terça-feira, 15 de dezembro de 2009

Dono reencontra cão levado de aeroporto em SP

O empresário Ricky Thadeu Hergert, 27 anos, confirmou na tarde desta terça-feira que o pastor alemão Kempes foi localizado em Taubaté, a 140 quilômetros da Capital paulista. O cão havia sido levado do Aeroporto Internacional de Guarulhos, na Grande São Paulo, no dia 26 de novembro.



Segundo Hergert, uma pessoa entrou em contato via telefone e disse estar com o animal. Ele foi até Taubaté e identificou o cachorro, que tem na orelha a inscrição D4681SP. "Ele emagreceu bastante, mas está bem", disse. A família chegou a oferecer recompensa de R$ 5 mil e colocou anúncios em jornais e na internet. No entanto, segundo o empresário, o valor não chegou a ser pago.

O cão foi roubado enquanto o dono se distraiu para digitar a senha do cartão de crédito no aeroporto. O animal, que participa de competições internacionais, teria sido levado por dois homens, que pegaram a caixa onde ele estava e colocaram em uma caminhonete parada no portão de saída. Na sequência, fugiram em disparada. "Fiquei o tempo todo de olho na caixa de transporte. Bastou me virar por minutos e ela sumiu. Só pode ser coisa de ladrão especializado em roubar volumes", afirmou Sérgio Thadeu Hergert, 57 anos, pai do dono do pastor.

A família diz que embora tenha comprado a passagem do cachorro com antecedência pela TAM, os funcionários da companhia não souberam como embarcar o animal. "Fomos mandados de um lugar para o outro até que nos informaram que precisávamos de um despachante", afirmou Sérgio. Nessas andanças, segundo ele, perderam o voo. Ele foi à loja da TAM com o cachorro para remarcar a passagem para a tarde.

"Coloquei a caixa na porta de entrada da loja, onde pudesse vê-lo, e bem embaixo de uma câmera de segurança." Assim que deu pela falta da caixa de transporte, o empresário procurou os seguranças da Infraero (Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária) que estavam nas imediações da loja. "Eles disseram que não viram nada."

Ele foi então para a central de monitoramento de câmeras da Infraero. "Fui informado que as câmeras do aeroporto apenas filmam, mas não gravam. Como pode isso? E se fosse uma criança sequestrada ou um homicídio?" Sérgio registrou um boletim de ocorrência. A Infraero informa que as imagens são gravadas.

Fonte: Diário OnLine (com AE) / G1

Avião com Ministro do Trabalho sofre pane durante viagem pelo interior do Maranhão

O ministro do Trabalho Carlos Luppi (à direita na foto) e o governador deposto Jackson Lago, do PDT (à esquerda) estiveram neste domingo (13) na cidade de Timon. Acompanhados do deputado estadual Chico Leitoa (PDT), do Secretário Geral do PSB, Luciano Leitoa, do ex-secretário Estadual de Esportes e Juventude, Weverton Rocha, da prefeita de Matões, Sueli Pereira e outras lideranças, eles fizeram uma visita ao Centro da Juventude do município. Depois, fizeram um rápido tour por diversos pontos da cidade.

Após a visita, a comitiva se dirigiu para a sede do PDT de Timon, no Centro. Lá, centenas de militantes e simpatizantes aguardavam os convidados. No seu discurso, o ex-governador Jackson Lago destacou o que fez na área da educação quando esteve à frente do governo do Maranhão.

Afirmou que apesar de ter ficado apenas dois anos e três meses dirigindo os destinos do estado, conseguiu construiu mais de 170 escolas. “Se tivesse permanecido no governo, teria feito mais de 240 escolas”, acrescentou.

O ex-governador aproveitou para denunciar mais uma vez o que classificou de golpe o seu afastamento do governo. “Foi um golpe através da justiça”, disse.

Jackson, Weverton e Luppi em perigo

Marcada para chegar a Timon às 09 horas, a comitiva liderada pelo ministro Carlos Luppi e o ex-governador Jackson Lago só desembarcaram no aeroporto da cidade depois das 11 horas da manhã.

O blog do jornalista Elias Lacerda (Portal AZ) esteve fazendo a cobertura da visita e apurou o motivo do atraso. Segundo ele, a demora foi em razão de um acidente que poderia ter sido trágico.

Ao saírem de Imperatriz com destino a Timon, a aeronave com o ministro Luppi, o ex-governador Jackson Lago e o ex-secretário de Esporte e Juventude Weverton Rocha sofreu um vazamento de combustível pelo tanque.

Já em pleno vôo, o problema foi detectado por Weverton que viu o derramamento de querosene por meio da janela do avião. A situação obrigou o piloto a retornar para o aeroporto da cidade maranhense.

Descobriu-se então que a tampa do tanque estava mal vedada e o avião só voltou a decolar com o problema sanado. Resta saber agora se ocorrido foi sabotagem ou apenas uma falha de caráter técnico.

Fontes: Jornal Pequeno / Blog do John Cutrim

Projetos preveem construção de avião em Bauru (SP)

As três faculdades da Unesp também receberão várias obras, como departamentos e laboratórios, incluindo o CTI

Cada uma das três faculdades da Unesp de Bauru terá investimentos específicos. A Faculdade de Engenharia vai até construir avião. Seu diretor, Jair Manfrinato, explica que em 2010 será construído um hangar dentro da universidade. “Será o primeiro avião construído em toda a Unesp. É uma aeronave pequena que será usada para pesquisas e estudos e também o primeiro passo para termos em Bauru um curso de engenharia aeronáutica”, conta.

Ainda sob administração da faculdade estão previstas a construção em 2010 de um prédio de laboratórios de 800 m para o CTI (Colégio Técnico Industrial); e entre 2010 e 2012 um outro imóvel de cinco andares para abrigar quatro departamentos de ensino e a administração da FEB. Depois dessas obras os atuais quatro prédios usados pela faculdade serão liberados para serem transformados em salas de aula e laboratório.

Na Faac estão previstas a construção de dois departamentos de ensino entre 2011 e 2012, o de artes e representação gráfica e o de ciências humanas. Para 2010 também será feito um laboratório de 500 m.

A FC (Faculdade de Ciências) terá entre 2011 e 2012 a construção de dois departamentos e um laboratório didático.

O diretor da FC, Olavo Speronza de Arruda, afirma que vai ser atendida uma antiga demanda, a construção do laboratório de matemática.

Outro pedido antigo será a ampliação do CPA (Centro de Psicologia Aplicada), que atende gratuitamente a população. “Há uma demanda reprimida grande desses serviços que esperamos diminuir muito”, fala Olavo.

Gastos com energia vão cair até 25%

O plano de investimentos para o triênio 2010/2012 também prevê a readequação da rede elétrica da Unesp. Segundo Jair Manfrinato, esse projeto começa em janeiro e em fevereiro, numa parceria com a CPFL Paulista, serão trocadas as lâmpadas da universidade por modelos eficientes.

“A meta é diminuir entre 20% e 25% o valor gasto com o uso racional”, conta.

Ainda em melhorias na universidade, em 2010 será feita o recapeamento da rede asfáltica e também será construída nova central de aulas para abrigar nove salas.

Roberto Deganutti explica que a Unesp tem salas de aulas antigas que precisam ser desativadas por terem sido construídas com cimento amianto.

“O pó desse material é cancerígeno, portanto qualquer ampliação ou reforma delas é inviável. Nosso plano é a demolição dessas salas que será feita por empresas especializadas”, explica.

Fonte: Reinaldo Chaves (Agência Bom Dia)

TAM indenizará família em R$ 4,7 mil por overbooking

A 3ª Turma Cível, através de processo relatado pelo desembargador Fernando Mauro Moreira Marinho, decidiu dar ganho de causa a uma família – casal e filha – que pediu indenização à Tam Linhas Aéreas por ter sofrido overbooking – comercialização de bilhetes cima dos disponíveis para ocupação.

Eles informam que compraram passagens na TAM e chegaram ao aeroporto com mais de uma hora de antecedência para fazer o chek in. No local o casal e a filha foram informados, após quase uma hora de permanência na fila, de que a empresa não teria como acomodá-los na aeronave em virtude de haver vendido mais lugares do que de fato existiam no avião.

Em 1º grau, o juiz fixou em R$ 2 mil a indenização por danos morais para cada autor. Para o relator, a reparação do dano moral não tutela tão somente o interesse particular, mas também todo o meio social, porquanto, a partir do momento em que se pune uma pessoa por violação previamente estabelecida em lei, tal sanção passa a tutelar repressivamente o caso concreto e preventivamente em relação aos demais membros da sociedade.

