americanos afirmam que estão cada vez mais convencidos de que os pacotes fizeram parte de uma tentativa de conspiração da Al-Qaeda no Iêmen. Até o final da tarde, contudo, a presença de explosivos não havia sido confirmada em nenhum dos três aviões.

Autoridades norte-americanas isolaram três aeronaves em dois aeroportos do país após serem encontrados pacotes suspeitos. Antes, em Londres, foi detectado um pacote suspeito em outro avião de carga dos EUA, mas testes descartaram a existência de uma bomba, segundo uma fonte oficial, revelando apenas um cartucho usado de impressora.

As duas aeronaves de carga da United Parcel Service Inc. (UPS) foram analisadas por agentes do FBI (Agência Federal de Investigação, na sigla em inglês) e de outras entidades de segurança no Aeroporto Internacional da Filadélfia. Um avião de carga da UPS no Aeroporto Internacional de Newark, em Nova Jersey, também foi revistado. Não foram encontrados explosivos.

A Casa Branca anunciou que às 22h35 da noite de ontem Obama foi informado sobre dois "pacotes suspeitos" que estariam a bordo de aviões cargueiros que chegariam hoje aos EUA, disse o porta-voz Robert Gibbs. Todos os pacotes se originaram em voos no Iêmen e foram encontrados nas aeronaves cargueiras em aeroportos dos EUA, do Reino Unido e de Dubai (Emirados Árabes).

"O presidente tem recebido atualizações regulares da sua equipe de segurança desde que foi alertado sobre a primeira ameaça", disse o porta-voz Gibbs, mais cedo. As informações são da Associated Press e da Dow Jones.

Fonte: Agência Estado - Foto: Reuters

Chilena LAN compra aérea colombiana Aires

A companhia aérea LAN anunciou no final da quarta-feira que acordo para comprar a empresa colombiana Aires, ampliando sua malha e reforçando a posição da chilena como uma das maiores do setor na América Latina.

A LAN acertou um acordo para comprar 99% das ações da Aires, em uma operação avaliada em US$ 33 milhões e que está sujeita a avaliação de seus livros contábeis.

Com a operação, que deve ser concluída em 30 a 60 dias, a LAN cumpre outro objetivo traçado nos últimos dois anos: o ingresso no mercado colombiano, um dos maiores da América do Sul.

Com a Aires, segunda maior companhia aérea da Colômbia, a LAN, que está em processo de se fundir com a brasileira TAM, planeja fazer frente a um negócio dominado pela Avianca, maior companhia aérea do país e que em 2009 anunciou união de suas operações com a salvadorenha TACA.

A TAM e a LAN anunciaram em 13 de agosto acordo para unir suas operações e formar uma gigante da aviação na região, com faturamento anual de US$ 8,5 bilhões.

Fonte: Reuters via Folha.com

Número de voos no Aeroporto Santos Dumont será reduzido até o fim do ano

A secretária estadual do Ambiente, Marilene Ramos, garantiu, nesta quinta-feira, que, até o fim do ano, o Aeroporto Santos Dumont reduzirá o número de pousos e decolagens por hora. A restrição operacional é uma das exigências do Instituto Estadual do Ambiente (Inea) para que a Infraero (autarquia federal que administra os aeroportos) consiga, em definitivo, a licença de operação do aeroporto. O objetivo é diminuir o impacto ambiental causado pelos ruídos dos aviões que passam sobre bairros da Zona Sul e pelo Centro.

A secretária admite, no entanto, a possibilidade de a redução não ser de 23 para 14 pousos e decolagens por hora, como foi proposto à Infraero. Além disso, o Inea quer alterar o horário de funcionamento do aeroporto, que passaria a operar das 7h às 22h, em vez de 6h até 23h. A negociação foi noticiada quarta-feira pela coluna de Ancelmo Gois no GLOBO.

Para apresentar a proposta de restrição de voos, técnicos do Inea, com auxílio de uma empresa de consultoria, começaram a estudar o impacto dos ruídos em dezembro de 2009. A exigência da licença ambiental foi feita, há cerca de dois anos, quando o Santos Dumont ampliou suas operações e sua estrutura.

