segunda-feira, 18 de janeiro de 2010

Incidente deixa 3 feridos no aeroporto de Porto Príncipe, diz "CNN

Pelo menos três americanos ficaram feridos em um incidente nesta segunda-feira no aeroporto de Porto Príncipe, segundo informou o canal "CNN".

Por enquanto, não há detalhes sobre o fato, que ocorreu no aeroporto e sobre o qual inicialmente se pensava que tinha deixado dezenas de feridos.

A "CNN" indicou em seu site que o número não é tão alto como se pensava, que os três feridos estavam sendo atendidos e que não corriam risco de morte.

O aeroporto de Porto Príncipe se tornou o centro de recebimento de ajuda humanitária para as vítimas do terremoto da terça passada.

As tropas americanas conseguiram há poucos dias voltar a pôr em funcionamento o aeroporto, que agora recebe cerca de 100 voos diários sem interrupção durante as 24 horas do dia.

Fonte: EFE via EPA - Foto: guanacosonline.org

Galeão é vistoriado por Comissão de Turismo e ganha nova sala de embarque internacional

Cristiano Brito, Andre Luis Marques e Willer Larry Furtado, da Infraero, com deputado Otavio Leite, professor Mauricio Werner e Luis Strauss, da Abav-RJ, durante a vistoria no Galeão

Durante as comemorações dos 33 anos de fundação, o aeroporto Internacional Tom Jobim ganha, nesta quarta-feira (20/01), uma nova área de embarque internacional. O novo espaço será 35% maior do que o atual.

Localizada no Terminal 1, a sala de embarque internacional tem máquinas de raixo X antes mesmo do controle da Alfândega e conta com loja da HStern, uma livraria e uma área de freeshop no segundo andar, onde devem ser inauguradas, em breve, outras lojas.

O novo ambiente, que fica no setor C, será ocupado pelos passageiros das seguintes companhias aéreas: Aerolineas Argentinas, Continental Airlines, Air France, Copa Airlines, Lan e Taag. A atual sala de embarques internacionais do Terminal 1 será fechada e parte dela será usada para embarques domésticos após a reforma.

Vistoria - Durante esta tarde o Galeão recebeu a visita de uma comissão de turismo integrada pelo deputado Otávio Leite, o presidente da Abav-RJ, Luís Strauss e o professor Maurício Werner, da UniverCidade e Planetwork. Na ocasião, foram recepcionados pelo superintendente Regional da Infraero no Rio de Janeiro, Willer Larry Furtado, pelo diretor superintendente do Galeão, André Luís Marques de Barros e pelo coordenador das obras, Cristiano Brito.

Otávio Leite swe confessou satisfeito com o cumprimento do cronograma traçado pela comissão em parceria com a diretoria da Infraero e adiantou que a prioridade da bancada do Rio, a partir de agora será buscar meios de trazer para a cidade um maior número de voos internacionais.

Segundo ele, os avanços das obras do Galeão já permitem que novas companhias aéreas passem a operar nos Terminais 1 e 2. "Pelo que pude perceber hoje na vistoria feita no Galeão, as obras tem sido realizadas com algum atraso, principalmente no Terminal 2, mas vejo que o cronograma avançou e o aeroporto já tem condições de receber novos voos internacionais. A prioridade agora é trabalhar nesse sentido, junto a autoridades e empresas, de modo que o Rio venha ser de fato, junto com São Paulo, o principal hub dos voos internacionais".

Já o presidente da Abav-RJ, Luiz Strauss, também se mostrou favorável a essa iniciativa, lembrando que o Galeão é o portão de entrada do turismo internacional e o Rio é o que mais recebe visitantes do exterior. "Temos que nos mobilizar para trazer mais voos. É importante também que as companhias aéreas colaborem reduzindo suas tarifas e permitindo que mais pessoas viajem", acrescentou.

O professor Maurício Werner elogiou o cronograma de obras e sugeriu à Infraero o uso de universitários, do curso de Turismo da UniverCidade, para trabalhar no serviço de orientação aos passageiros.

Por sua vez, o superintendente regional da Infraero, Willer Larry Furtado, garantiu que o Aeroporto Internacional do Rio é prioridade número um da Infraero no programa de reforma dos aeroportos das cidades-sede da Copa.

"Decidimos que o Galeão e o Rio de Janeiro são nossas principais prioridades no cronograma de obras. Estamos trabalhando para entregar a reforma e ampliação do Terminal 2 antes do prazo", afirmou.

Já o superintendente de Aeroportos da Infraero, André Marques Barros, informou que a meta é de chegar em 2014 com 22 milhões de turistas por ano, e em 2016, com 26 milhões. Também foi informado que a aprovação da licitação para construção de um hotel em anexo ao Terminal 2, com 200 apartamentos, será feita ainda este ano.

Na ocasião foram apresentadas as obras de melhoria do Terminal 2 com ampliação dos slots de check in e detalhados planos que incluem ampliação do estacionamento e reforma da pista do Galeão para receber o A-380.

Fonte: Luiz Marcos Fernandes (Mercado & Eventos) - Foto: Marlon Falcão

Espanha aprova extradição de piloto de 'voos da morte' na Argentina

Julio Alberto Poch é acusado de crimes durante a ditadura militar argentina.

A Justiça da Espanha autorizou, nesta segunda-feira, a extradição para a Argentina do ex-piloto militar Julio Alberto Poch (fotos acima) para que seja julgado por sua participação em crimes cometidos durante a ditadura argentina (1976-1983).

Poch, de 57 anos, tem nacionalidade holandesa e argentina e está sob custódia em Madri desde sua prisão, em janeiro.

Ele é procurado na Argentina pela suposta participação como piloto em voos usados para jogar no mar oponentes do regime militar - os chamados "voos da morte".

A Justiça alega que Poch era integrante da Escola de Mecânica da Marinha, um dos maiores centros de tortura e detenção do regime militar argentino.

Poch nega todas as acusações.

Prisão

O piloto foi detido no aeroporto de Valência no dia 22 de setembro, durante uma escala entre Espanha e Amsterdã quando pilotava um avião da companhia aérea Dutch Transavia, filial da Air France-KLM.

Em outubro, um juiz havia rejeitado o pedido do advogado do piloto para que ele fosse liberado.

O advogado alega que o cliente jamais teve ligação com a Escola de Mecânica da Marinha.

O ex-militar aceitou a extradição à Argentina na última quarta-feira e pediu um "julgamento justo".

As autoridades argentinas já tinham solicitado à Holanda, no final de 2008, a extradição do ex-militar, após ouvir relatos sobre o envolvimento de Poch nos "voos da morte".

Fonte: BBC Brasil via Estadão - Fotos: Divulgação/Agências

Em ano de crise, aeroporto de Dubai chega a quase 41 milhões de passageiros

O movimento recorde com a mais alta taxa de crescimento do mundo em um ano de crise. Dubai está comemorando os números anunciados, 40,9 milhões de passageiros, crescimento de 9,2%.

Os números registrados no site do Gulf News, de Dubai., crescem de significado quando se comparados com o relatório do Conselho Internacional de Aeroportos (ACI, na sigla em inglês), mostrando que 46 dos 50 aeroportos mais movimentados do mundo registraram queda em vôos internacionais nos primeiros nove meses de 2009. Além de Dubai, somente os aeroportos de Istambul, na Turquia, Kuala Lumpur, na Malásia, e Cairo, no Egito, registraram aumento na quantidade de passageiros, com taxas de 6,3%, 4,6% e 1,5%, respectivamente.

“O desempenho foi particularmente digno de nota se levarmos em conta a retração que ocorreu no tráfego aéreo internacional”, disse Ahmad Bin Saeed Al Maktoum, presidente do Departamento de Aviação Civil de Dubai, da Dubai Airports, companhia que administra o aeroporto, e da Emirates Airline. “Se somos capazes de quebrar recordes num ambiente econômico adverso, não há limites para o que poderemos realizar quando as condições melhorarem”, afirmou Maktoum.

Em dezembro, o aeroporto de Dubai recebeu 3,8 milhões de passageiros, 14,5% a mais na comparação com o mesmo mês de 2008, quando 3,3 milhões de pessoas passaram pelo aeroporto. Foi o sétimo mês consecutivo em que houve aumento de dois dígitos.

Fonte: Brasilturis - Foto: virtualtourist.com

Linha de pipa com cerol causa queda de paramotor

Cinco cidades da região ficaram sem energia por aproximadamente 3h30



O comerciante Norberto Palácio Soares, 47, ficou pendurado em rede de alta tensão a 20 metros do chão com paramotor - aeronave com motor, hélice e parapente semelhante a um paraglider - das 16h30 às 22h20 de domingo, em Pompeia (29 km de Marília). O acidente teria acontecido, segundo a própria vítima, porque as cordas de sustentação do paramotor teriam sido atingidas por uma linha de pipa com cerol.

Soares contou que tomou choque por algum tempo, mas tirou as mãos do paramotor e deixou de receber a descarga elétrica.

A CPFL Paulista foi informada do ocorrido pelo Corpo de Bombeiros e para preservar a vida do comerciante desligou a linha de transmissão que abastece a subestação de Pompeia.