Para o causador do dano, o valor da indenização tem de ser relevante, atentando-se à sua capacidade econômica. E para a vítima, não pode esse valor ser desproporcional ao seu sofrimento, alegou o magistrado.

Por unanimidade, a 3ª Turma Cível deu provimento ao recurso para majorar para R$ 4,7 mil a indenização a ser paga a cada um dos autores, nos termos do voto do relator.

Fonte: João Humberto (Campo Grande News)

O avião que conduz a discórdia

Local de destino de aeronave doada pela FAB para homenagear aviador provoca controvérsias

Um pequeno avião Regente vem causando discussão em Passo Fundo. Doada para ser transformada em monumento para homenagear um dos pioneiros da aviação no interior do Estado, a aeronave está há quatro anos à espera de uma definição sobre seu destino.

Aproposta de erguê-la em um pedestal na principal avenida da cidade divide opiniões e aquece o debate sobre intervenções urbanas em espaços públicos.

Desde que foi doado pela Força Aérea Brasileira (FAB) para homenagear o passo-fundense Ruy Della Méa (veja box), o avião está guardado em um hangar do aeroporto de Passo Fundo. O jornalista Muryllo Della Méa, 62 anos, filho do aviador, batalha para erguer a homenagem ao pai. Inconformado com a demora em resolver o problema, reclama do descaso com a memória do município.

– A gente vê monumento de tudo que é jeito por aí. Podemos valorizar pessoas que fizeram coisas importantes para nossa cidade e Estado – diz.

A discussão inicia-se no momento em que o jornalista indica o lugar onde deveria ser erguida a homenagem, a Avenida Brasil. Repleta de canteiros verdes e largos, a imponente via rasga de leste a oeste o principal centro urbano do norte gaúcho e já é palco de outras obras como a estátua do cantor Teixeirinha.

Para o universitário Felipe Bastos, 25 anos, o monumento deixaria poluído um dos principais cartões-postais da cidade.

– Um avião no meio da avenida? Não vejo sentido. Acho feio. Além do mais, isso já existe em outras cidades. Acho que ele deveria ser erguido em algum parque – opina.

Para o empresário Dimas Froner, a construção de um espaço para abrigar a aeronave dependeria de um estudo anterior. Para ele, o monumento poderia ser erguido na avenida desde que houvesse um planejamento adequado para deixar o local agradável aos moradores. A polêmica já rendeu assunto até na Câmara de Vereadores. Em 2008, os legisladores decidiram pela construção do monumento, mas sem local definido. A professora da Universidade de Passo Fundo (UPF) Carla Vasconcelos, mestre em planejamento urbano, explica que a polêmica ajuda a legitimar ou não esses espaços.

– Tudo que tem um impacto na paisagem deveria ser discutido de uma maneira mais ampla. Não acho que a avenida seja um lugar interessante. Ela já está repleta de outros elementos, que acabaram sumindo em meio à vegetação. O caso exige discussão.

A prefeitura informou que planeja erguer o avião em um pedestal desde o ano passado. Dificuldades orçamentárias teriam deixado o projeto para depois. A previsão é de que um monumento com o avião seja erguido em uma praça, que fica junto ao aeroporto da cidade, no início de 2010. O local não é o preferido pelo filho do homenageado, que deve continuar lutando pela obra no Centro. Até lá, o assunto deve render muita conversa pelas esquinas e ruas de Passo Fundo.

MAIS

O Regente

- Capacidade para quatro pessoas
- É monomotor
- Tem 10m50cm de envergadura
- O corpo tem 6m
- Pesa 750 quilos

QUEM FOI RUY DELLA MÉA

- Ruy Della Méa nasceu em Passo Fundo em 1918. Aos 20 anos, foi para São Paulo estudar aviação. Aos 25 anos, tornou-se comandante e começou a trabalhar em empresas aéreas, inclusive como piloto de voos internacionais. Ele abriu uma escola de pilotos em Passo Fundo e foi um dos fundadores dos aeroclubes de Carazinho e Passo Fundo. Morreu aos 57 anos.

Fonte: Leandro Belles (Zero Hora) - Foto: Jean Pimentel

A380 da Air France permanece em terra em NY por problema técnico

O Airbus A380 da Air France momentos após aterrissar em Nova York, procedente de Paris, no primeiro voo comercial do avião da companhia

Um Airbus A380 da Air France com 511 passageiros a bordo, que deveria ter decolado na segunda-feira à noite de Nova York rumo a Paris, teve que permanecer em terra por um "problema técnico" em um tanque, informou uma fonte da companhia aérea francesa.

"O voo AF007 Nova York-Paris que deveria ter decolado às 19H10 locais de segunda-feira (22H10 de Brasília) foi atrasado por um problema técnico no avião", declaroum porta-voz da empresa.

"É um problema de transmissão de combustível de um tanque para outro", explicou.

O mesmo A380, que faz a viagem Nova York-Paris desde 23 de novembro, foi obrigado no dia 30 de novembro a retornar a Nova York por uma falha nos computadores, que a empresa considerou uma "problema menor".

Fonte: AFP

Voo que levava Sporting para a Alemanha regressou a Lisboa devido a avaria técnica

O Airbus A310-300, prefixo CS-TEI, fretado à companhia HiFly, que realizava o voo 5K-221 entre Lisboa (Portugal) e Berlin, na Alemanha, e onde seguia a bordo a equipe de futebol do Sporting, regressou a Lisboa devido a avaria técnica, disse à agência Lusa fonte ligada à navegação aérea.

"Foi detectada uma avaria técnica e o avião regressou a Lisboa. Aguarda-se agora a resolução do problema para retomar o voo", disse a fonte.

O Sporting joga quarta-feira frente ao Hertha de Berlim, na última jornada do grupo D da Liga Europa, tendo já assegurado o primeiro lugar e consequente apuramento para os 16 avos-de-final da prova.

Fonte: Agência Lusa via Visão

Como ver o primeiro voo do Boeing 787 ao vivo pela internet

O novo Boeing 787, ou Dreamliner, vai voar hoje pela primeira vez, isto é, se o tempo permitir.

O voo está marcado para 16:00 horário de Brasília, e você vai poder ver tudo em tempo real do seu computador, usando o Webcast que a Boeing está providenciando.

O que o Boeing 787 tem de novo

Será o primeiro avião comercial a ser fabricado primariamente com material composto e fibra de carbono.

Planejado para ser uma aeronave de longo alcance, poderá fazer voos non-stop entre cidades muito distantes, que nunca tiveram ligação direta.

Foi o primeiro avião desenvolvido pós-11 de setembro, daí sua necessidade de redução de custos, ecologicamente limpo e versátil.

Um Boeing 787 vai levar cerca de 3 dias para ser produzido.

Fonte: Guilherme Cherman (Jornal Tecnologia)

Trabalhadores e companhias aéreas tentam acordo hoje; greve no Natal pode ser cancelada

Trabalhadores da aviação civil e as companhias aéreas participam às 14h desta terça-feira (15) de audiência no Ministério Público do Trabalho (MPT), em São Paulo, para fechar acordo sobre o índice de reajuste do salário dos trabalhadores.

Os aeroviários (funcionários de empresas aéreas que trabalham em terra) e aeronautas (pilotos, co-pilotos e comissários) ameaçam entrar em greve nos dias 23 e 24 de dezembro, caso o aumento não seja satisfatório.

No dia 10, os trabalhadores realizaram uma manifestação no aeroporto de Congonhas, na capital paulista, exigindo 10% de reajuste. No mesmo dia, os lados participaram da primeira audiência no MPT. Para evitar o caos nos aeroportos em plena época de festas, o ministério ofereceu acordo de 6% para que as partes entrassem em consenso.

Ontem os sindicatos dos trabalhadores votaram em assembleia o aumento proposto pelo MPT. De acordo com a assessoria da Fentac (Federação Nacional dos Trabalhadores em Aviação Civil), ligada à CUT, a maioria aprovou os 6% proposto pelo MPT.

O Snea (Sindicado Nacional das Empresas Aeroviárias) afirmou que pretende chegar em acordo com os trabalhadores na audiência de hoje e ressaltou que não existe a possibilidade de greve durante o Natal. A paralisação prejudicaria milhares de passageiros que viajam durante a época de festas.

Fonte: Talita Boros (UOL Notícias)

Campeão, pastor alemão feroz é furtado dentro de aeroporto de Cumbica

Testemunhas viram homens colocando caixa em camionete.

Animal ia participar de competição nacional no Chile.