- O Santos Dumont fazia 14 procedimentos por hora e não havia reclamação de barulho. Não existe a possibilidade de não haver redução de voos, mas pode ser que a diminuição não seja a que foi proposta - comentou Marilene.

A Anac e a Infraero têm até 11 de novembro para apresentar uma contraproposta. Marilene informou que a tendência é o Aeroporto Internacional Tom Jobim absorver os voos que deixarão de ser operados no Santos Dumont.

Atualmente, segundo o estudo do Inea, cerca de 30% dos pousos e decolagens são feitos pela chamada Rota 2, que passa sobre trechos de Centro, Santa Teresa, Catete, Flamengo, Botafogo.

Fonte: Daniel Brunet (O Globo) - Foto: Affonso Fernandes de Araujo

França envia caça Rafale para operação de guerra simulada da FAB

O caça Rafale, fabricando pela francesa Dassault e preferido do presidente Luiz Inácio Lula da Silva para a renovação da frota da Força Aérea Brasileira (FAB), virá ao Brasil para participar uma simulação de guerra, que começa nesta sexta-feira e termina no dia 19 de novembro. Os Estados Unidos, embora participem do combate aéreo e tenham interesse na disputa pela compra dos caças, não enviarão o F-18, apenas aviões de gerações anteriores.

Sob a coordenação da FAB, a operação, batizada de Cruzex V, vai permitir o treinamento das forças de vários países, bem como servir de palco para demonstração da performance das aeronaves participantes dos manobras.

Além da França e dos Estados Unidos, estarão presentes Argentina, Chile e Uruguai. Serão ao todo 92 aeronaves, que farão parte de um conflito fictício nos estados do Rio Grande do Norte, Ceará e Pernambuco. A operação envolverá 2.500 militares brasileiros e estrangeiros, incluindo observadores da Bolívia, Equador, Canadá, Reino Unido, Colômbia e Paraguai.

Segundo a FAB, serão realizadas operações combinadas com países aliados, nos mesmos moldes utilizados pela Organização do Tratado do Atlântico Norte (OTAN). A guerra é deflagrada a partir de um conflito envolvendo a invasão do país Amarelo pelas tropas do país Vermelho e a posterior intervenção de uma coalizão liderada pelo país Azul.

No mapa real, Natal, Recife e Campina Grande concentram a maior parte das aeronaves envolvidas, enquanto a partir da Base Aérea de Fortaleza vão operar as forças hostis.

A decisão sobre a compra dos caças previstas para ocorrer ainda este ano ficou para o próximo governo e envolverá também transferência de tecnologia.

A preferência do governo brasileiro pelos caças franceses foi alvo de críticas, por colocar critérios políticos à frente de questões técnicas. Em janeiro, foi revelado relatório da FAB dando preferência ao avião sueco Gripen, da Saab , de menor custo e com garantia de participação da indústria nacional no processo de desenvolvimento tecnológico. Devido a pressões políticos, no entanto, a FAB recuou. O outro concorrente para vender caças ao Brasil é a Boeing, dos Estados Unidos, com o modelo F-18.

Fonte: Geralda Doca (O Globo)

Quer usar seu celular no avião? Prepare o bolso

Chamadas podem sair por até R$ 9,40 o minuto e no acesso à Internet, o MB custará até R$ 49,90. Valores variam conforme a operadora.

Na última quinta-feira, a TAM Linhas Aéreas anunciou que será possível usar o telefone celular a bordo de seus aviões. Agora, seus passageiros poderão realizar e receber ligações, enviar mensagens SMS e também acessar a Internet, via rede GPRS durante os voos. O serviço já está disponível aos passageiros que viajarem a bordo da aeronave Airbus A321 - que realizará as rotas entre Guarulhos, Recife, Natal, Fortaleza e Porto Alegre.

À primeira vista, o recurso é uma bela notícia para aqueles que precisam ter um telefone sempre à mão ou se manter conectados à Internet para fins diversos. O grande problema é que o serviço não traz preços dos mais convidativos e o usuário pode ter uma surpresa das mais desagradáveis quando receber a conta.

Isso porque o sistema – desenvolvido pela OnAir, que fornece plataformas para uso de celulares em aeronaves – faz com que todos os telefones entrem em roaming internacional – onde passarão a captar sinal assim que a aeronave atingir 4 mil metros de altura. Ou seja, as tarifas tendem a ser muito mais caras.