A energia elétrica foi cortada das 19h31 às 23h05 em Pompeia, Herculândia, Oriente, Queiroz e Quintana.

O capitão do Corpo de Bombeiros, Renato Carbonari, ressaltou que o corte de energia elétrica foi fundamental para o resgate. “Utilizamos a plataforma do nosso caminhão para salvar a vida do rapaz. Usamos técnicas de salvamento em altura e para tudo isso acontecer com segurança pedimos que a CPFL desativasse a energia por determinado período”, frisou.

Norberto Palácio Soares é morador do bairro Aeroporto, na zona leste da Marília, e costumava voar com o seu paramotor com uma certa frequência.

Depois de ser resgatado pelos bombeiros, o comerciante foi encaminhado ao Hospital das Clínicas, onde passou por exames e foi liberado em bom estado de saúde.

Fontes: Roberto Cezar (Agência Bom Dia) / SPTV (TV Globo)

BR Distribuidora tem recorde com aviação

A BR Distribuidora registrou em dezembro de 2009 recorde de vendas de combustíveis de aviação – gasolina e querosene – com um total de 310.383 m³ comercializados. O crescimento foi impulsionado pelo aumento nas vendas de passagens aéreas.

No final do ano, Webjet e Azul Linhas Aéreas transportaram 4 milhões e 2 milhões de passageiros, respectivamente. No mesmo período, tiveram início as operações da US Airways no Aeroporto do Galeão (RJ).

"Fechamos o ano perfazendo um volume de 7,2% acima do realizado em 2008, conquistamos duas importantíssimas Cias Aéreas (Azul e WebJet) e atingimos 60% de participação de mercado", informou o gerente executivo da Gerência de Produtos de Aviação (GPA), Francelino da Silva Paes, via comunicado.

O recorde anterior tinha sido de 289.988 m³ comercializados no mês de julho de 2009.

Fonte: Energia Hoje

Equador recebe neste mês aviões Super Tucano comprados do Brasil

Os aviões militares turboélice Super Tucano que o Equador comprou da Embraer chegarão ao país ainda neste mês, informou hoje o comandante da Força Aérea Equatoriana (FAE), Rodrigo Bohórquez.

"Em dezembro, nossos oficiais voaram nos aviões. Estamos afinando alguns detalhes, virão no máximo até o dia 20", disse Bohórquez ao jornal "La Hora", em declarações nas quais diz que o plano inclui a aquisição de 24 aeronaves.

O comandante da FAE disse que os Super Tucanos substituirão as aeronaves A-37 e Strikemaster no treinamento para a aviação subsônica de combate.

Segundo Bohórquez, os aviões anteriores "voaram mais de 40 anos e já não há peças de reposição".

A Embraer fornecerá as peças para os aviões, "mas existe a probabilidade de que nós, no futuro, comecemos a fabricá-las, o que não podíamos fazer com outros contratos", apontou Bohórquez.

Fonte: EFE via EPA - Foto: Divulgação/Embraer

Porta-aviões americano abre comportas de água potável no Haiti

Porta-aviões começa a fornecer água produzida a bordo para os haitianos

O porta-aviões nuclear norte-americano USS Carl Vinson (foto), que chegou na sexta-feira a Porto Príncipe, começou nesta segunda-feira a fornecer aos haitianos um dos recursos mais necessários: água potável, produzida em grande quantidade a bordo.

Nesta segunda-feira à tarde, um primeiro helicóptero carregado com cerca de 700 litros de água dessalinizada decolou com destino ao Haiti.

Esta é uma ajuda providencial que chega seis dias depois do tremor de terra que devastou a região de Porto Príncipe e provocou uma terrível penúria de água e de alimentos para centenas de milhares de pessoas.

O imenso navio é equipado com quatro unidades de dessalinização. A bordo, a água do mar é separada do sal por destilação. Graças à energia produzida por seus reatores nucleares, a água é aquecida até evaporar e o vapor da água condensada é recuperado por meio do resfriamento.

Segundo o capitão Bill McKinley, oficial responsável pelo reator nuclear do navio, "as quatro unidades de destilação podem produzir, cada uma, 100.000 galões (378.000 litros) de água doce por dia".

De acordo com o capitão, "atualmente há uma produção excedente diária de 100.000 a 150.000 galões em relação às necessidades" da tripulação, que poderão ser distribuídos aos moradores de Porto Príncipe, que sofrem de sede e fome, ameaçados por uma imensa catástrofe sanitária.

Cerca de 84.000 garrafões de pouco mais de cinco litros (de capacidade total de cerca de 1,6 milhão de litros) foram levados da base naval norte-americana de Guantánamo, em Cuba, para o navio de guerra.

O porta-aviões norte-americano não será o único a fornecer água doce para o povo haitiano. Aguardado para esta segunda-feira em Porto Príncipe, o navio anfíbio Bataan, além de levar 2.200 marines para o país, transporta também quatro unidades de purificação de água.

Retardada por diversos problemas logísticos, a ajuda internacional chegava a conta-gotas nesta segunda-feira às vítimas do tremor de terra, de acordo com o governo do Haiti.

Fonte: AFP - Foto: US Navy

Portugal: Um morto e três feridos em acidente na Base Aérea do Montijo

Um morto e três feridos graves. Este é o resultado de um acidente ocorrido ao final da manhã desta segunda-feira na Base Aérea do Montijo.

Segundo fonte das Relações Públicas da Força Aérea, o acidente envolveu viatura de Assistência e Socorro (Bombeiros da Força Aérea). Inicialmente, quatro elementos ficaram gravemente feridos e um deles acabou por não resistir, falecendo.

Os três bombeiros feridos foram transportados por um helicóptero do INEM para três hospitais diferentes de Lisboa.

Em declarações à agência Lusa, fonte do INEM esclareceu que o ferido ventilado é um homem que será transportado num helicóptero do INEM para o Hospital de Santa Maria.

No mesmo helicóptero segue também uma mulher de 26 anos, que sofreu um traumatismo facial e que irá para o Hospital de São José.

A terceira vítima é um homem que sofreu um traumatismo num braço e que deverá seguir para o Hospital Curry Cabral num helicóptero da Força Aérea Portuguesa.

O acidente está em fase de inquérito, sendo que Força Aérea não quis revelar em que circunstâncias aconteceu ou se outro veículo esteve envolvido.

Fonte: tvi24 - Foto: helicopteros.marinha.pt

Trote sobre raios cósmicos atingindo a Terra causa pânico em Gana

Mensagens de celular fora interpretadas como alerta de terremoto iminente no país africano.

Rumores com informações falsas de que a Terra seria atingida por "raios cósmicos" que provocariam um terremoto causaram pânico em Gana durante a noite e levaram muita gente a dormir fora de casa.

As informações surgiram na noite de domingo (17), quando mensagens de texto enviadas por celular, citando a agência espacial americana (Nasa) e a BBC, foram enviadas dizendo que os raios iriam atingir o planeta. A mensagem foi interpretada como indicando a iminência de um terremoto.

O vice-ministro da Informação de Gana, Samuel Okudzeto Ablakwa, procurou acalmar a população, dizendo às emissoras locais de rádio de que se tratava de um trote.

O último grande terremoto em Gana ocorreu há 70 anos.

Mas o correspondente da BBC na capital de Gana, Acra, David Amanor, disse que a notícia do forte terremoto que atingiu o Haiti na semana passada impressionou muita gente no país.

Entrevistas

A primeira mensagem de texto a ser divulgada no domingo dizia: "Esta noite, das 12h30 às 3h30, raios cósmicos entrarão na Terra (vindos) de Marte. Desliguem os seus celulares na noite de hoje. NASA BBC NEWS. Por favor, passe para todos os seus amigos."

O texto original: “Today’s night 12:30 to 3:30am COSMO RAYS entering earth from Mars. Switch off ur mobiles today’s night.?NASA BBC NEWS ? Plz pass to all ur friends.”

Às 4h, Ablakwa telefonou para o correspondente da BBC para verificar se a organização tinha divulgado um alerta de terremoto, pois havia um "pânico nacional".

Em seguida, o vice-ministro deu uma série de entrevistas às emissoras locais de rádio para dissipar os rumores.

"Não tem um grão de evidência científica nisto - alguém simplesmente passou um trote na nação", afirmou Ablakwa, em entrevista à emissora Joy FM.

Pouco antes das 05h, o programa de rádio BBC Network Africa também informou os seus ouvintes sobre o trote, depois de ter recebido textos de pessoas preocupadas.

Noite em claro

Amanor disse que muitas pessoas em todo o país - tanto em áreas rurais quanto urbanas - não dormiram.

Segundo o correspondente, os seus próprios vizinhos deixaram suas casas às 04h, temendo que o prédio podia desabar.

As redes de telefonia ficaram congestionadas porque as pessoas tentaram alertar amigos e parentes, disse Amanor.

Não se sabe se a mensagem foi enviada deliberadamente para assustar as pessoas, se foi uma mensagem inocente ou uma piada entre amigos.