O pastor alemão Kempes von Nurburgring, furtado dentro do aeroporto internacional de Guarulhos, em 26 de novembro

Descrito pelo próprio dono como um cão feroz, o pastor alemão Kempes Von Nurburgring, de 36 kg e 64 cm de altura, foi levado por dois homens do Aeroporto Internacional de Guarulhos, em 26 de novembro.

Testemunhas disseram que viram dois homens colocando a caixa em uma camionete. Câmeras de vigilância não gravaram as cenas ocorridas perto do saguão de check-in. "Ele latiu, mas estava latindo várias vezes", disse o empresário Sérgio Tadeu Herbert, de 57 anos, que deixou a caixa do lado de fora de uma loja para tentar resolver problemas relativos ao embarque do animal quando o bicho sumiu.

Desde então, o empresário Ricky Thadeu Hergert, de 27 anos, filho de Sérgio Tadeu, tenta localizar o animal, que tem na orelha a inscrição D4681SP. Ele ofereceu recompensa de R$ 5 mil e colocou anúncios em jornais, na internet e até carro de som na rua. Campeão do sudeste e da Argentina em 2008 e campeão paulista em 2009, o pastor alemão Kempes seria levado para um campeonato nacional no Chile caso não tivesse sido furtado do dono. Também viajariam o pai e a mãe do empresário, dois empregados e outros três cães de raça.

Hergert afirma que não sabe o que motivou o furto do cachorro. De acordo com ele, sem os documentos que comprovam a origem do animal, será difícil vender Kempes. Mesmo com os papéis em mão, o animal não valeria muito mais do que R$ 6 mil, porque, segundo o dono, já cobriu muitas cadelas e já estava se aposentando. A grande perda foi sentimental. "Cancelamos a viagem. Minha mãe ficou com problema no coração, emagreceu. Eu não sei como é ter filho, mas é como se tirassem meu filho", afirmou.

O concurso do qual Kempes participaria no Chile não prevê prêmio em dinheiro. A competição mede critérios como a movimentação, qualidade anatômica e de temperamento, mas representa muito mais um hobby do que fonte de renda para os donos dos animais. "Se a pessoa achou que ele é valioso e que vai conseguir vender, não sabia o que estava fazendo", disse Ricky. "Ele era apenas o cachorro de que eu mais gostava. É tudo o que mais gosto", disse o empresário com a voz aparentemente abatida.

Para o empresário, Kempes já fez prova de ataque e pode ser uma dor de cabeça para estranhos. "Ele é muito bravo. Está dando dor de cabeça para quem pegou, porque é difícil de manejar. Se abrir ou entrar no canil dele, ou se passar a mão, ele morde mesmo", afirmou.

Fonte: G1 - Foto: Divulgação

segunda-feira, 14 de dezembro de 2009

Aeroportos terão capacidade aumentada em 66,5% até 2014

O principal gargalo na infraestrutura e logística do Brasil para a realização da Copa 2014 terá um tratamento diferenciado por parte das empresas e autoridades do governo. No plano apresentado para melhorar a capacidade de atendimento e operações, 11 dos 16 principais aeroportos que serão utilizados vão aumentar o possível recebimento de usuários. Serão mais de 55 milhões em confronto com a capacidade atual de 86,1 milhões.

O principal gargalo na infraestrutura e logística do Brasil para a realização da Copa 2014 terá um tratamento diferenciado por parte das empresas e autoridades do governo. No plano apresentado para melhorar a capacidade de atendimento e operações, 11 dos 16 principais aeroportos que serão utilizados vão aumentar o possível recebimento de usuários. Serão mais de 55 milhões em confronto com a capacidade atual de 86,1 milhões.

Destaque para o aeroporto internacional Jusecelino Kubistcheck (foto), em Brasília, com um aumento de 150%, passando de 10 para 25 milhões de passageriros/ano. Com as obras previstas, passará de quinto (atual) para o posto de terceiro maior do País, atrás somente de Guarulhos (SP) e Galeão (RJ).

Outros dois aeroportos que ganharão números expressivos serão o Salgado Filho, em Porto Alegre, e o Pinto Martins, em Fortaleza, que passarão para 10 e 8 milhões, respectivamente.

No total de investimentos, R$ 4,6 bilhões serão aplicados, segundo a Infraero e o Ministério da defesa. Guarulhos e Galeão terão ampliações acima de 45% em cada. O maior do País passará a 30,5 milhões de passageiros, o do Rio terá condições de receber 26 milhões. Na ampliação geral, os aeroportos brasileiros deverão ter um aumento de 66,5% até o ano do Mundial.

Fonte: Brasilturis

Nasa lança novo telescópio espacial para fazer ‘cartografia’ do cosmos

Wise vai gastar nove meses registrando milhões de fotos.

Último mapeamento semelhante ocorreu há 26 anos.


Lançamento do foguete Delta II que leva o telescópio espacial Wise

A Nasa, a agência espacial americana, lançou nesta segunda-feira (14) da base Vandenberg da Força Aérea americana, na Califórnia um novo telescópio espacial, o Wise (de Wide-field Infrared Survey Explorer). O aparelho, que vai orbitar a Terra passando pelos polos a uma altura de 525 quilômetros, deverá escanear o espaço durante nove meses com o objetivo de mapear o cosmos em luz infravermelha.

Tanto galáxias distantes quanto asteroides relativamente próximos da Terra (e qualquer objeto celeste entre uma coisa e outra) serão alvos de milhões de fotografias. O último boletim da Nasa indica que os canais do tanque de refrigeração estão desobstruídos, o equipamento está estabilizado em seu curso, os painéis solares estão fornecendo energia e informações já têm sido transmitidas. O Wise foi lançado ao espaço a bordo de um foguete Delta II.

Telescópio vai orbitar a terra a 525 km de altura

"A última vez em que mapeamos todo o céu com esses comprimentos de onda específicos de infravermelho foi há 26 anos”, afirmou Edward Wright, da Universidade da Califórnia em Los Angeles (UCLA), cientista-chefe da missão.

Galáxias e asteroides serão alvos de milhões de fotografias.

Fonte: G1 - Foto e imagem: NASA

Nasa derruba helicóptero para testar equipamento de segurança

53 km/h foi a velocidade da queda do helicóptero

Para realizar testes com métodos de segurança em helicópteros no Estados Unidos, a Nasa (agência espacial americana) fez o modo mais rápido: jogou o aparelho de uma altura de mais de 10 metros. A intenção é verificar se um sistema em forma de favos de mel consegue absorver a energia do impacto e diminuir a força destrutiva da colisão.

O helicóptero é jogado em uma trajetória curva para testar o sistema, localizado na barriga do aparelho. As espécies de almofadas em formas de favos absorvem o impacto suficientemente para não danificar a parte inferior da aeronave. Os bonecos de testes de colisão ficam ilesos, demonstrando o sucesso do experimento. O ângulo da trajetória do helicóptero foi de 33 graus e foi feito a 53,1 km/h.

"Eu gostaria de pensar que esta pesquisa que fazemos vai acabar na estrutura de aeronaves e vai potencialmente salvar vidas", disse Karen Jackson, engenheira aeroespacial e observadora do teste da Nasa em Hampton, no estado da Virgínia.

Assista ao vídeo:



Fonte: eBand - Fotos: Sean Smith (NASA)

Espiral misteriosa no céu na Noruega

Estranhas luzes no céu da Noruega intrigam moradores

Uma misteriosa espiral de luz pairou nos céus da Noruega na noite de terça-feira (8), deixando centenas de residentes no norte do país intrigados.

Segundo reportagem do Daily Mail, das cidades de Trøndelag a Finnmark, moradores disseram ter presenciado as estranhas luzes, que acreditam ser um meteoro ou um teste de foguetes russo.

O fenômeno começou quando uma luz azul surgiu de trás de uma montanha, parou no meio do ar e começou a girar. Em segundos, uma espiral gigante teria se formado e coberto o céu.

Então, um feixe azul-esverdeado de luz saiu de seu centro, durando entre dez e 12 minutos antes de desaparecer completamente. A reportagem afirma que, segundos após o incidentes, o Instituto Meteorológico da Noruega foi inundado de telefonemas – e que muitos astrônomos não acreditam que as luzes estejam ligadas às auroras, fenômenos comuns na região.

O Controle Aéreo de Tromsø alegou que o acontecimento durou apenas dois minutos, mas admitiu que foi muito tempo para ser um fenômeno astronômico.

Em entrevista à imprensa norueguesa, o pesquisador do Observatório Geofísico de Tromso Truls Lynne Hansen disse ter certeza de que a luz foi causada por um lançamento de míssil – que, provavelmente, teria perdido o controle e explodido.

O porta-voz da Defesa Norueguesa Jon Espen Lien teria dito que os militares do país não sabiam do que se tratava, mas que era provavelmente um míssil russo.