O IDG Now! entrou em contato com as quatro principais operadoras do Brasil (Vivo, TIm, Claro e Oi) para saber quanto cada uma cobrará pelo uso do serviço da TAM. Estas empresas oferecerão valores variados, baseado no acordo que cada uma fez com a OnAir no momento da implantação do sistema. Logo, confira abaixo quanto vai custar para o seu bolso, caso você precise fazer aquela ligação urgente, mandar um SMS* ou se conectar à Internet, a milhares de metros de altura:

VIVO

- Chamadas efetuadas (por minuto): R$ 6,80

- Chamadas recebidas (por minuto): R$6,80

- SMS: R$ 0,79

- Dados: R$ 33,30 por MB baixado

Claro**

- Chamadas efetuadas (por minuto): - R$ 9,41 (U$5,50)

- Chamadas recebidas (por minuto): R$ 5,99 (U$ 3,50)

- SMS: R$ 2,14 (US$ 1,25)

- Dados: R$49,90 por MB baixado

Oi

- Chamadas efetuadas (por minuto): R$ 6,90

- Chamadas recebidas (por minuto): R$4,60

- SMS: R$ 1,92

- Dados: a operadora não oferecerá o serviço de conexão à Internet durante os vôos

A OI informou ainda que para o cliente pós-pago utilizar o serviço deve seguir o mesmo procedimento do Roaming Internacional. Os clientes que já possuem o Roaming Internacional já estão aptos a utilizarem o serviço. Os que possuem bloqueio de Roaming Internacional devem solicitar a liberação através do seu Oi discando *144, ou através de qualquer telefone ligando para 1057. O serviço está disponível para clientes com chip Oi.

TIM

- Chamadas efetuadas (por minuto): R$ 7

- Chamadas recebidas (por minuto): R$ 6

- SMS: R$1,50

- Dados: R$ 33 por MB baixado

A TIM informou ainda que clientes corporativos usuários de BlackBerry e assinantes do serviço ilimitado de Roaming Internacional também estarão contemplados para usar dados a bordo nas aeronaves, sem custo adicional. A assinatura mensal é de R$ 29,90 por linha para uso ilimitado de megabytes em viagens ao exterior e agora, também, em voos nacionais.

*Nenhuma das operadoras cobrará por SMSs recebidos

**As tarifas da Claro são cobradas em dólar e os valores mencionados são baseados nas taxas de câmbio do dia.

Fonte: Rui Maciel, do IDG Now! - Foto (ilustrativa): viajeaqui.abril.com.br

Polícias realizam simulação de sequestro de avião em Congonhas

Exercício é para treinar polícias e funcionários que trabalham com aviação

As polícias federal, civil e militar de São Paulo começaram a realizar, por volta das 10h30 desta sexta-feira (29), uma simulação de sequestro de avião no aeroporto de Congonhas, na zona sul da cidade. A intenção do exercício é treinar agentes de segurança públicos e funcionários de companhias aéreas, do aeroporto, e controladores de voo.

O treino se iniciou com a invasão de um veículo com sequestradores no aeroporto, para roubar um carro-forte. Após a tentativa frustrada, os suspeitos simularam o sequestro de uma aeronave com passageiros.

Policiais do GATE (Grupo de Ações Táticas Especiais) estavam iniciando a negociações com os sequestradores por volta das 11h10. A previsão é que a simulação terminasse por volta das 13h.

Fonte: R7

Ligar do avião custa R$ 7 por minuto

Para receber chamada, preço será de R$ 6 por minuto, segundo a TIM e a TAM

A TIM divulgou ontem os preços do serviço nos voos da TAM para seus clientes. O minuto de chamada realizada sai por R$ 7, e o de chamada recebida, por R$ 6. Cada mensagem de texto enviada custa R$ 1,50, e o megabyte de dados sai por R$ 33. A empresa informou que os assinantes de BlackBerry com pacote ilimitado de roaming internacional pagam R$ 29,90 por mês e podem falar à vontade nos aviões.

Quando foi lançado no exterior, analistas disseram que a nova tecnologia acabava com o único momento de sossego na vida das pessoas. "Não existe mais a desculpa de estar incomunicável no avião", afirmou o presidente da TAM, Líbano Barroso.