Mas o repórter da BBC disse que as implicações estão sendo levadas a sério e o incidente reabriu um pedido controvertido do Departamento de Segurança Nacional de Gana para que as operadoras de telefonia registrem os nomes e detalhes pessoais de todos os números de celulares no país.

Fonte: BBC via G1

Pane obriga piloto a fazer pouso de emergência em Ibiporã (PR)

Piloto e passageira não tiveram ferimentos e apenas levaram um susto. Acidente ocorreu por volta das 20 horas de domingo (17)

Uma pane obrigou um piloto de helicóptero a fazer um pouso de emergência em uma área rural de Ibiporã, Norte do Paraná. Por sorte, ninguém ficou ferido. O pouso ocorreu por volta das 20 horas de domingo, no sítio Fukuda, onde há diversas plantações. A propriedade fica localizada em Água do Tupi, área rural de Ibiporã (em destaque no mapa acima).

De acordo com informações da Polícia Militar (PM), a ocorrência foi registrada como uma “queda de helicóptero”. O piloto Mário Cézar Ramineli, de 53 anos, e a passageira Ana Paula Ramos, de 24 anos, levaram apenas um susto. Segundo o boletim da polícia, os dois saíram do acidente “ilesos”.

Fonte: Fábio Luporini (Jornal de Londrina) - Mapa: Raphael Lorenzeto de Abreu (Wikipédia)

Azul transportou 2,2 mi de passageiros em seu 1º ano

A companhia aérea brasileira Azul Linhas Aéreas transportou 2,2 milhões de passageiros em seu primeiro ano de operações e deverá ter lucro em 2010, disse o fundador e presidente da empresa, David Neeleman. Mais conhecido por ter lançado a JetBlue Airways há uma década nos EUA, Neeleman disse em entrevista que acredita que a Azul seja a primeira empresa aérea do mundo a superar a marca de 2 milhões de passageiros transportados em seus primeiros 12 meses de operações.

A Azul opera hoje 14 aviões que atendem 16 cidades. Quatro destinos serão acrescentados este ano e sua frota subirá para 21 aviões até o final de 2010 e para 33 até 2011, disse Neeleman. A Azul opera os modelos E-195, de 118 assentos, e E-190, de 106, ambos da Empresa Brasileira de Aeronáutica (Embraer).

O grupo voou com cerca de 80% de sua capacidade ocupada em 2009, a maior taxa entre as principais companhias aéreas do Brasil, de acordo com a Agência Nacional da Aviação Civil (Anac). A Azul terminou o ano com 3,8% do mercado de passageiros domésticos. TAM e Gol possuem juntas 87%.

Há um ano, quando a Azul se preparava para seus primeiros voos, Neeleman reclamou que os mercados de crédito congelados dificultavam o financiamento da frota. Mas a companhia, que atraiu US$ 200 milhões em capital de investidores dos EUA e do Brasil, conseguiu enfrentar essa dificuldade. As informações são da Dow Jones.

Fonte: Agência Estado via Abril.com

Tarifa aérea média subiu em novembro, confirma Anac

A tarifa média nominal cobrada em voos domésticos foi de R$ 318,45 em novembro, ou R$ 6,25 a mais na comparação com o mês anterior, informou nesta tarde a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac). É o maior valor desde abril, quando o preço médio havia ficado em R$ 319,72.

O levantamento da Anac comprova a disparada no preço das passagens aéreas no último trimestre do ano passado, conforme divulgou na semana passada o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). A partir de novembro, a alta no preços dos bilhetes aéreos foi de 18%, seguida pelos 46% de dezembro. No ano, segundo o IBGE, a taxa acumulada foi de 31,89%.

O aumento de R$ 6,25 na tarifa média dos voos nacionais foi o maior na comparação com outubro desde 2005, quando o preço médio nominal passou de R$ 392,59 para R$ 421,26, ou R$ 28,67 de diferença. O valor médio nominal que o passageiro paga por quilômetro transportado (yield tarifa) ficou em R$ 0,48 em novembro, sendo que em setembro o yield havia ficado em R$ 0,46.

O valor nominal do yield acumulado no ano é de R$ 0,47. Já a tarifa média em 11 meses é de R$ 316,94.

Fonte: Alberto Komatsu (Valor Online) via O Globo

Inglês é preso por brincar no Twitter que iria explodir um avião

Motivo da mensagem foi atraso em voo por conta de nevasca.

Inglês foi detido no aeroporto e interrogado por cerca de sete horas.


Um homem foi preso por suspeita de terrorismo após dizer no Twitter que explodiria uma bomba no aeroporto Robin Hood, em Doncaster, no Reino Unido. Paul Chambers, de 26 anos, publicou a mensagem no serviço de microblog após uma nevasca atrasar o seu voo para a Irlanda na sexta-feira (15).

Chambers, diretor financeiro de 26 anos, havia twittado esta mensagem no dia 6 de janeiro: “Vocês tem uma semana para arrumar as suas mer*** senão eu vou mandar o aeroporto para os ares.”

Uma semana após publicar o texto, no dia 13, Chambers recebeu a visita da polícia, foi levado a uma delegacia e interrogado por sete horas. Depois do interrogatório, Chambers foi liberado, mas seus notebook e iPhone foram confiscados.

"Eu nunca teria pensado, em mil anos, que isto teria acontecido por causa de um post no Twitter", disse Chambers. "Eu sou o cara mais educado que você pode imaginar."

Ele ficará solto até o dia 11 de fevereiro, quando saberá se será ou não acusado formalmente de espalhar boatos sobre atentados terroristas.

Fontes: Guilherme Cherman (Jornal Tecnologia) / G1 / iG - Foto: The Independent

EADS pode suspender projeto do drone Talarion

Depois de todos os problemas com o Airbus A400M, a EADS pode agora vir a suspender o projeto do Talarion, um drone, ou seja, um avião militar telecomandado.

Para prosseguir com o projeto, o consórcio europeu pediu um compromisso por parte dos governos da Alemanha, França e Espanha.

Quanto ao A400M, o financiamento do avião, depois de múltiplos atrasos, está a ser negociado com vários governos europeus.

Fonte: euronews - Foto: EADS Defence & Security

Associação Brasileira de Parentes e Amigos das Vitimas de Acidentes Aéreos move ação civil pública contra a Infraero

A ABRAPAVAA Associação Brasileira de Parentes e Amigos das Vitimas de Acidentes Aéreos, acaba de Protocolar na Justiça Federal de São Paulo, AÇÃO CIVIL PUBLICA contra a INFRAERO, a fim de obrigá-la a sanear todas as irregularidades existentes no Aeroporto de Congonhas, antes de praticar qualquer ato referente aos novos empreendimentos planejados para a Copa de 2014 já divulgados e os não divulgados ainda pela imprensa.

Há anos o Aeroporto de Congonhas funciona irregularmente, sem a Licença Ambiental de Operação (LAO). Somente no final do ano de 2008, após a Infraero receber uma multa de R$ 10 milhões de reais, foi que a mesma apresentou o EIA/RIMA ( Estudo e Relatório de Impacto Ambiental) do Aeroporto de Congonhas, estudo esse, imprescindível para a concessão de tal licença, hoje obrigatória, após publicação do Decreto Federal n. 4.340 de 22 de agosto de 2002, em seu artigo 34 que diz: “impõe aos empreendimentos já instalados e em operação, sem as respectivas licenças ambientais, a obrigação de requerer regularização junto ao órgão ambiental competente, mediante licença de operação corretiva ou retificadora.”

Para que o Aeroporto de Congonhas receba a LAO, a INFRAERO deverá cumprir as 100 Exigências fixadas na RESOLUÇÃO 130/CADES/ 09, órgão da SVMA – Secretaria do Verde e Meio Ambiente da Prefeitura de São Paulo, que aprovou o EIA/RIMA em questão, publicado na página 27 do Diário Oficial do Município de São Paulo em 25 de novembro de 2009.

A ABRAPAVAA entende que, esta Ação Civil Publica, é o único caminho para obrigar a INFRAERO a cumprir tais exigências e assim sanar todas as irregularidades em Congonhas, tendo em vista sua inércia diante das penalidades administrativas já sofridas.

Entendemos também que, somente a ordem judicial de cumprimento de todas as 100 exigências emitidas, com estipulação de multa diária expressiva, poderá compelir a INFRAERO a regularizar o aeroporto mais importante do País e assim, atender aos anseios da sociedade civil, principalmente no que se refere à segurança dos usuários e moradores do entorno.

Maiores informações:

. Sandra Assali – Presidente da ABRAPAVAA – (11) 5041.3781 e 9204.1324

. Site da Associação: www.abrapavaa.com.br

Aeroporto de Santa Maria, nos Açores, sem combustível para abastecer voos de ajuda humanitária ao Haiti

O aeroporto de Santa Maria, nos Açores, "esgotou a capacidade" de fornecimento de combustível, o que está a afectar as escalas técnicas dos voos de transporte de ajuda humanitária para o Haiti, disse hoje à Lusa fonte da GALP.