No entanto, ainda segundo o Daily Mail, a Rússia negou ter feito qualquer teste de mísseis na região.

Veja os vídeos:





Fonte: Paula Rothman (INFO Online)

Presidente argentina é ameaçada de morte durante voo

O helicóptero presidencial da Aergentina

A presidente da Argentina, Cristina Kirchner, foi ameaçada de morte, segundo confirmou hoje o ministro-chefe de Gabinete, Aníbal Fernández. A ameaça foi feita mediante interceptação do rádio do helicóptero presidencial durante voo que levava a presidente da residência oficial de Olivos até a Casa Rosada, na sexta-feira. Uma gravação, divulgada na manhã de hoje pelo canal de TV "C5N", registra várias interrupções da conversa entre o piloto do helicóptero e técnicos do aeroporto Aeroparque. No diálogo, escuta-se ordens como "matem-na". (Nota do autor: segundo o site La Nación, as ameaças foram: "Maten a la yegua" e "maten al pescado".)

"O que ocorreu foi muito grave", classificou Fernández. "Estamos falando de equipamentos que somente podem ser usados de uma outra aeronave ou de um lugar onde se administre informação de aparelho DHF, que são os que permitem entrar na mesma frequência", afirmou o ministro em entrevista às rádios. Fernández disse que a interceptação foi "um gesto ameaçador e intimidador" contra a presidente. Ele informou que a Procuradoria Geral vai pedir investigações sobre o caso.

Fernández não descartou um possível vínculo entre o episódio e o início do julgamento do torturador e ex-capitão da Marinha Alfredo Astiz pelos crimes cometidos na Escola Mecânica da Armada Argentina (Esma), o principal centro clandestino de tortura que funcionou durante a ditadura militar no país.

"Não há forma de provar (uma relação entre ambos os fatos), por enquanto", disse Fernández. No entanto, segundo ele, "há possibilidade de que isso esteja intimamente ligado". Vários outros ex-chefes militares estão sendo julgados por violação aos Direitos Humanos.

A Casa Rosada anunciou que a presidente vai fazer um pronunciamento em cadeia nacional de TV e rádio hoje à tarde. O governo não antecipou o conteúdo da mensagem de Cristina, mas se especula que será sobre o episódio.

Fonte: Agência Estado - Foto: Rodrigo Néspolo (La Nación)

Tripulação da British Airways prepara greve para o Natal

A equipe de tripulação da British Airways (BA) votou a favor de uma greve durante o período do Natal, ameaçando causar grandes problemas a milhares de passageiros. A greve de 12 dias está prevista para começar em 22 de dezembro, como informou o sindicato britânico Unite, depois que 92,5% dos trabalhadores que participaram da votação apoiaram a paralisação.

O sindicato disse que permanece aberto a negociações, mas apenas se a companhia reverter as mudanças impostas às práticas de trabalho. O sindicato também afirmou que não descarta outras ações. Em comunicado, a BA disse estar extremamente desapontada com a decisão, que afirmou demonstrar falta de preocupação com os clientes, os negócios e os outros empregados da companhia.

"Uma greve de 12 dias será completamente injustificada e uma reação exagerada às mudanças modestas que anunciamos para a tripulação com objetivo de nos ajudar a recuperar as perdas financeiras recordes", disse a BA. Se a greve for colocada em prática, será a primeira na companhia desde que o executivo-chefe, Willie Walsh, assumiu o cargo, em 2005.

A empresa e os sindicatos vêm brigando por causa dos planos de reestruturação e dos ajustes às práticas de trabalho implementados para levar a companhia de volta à lucratividade, depois de registrar prejuízo de 292 milhões de libras (US$ 476,3 milhões) nos seis meses encerrados em 30 de setembro.

Como as conversas não progrediram após nove meses, em 16 de novembro a BA implementou mudanças na tripulação no Aeroporto de Heathrow, em Londres, reduzindo o pessoal embarcado de 15 para 14. As duas partes concordaram em comparecer a um tribunal no dia 1º de fevereiro para decidir se as mudanças são contratuais ou não.

A BA defende que as mudanças permitem à companhia aceitar mais de mil demissões voluntárias na tripulação e 3 mil transferências para trabalhos de meio período. A BA emprega 13,5 mil pessoas na equipe de tripulação, das quais 11,5 mil trabalham no aeroporto de Heathrow. Cerca de 9 mil prestam serviço em rotas de longa distância.

A BA pretende cortar 4,9 mil posições durante o ano fiscal que termina em 31 de março de 2010 - 3,7 mil cortes serão no Reino Unido. A BA tem 38,7 mil funcionários.

Fonte: Dow Jones via Agência Estado

Jogo de empurra indefine data para voo de instrumento no Aeroporto de Bauru (SP)

Vai no visual mesmo

Parece que não acabará tão cedo a novela institulada “voo por instrumento no aeroporto de Bauru”. Na última terça-feira, passageiros que não conseguiram embarcar nos aviões devido ao tempo eram puro desânimo. O terminal funciona hoje apenas para operações visuais diurna e noturna e não deve ter uma melhora rápida na situação.

A Anac (Agência Nacional de Aviação Comercial) informou que não recebeu ainda nenhuma solicitação para homologar voo por instrumentos no aeroporto de Bauru. A homologação final será dada pela agência, porém, só depois dos testes do Decea (Departamento de Controle do Espaço Aéreo).

A agência esclarece que normalmente os administradores de aeroportos aguardam a finalização dos trabalhos do Decea para pedir a homologação final na Anac.

O departamento já iniciou parte dos testes necessários em Bauru. Por meio do ICA (Instituto de Cartografia Aeronáutica), foi feito o levantamento cartográfico de obstáculos no aeroporto entre os dias 22 e 28 de agosto. A partir disso é feita a confecção das cartas de aproximação de aeronaves para operação por instrumentos.

Porém, o Decea, até sexta-feira, não forneceu nenhuma informação sobre o andamento desse trabalho. O Centro de Comunicação Social da Aeronáutica, em Brasília, e o Decea, no Rio de Janeiro foram contatados diversas vezes pela reportagem do BOM DIA, mas sem respostas afirmativas.

Órgãos ‘batem cabeça’ com pedidos

Aeronave da Pantanal aterrisa no aeroporto Moussa Tobias: burocracia até no ar

O trabalho da Aeronáutica para homologar operações por instrumentos também inclui voos de experiências com as aeronaves do Geiv (Grupo Especial de Inspeção em Voo) para testar as cartas. Não há prazo.

Para ter o voo por instrumentos, o aeroporto também precisará da licença para funcionamento de um rádio farol (NDB) e da frequência do rádio VHF. Quem libera isso é a Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações).

Nesse ponto as informações são escassas. O Daesp (Departamento Aeroviário do Estado de São Paulo) afirma que já solicitou à Anatel as licenças. Procurada, a Anatel respondeu que precisa do número do protocolo do pedido para checar como está a liberação, que levaria cerca de 15 dias.

O Daesp disse que não tem esse número de protocolo. Resultado: a Anatel se nega a dar prazos. O problema maior é que desde 11 de novembro o Daesp afirma ter feito esse pedido à Anatel.

Na última quinta-feira, o Daesp anunciou abertura de licitação para o dia 18 deste mês para contratação de uma empresa que prestará serviços de telecomunicações e tráfego aéreo no EPTA (Estação Prestadora de Serviços de Telecomunicações e de Tráfego Aéreo).

Por meio de sua assessoria de imprensa, o Daesp afirma que todo o processo dessa licitação deve demorar cerca de 30 dias, mas se nega a dar um prazo para a homologação final do voo por instrumentos no aeroporto de Bauru.

Fonte e foto: Reinaldo Chaves (Agência Bom Dias)

Aeroportos de Sinop, Alta Floresta e Rondonópolis (MT) ganham brigadistas

A diretoria de Engenharia da Aeronáutica concluiu, ontem, o treinamento contra incêndio em aeroportos oferecido a bombeiros de Sinop, Alta Floresta e Rondonópolis, além de integrantes da Guarda de Trânsito de Sinop e Alta Floresta. A duração foi de 11 dias e dos 41 participantes 4 reprovaram. Os agentes foram capacitados a constituir brigadas nas respectivas cidades e atuar, principalmente, em ocorrências envolvendo aeronaves.

A entrega de certificados ocorreu ontem em uma cerimônia no aeroporto João Figueiredo, em Sinop, com a presença de representantes da Aeronáutica, os prefeitos Juarez Costa e Maria Izaura (Alta Floresta) e secretários municipais. A qualificação de pessoas para operar o caminhão AP2 é uma das exigências da ANAC – Agência Nacional de Aviação Civil.