O serviço não pode ser usado durante pousos e decolagens, e começa a funcionar quando a aeronave atinge 4 mil metros de altura. Smartphones também funcionam a bordo, permitindo que os passageiros acessem e-mails e naveguem na internet. O uso será cobrado diretamente pela operadora na conta de telefone do passageiro.

Sistema

O mecanismo da OnAir, com quem a TAM firmou parceria para fornecer o serviço de telefonia a bordo, já foi adotado em mais de 135 mil voos pelo mundo. O sistema permite que até oito passageiros utilizem celulares para ligações telefônicas ao mesmo tempo.

Para dados e envio de SMS, não há restrições. Segundo a TAM, durante decolagens e pousos, os passageiros serão orientados a desligar seus aparelhos eletrônicos.

A empresa destacou ainda que o novo sistema impede que o sinal dos celulares cause interferência nos comandos da aeronave e na rede de antenas de celular em terra.

Fonte: O Estado de S. Paulo

British Airways e Iberia retornam ao lucro com alta na demanda

A British Airways e a parceira de fusão Iberia voltaram à lucratividade, impulsionadas pela maior demanda por viagens premium e maiores controles de custos. As companhias informaram ainda que preveem continuidade do crescimento em 2011. As taxas de yield, um indicador de preços de passagens, da BA e da Iberia subiram 17,2% e 7%, respectivamente.

A British Airways, cuja fusão com a espanhola Iberia deve ser concluída em janeiro, voltou a registrar lucro antes de impostos, com um resultado positivo de 158 milhões de libras (US$ 251,6 milhões) para os seis meses encerrados em 30 de setembro. Um ano antes a companhia sofreu prejuízo de 292 milhões de libras.

Enquanto isso, a Iberia divulgou que retornou ao lucro de nove meses com um ganho de 53 milhões de euros (US$ 73,6 milhões) ante perdas acentuadas no mesmo período do ano passado.

- Ambos os conjuntos de números ficaram bem acima do que eu estava esperando e mostraram recuperação da indústria, especialmente na continuidade do tráfego premium de longa distância - disse o analista Stephen Furlong, da Davy Stockbrokers.

A demanda por bilhetes de primeira classe e classe executiva, a parte mais lucrativa do negócio de uma companhia aérea de passageiros, também tem apresentado crescimento contínuo nos últimos meses e ambas as empresas afirmaram que o cenário futuro é positivo

Durante a crise econômica global, as companhias cortaram despesas com viagens, atingindo o lucro das empresas aéreas, mas agora estão reservando assentos mais caros em vez dos lugares mais baratos do fundo do avião.

- Não vemos nada que sugira que a recuperação no tráfego premium não vá continuar, disse o presidente-executivo da British Airways, Willie Walsh.

- Esperamos que a tendência para os próximos meses continue, com base na visibilidade que temos das reservas - completou

Fonte: Reuters via O Globo

Pantanal cancela mais um voo que faria de Guarulhos para Araçatuba (SP)

A empresa Pantanal Linhas Aéreas cancelou na noite de quinta-feira (28) mais um voo que faria de Guarulhos para Araçatuba. A alegação é a mesma de pelo menos outros três episódios em quase dois meses: problemas na aeronave.

Dos cerca de 30 passageiros que aguardavam no aeroporto de Cumbica, dez preferiram viajar de van e os outros 20 seguiram em ônibus contratado pela empresa, que deixou o aeroporto às 23h20. Entre eles está a jornalista Aline Galcino, da Folha da Região. Por telefone, ela contou que o voo para Araçatuba sairia às 20h20. O embarque aconteceria às 19h50 e que a informação da empresa é que estaria dentro do horário.

Por volta das 20h, os passageiros foram informados que a decolagem foi adiada para 21h, sem dar mais detalhes. Enquanto isso, voos para outras rotas saíram normalmente.

Às 21h, funcionários da empresa avisaram que o embarque foi "retido" por problemas técnicos e que daria mais informações às 21h40. Somente às 22h veio a notícia do cancelamento do voo por "problemas na aeronave".