A situação, disse Pedro Marques Pereira, foi originada pelo "aumento dos pedidos de escala técnica", originado pela situação no Haiti, agravada pelo atraso na chegada a Santa Maria do navio que abastece de combustível o aeroporto desta ilha açoriana.

Por essa razão, o porta-voz da GALP salientou que os aviões que atravessam o Oceano Atlântico com ajuda humanitária para o Haiti "estão a ser avisados" para realizarem escalas técnicas no aeroporto de Ponta Delgada.

Fonte: Agência Lusa via EPA - Foto: ANA

Avião da Albanian Airlines é desviado da rota por questões trabalhistas

Piloto albanês desvia rota de avião numa disputa trabalhista com a Albanian Airlines

Companhia aérea Air Slovakia, proprietária da aeronave, alega que desvio de rota foi causado por problemas técnicos

O Boeing 737-300, prefixo OM-ASD, da Albanian Airlines, deixou ontem (17) o Aeroporto Internacional Nënë Tereza (Madre Tereza), em Tirana, na Albânia, às 16:31 (hora local - 15:31 GMT) para realizar o voo LV-226 com destino a Bolonha, na Itália, com 110 passageiros a bordo, com um atraso de 91 minutos.

A rota prevista - Imagem: Cortesia/Google Earth

A chegada em Bolonha estava prevista para às 18:01 (hora local), num voo direto com tempo estimado em cerca de 90 minutos no ar (105 minutos de porta a porta).

Durante o voo, os passageiros relataram que a tripulação anunciou que estava desviando para o Aeroporto Milan Rastislav Štefánik, em Bratislava, capital e principal cidade da Eslováquia devido a salários não pagos para a tripulação.

A Albanian Airlines, que havia arrendado a aeronave da Air Slovakia em novembro de 2009, informou que não tinha conhecimento de qualquer razão técnica para o desvio.

A Air Eslováquia confirmou que os pilotos não recebem seus salários regularmente e em dia, mas que o avião foi desviado para Bratislava por causa de um problema técnico e em razão de a base de manutenção situar-se em Bratislava.

A Administração de Aviação Civil da Eslováquia, disse que as razões para o desvio ainda não estão claras e estão sendo investigadas.

A estação de televisão albanesa "News 24" relacionou o desvio de rota a um truque ou chatagem da empresa eslovaca proprietária do avião para tentar receber os salários devidos pela companhia aérea albanesa.

Uma missão diplomática albanesa, que também é credenciada para a Eslováquia, tentou entrar em contato com o aeroporto de Bratislava, sem sucesso, para pedir que fosse dado um tratamento justo para os passageiros, especialmente às crianças.

Os passageiros partiram para Bolonha por volta das 15:45 (hora local) para Bolonha num voo da Amsterdam Airlines.

O avião nas cores da Albanian Airlines, fotografado no Aeroporto Internacional de Birmingham (Elmdon), na Inglaterra, em 06.01.10 - Foto: Karl Nixon (Airliners.net)

O mesmo avião, nas cores da Air Slovakia, a empresa proprietária, fotografado no Aeroporto Milan Rastislav Štefánik, em Bratislava, na Eslováquia, em 26.05.09 - Foto: Alan Lebeda (Airliners.net)

Fontes: EFE / topik.sk / Aviation Herald

Quatro mortos em acidente de avião perto das Bahamas

Quatro pessoas foram encontradas mortas ontem (17) à noite entre os destroços de um avião que estava na rota para o Aeroporto Executivo de Fort Lauderdale, na Flórida, vindo das Bahamas, informaram as autoridades americanas.

Os quatro corpos foram encontrados a cerca de cinco milhas da costa de Bimini, nas Bahamas, por volta das 5:00 (hora local), informou Jennifer Johnson, oficial da Guarda Costeira dos EUA. As identidades das vítimas não haviam sido divulgadas.

O monomotor Piper PA-32R-301T Saratoga II TC, prefixo N349MA, tinha deixado a Ilha de New Providence cerca de duas horas mais cedo e teria deixado de funcionar a 10 milhas a nordeste de Bimini, disse a porta-voz da Federal Aviation Administration (FAA), Kathleen Bergman.

Funcionários das Bahamas estão atualmente no comando do inquérito. O avião está registrado para um proprietário de Nevada.

Fontes: South Florida Sun-Sentinel (com informações da Associated Press) / ASN

Dois jovens morrem em acidente de avião nos EUA

Duas pessoas morreram quando um pequeno avião caiu em Manlius Township, no estado do Michigan, nos EUA, neste domingo (17).

O pequeno avião Cessna 172N Skyhawk, prefixo N8405E, de propriedade da empresa Tulip City Air Services, decolou do Aeroporto da cidade de Tulip (KBIV) por volta de 11:30 (hora local) de ontem, quando o controle de tráfego aéreo de Muskegon relatou as autoridades de Allegan County que perderam contato com o avião, de acordo com o sargento Todd Wagner.

David Haverdink, chefe dos Bombeiros de Hamilton, disse que o Controle de Muskegon informou que o avião parecia estar em espiral e depois sumiu do radar quando estava a cerca de 700 metros.

Auxiliados por radares da Força Aérea, os bombeiros demoraram cerca de 45 minutos para encontrar o avião num campo usado para cultivar milho e soja.

As duas pessoas a bordo, um homem e uma mulher, morreram. Os dois foram identificados como David Otai, 23, e Emma Biagioni, 20, ambos estudantes do Hope College.



Não há - até o momento - informações sobre o que causou o acidente. Autoridades disseram que o avião parece ter saído para um passeio recreativo e não voaria para outro destino.

O dono de uma fazenda próxima ao local da queda, Paul Koeman, disse que não sabia de nada do que estava acontecendo até sua família ser chamada por um bombeiro que disse que a viatura deles tinha ficado presa ao tentar chegar ao avião. Koeman usou seu trator para ajudá-los a sair.

"Estava muito, muito nebuloso", disse Paul Koeman.

Funcionários da Administração Federal de Aviação (FAA) e da National Transportation Safety Board (NTSB) foram para o local para conduzir a investigação sobre a causa do acidente.

Fontes: Michigan Live / ASN - Foto: Mark Copier (The Grand Rapids Press)

FAB retoma busca por helicóptero desaparecido no Amazonas

A Força Aérea Brasileira (FAB) retomou na manhã desta segunda-feira os trabalhos de busca ao helicóptero da empresa táxi aéreo JVC que desapareceu no final da tarde de sexta-feira entre Manaus e Lábrea, a 703 quilômetros de Manaus, no sul do Amazonas. O tempo ruim impediu o trabalho pela manhã.

No domingo, a operação também precisou ser interrompida novamente por falta de visibilidade. Pela manhã, uma aeronave de resgate chegou a sobrevoar o local, mas precisou voltar para Porto Velho (RO).

A assessoria de imprensa da FAB informou que uma base de operação foi montada em Lábrea para facilitar os trabalhos de busca. É lá onde estão pousados um helicóptero e uma aeronave Bandeirante, que saíram por volta das 15h15 de Campo Grande para participar dos trabalhos de busca.

A JVC disse que o sinal da aeronave parou de ser transmitido por volta das 17h30m de sexta, próximo a Canutama, a 555 quilômetros de Manaus.

A empresa informou que um piloto e um mecânico estavam a bordo do helicóptero Esquilo AS50, prefixo PT HLE. Eles iriam fazer o transporte de um indígena da aldeia Suruwaha para o hospital de Lábrea.

A JVG está com um helicóptero realizando as buscas desde a sexta-feira, dia do desaparecimento.

A aeronáutica deslocou um avião bandeirantes da base de Porto Velho para auxiliar nas buscas. Um outro helicóptero, de resgate, está em prontidão no município Lábrea.

Fonte: Portal Amazonia via O Globo

Voando alto: a profissão de comissário de voo

Voar alto é o sonho profissional de todo mundo. Mas muitas mulheres - e homens - conseguem levar esse pensamento ao pé da letra: são os comissários de voo.

A enfermeira americana Ellen Church foi a pioneira e foi essa paixão pelos céus que a levou a convencer a "Boeing Air Transport", uma agência área da época, que seria uma ótima opção ter enfermeiras a bordo dos aviões.

Por causa dela surgiram as aeromoças, aquelas simpáticas mulheres que ficavam responsáveis por, principalmente, trazer uma maior segurança aos passageiros durante todo o voo. A fragilidade ligada à imagem do sexo feminino impressionantemente trazia uma tranquilidade aos passageiros, fazendo com que o avião não parecesse tão perigoso quanto todos achavam à época. Hoje, homens também podem fazer parte dessa profissão, embora a predominância ainda seja feminina.

Segundo o dicionário Michaelis, o comissário de voo ou aeromoça "serve as refeições aos passageiros e lhes presta assistência a bordo". Mas saiba que, se você quer fizer parte dessa leva, há muito mais em um profissional do voo do que simplesmente entregar lanchinhos e levar travesseiros aos passageiros.