Segundo o responsável pelo 6º Comando Aéreo Regional, brigadeiro Ricardo Machado Vieira, a conclusão desta etapa representa benefícios para as cidades que possuem a unidade de combate à incêndio pois, a partir de agora, terão condições de pleitear novos voos.

“Sinop e Alta Floresta já estão em condições de operar aeronaves de maior porte”, declarou o militar, ao Só Notícias. Rondonópolis, por enquanto, ainda não possui o AP2.

No aeroporto de Alta Floresta, explica a secretária de Indústria e Comércio, Célia Castro, já existe uma seção contra incêndio. Ela está sendo readequada para atender as especificações da Agência Nacional de Aviação Civil. “Este pessoal estará presente no aeroporto. Se a ANAC exigir 24 horas temos uma equipe formada de 13 homens para operar o caminhão sendo necessário 5 por turno. Temos condições de atender as necessidades do município”, expressou Célia.

A proposta é, havendo necessidade, formar mais profissionais para atuar no quadro de brigadistas. Com a chegada do AP2 no município, mês passado, a expectativa é pelo aumento no número de pousos e decolagens. O equipamento é um dos requisitos para elevar de 2 para 5 o nível de segurança no aeroporto.

“A partir do momento que tivermos efetivado a categoria 5 temos certeza que as empresas virão até nós”, concluiu Célia.

Fonte: Leandro J. Nascimento (Só Notícias) - Foto: Cleverton Neves

Aeroporto de Campo Grande (MS) será ampliado

A Infraero assinará na quarta-feira (16), um convênio para a ampliação do Aeroporto Internacional de Campo Grande (MS). Passará dos atuais 1,08 mil para 2,41 mil hectares. Será um acordo de cooperação com o governo estadual e a prefeitura de Campo Grande com os Comandos do Exército e da Aeronáutica.

O limite de recursos para a ampliação do sítio será de R$ 20 milhões e o decreto deve sair um mês após a assinatura do convênio. Após essa etapa, caberá à Infraero fazer a revisão do Plano Diretor do aeroporto e elaborar estudos e projetos de engenharia da primeira fase de desenvolvimento do aeroporto, que incluirá o novo Terminal de Passageiros e o novo pátio de aeronaves. Há possibilidade do projeto aumentar para duas novas pistas, uma delas com até três mil metros.

Confirmaram presença na solenidade programada para 11 horas, no Centro de Convenções de Campo Grande, entre outras autoridades, o governador de Mato Grosso do Sul, André Puccinelli, o Comandante da Aeronáutica, Tenente Brigadeiro do Ar Juniti Saito, representantes do Exército e o presidente da Infraero, Murilo Marques Barboza.

Fonte: Brasilturis - Foto: Caue.ms

Lula afirma que decisão sobre compra de caças ficou para 2010

Presidente participou de almoço de final de ano com as Forças Armadas.

Ministro da Defesa já havia dito que definição ficaria para o próximo ano.

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva disse nesta segunda-feira (14) que a decisão sobre a compra dos 36 caças supersônicos para reequipar a Aeronáutica será tomada no início do ano que vem. O ministro da Defesa, Nelson Jobim, já havia informado sobre essa possibilidade no final de novembro.

“No início de 2010, deveremos tomar a decisão sobre a compra dos aviões caças para a Força Aérea Brasileira [FAB]”, disse Lula durante discurso no tradicional almoço de final de ano com os oficiais das Forças Armadas.

O governo brasileiro concluiu o processo licitatório para escolha dos aviões de combate no final de setembro. Porém, no dia das comemorações da Independência do Brasil, 7 de setembro, Lula e o presidente da França, Nicolas Sarkozy, divulgaram um comunicado onde indicavam que a decisão política do Brasil pendia para os caças Rafale, de fabricação francesa.

Fonte: Jeferson Ribeiro (G1) - Imagem: Extra

Congonhas abre espaço para mais empresas voarem ano que vem

Mais companhias de aviação poderão conseguir um espaço para voar ao Aeroporto de Congonhas no próximo ano. A Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) vai receber até 15 de janeiro de 2010, a documentação das empresas interessadas em um dos slots (horários de pousos ou decolagens) que serão redistribuídos pela reguladora. Por enquanto, estão habilitadas para obtenção de horários a Total Linhas Aéreas e a Air Minas, enquanto a WebJet tem sua documentação está em análise pela Anac.

Até então, somente TAM Linhas Aéreas, Gol Transportes Aéreos, OceanAir e Pantanal tinham estas licenças e como o aeroporto é considerado saturado, não tendo espaço para novas operações, a Anac estabeleceu novas regras para abrir espaço à outras empresas. "Os passageiros serão os beneficiados. Com mais empresas, eles terão mais opções e preços mais baixos para voar a partir de Congonhas", comentou Solange Paiva Vieira, atual diretora presidente da Anac.

O limite do aeroporto da capital paulista está dentro do máximo estipulado que é de 30 operações por hora. Slots estes, totalmente concedido às quatro companhias que atuam no local. A Anac avaliou então, se as empresas estavam utilizavam toda essa capacidade já que pela legislação o uso de um slot tem que ter no mínimo 80% de regularidade. A partir daí, ficou decidido que se houvesse cancelamento superiores a 20%, essas autorizações voltaria para a Anac, que as redistribuiria entre outras empresas.

Na avaliação concluída pela Anac ficou constatado que slots da Pantanal e da Gol teriam que ser devolvidos pela não regularidade. Ao todo, são 412 horários que serão disponibilizados a outras empresas, sendo que 61 deles são da Pantanal. Já a Gol perderá 34, entre os mais de 1,4 mil slots que possui. Os 317 horários restantes não pertencem a nenhuma empresa, porém, são para operações aos sábados e domingos. Cada empresa a ser contemplada poderá utilizar o slot para a rota que esteja de acordo com sua estratégia comercial, sendo que a Anac prevê a redistribuição para o dia 1º de fevereiro. As companhias que já atuam em Congonhas também poderão participar do sorteio.

Fonte: DCI

Fusão da British Arways com a Ibéria em risco devido aos custos com pensões

A British Airways (BA) chegou a um acordo para rever em alta os déficits dos fundos de pensões dos seus empregados o que, segundo a imprensa britânica, poderá levar a espanhola Ibéria a desistir de uma operação de fusão.

O acordo de princípio entre as duas companhias aéreas foi anunciado no mês passado, mas, segundo os jornais britânicos, corre agora o risco de ficar sem efeito com o acordo assinado pela BA com os administradores dos fundos de pensões dos seus empregados.

Em comunicado enviado à bolsa de Londres, a BA revelou que o déficit dos fundos de pensões ultrapassa agora os 4 mil milhões de euros.

A questão dos déficits elevados foi desde o início do processo um dos obstáculos apontados pela Ibéria para concretizar a fusão, pelo que o acordo entre as duas empresas contemplou sempre a possibilidade de a transportadora espanhola sair do negócio se viesse a comprovar que o "buraco" do fundo de pensões da BA era superior aos 3,3 mil milhões de euros das estimativas iniciais.

Fonte: Público (Portugal)

Câmara prorroga créditos aéreos em ano eleitoral

Deputados que acumularam valores em companhias aéreas antes da mudança das regras poderão extrapolar limite mensal até o último dia de mandato

Os deputados que acumularam créditos nas companhias aéreas antes da mudança nas regras poderão extrapolar a cota mensal a que têm direito na Câmara para voar à vontade no ano eleitoral de 2010. A Mesa Diretora da Casa decidiu prorrogar até 31 de janeiro de 2011, último dia da atual legislatura, os créditos de passagens acumulados antes da vigência das novas normas, que reduziram os gastos com voos e permitiram o uso dos bilhetes apenas em serviço. A decisão foi tomada na noite da última quarta-feira (9).

Os créditos antigos têm permitido aos deputados gastar mais do que o permitido pela própria Cota para Exercício da Atividade Parlamentar (Ceap), em vigor desde 1º de julho. Como mostrou o Congresso em Foco, alguns parlamentares usaram até R$ 60 mil em um único mês apenas com o fretamento de aeronaves. Deputados confidenciaram ao site ter entre R$ 50 mil e R$ 70 mil represados nas empresas aéreas antes de vigorarem as novas regras.

As mudanças nas regras da cota aérea foram feitas após série de reportagens do Congresso em Foco sobre a farra das passagens.

A Câmara continua com problemas na divulgação de todas as informações sobre os gastos dos parlamentares e atribuiu a culpa às companhias aéreas. O Senado não conseguiu sequer colocar na internet a publicidade dessas despesas.