Ainda segundo Aline, o aeroporto de Cumbica carece de estrutura. Enquanto aguardava por informações da empresa, a jornalista precisou se acomodar entre cerca de 300 pessoas. "Não há assento para todos, há crianças chorando e pessoas sentadas nas escadas", afirmou.

Confusão

Durante a confusão provocada por mais um cancelamento, um funcionário da empresa chamou a Polícia Federal para impedir que Aline registrasse em fotos e vídeo o caos no aeroporto. Um passageiro, muito revoltado, chegou a pegar a câmera digital da jornalista para continuar filmando caso ela fosse impedida. Outros se prontificaram a dar entrevistas à Folha da Região para denunciar o descaso.

Ao chegar no local, um policial federal disse que não poderia impedir que as fotos fossem feitas por não configurar crime. E ainda sugeriu aos passageiros que entrassem com uma ação contra a empresa.

Reembolso

Um a um os passageiros estão sendo chamados por funcionários para receber um documento, por escrito, para que possam ser reembolsados. A viagem de Guarulhos para Araçatuba, que demoraria uma hora e meia de avião, deve durar cerca de sete horas de ônibus

Reclamação

Por causa dos transtornos provocados pela Pantanal, a Anac (Agência Nacional de Aviação Civil) anunciou nesta semana que está acompanhando o problema. A empresa corre o risco de perder a autorização para embarque e desembarque em Araçatuba.

A Anac mantém o telefone 0800-725-4445 à disposição dos usuários para registrar reclamações 24 horas por dia. Também é possível entrar em contato com a agência pelo site www.anac.gov.br/faleanac

Já o Procon de Araçatuba orienta os passageiros que se sentirem prejudicados a procurar o órgão de defesa do consumidor e registrar reclamação.

Fonte: folhadaregiao.com.br

Passageiro já pode usar celular em voos domésticos

Desde esta quinta-feira (28) passageiros em voos domésticos no país já podem usar o celular, para chamar e receber ligações, enviar mensagens e acessar a internet. A TAM informou que a parceria firmada com a OnAir, empresa que fornece sistemas para uso de celulares em aeronaves, permitirá que os passageiros de uma aeronave Airbus A321 que realiza as rotas entre Guarulhos, Recife, Natal, Fortaleza e Porto Alegre tenham acesso ao serviço.

A tarifa que valerá é a de roaming internacional, que varia de acordo com a operadora escolhida. O serviço ainda não está disponível para rotas internacionais. Para o próximo ano, a companhia planeja ampliar o serviço, mas não informa qual o número de aviões.

O mecanismo oferecido permite que até oito passageiros utilizem celulares para ligações telefônicas ao mesmo tempo, segundo a TAM. Para dados e envio de SMS, não há restrições. Os aparelhos entrarão em roaming internacional, ou seja, passarão a captar sinal assim que a aeronave atingir 4 mil metros de altura. Smartphones também funcionarão a bordo, permitindo que os passageiros acessem e-mails e naveguem na internet.

Durante decolagens e pousos, os passageiros serão orientados a desligar seus aparelhos eletrônicos. "O sistema garante total segurança aos passageiros, pois impede que o sinal dos celulares cause interferência nos comandos da aeronave e na rede de antenas de celular em terra. Além disso, em caso de necessidade, pode ser desligado a qualquer momento. É importante frisar que, mesmo que permaneçam ligados todo o tempo (inclusive em pousos e decolagens), os aparelhos não interferirão no sistema de controle do avião, pois o sistema de celular a bordo já está preparado para lidar com essa situação", informa a companhia em nota.

"Fiéis ao nosso espírito de servir, estamos inovando mais uma vez para oferecer o melhor serviço. O uso de celular a bordo foi uma demanda detectada por meio de pesquisas com os nossos passageiros que desejam estar conectados ao trabalho, família e amigos enquanto viajam", afirma Manoela Amaro, diretora de Marketing da TAM.

A OnAir é uma joint venture da Airbus e da Sita, organização que desenvolve tecnologia de ponta para aviação. O sistema já foi utilizado em mais de 135 mil voos para 356 cidades, conectando passageiros de 83 países com acordos de roaming com aproximadamente 200 operadoras de telefonia móvel.