Para começar, os pré-requisitos são: ter no mínimo 18 anos e o segundo grau completo e, claro, muita determinação, afinal, a seleção dos candidatos é bem rígida. Depois, é preciso entrar em uma escola que oferece o curso de formação de comissários de bordo e se dedicar ao máximo para não correr o risco de ficar para trás. O curso tem treinamentos de sobrevivência na selva, na água, e até de combate a incêndios.

Terminado o curso, o aluno recebe a Licença de Comissário de Voo, somente depois de uma aprovação da ANAC (Agência Nacional de Aviação Civil). Tendo em mãos a licença, começa uma bateria de exames periodicamente aplicados pela Anac.

Esses exames são feitos para testar a capacidade física de um indivíduo, ou seja, se ele não possui restrições de visão, audição ou problemas de saúde como epilepsia e outros fatores mais que podem impossibilitar a pessoa de voar.

Somente depois de todas essas etapas é que o candidato pode finalmente ser contratado por uma empresa aérea. Alguns requisitos a mais serão pedidos nessa etapa: estar na altura mínima (1,58m de altura para as mulheres e 1,65m para os homens) e um peso equilibrado são essenciais para esse novo profissional. Auto-controle, simpatia, rapidez para resolver pequenos imprevistos também são levados em conta nessa etapa.

Além disso, um diferencial é saber falar outra língua. Segundo Carlos Prado, coordenador da Escola Master de Aviação, em São Paulo, 99% das empresas pedem inglês como segundo idioma ou espanhol e, ter outra língua como grego, por exemplo, é um diferencial que poderá levá-lo a fazer viagens estrangeiras. Ou seja, é um ponto bastante valorizado na profissão.

Depois de uma pequena entrevista para mostrar que o candidato atende todas as exigências acima, a empresa fica responsável por fazer o treinamento do comissário. São 30 dias de muita informação, voos de instrução e dedicação.

Passado o treinamento, um comissário chamado de ‘examinador’ fica responsável por aplicar uma prova para o novato. Serão milhares de perguntas que, se respondidas com sucesso, levarão à contratação do candidato.

Passado todos esses testes hora de um voo de verdade. O comissário de voo trabalha por escalas, sendo que ao longo de um mês tem direito a oito folgas que podem ser em dias de semana ou não.

Além disso, o profissional também recebe o que eles chamam de escala reserva. Nesse dia, o comissário pode, ou não, ser chamado para trabalhar. Funciona como um plantão: ele fica de reserva, em uma sala, esperando por um alerta. Se for chamado, tem que se apresentar para o trabalho. Se não for, pode ir para casa descansar.

Cada dia é diferente para o profissional do voo. Pode ser que em um dia ele faça apenas dois voos e pode ser que no outro dia fique responsável por participar de cinco. O salário também varia de acordo com o tipo de voo que o profissional realiza. Se faz apenas nacionais, receberá uma quantia. Esse valor pode ser duplicado caso o voo seja noturno e triplicado se for algum voo noturno em feriado ou aos domingos.

A parte boa da história é que sempre que as viagens forem longas, os comissários ficam em um hotel, esperando até o dia e horário do voo de retorno. Isso significa que, durante esse meio tempo, pode aproveitar tudo o que a natureza e as cidades têm de bom para relaxar e, quem sabe, fazer umas comprinhas.

Nada de ficar viajando 40 horas direto - é proibido por lei. "Existe toda uma regulamentação para que o funcionário tenha as horas de descanso. Um comissário não pode trabalhar direto. Ele sempre tem folgas", explica Carlos.

E como funciona? Cada voo é uma aventura nova. Carlos explica que os tripulantes não podem entrar em um voo sem se conhecerem. "Sempre antes de uma viagem, todos se encontram na sala do Despacho Operacional (conhecida como DO). Lá o comandante faz um ‘breafing’ se apresentando, dizendo o que espera do voo e fazendo um discurso que deixem todos mais à vontade e seguros e, só depois, todos vão ao avião", revela o coordenador.

Sempre lembrando que os tripulantes só entram no avião depois que a equipe de manutenção libera a entrada deles, declarando estar tudo em ordem. "Os comissários de bordo ficam responsáveis por verificarem os equipamentos de segurança. O comandante e o co-piloto ficam responsáveis por verificar a parte deles", finaliza Carlos.

Fonte: Tissiane Vicentin MBPress/Vila Mulher

TAP colabora com o Governo no transporte de material de apoio à população do Haiti

A TAP vai transportar hoje num voo comercial para Caracas 3,5 toneladas de material destinado a apoiar as vítimas do sismo no Haiti, disse à Lusa o porta-voz da empresa.

“A TAP, com muito interesse e orgulho em poder ajudar o povo do Haiti, acedeu a fazer o transporte”, declarou António Monteiro, referindo que a solicitação partiu do Governo.

De acordo com o porta-voz da empresa de Transportes Aéreos Portugueses, o Airbus 330 deverá partir de Lisboa cerca das 16h30, com destino à capital venezuelana.

“A partir daí, calculo que o Estado português tenha outros meios para completar o transporte para o Haiti”, respondeu António Monteiro, quando questionado sobre o modo como o material irá chegar ao destino final, o Haiti.

O avião comercial da TAP irá transportar cerca de 3,5 toneladas de carga, “presumivelmente material logístico”, assim como dois bombeiros.

Hoje, o secretário de Estado da Cooperação, João Gomes Cravinho, tinha já admitido a possibilidade de Portugal reforçar a ajuda à população do Haiti, que foi vítima do sismo ocorrido na passada terça-feira.

O Estado português tinha já contribuído com o envio de um avião C-130 da Força Aérea Portuguesa, o qual transportou mais de 20 elementos da Protecção Civil para Port-au-Prince, onde chegou no domingo à noite (hora local).

Fonte: Agência Lusa via Público

Beckhams gastam 5 mil reais em passagem aérea para cachorro

Parece que o casal Victoria e David Beckham gostam mesmo de seu bichinho de estimação: um cachorro da raça buldogue. Prova disso é o quanto eles gastaram para que o animal pudesse embarcar em grande estilo em uma viagem de avião.

O pet viajou para Los Angeles em primeira classe pela Pet Air e para que isso acontecesse, o casal desembolsou 5 mil reais. O bichinho foi um presente de Natal que a ex-Spice deu para o maridão.

O "Pet Air" padrão ouro inclui passagem aérea, contâiner com roupa de cama, água, exame de saúde antes da viagem e uma noite sob os cuidados de um veterinário.

Uma fonte próxima ao casal deu mais detalhes:

- Ele foi alimentado por um famoso chef e agora está em total conforto em Los Angeles.


Fontes: Terra / Daily Mail - Foto: Reprodução

Saiba como ajudar as vítimas do terremoto no Haiti

Quem quiser ajudar as vítimas do terremoto tem algumas opções. Como costuma acontecer depois de tragédias, podem aparecer sites falsos pedindo doações, então procure doar para instituições reconhecidas por meio do site delas.

A embaixada do Haiti no Brasil recebe doações em dinheiro por meio da conta corrente abaixo. Os recursos serão recebidos diretamente pela embaixada e administrados por ela, segundo o Banco do Brasil. Podem ser feitos depósitos ou transferências de qualquer banco e até mesmo de fora do Brasil para a conta corrente.

Nome: Embaixada da República do Haiti
Banco: Banco do Brasil
Agência: 1606-3
CC: 91000-7
CNPJ: 04170237/0001-71


O Comitê Internacional da Cruz Vermelha (CICV) também recebe doações só em dinheiro. Segundo Silvia Backes, coordenadora do CICV no Brasil, a entidade não recebe outros tipos de doações, como roupas, devido à dificuldade de enviá-las ao país. Ela diz que há uma equipe de ajuda emergencial da Cruz Vermelha saindo de Genebra com toneladas de doações e com equipes de médicos.

Para doar ao CICV, use a conta corrente abaixo:

Nome: Comitê Internacional da Cruz Vermelha
Banco: HSBC
Agência: 1276
CC: 14526-84
CNPJ: 04359688/0001-51


No caso de doações por meio de transferências bancárias, é preciso acrescentar o código 00200 no campo finalidade.

O Movimento Viva Rio informou que abriu uma conta para receber doações que serão usadas para compra de alimentos, água e medicamentos. Presente desde 2004 no Haiti, o Viva Rio mantém uma equipe de mais de 400 pessoas trabalhando nos projetos, sendo nove brasileiros. Doações podem ser feitas na conta:

Nome: Movimento Viva Rio
Banco: Banco do Brasil
Agência: 1769-8
CC: 5113-6
CNPJ: 00343941/0001-28


O músico haitiano Wyclef Jean recebe doações para ajudar as vítimas do terremoto por meio de sua ONG, a Yelé Haiti. Para doar, acesse o site do Yelé Haiti, clique em "Donate", escolha o valor da doação e forneça os dados do seu cartão de crédito.

A ActionAid, organização internacional sem fins lucrativos, também está recebendo doações. Para ajudar as vítimas do terremoto no Haiti, o interessado pode fazer uma doação pelo telefone 0300 789 8525, das 10h até as 18h, de segunda a sexta-feira, ou pelo site da entidade (http://www.ajudeohaiti.org.br/). A doação mínima é de R$ 10.