Esforço

Cinco meses após o início das novas regras, a Mesa Diretora estendeu a validade desses créditos acumulados nas companhias até o final da legislatura. Ou seja, 31 de janeiro de 2011.

Responsável pelo controle do fornecimento das requisições de passagens aéreas, o terceiro-secretário da Casa, deputado Odair Cunha (PT-MG), diz que a prorrogação da validade dos créditos premia os colegas mais zelosos com o dinheiro público.

“O parlamentar fez um esforço de economizar no passado”, justifica. Segundo essa linha de raciocínio, zerar a conta de quem foi zeloso com o dinheiro público seria injusto.

“Aquele que se empenhou você acaba punindo”, relata Odair, que informa não ter cota acumulada nas empresas.

Odair entende que a questão dos créditos antigos é secundária. Para ele, o importante é que os recursos estão numa conta única das empresas aéreas e todos têm de se submeter às novas normas de uso das passagens: transparência dos gastos e restrição de uso apenas a serviço do mandato, pelo deputado ou por seus assessores. “O crédito remanescente terá restrição de uso e transparência plena”, promete.

Como revelou este site, a cota de passagens aéreas de pelo menos 11 senadores foi usada após o término de seus respectivos mandatos. A Casa bancou 291 voos para ex-parlamentares, seus familiares, amigos e colaboradores entre fevereiro de 2007 e novembro de 2008, segundo registros parciais de empresas aéreas obtidos pelo Congresso em Foco.

Mesmo após o fim de seus mandatos, pelo menos 117 ex-deputados tiveram passagens aéreas pagas pela Câmara no período de fevereiro a dezembro de 2007. Desses, 28 usaram a cota mais de 20 vezes, para emitir um total de 896 bilhetes com destinos nacionais.

Fonte: Eduardo Militão, Lúcio Lambranho e Edson Sardinha (Site Congresso em Foco)

Embraer corta de novo previsão de produção

A Embraer anunciou a fornecedores uma redução de 23% nos planos de produção para 2010, que toma como base os níveis de setembro deste ano. A empresa já havia anunciado uma queda de 41% em relação ao mesmo período de 2008, quando teve início a crise econômica mundial. O comunicado foi feito na semana passada, durante encontro anual com fornecedores, nas instalações da empresa, em São José dos Campos, e contrasta com as previsões de retomada firme das taxas de crescimento da economia brasileira no próximo ano. Consultada, a Embraer não comentou o assunto.

"Saímos dessa reunião em desespero. Estou destinando parte do meu maquinário, antes voltado à fabricação de peças para a Embraer, para o setor de petróleo", afirma um dos fornecedores procurados pelo Valor. Segundo ele, as cerca de 70 empresas que compõem a cadeia de fornecimento da indústria aeronáutica na região de São José dos Campos cortaram para quase a metade o quadro de funcionários de novembro de 2008. A queda nas encomendas da Embraer deixou empresas endividadas, pois muitas investiram na compra de máquinas para atender aos crescentes pedidos da fabricante antes da crise. "Agora não temos como pagar e os fabricantes de máquinas já não querem mais negociar".

Orientadas pela própria Embraer e por entidades do setor aeroespacial, várias empresas aeronáuticas estão buscando alternativas para enfrentar o período de crise - a diversificação de atividades tem sido uma das opções. "Hoje, somente 20% do meu faturamento vem da Embraer. Ampliei a carteira de clientes para o setor de defesa e para o mercado externo", disse outro fornecedor aeronáutico.

Em entrevista na quarta-feira passada, o presidente da Embraer, Frederico Curado, disse que 2010 será um ano tão ou mais difícil que 2009 para o setor mundialmente, com uma demanda por novas aeronaves ainda bastante baixa, devido à crise econômica. No fim de outubro, durante a apresentação dos resultados do terceiro trimestre, a Embraer previu uma queda de 10% na receita líquida de 2010, em relação aos US$ 5,5 bilhões previstos para 2009. "O mercado ainda continua deprimido e as companhias aéreas estão perdendo dinheiro este ano e vão perder no ano que vem. Os sinais de recuperação no exterior são relativamente frágeis", afirmou Curado.

Fonte: Virgínia Silveira (Valor Online)

ANAC prevê melhorias de segurança com novo regulamento para a aviação doméstica

A Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC) colocou em audiência púbica o Regulamento Brasileiro de Aviação Civil 121 (RBAC 121), que trata dos requisitos operacionais para as operações domésticas das companhias aéreas brasileiras, em voos regulares e não-regulares. O principal objetivo com o regulamento é reforçar a segurança no transporte aéreo no Brasil, exigindo maior controle das empresas aéreas sobre suas operações. Até as 18h do dia 8 de janeiro de 2010, qualquer cidadão poderá enviar suas contribuições para a proposta da ANAC, que está disponível na íntegra na página da Agência Internet:

http://www.anac.gov.br/transparencia/audienciasPublicasEmAndamento.asp.

A proposta do RBAC 121 é a modernização do Regulamento Brasileiro de Homologação Aeronáutica (RBHA) de mesmo número e com o mesmo tema, publicado em março de 2003. A revisão de todos os RBHA vem sendo feita pela ANAC, conforme determina a lei, para que as normas brasileiras sejam adequadas às exigências atuais da aviação e permitam o desenvolvimento do setor. Dos cerca de 56 regulamentos da aviação brasileira, 13 já foram revistos e transformados em RBAC.

Mais de 300 novos requisitos foram incluídos na proposta da ANAC para o RBAC 121. Entre os itens modificados está a exigência de que as empresas aéreas tenham Sistema de Gerenciamento de Segurança Operacional, com a prévia aprovação de um Manual de Segurança Operacional que orienta as ações da companhia nesse aspecto. As empresas brasileiras que também realizam rotas internacionais já atendem parcialmente a esse item, de acordo com resolução da ANAC editada em março de 2008.

Outro critério que passa a ser exigido, de acordo com a proposta da ANAC, é o de sistemas de comunicação alternativos onde não for possível a comunicação por voz, tanto nos aeroportos de destino quanto em aeródromos próximos se for necessário o desvio da rota. Além disso, a companhia deverá verificar previamente os serviços de resgate e combate à incêndio para os casos de rota alternada para outro aeródromo.

O regulamento atual já é seguido, desde 2004, pelas companhias aéreas brasileiras com aeronaves acima de 30 assentos que realizam voos regulares (aqueles com venda de passagens para uma rota e horário previamente definidos). Pela proposta da ANAC, haverá uma fase de transição para abranger também as aeronaves de menor porte. O novo RBAC 121 deverá reger todas as companhias com aeronaves acima de 19 assentos até 2014 e até 2019, aeronaves acima de 9 assentos. Já as companhias que somente operam voos não regulares (como táxi-aéreo, fretamento etc.) com aeronaves de menor porte continuarão sendo regidas pelo RBHA 135, que em breve será também revisado pela ANAC.

A proposta do RBAC 121 está alinhada com o regulamento FAR 121 dos Estados Unidos, além de contemplar harmonização com as normas para a aviação latino-americana.

Fonte: Assessoria de Comunicação Social da ANAC

TAP: 2009 "não será um ano para esquecer", afirma Fernando Pinto

“Este não é, e não será, um ano para esquecer como foi o ano passado”, afirmou o CEO da TAP, Fernando Pinto, durante o tradicional almoço de Natal com jornalistas que decorreu na sexta-feira”. E adiantou que em passageiros e proveitos de passagens este foi o segundo melhor ano de sempre.

Fernando Pinto utilizou esta comparação porque muitas vezes se referiu a 2008 como sendo um ano para esquecer em termos dos resultados da TAP. Para este ano, muito embora a TAP não vá acabar com lucros, as perspectivas são bastante mais animadoras, segundo o CEO da TAP.

Em Bruxelas, à margem da cerimónia de entrada da Brussels Airlines na Star Alliance, Pinto afirmara já ao Turisver.com que perspectivava para a companhia um resultado muito próximo do break-even (sem contabilizar os resultados de empresas do grupo como a Groundforce, por exemplo). Na reunião de sexta-feira, o CEO reforçou esta ideia afirmando que “2009 é um ano muito melhor que o ano passado” principalmente devido ao efeito que o combustível teve sobre as contas de 2008, representando custos superiores a 220 milhões de euros, num total de 280 milhões negativos. Este ano, no entanto, a TAP “vai ficar muito longe dos 280 milhões de prejuízo do ano passado”, assegurou.

Fernando Pinto adiantou igualmente que 2009 será o “segundo melhor ano de sempre” em número de passageiros - o melhor foi 2008, mas ainda assim este ano ficou acima de 2007. Da mesma forma, disse, será também o segundo melhor ano de sempre nos proveitos resultantes das passagens aéreas.