Fontes: O Globo / Destak Jornal

Cardápios sob medida em pleno voo

Já que não é possível parar no restaurante mais próximo, dá para ao menos escolher uma refeição a seu gosto. E fugir da clássica dupla 'carne ou massa'

Carne ou massa? Para muitos passageiros da classe econômica, a resposta ideal à pergunta padrão da hora do almoço ou do jantar no avião seria "uma escala no restaurante mais próximo, por favor".

Ok, o pit stop é impossível. Mas aumentar o próprio leque de opções a bordo talvez não seja, dependendo da companhia aérea escolhida. Por 15 euros, viajantes da econômica da KLM podem escolher entre quatro opções de cardápios nos voos internacionais entre Amsterdã e dez cidades, inclusive São Paulo.

Exatamente para lembrar um restaurante, o serviço foi batizado de menu à la carte. Há quatro opções de combos com entrada, prato principal e sobremesa: Mesa Indonésia, com variados tipos de arroz em preparo asiático; Bella Italia, de receitas mediterrâneas; Delícias Japonesas, que dispensa apresentação; e o Frango Caipira, chamado assim sabe-se lá por qual motivo, e composto por ingredientes orgânicos.

A reserva precisa ser feita com 30 a 24 horas de antecedência, exclusivamente no check-in pela internet. Ao comprar a refeição especial, o viajante não perde o direito ao serviço de bordo padrão. Uma garantia para o caso de ser necessário o repeteco.

Outras empresas aéreas têm listas com mais de dez opções de refeição alternativa para passageiros que não podem ser surpreendidos por um ingrediente indesejável, seja por motivo religioso, de saúde ou para não furar a dieta. Além de cardápios infantis. E sem cobrar a mais por isso. Em todos os casos a seguir, vale pensar sempre em uma segunda opção, para o caso de a eleita não estar disponível na data do voo.

Air France

Os cardápios da econômica são elaborados pelo chef Miguel Nugues, da associação francesa Les Toques du Cielo. Há pratos vegetarianos, kosher, sem condimentos, à base de peixe, sem glúten ou sal... A antecedência mínima é de 48 horas.

British

Tem opções hindu, indiana vegetariana, muçulmana e com baixo índice de ácido úrico e outras. Faça o pedido com até 24 horas de antecedência, no link Gerir minha reserva, no site da empresa.

Emirates

Todos os pratos servidos são halal, produzidos de acordo com as regras da religião muçulmana. Carne suína e seus derivados não são usados. Há 24 tipos de refeições especiais - o cardápio deve ser pedido no momento da compra do bilhete ou no site, pelo link Gerenciar uma reserva.

Lufthansa

O cardápio lista 19 tipos de refeições especiais, que precisam ser encomendados com pelo menos 24 horas de antecedência. A maior procura, segundo a empresa, é pelos pratos vegetarianos. Mas há alternativas para dietas médicas e restrições religiosas.

TAM

O menu lista 20 opções de refeições especiais nos voos internacionais da companhia. O pedido deve ser feito pelo telefone da central de reservas (11-4002- 5700), também com antecedência mínima de 24 horas.

Fonte: O Estado de S. Paulo - Foto: clarkkenty.blogspot.com

Avião de pequeno porte sai da pista no Campo de Marte, em São Paulo

Pista foi fechada para pouso de outros aviões.

Ninguém ficou ferido.

Um avião de pequeno porte saiu da pista no Campo de Marte, Zona Norte de São Paulo, na tarde desta quinta-feira (28).

Na foto acima é possível ver as equipes da Infraero prestanto socorro e tentando retirá-lo, para não atrapalhar o movimento do aeroporto.

Nota da redação: Segundo a assessoria de imprensa da Infraero, o incidente ocorreu pouco depois das 16h30, após o pouso da aeronave. Às 17h30, a pista do Campo de Marte ainda estava fechada para pouso de aeronaves de asa fixa (aviões), sendo usada apenas por helicópteros. No avião, usado pelo Aeroclube de São Paulo para instrução, havia apenas duas pessoas. Ninguém ficou ferido.