A Caixa Econômica Federal lançou nesta sexta-feira (15) uma campanha de ajuda às vítimas do terremoto. Os depósitos serão encaminhadas para o Programa Mundial de Alimentação (PMA) da Organização das Nações Unidas (ONU) e para o Escritório das Nações Unidas para a Coordenação de Assistência Humanitária (OCHA, sigla em inglês).

Doações podem ser realizados em toda a rede da Caixa e não há valor mínimo. Os dados para fazer depósito são os seguintes:

Nome: PNUD - Haiti
Banco: Caixa Econômica Federal
Agência: 0647
Operação: 003
Conta: 600-1

Informações sobre cidadãos brasileiros no Haiti podem ser obtidas no Núcleo de Assistência a Brasileiros do Itamaraty, nos telefones abaixo:

(61) 3411-8803 / (61) 3411-8805 / (61) 3411-8808 / (61) 3411-8817 / (61) 3411-9718 / (61) 8197-2284

Fonte: G1

Americano critica os conterrâneos que controlam aeroporto

As críticas, desta vez, são de um americano. Os Estados Unidos controlam o aeroporto do Haiti, com uma capacidade muito aquém da necessidade para receber o número de aeronaves com suporte, medicamentos, aparatos e todo o tipo de ajuda para os atingidos pelo terremoto que arrasou Porto Príncipe na última terça-feira.

Doug Copp, americano que chegou à base brasileira com credenciais da equipe do governo peruano, estava revoltado. Com uma grávida em sua caminhonete, clamando por uma ajuda que demorou a chegar por conta da recusa dos conterrâneos que controlam o aeroporto em receber o avião com toneladas de medicamentos do Peru, ele disparou contra o próprio país.

Doug Copp contou ser sobrevivente do atentado terrorista em Nova York, em 11 de setembro de 2001. Disse ter atuado em resgate em mais de 100 situações de desastre, considerando a pior o episódio em El Salvador em 1991, com as enchentes em função do furacão Ida.

"Eram remédios para impedir as pessoas de morrerem. Circularam por quatro horas e tiveram de voltar para Santo Domingo, na República Dominicana. Nos mandaram de volta alegando que estava lotado e não tinha como estacionar e descarregar o avião. Mas metade das baias estavam vagas. Tiramos fotos, eles mentiram. A ONU estava lá e os militares americanos os chutaram. Não houve transição. Estamos dirigindo com quatro pessoas que resgatamos, incluindo uma grávida.

Fomos em quatro hospitais e nenhum deles tinha os remédios, porque os americanos mandaram o avião de volta", explicou, mostrando as credenciais concedidas pelo governo peruano.

"Fui uma das quatro pessoas que desceu quatro vezes às galerias subterrâneas alagadas do World Trade Center e fui para o Canadá para ficar vivo. Recebi alguns milhares de dólares para tratamento e agora eles impedem um avião de medicamentos de pousar? Tivemos de voltar e, em vez de toneladas, conseguimos trazer 150 quilos em um ônibus.

Alguém ferrou tudo, não houve transição. Você não para um avião com medicamentos", contou, acrescentando que a grávida foi encontrada por um membro da equipe, sem se recordar aonde.

Copp participa de diversas equipes de resgate pelo mundo. Em uma de suas últimas missões, Doug ajudou a formar uma equipe para buscar o estudante brasileiro Gabriel Buchmann, que se perdeu em uma montanha africana.

"Consegui membros de equipes para ir lá atrás dele, a família me contactou. Eu não podia ir de avião", afirmou Copp (o corpo do estudante foi encontrado 19 dias após ele ter desaparecido em julho de 2009). Copp, que hoje mora no Canadá, afirma não poder andar de avião devido a um edema cerebral e aos efeitos do enxofre e outra substâncias em seu organsmi após as missões que enfrentou.

"A minha mulher não queria que eu viesse, mas compreendeu. Agora, para fazerem isso? É a quarta vez que os americanos fazem isso em um desastre. Em 1989, em São Francisco, onde também houve um terremoto, eles tiraram todo mundo que estava trabalhando no resgate porque o presidente estava vindo. E deixaram as pessoas lá. Qualquer um que impeça um resgate deveria ir para a prisão", disse Doug.

Doug participa de diversas equipes de resgate pelo mundo e o trabalho pode ser acompanhado no site: http://www.amerrescue.org/.

Fonte: Vicente Seda (iG) - Foto: AFP

Avião da FAB espera 24 horas para pousar no Haiti

A Força Aérea Brasileira (FAB) levou 24 horas para conseguir permissão para aterrissar um dos aviões que trazia para o Haiti remédios, 60 profissionais da área de saúde e equipamentos para abrir um hospital de campanha capaz de cuidar de 400 pessoas. O aeroporto de Porto Príncipe está sendo comandado pelos Estados Unidos desde que o terremoto arrasou o país.

Mas não foi apenas o Brasil que enfrentou dificuldades para pousar aeronaves com ajuda humanitária. A França protestou à embaixada norte-americana sobre o impedimento de pouso de aeronaves do país. Ontem, um grupo de bombeiros do Peru também visitou a base militar brasileira para reclamar da falta de autorização para a chegada de um avião peruano com remédios e material hospitalar.

Os EUA fizeram um acordo com o governo haitiano para assumir o controle do aeroporto da capital, principal via de acesso da ajuda humanitária. Assim, indiretamente, os norte-americanos passaram e decidir sobre quem pousa e decola na pista. O general P.K. Keen, responsável pelas operações dos EUA no Haiti, afirmou que a dificuldade para conseguir autorização para pousos e decolagens foi generalizada e "afetou até aviões americanos".

Fonte: jornal O Estado de S. Paulo

Lufthansa planeja voos para o Iraque

Numa altura em que o Iraque começa a abrir-se à aviação civil com sinais crescentes de procura de voos para o país, a Lufthansa já planeja voos para o Iraque.

Nessa perspectiva, a Lufthansa German Airlines, está estudando a possibilidade de lançar diversos novos serviços para o Iraque, planejando voar para a capital, Bagdá, e para a cidade de Erbil, no norte do Iraque, a partir de Frankfurt e de Munique.

A Lufthansa pretende lançar essa nova operação no verão europeu de 2010, assim que tiver obtido os direitos de tráfego necessários. As exigências de infra-estruturas estão também a ser examinadas. Com o retomar dos voos para o Iraque, a Lufthansa está seguindo a sua política de expansão da rede de rotas no Orinete Médio, que serve atualmente com 88 voos semanais para 14 destinos em 11 países.

A Lufthansa operou voos para Bagdá de 1956 até ao início da Guerra do Golfo em 1990. Erbil já é servida a partir de Viena pela Austrian Airlines, que faz parte do Grupo Lufthansa. Para o próximo verão, Bagdá e Erbil serão ligadas às rotas da Lufthansa de Frankfurt e de Munique, ficando assim integradas na rede global de destinos da empresa. Os horários e as tarifas serão anunciados assim que as reservas abrirem para as novas rotas.

A Lufthansa German Airlines é uma das maiores companhias aéreas. Voa para 190 destinos em 78 países a partir das suas bases em Frankfurt e Munique, ambas na Alemanha. Na África, a Lufthansa serve 17 cidades em 14 países com um total de 97 voos semanais.

Juntamente com as suas subsidiárias Swiss International Air Lines (em Zurique, na Suíça), Brussels Airlines (em Bruxelas, na Bélgica), Austrian Airlines (em Viena, na Áustria) e BMI (em Londres, no Reino Unido), a Lufthansa, como grupo, opera 203 voos semanais para 31 cidades em 27 países no continente, oferecendo uma escolha sem igual e uma enorme flexibilidade de viagens de África para a Europa, as Américas, o Oriente Médio e a Ásia.

Juntamente com os seus parceiros da Star Alliance, a Lufthansa serve mais de 1.000 destinos em 171 países; os seus clientes têm acesso a mais de 950 línguas nos aeroportos em todo o mundo.

Fonte: O País (Angola)

A saga da família Piccard continua

Quebrar recordes está no sangue. Daqui a dois anos, quando Bertrand Piccard (foto mais acima) iniciar o voo ao redor do mundo com seu avião movido a energia solar (Solar Impulse - foto acima), ele estará seguindo os passos de seus antepassados.

O explorador Jacques Piccard com sua esposa e seus filhos, Thierry (no colo) e Bertrand, em 19 de abril de 1966 no Aeroporto Cointrin de Genebra

Bertrand Piccard já honrou o nome de toda a sua família: em 1999 realizou, na terceira tentativa, juntamente com o copiloto Brian Jones, o primeiro voo de volta ao mundo sem escalas num balão de ar quente.

O balão Breitling Orbiter 3 (foto acima) partiu de Chateau-d'Oex no dia 1 de março. O voo durou quase 20 dias e terminou no deserto do Egito, depois de 45.755 km. "Foi incrivelmente sublime flutuar silenciosamente e ser impulsionado através dos continentes, apenas pelo vento", relatou Bertrand Piccard mais tarde.