Quanto às duas empresas do grupo TAP que mais se tem falado, Pinto disse perspectivar para a Groundforce um prejuízo na ordem dos 27 a 28 milhões de euros, enquanto os resultados da VEM “não deverão ter um impacto muito negativo” nas contas da TAP, adiantando mesmo que “em 2010 devemos atingir o equilíbrio”.

Fonte: Turisver (Portugal)

Webjet passa a operar novos voos e amplia oferta em 25%

A Webjet Linhas Aéreas inicia a partir de amanhã (15), a operação de sua nova malha aérea, com 84 voos, para um total de 125 trechos. Serão nove freqüências, a mais, e um aumento de 25% na oferta de voos para os passageiros. O maior reforço acontece nas ligações para o Nordeste, que passam a ter mais opções de horários nas saídas de São Paulo e do Rio de Janeiro, atendendo à demanda da alta temporada.

Partindo de São Paulo (Guarulhos), serão mais dois voos diretos e diários para Fortaleza (saídas 7h25 e 18h50 / retorno 6h50 e 17h17), além de mais um voo direto, também diário, para Salvador, (saída 12h30 / retorno 14h30), e para Recife, (saída 18h30 / retorno 21h15). Os paulistas também passam a contar com uma nova ligação diária para Natal, via Fortaleza, e uma nova frequência diária para Curitiba (saída 15h28 / retorno 9h42).

A partir do Rio de Janeiro (Galeão), haverá o acréscimo de voos diretos para Porto Alegre (saída 20h29 / retorno 6h32)), Brasília (saída 9h14 / retorno 17h56) e Guarulhos (saída 6h03 / retorno 23h50), além de novos voos para Salvador/Fortaleza (9h14) e Recife (saída 10h40 / retorno 14h48). As ligações dentro do Nordeste ganham reforço com voos de Salvador para Fortaleza (saída 13h30 / retorno 12h05) e para Recife (saída 12h18 / retorno 14h48). As novas opções têm horários estratégicos, oferecer conexões ágeis para as 10 cidades onde a empresa opera e que vai manter como básico para 2010.

Para o próximo ano, uma novidade indicada pelo presidente do grupo CVC é o ajuste nominal com as três letras. A empresa aérea será WEB, conectada diretamente à sua evolução que segue em ritmo de ‘crescente sucesso’, como reafirma Guilherme Paulus. A outra grande expectativa é para a possibilidade de obter slots no aeroporto de Congonhas, conforme o plano de redistribuição da ANAC.

Com a incorporação de mais outros quatro aviões, a frota da Webjet passa a contar com 20 aeronaves Boeing 737-300, praticamente o dobro de sua frota do início do ano, quando tinha 11 equipamentos. A oferta de assentos por quilômetro oferecidos pela companhia cresce 45% com os novos voos.

Fonte: Brasilturis

Tripulação de avião carregado de armas é indiciada na Tailândia

Avião com 30 toneladas de granadas, explosivos e componentes de mísseis teria vindo da Coreia do Norte.

O 4L-AWA em Bangkok - Foto: Reuters/Stringer Thailand

Os tripulantes do avião de carga (C) permanecem presos em Bangcoc - Foto: AFP

Os cinco membros da tripulação de um avião apreendido em Bangcoc no sábado passado foram indiciados por posse ilegal de armas.

Os cinco homens - quatro do Cazaquistão e um de Belarus - ficarão presos 12 dias sem direito a fiança, para que sejam investigados.

Acredita-se que o avião de carga partiu da Coréia do Norte e havia pedido autorização de pouso para reabastecer em Bangcoc.

Quando foi inspecionado, descobriu-se que ele transportava mais de 30 toneladas de armamentos.

A carga incluía granadas lançadas por foguetes, explosivos e componentes para a fabricação de mísseis.

Intriga internacional

A aeronave fez vários pousos na rota para a Coreia do Norte, inclusive uma escala na Tailândia na sexta-feira. Mas quando o avião retornou ao país no sábado pela manhã, as autoridades encontraram grande quantidade de armamentos depois de inspecioná-lo.

Há informações de que a nave seguiria para o Sri Lanka, onde iria se reabastecer. Mas especula-se que o destino final poderia ser o Paquistão, ou o Iêmen.

Os investigadores tailandeses têm agora mais 12 dias para interrogar a tripulação, mas até agora os cinco homens negaram ter conhecimento da carga que transportavam.

Fonte: BBC Brasil via Estadão

MAIS

Dados da aeronave envolvida no incidente

Modelo: Ilyushin IL-76
Prefixo: 4L-AWA
Empresa: Air West Georgia
Voo: AWG-732

O primeiro voo do Boeing 787 será amanhã

A indústria aeronáutica Boeing confirmou na manhã de hoje que será amanhã, dia 15, o primeiro voo do Dreamliner 787, às 10 horas (horário de Seattle), na localidade de Paine Field, em Everett (Washington). A confirmação do voo está sujeito a condições meteorológicas adequadas.

A Boeing confirmou que as provas de alta velocidade realizadas semana passada se completaram com êxito, daí a programação do primeiro voo neste que é um dos mais modernos projetos da indústria aérea. O Boeing 787 é o primeiro avião comercial para 350 passageiros desenhado especialmente para vôos de longo alcance e que deverá ter o início de entrega das unidades a partir do ano que vem. Já conta com 840 pedidos de 55 clientes.

Fonte: Brasilturis - Imagem: Divulgação

Avião invade área de escape ao lado de hangar no Aeroporto Tom Jobim

Empresa disse que ultrapassou parqueamento atingido dois postes.

Acidente não afetou voos comerciais, segundo Infraero.




Um avião Airbus A310 da empresa canadense Air Transat invadiu uma área ao lado de um hangar no Aeroporto Internacional Tom Jobim, na Ilha do Governador, no Rio.

Segundo nota da empresa Tap Manutenção e Engenharia, divulgada nesta segunda-feira (14), o avião estava em manutenção preventiva e durante teste de motores a aeronave ultrapassou os calços de parqueamento, atingindo dois postes de iluminação e uma árvore. O acidente ocorreu por volta de 18h de domingo (13).

Não houve feridos, apenas danos materiais. A aeronave deverá ser removida do local na próximas horas.

A assessoria de imprensa do Corpo de Bombeiros informou que não recebeu nenhum chamado para atendimento no local.

De acordo com a Infraero, o acidente não interferiu nas manobras de pouso e decolagem nos terminais.

Fontes: G1 (com informações da TV Globo) / Terra

domingo, 13 de dezembro de 2009

O pesadelo vai voltar?

A inoperância do governo e o terrorismo sindical ressuscitam o fantasma do apagão aéreo que paralisou os aeroportos do país

PRESENTE DE NATAL
Cenas de crianças dormindo sobre bagagens podem se repetir

Há três anos, o apagão aéreo paralisou os aeroportos na véspera do fim do ano. Voos cancelados e atrasos de até trinta horas transformaram os aeroportos numa sucursal do inferno. Agora, com a chegada das festas e das férias, a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) está tomando uma série de providências para evitar que o vexame se repita. A principal delas foi estabelecer um teto de operações de pouso e decolagem por hora no Aeroporto de Guarulhos, em São Paulo. A redução de 10% na movimentação do maior aeroporto do país numa época em que a demanda cresce até 30% é uma tentativa desesperada do governo de evitar um novo apagão aéreo. Mas a medida talvez não seja suficiente. Funcionários das companhias aéreas, incluindo os pilotos e comissários, planejam entrar em greve nos dias 23 e 24 de dezembro caso não recebam aumento salarial. Se a greve for mesmo deflagrada, como ameaçam os aeronautas, o caos poderá voltar a se instaurar nos aeroportos brasileiros.

Um apagão aéreo, assim como uma tragédia no ar, nunca ocorre por causa de um fator isolado. No Brasil, a falta de investimentos vem transformando a infraestrutura precária dos aeroportos em parceira fixa do acaso. Há atualmente cinco obras em aeroportos previstas no Programa de Aceleração do Crescimento (PAC). Elas totalizam 2,5 bilhões de reais, mas apenas 20% foram de fato investidos até agora. O Aeroporto de Guarulhos, por exemplo, deveria receber investimentos de 1,4 bilhão até o fim do ano que vem. Mas, no ritmo atual, a reforma só estará concluída em 2023. "Há uma total falta de compromisso com a infraestrutura aeroportuária. Numa situação-limite, como a que vivemos, qualquer problema menor pode desencadear um efeito cascata", diz o engenheiro Érico Santana, especialista em planejamento e operação de aeroportos.