Fonte e foto: Attílio Piraíno Filho (Internauta, para o VC no G1)

Ataque dos EUA com avião não-tripulado mata cinco no noroeste do Paquistão

Cinco militantes morreram após um ataque de avião não tripulado norte-americano contra um complexo militante na área tribal do noroeste do Paquistão. Dois mísseis foram disparados contra o complexo localizado na vila de Ismail Khel, cerca de 40 quilômetros a oeste de Miranshah, a principal cidade do Waziristão do norte, região que faz fronteira com o Afeganistão.

"O alvo era um complexo militante", disse um funcionário. "Três árabes, um afegão e um morador local morreram no ataque". Outro funcionário disse que "pelos menos outras duas pessoas ficaram feridas após o ataque".

Não se sabe ainda se dentre os mortos e feridos havia militantes importantes, disseram os funcionários. A região é considerada uma fortaleza para militantes ligados ao Taleban e à Al-Qaeda que estiveram envolvidos em ataque contra forças dos Estados Unidos e da Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan) na fronteira com o Afeganistão.

Aviões norte-americanos não tripulados mataram pelo menos seis militantes no cinturão tribal paquistanês ontem. O alvo dos ataques eram a rede Haqqani e um complexo que abrigada combatentes estrangeiros. As informações são da Dow Jones.

Fonte: Agência Estado

Portugal: avião é obrigado a aterrissar de emergência no aeroporto de Faro

Um avião da Transavia, que fazia a ligação Roterdã, na Holanda - Faro, em Portugal (voo HV-6093), teve que fazer uma aterrissagem de emergência no aeroporto de Faro devido a uma falha técnica.

A aeronave, o Boeing 737-7K2 , PH-XRA, transportava 60 pessoas a bordo quando foi detetado um problema no motor esquerdo (CFM56).

Antes da aterrissagem, o motor foi deixado funcionando em marcha lenta para que a manobra fosse feita em segurança. Apesar do susto, a aterrissagem foi feita em segurança e todos os passageiros saíram ilesos.

Rui Oliveira, chefe da Divisão de Relações com a Comunicação Social, disse ao 'i' que “a aterrissagem aconteceu de forma normal e que esta é uma situação que acontece em todos os aeroportos do mundo”.

Fontes: Cláudia Reis (i-online) / Aviation Herald

Embraer adia para 2011 decisão sobre futuro na aviação comercial

A Embraer decidirá apenas em 2011 sobre seus próximos passos na aviação comercial, que passam pelo desenvolvimento de um novo avião ou remotorização de seus modelos atuais. A expectativa era que a fabricante de jatos decidisse até o final deste ano.

"A decisão a ser tomada está ficando para 2011", afirmou nesta sexta-feira o vice-presidente financeiro da Embraer, Luiz Carlos Aguiar, durante teleconferência sobre os resultados da empresa no terceiro trimestre.

Em abril deste ano, a Embraer escalou Mauro Kern, que antes ocupava a vice-presidência da área de Aviação Comercial, para liderar o desenvolvimento de novos projetos.

Entre as opções na mesa, as preferidas em análise são a modernização dos atuais aviões de 70 a 118 assentos e o desenvolvimento de uma aeronave totalmente nova de maior porte. Em entrevista à Reuters em maio, o presidente-executivo da Embraer, Frederico Curado, disse que os dois projetos não eram excludentes, embora tenha afirmado que a companhia não conseguiria "fazer tudo ao mesmo tempo".

Se optar por um novo avião maior, a Embraer brigará diretamente com as gigantes Boeing e Airbus.

Na noite de quinta-feira, a Embraer anunciou queda de quase 4 por cento no lucro líquido do terceiro trimestre na comparação com o mesmo período do ano passado, pelo padrão internacional de contabilidade IFRS.

Fonte: Cesar Bianconi (Reuters) via O Globo

Avião perde pressão por buraco na fuselagem nos EUA

Um buraco de 30 centímetros por 60 centímetros surgiu na fuselagem de um avião comercial que subitamente perdeu pressão logo depois de decolar de Miami, nos Estados Unidos.

Um passageiro que estava a bordo do voo 1640 da American Airlines disse que os passageiros entraram em pânico na noite da última terça-feira (26), quando o avião que ia para Boston perdeu pressão e as máscaras de oxigênio caíram.