Foi nesse voo de circum-navegação a bordo de um balão que Piccard teve a ideia de, numa próxima vez, voar com um avião impulsionado exclusivamente pela energia solar. Espera-se que o avião Solar Impulse esteja pronto a partir de 2012.

O pioneiro da asa delta

Mesmo que Bertrand Piccard, quando ainda adolescente, graças às relações familiares, tenha conhecido pessoalmente os ídolos de sua juventude - o piloto explorador de geleiras Hermann Geiger, o pioneiro da aviação Charles Lindbergh e o construtor de foguetes Wernher von Braun -, não se imaginava que ele entrasse para a história como o seu avô Auguste.

No início, Bertrand seguiu os passos de Ícaro, dedicou-se à asa-delta e aos ultraleves, tornando-se um pioneiro desta forma suave de aviação em toda Europa. Em 1983 foi também o primeiro a atravessar os Alpes num desses frágeis aviões.

Superando situações extremas com a hipnose

Entretanto, não foi só o vício pela quebra de recordes e pela adrenalina que fez com que Bertrand Piccard permanecesse na aviação ultraleve. Para ele, a asa-delta era um laboratório de psicologia, no qual podia analisar perfeitamente o comportamento humano em situações extremas.

Bertrand formou-se em psiquiatria com o intuito de compreender mais profundamente o mundo interior do homem. Aprendeu no decorrer do curso, entre outras coisas, a técnica da hipnose como meio de lidar com situações limites.

Da psiquiatria para o balonismo

Curiosamente foi a sua reputação como especialista em hipnose que trouxe Bertrand Piccard de volta para o balonismo. Aconteceu assim: o belga Wim Verstraeten foi capaz de, em 1992, convencer Bertrand a participar junto com ele do Desafio Chrysler (foto acima), a primeira corrida transatlântica para balões de ar quente.

O belga o convidou por achar que as técnicas de hipnose de seu copiloto pudessem ajudá-lo a suportar melhor a viagem de 5000 km. Sua tática funcionou e os dois venceram a corrida, aterrissando, após cinco dias, na Espanha.

Nos passos de seu bisavô...

Jules, o bisavô de Bertrand também se interessava pelo mundo interior do ser humano e estaria orgulhoso de seu bisneto. Jules Piccard foi professor de Química da Universidade de Basileia e analisava, em suas pesquisas, substâncias encontradas na flor do maracujá, particularmente a substância flavonoide "chrysine", que, acredita-se, possui propriedades ansiolíticas. Com a hipnose, Bertrand atingiu o que seu bisavô havia tentado alcançar com a química.

Voando alto e mergulhando fundo

O físico e inventor Auguste Piccard, filho de Jules e avô de Bertrand, ficou famoso como aquele que, além de voar alto, mergulhou profundo. Em 1932, ele e seu colega belga Max Cosyns, da cidade de Dübendorf, subiram até a altitude de 16.201 metros num balão a gás (foto acima), quebrando com este feito o recorde mundial.

As lições aprendidas na construção da cápsula de pressão para o balão foram úteis após a Segunda Guerra Mundial e também utilizadas na construção do barco de mergulho batiscafo "Trieste" (foto acima). Em 1953, Auguste mergulhou com o "Trieste" no Mar Tirreno a uma profundidade de 3.150 metros, um recorde para a época. O objetivo do mergulho foi a exploração da vida marinha em águas profundas.

No ponto mais baixo da terra

Jacques, o pai de Bertrand, deve ter sido o Piccard mais popular até hoje, pelo menos na Suíça. Jacques participou, como empregado de seu pai Auguste, da construção do "Trieste" e mergulhou em 23 de janeiro de 1960 na "Fossa das Marianas" até 10.916 metros de profundidade, juntamente com o oficial da Marinha dos Estados Unidos Don Walsh. Este recorde de profundidade ainda não foi quebrado até hoje.

Depois disso, Jacques construiu o Mesoscafo "Auguste Piccard" (foto ao lado), uma das principais atrações da exposição nacional de 1964 em Lausanne. Nesta ocasião, cerca de 33.000 passageiros visitaram o fundo do Lago Lemàn a bordo do Mesoscafo, mesmo não havendo muita coisa para ver nas profundezas. O "Auguste Piccard" permanece como o maior submarino turístico já construído e o maior veículo submergível "não-militar" de todos os tempos.

Utilizando a corrente do Golfo

Em 1969, Jacques Piccard zarpou com o seu submarino "Ben Franklin" (foto ao lado), especialmente desenvolvido para a exploração da corrente do Golfo. Durante quatro semanas, seis cientistas se deixaram levar pela corrente, como um balão ao vento, a cerca de 300 metros abaixo da superfície do mar.

Os conhecimentos adquiridos sobre os efeitos psicológicos sofridos pelo grupo, confinado em um espaço apertado durante uma longa viagem, foram altamente proveitosos para a NASA nos projetos das missões do Skylab e do programa do ônibus espacial.

Advogado das profundezas

O fascínio pelas profundezas do mar, sua fauna e flora acompanhou Jacques Piccard por toda sua vida. Ele criou também uma fundação, com o objetivo especial de promover o estudo e a preservação da vida marinha. Piccard participou de expedições ao fundo do mar até a idade de 82 anos. Morreu aos 86 anos, em novembro de 2008, em sua casa à beira do Lago Lemàn.

Fonte: Ulrich Goetz (swissinfo.ch - com informações adicionais do Blog Notícias sobre Aviação) - Adaptação: Alexandre Hill-Maestrini - Fotos (na sequência): ourworld-yourmove.org / Site Solar Impulse / Keystone / breitling.com / Ryan R. Robbins / dfj.vd.ch / Wikipedia / free.imd.it (2)

Gol começa voar em Bauru com passagens a R$ 79

Empresa aérea terá rota diária para Congonhas com preço de ônibus

Depois de idas e vindas a Gol vai começar a operar no aeroporto Moussa Tobias no dia primeiro de fevereiro com passagens a preço popular.

Segundo o diretor comercial da empresa, Eduardo Bernardes, a operação em Bauru terá um voo diário de segunda-feira à sexta-feira para o aeroporto de Congonhas.

“As passagens já estão à venda no site da Gol a partir de R$ 79, desde que o consumidor compre a passagem com 21 dias de antecedência”, explica.

Para conseguir uma passagem pelo menor preço o passageiro também deve comprar a ida e a volta. O valor pode variar por condições como demanda e o dia da semana. Segunda e sexta, por exemplo, são mais caros.

O avião que atenderá o aeroporto Bauru-Arealva será um Boeing 737-700 com capacidade para 144 passageiros. Ele sairá de Congonhas às 11h30 com previsão de chegada em Bauru às 12h55. Partirá para Congonhas às 13h30 com previsão de pouso às 14h22.

O executivo da Gol afirma que não está descartada a possibilidade de incluir mais uma rota diária em Bauru. “Quem vai determinar a quantidade de voos é a demanda do mercado. Em Presidente Prudente, por exemplo, depois de cerca de seis meses de operação a Gol inclui mais um voo”, conta.

Com tarifas mais baixas, a Gol voltou a ameaçar a liderança da TAM no mercado de aviação doméstica em dezembro. Segundo dados divulgados pela Anac (Agência Nacional de Aviação Civil) semana passada, a TAM, controla 43% do mercado, enquanto a Gol, detém uma fatia de 42%.

O que contribui para a aproximação da companhia é o crescimento mais expressivo no número total de passageiros transportado, 36,2%. A TAM, em contrapartida, teve um aumento mais tímido, de 20,7%. A taxa de ocupação também foi maior dentro das aeronaves da Gol, alcançando a média de 77,1% dos assentos ocupados nos voos, contra 69,6% da líder.

Eduardo espera aumentar ainda mais os passageiros com a operação em Bauru e as tarifas competitivas da empresa. Para adquirir passagens mais baratas, além de comprar com 21 dias de antecedência, outra opção é o consumidor ficar no destino por pelo menos 10 dias.

Fonte: Reinaldo Chaves (Agência Bom Dia)

Sanchez analisa chance de Corinthians ter avião próprio

O avião da BRA fretado pelo Corinthians para viajar de São Paulo a Porto Alegre e Brasília foi decorado com a mensagem da conquista na vaga da Copa Libertadores 2010 - Fotografado em 02/07/2009 por Paulo Pinto/AE

Os principais clubes de São Paulo já contam com ônibus estilizados para as viagens de seus atletas. O Corinthians, inclusive, aproveita esta comodidade já há vários meses. Agora, o presidente Andrés Sanchez quer ampliar o conforto de seus jogadores e aproveitar para reforçar os cofres do clube.

O mandatário alvinegro negocia para o Timão ter também um avião personalizado. "Nós estamos analisando essa possibilidade há alguns meses", explicou.

Em entrevista ao programa Mesa Redonda, da TV Gazeta, o mandatário explicou que o clube poderia abrir espaço para torcedores nas viagens.

"Em um avião, cabem cerca de 150 pessoas. Como a delegação vai com 40, o restante poderia ser vendido para torcedor. Seria um avião com símbolo do Corinthians e o nome da empresa (aérea)", comentou.

Fonte: Gazeta Press via Abril.com

EUA rebatem críticas do Brasil sobre controle aéreo

Casa Branca nega "unilateralismo" no auxílio; Obama vê na tragédia do Haiti chance de reaproximar País

O assessor de Segurança Nacional dos EUA, Denis McDonough, esclareceu ontem ao Estado que Washington assumiu o controle do aeroporto de Porto Príncipe a pedido do governo haitiano e não pôde permitir o pouso de todos os aviões apenas por "motivos de segurança".

"O governo haitiano que nos pediu para tornar o aeroporto operacional, estamos seguindo o acordo com os haitianos de trabalhar com os controladores de voo", disse McDonough. "Há aviões demais e nós quisemos apenas evitar acidentes", afirmou, negando que haja "ação unilateral" por parte dos EUA, como havia acusado o ministro da Defesa do Brasil, Nelson Jobim.

Na sexta-feira, o ministro das Relações Exteriores, Celso Amorim, queixou-se com a secretária de Estado, Hillary Clinton, do fato de os americanos controlarem o aeroporto e terem impedido o pouso de aviões brasileiros.

Não foi só o Brasil que reclamou. Dois aviões do Programa de Alimentação Mundial da ONU tentaram pousar no aeroporto e foram desviados. Os EUA estão priorizando o pouso de seus aviões com tropas e equipamentos e de aeronaves para retirar americanos e outros estrangeiros do país.

"Há 200 voos entrando e saindo todos os dias, o que é um número enorme para um país como o Haiti", disse Jarry Emmanuel, diretor de logística aérea para a missão do programa da ONU no Haiti. "Mas a maioria desse voos é para as forças armadas americanas", disse ao New York Times. "A prioridade deles é garantir a segurança. A nossa é alimentar as pessoas."

Nova imagem

Dentro do governo Barack Obama, a operação de socorro ao Haiti é vista como uma oportunidade de ouro de mostrar que os EUA ainda são uma grande potência mundial, que assumem responsabilidade pelos "irmãos mais fracos" do hemisfério, mas não seguem mais a cartilha intervencionista do passado. Obama queria provar , na primeira tragédia internacional de seu governo, que não repetiria o fracasso retumbante de seu antecessor, George W. Bush, no socorro às vítimas do furacão Katrina.

Dentro do departamento de Estado, havia a esperança de que a missão de resgate no Haiti pudesse reaproximar o Brasil e os EUA, depois que uma série de divergências no ano passado - como as eleições em Honduras e a visita do iraniano Mahmoud Ahmadinejad ao Brasil - esfriaram o relacionamento. Como os dois países são os mais influentes no Haiti, os EUA como maior doador e lar de 500 mil haitianos, e o Brasil como líder das tropas da missão de paz da ONU, seria uma boa oportunidade para juntar esforços.

"Obama teve uma ótima conversa com o presidente Luís Inácio Lula da Silva e ressaltou o desejo dos EUA trabalhar com o Brasil no Haiti", disse McDonough ao Estado. "Obama elogiou a liderança do Brasil no Haiti na última década."

Mesmo assim, ao longo da conferência de imprensa McDonough não havia mencionado o Brasil. Referiu-se duas vezes ao purificador de água dos argentinos, à atuação da República Dominicana e à ajuda dos franceses e chineses. Mas só falou sobre o Brasil depois de ser questionado.

O funcionário do Comando Sul dos EUA responsável pela relação com o Brasil, coronel Willie Berges, garantiu que Washington não deseja se sobrepor ao Brasil no Haiti. "Para nós a prioridade, é óbvio, é a ajuda e não duplicar esforços com a Minustah."

"Hillary falou ontem com Amorim e, certamente, vai novamente expressar sua satisfação com a colaboração brasileira hoje (ontem)", disse McDonough. Ele afirmou que é o governo do Haiti que está liderando o esforço e estabelecendo as prioridades.

Na sexta-feira, o secretário de Defesa, Robert Gates, também havia tentado rebater as críticas de unilateralismo americano no pacote de resgate. Gates afirmou não estar preocupado com a possibilidade de a ajuda americana ser vista como uma intervenção no país ou uma ameaça.

"Dado o papel que nós teremos na entrega de alimentos, água e assistência médica, acho que a reação será de alívio ao ver os americanos trazendo ajuda", disse Gates. "E ainda há muitas outras pessoas em terra - os brasileiros têm uma presença significativa e estão fazendo muita coisa.

Fonte: Patrícia Campos Mello (Estadão)

C-130 da Força Aérea Portuguesa chega à capital haitiana

O Hércules C-130 da Força Aérea Portuguesa com ajuda humanitária para as vítimas do sismo no Haiti aterrissou no aeroporto da capital haitiana, Port-au-Prince, no domingo à noite (hora local - madrugada de segunda-feira em Lisboa).

A missão da equipe portuguesa que viajou para o Haiti consiste em montar, em Port-au-Prince, um campo para alojamento de emergência/temporário e com equipamento para intervenção médica e ajuda para as vítimas do terremoto de terça-feira.

Na segunda-feira deverá sair de Lisboa mais um avião com mais equipamento de ajuda humanitária, nomeadamente com mais tendas e equipamentos necessários para a intervenção médica do INEM.

Fonte: Agência Lusa - Foto: emfa.pt

Haitiano viola segurança e provoca esvaziamento de terminal do aeroporto JFK, em Nova York

Clique sobre a imagem para assistir a reportagem da NY1 News
(em inglês)


Autoridades americanas afirmam que um haitiano que deixou seu país após o terremoto de terça-feira violou a segurança do terminal da American Airlines no Aeroporto Internacional John F. Kennedy, em Nova York. O terminal teve que ser esvaziado, e os passageiros que já estavam a bordo dos aviões também tiveram que sair e ser revistados novamente.

O avião da American Airlines no Aeroporto JFK - Foto: Earns Ual (AP)

Segundo o porta-voz da Administração de Segurança no Transporte e a Autoridade Portuária de Nova York e Nova Jersey, o haitiano, identificado como Jules Paul Bouloute, de 57 anos, foi preso.

De acordo com o funcionária da Autoridade Portuária, Bouloute mora no Brooklin, mas estava no Haiti quando o terremoto destruiu o país. Ele conseguiu deixar o Haiti em um voo da República Dominicana para Orlando, na Flórida, antes de pegar uma conexão para Nova York.

Coleman diz não se saber ao certo como ou quando exatamente Bouloute conseguiu deixar o Haiti e entrar na República Dominicana.

De acordo com Wilson, não foi necessário desviar os voos que chegavam ao aeroporto. Segundo ele, os voos que sairiam do terminal sofreram atrasos de duas horas ou mais. Não houve cancelamento de voos da American Airlines.

Passageiros no Terminal do Aeroporto JFK. Oito deles tiveram que ser reavaliados após uma falha de segurança
Foto: Uli Seit (The New York Times)

Fonte: O Globo (com agências internacionais)

Jornalista dos EUA completa 5 dias detido em aeroporto israelense

O jornalista americano Jared Malsin, chefe do serviço em inglês da agência de notícias palestina "Ma'an", continua detido pelo quinto dia consecutivo no aeroporto israelense de Ben Gurion, próximo a Tel Aviv.

"Infelizmente, a situação continua sem mudanças. Jared continua detido, incomunicável, não sabemos de que ele é acusado e até agora não pudemos falar com ele", explicou à Agência Efe o jornalista americano George Hale, colega de Malsin.

As autoridades não permitem que Malsin use seu telefone celular. Por enquanto, ele só pôde falar com seu advogado e com um representante da Embaixada dos EUA, que tenta impedir sua deportação.

"A Embaixada nos disse que sua situação é ruim. Não lhe deram sua mala e ainda usa a mesma roupa de quando o detiveram. Não deixam que tome banho, nem que escove os dentes e também não permitem que leia livros ou jornais", disse Hale.

Os advogados da agência "Ma'an" apresentarão hoje no tribunal do distrito de Tel Aviv um pedido para evitar que o jornalista, que tem origem judaica, seja expulso do país.

Segundo informou hoje a agência, o pessoal de segurança que interrogou Malsin em Ben Gurion o deteve por "negar-se a cooperar, mentir para os oficiais de fronteiras, falta de clareza nos motivos de sua chegada ao país, violação dos termos do visto e entrada em Israel por meio de mentiras".

Os documentos apresentados à Corte também indicam que os agentes que o interrogaram "reuniram informação na internet sobre seus textos que mostram que suas matérias criticam o Estado de Israel e que escreveu artigos nos territórios palestinos".

A "Ma'an" é uma agência independente de notícias palestina com sede na cidade de Belém, na Cisjordânia, que recebe financiamento dos EUA e da União Europeia e que conta também com uma rede de televisão e uma emissora de rádio.

"Esperamos que isso tudo seja um erro e se resolva em breve", disse Hale, ao dizer que "Israel não é o Irã".

Diversas organizações de jornalistas e associações locais de defesa da liberdade de expressão protestaram contra a detenção de Malsin e pediram sua libertação às autoridades israelenses.

Fonte: EFE via G1 - Foto: BBC