"Foi caótico e confuso. Meio surreal. Nós olhamos uns para os outros quando as máscaras caíram e pensamos que já era", disse Edward Croce, de 34 anos. Croce tentou enviar uma mensagem de texto de adeus para deu filho, mas suas mãos tremiam tanto que ele não conseguia controlá-las.

A tripulação disse que era uma emergência e o piloto levou o avião em segurança para Miami. O Boeing 757-223, prefixo N626AA, levava 154 passageiros e seis tripulantes. "Estava balançando muito e todos estavam em choque", disse Croce. Segundo ele, a companhia aérea não forneceu atendimento médico aos pacientes quanto eles aterrissaram.

A porta-voz do departamento de avião civil (FAA, pelas iniciais em inglês), Kathleen Bergen disse hoje que uma inspeção relevou a existência de um buraco na parte superior da fuselagem, perto da porta da cabine, na direção da fronte do avião.

O Conselho de Segurança Aérea Nacional (NTSB, pela sigla em inglês) investiga o caso. O porta-voz do órgão, Keith Holloway, disse que a agência ainda não sabe o que provocou o buraco. "Estamos analisando a fadiga (do metal), questões técnicas e tudo mais". O porta-voz da American Airlines, Tim Smith, disse a empresa designou um grupo de engenheiros e técnicos de manutenção para avaliar a aeronave. O avião foi retirado de operação. As informações são da Associated Press.

Fontes: Agência Estado / Aviation Herald - Fotos: AP / AVH

Argentina deve comprar seis cargueiros KC-390 da Embraer

A Embraer anunciou nesta sexta-feira a assinatura de uma carta de intenções para a venda de seis cargueiros KC-390 para a Argentina, país que deve participar do desenvolvimento da aeronave.

Com isso, o total de pedidos encaminhados à fabricante brasileira pela aeronave chega a 60 unidades.

"O acordo marca o início das negociações contemplando a participação da Fábrica Argentina de Aviões 'Brig. San Martín' na fabricação do novo avião e também para a futura aquisição de seis aeronaves KC-390 pelo governo argentino", informou a Embraer em comunicado.

Trata-se do quinto anúncio de negociação de parcerias internacionais para o programa KC-390 desde o final de agosto. Chile, Colômbia, Portugal e República Tcheca já iniciaram discussões para definir as condições de participação no desenvolvimento do novo avião de transporte militar.

Em julho, a Força Aérea Brasileira (FAB) divulgou a intenção de adquirir 28 jatos KC-390.

Fonte: Reuters via O Globo - Imagem: Divulgação/Embraer

Infraero simula acidente com avião no mar em Florianópolis

A Infraero realizou treinamentos de resgate durante a simulação de um acidente aéreo na tarde desta sexta-feira, na Baía Sul de Florianópolis (SC). Cerca de 200 pessoas participaram da ação, entre profissionais da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), Exército, Aeronáutica, Corpo de Bombeiros, Capitania dos Portos e funcionários voluntários do Aeroporto Internacional Hercílio Luz.

No exercício, foi simulado o pouso forçado de um avião no mar, diante da Base Aérea de Florianópolis, deixando 20 pessoas feridas. O resgate consistia em buscar as vítimas na água e realizar os procedimentos de primeiros socorros em terra.

Os feridos, representados por militares, chegaram a estar maquiados para simular ferimentos graves. Quatro helicópteros, lanchas e ambulâncias também auxiliaram no exercício.

De acordo com o gerente de segurança da Infraero no Aeroporto Internacional Hercílio Luz, Antônio Manoel de Lima, os funcionários do terminal catarinense participaram de um treinamento de uma semana para atuarem no socorro em caso de acidentes aéreos. Ele afirmou que os procedimentos de segurança adotados pela estatal envolvem várias entidades militares e civis e que o tempo de resposta para a chegada das equipes no local é de três minutos.

"Trabalhamos com essa cronometragem no caso específico de acidentes envolvendo aeronaves. Mais do que três minutos não é considerado um tempo satisfatório", disse. "Neste treinamento conseguimos verificar a eficácia dos procedimentos de segurança adotados, bem como os meios que usamos para chegar ao local de um possível desastre. Ao simularmos um acidente grave, ainda averiguamos as reações dos voluntários em casos de pressão".

Fonte e fotos: Fabrício Escandiuzzi (Terra)