Situação-limite, no caso, não é força de expressão. Uma pesquisa recente do Sindicato Nacional das Empresas Aéreas mostrou que dez dos quinze aeroportos que receberão voos para a Copa do Mundo de 2014 já enfrentam dificuldades para estacionar aeronaves. Prova de que muito pouco foi feito é que praticamente todos os problemas identificados pela CPI do Apagão, em 2006, permanecem à espera de solução.

A privatização dos terminais, medida adotada por países como Chile, México e Inglaterra, esbarra em resistências ideológicas do governo. Além do risco de um novo apagão, as deficiências estruturais impedem o aumento da oferta de assentos – o que significa passagens mais caras. A estratégia de impor um teto para operações de pouso e decolagem em Guarulhos deve ser expandida para outras cidades, como Brasília e Campinas, já no ano que vem. Enquanto a principal atitude do governo for impor limites ao crescimento do setor, em vez de viabilizá-lo, os brasileiros terão de conviver com o risco do apagão sempre que o fim do ano se aproxima.

Fonte: Sofia Krause (Veja.com) - Foto: Alberto Takaoka/AE

A dúvida que intriga os cientistas

A existência de vida fora da Terra é um dos temas que mais intrigam os cientistas. Até agora, nenhum dos planetas encontrados fora do Sistema Solar reúne condições para ser habitado. Mas a busca continua.

Até hoje, os cientistas não encontraram nenhum planeta que, como a Terra, reúna as condições necessárias para a existência de vida. O que não significa que essa possibilidade esteja descartada. ``Não há nenhuma lei da física ou da química que impeça isso. Basta que existam em outros planetas condições semelhantes às existentes na Terra``, explica o físico e professor da Universidade Federal do Ceará (UFC), José Evangelista Moreira.

``Já foram encontradas centenas de planetas orbitando outras estrelas que não o Sol. Mas nenhum com condições parecidas com a da Terra, em termo de tamanho, de distância adequada até a estrela``, acrescenta o cientista. Ele lembra que as técnicas para descoberta de planetas ainda são limitadas. Mas os Estados Unidos e a Europa já planejam lançar sondas com tecnologia mais avançada. ``São espécies de telescópios apropriados para detectar a presença de todo tipo de planeta, inclusive pequeno como a Terra, em outras galáxias``, explica.

A existência de vida fora da Terra é um dos temas que mais intrigam os cientistas. ``Talvez essa seja uma das questões mais interessantes. O pessoal está procurando. Tem gente que busca até receber sinais de alguma civilização extraterrestre``, comenta Evangelista. Para isso, é usado o radiotelescópio, equipamento que capta ondas de rádio. ``Mas, até agora, não encontraram absolutamente nada, nenhum sinal``, pontua.

Evangelista lembra ainda que o assunto exige cautela porque é comum as pessoas confundirem fenômenos naturais com objetos vindos de outros planetas. ``Tem nuvens que são muito parecidas com discos voadores. E também, à noite, tem muitos fenômenos luminosos, estrelas cadentes, satélites artificiais, clarões meteorológicos, um monte de coisa que pode ser confundida. Muita gente que vê acha que é disco voador ou coisa do tipo``, exemplifica.

O POVO entrou em contato com a Força Aérea Brasileira (FAB) para saber se a Aeronáutica auxilia, de alguma forma, as investigações na área de ufologia. Por e-mail, a assessoria de imprensa da FAB informou que o Comando da Aeronáutica (Comaer) ``não dispõe de estrutura especializada para realizar investigações científicas a respeito desse tipo de fenômeno aéreo, o que impede a instituição de apresentar qualquer relatório sobre esses acontecimentos.``

Fonte: Tiago Braga (O Povo)

Ataque áereo no Afeganistão

Avião bombardeia cadeia de montanhas afegã

Foto: Tauseef Mustafa/AFP via UOL Notícias

Avião de paraquedismo cai na Sibéria e deixa oito mortos

Um SM-92T "Turbo-Finist" similar ao acidentado

Oito pessoas morreram hoje (13) na queda de um pequeno avião particular Technoavia SM-92T "Turbo-Finist" na região siberiana de Chelyabinsk, segundo informou o Ministério de Situações de Emergência da Rússia.

— No avião estavam um piloto e sete paraquedistas. Todos morreram" — disse Viacheslav Ladonkin, chefe do departamento de Emergência na região de Chelyabinsk.

Fontes do Ministério de Emergência dos Urais confirmaram a morte de oito pessoas, embora tenham matizado que se tratava de dois pilotos e seis paraquedistas que viajavam no avião esportivo.

Aparentemente, o acidente aconteceu durante a manobra de decolagem do aeroporto de Kalachevo, a cerca de 12 quilômetros de Chelyabinsk, capital da região do mesmo nome, que fica a cerca de 1,7 mil quilômetros de Moscou.

Fonte: EFE - Foto: Graham Hocquard (Airliners)

sábado, 12 de dezembro de 2009

Famílias de vítimas do voo 447 se dizem insatisfeitas com ritmo de investigações

Elas se encontraram com autoridades francesas neste sábado (12).

Buscas serão retomadas em fevereiro de 2010.



Após seis meses de investigações sobre a queda do avião 447 da Air France, os presidentes das duas associações das famílias das vítimas, Nelson Marinho e Maarten Van Sluys, se dizem insatisfeitos.

Segundo eles, as notícias são as mesmas desde junho. Neste sábado (12), eles participaram de um encontro com autoridades do Bureau de Investigações e Análises (BEA), no Consulado Geral da França, no Centro do Rio. O diretor do organismo francês, Jaen-Paul Troadec, não divulgou avanços nas análises e reforçou que as buscas serão retomadas em fevereiro de 2010.

“Eles continuam com discurso paliativo. Por que acabaram com as investigações?”, indagou Nelson, que perdeu o filho no acidente e até hoje não encontrou o corpo. Em seguida, acrescentou: “Não acredito nessa investigação”.

Para Marteen, as investigações estão lentas e a busca pela caixa preta não o anima: “A gente entende que o fator primordial deles é encontrar as caixas pretas. Só que elas estão no fundo do mar. Eu pergunto: em que circunstâncias está uma caixa metálica, submetida a uma profundidade dessa, com água salgada? Se fala em caixa preta, mas existem 178 corpos no fundo do mar”, disse.

O diretor do BEA, Jean-Paul Troadec, entre presidentes de associações das vítimas, Nelson Marinho e Maarten Van Sluys

No encontro com as famílias das vítimas, representantes do BEA fizeram o balanço das investigações e também falaram sobre as buscas futuras. Jean-Paul informou que, no momento, estão sendo feitos trabalhos preparatórios para uma nova fase de buscas. O principal objetivo é encontrar a caixa preta e também a carcaça do avião.

“Nós temos que tentar encontrar os gravadores de vôo do avião. Sem eles os resultados não podem ser tão conclusivos”, afirmou o diretor.

A partir de fevereiro, quando iniciarão as novas buscas, o BEA estipulou um prazo de três meses para publicar um resultado. Segundo Jean-Paul, se nada for encontrado nesse período o relatório final será anunciado, “mas não será tão conclusivo”.

Sobre a indignação dos familiares das vítimas, ele comentou: “Com elementos que dispomos, tentamos fazer o máximo possível”.

O BEA informou que o segundo relatório de etapa será publicado na próxima quinta-feira (17).

Indenização

Na quinta-feira (10), o Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro lançou o Programa de Indenização 447 (PI 447), que tem como objetivo atender as vítimas do acidente com o avião da Air France ocorrido em maio deste ano.

O PI 447 estará aberto para receber requerimentos até 30 de abril de 2010. Todas as informações podem ser obtidas no endereço eletrônico www.programadeindenizacao447.com.br.

Segundo a assessoria do MP-RJ, o programa foi lançado durante uma reunião que contou com a participação do ministro da Justiça, Tarso Genro, o procurador-geral de Justiça, Cláudio Lopes, familiares das vítimas e representantes da Air France e da AXA Corporate Solutions.

Durante o evento, Tarso Genro informou que ações desta natureza costumam demorar até 15 anos para chegar a uma solução. Ele citou casos anteriores envolvendo acidentes aéreos que, com este tipo de auxílio, obtiveram resultados em 11 meses.

Segundo o MP, a decisão de participar do programa não significa a perda do direito de resolver a questão por outros meios, seja através de acordo direto com as empresas, seja através de ação judicial, no Brasil ou no exterior. O beneficiário poderá desistir de sua participação no PI 447 a qualquer momento.

Fonte: G1 - Foto: Carolina Lauriano

Buscas pelo avião da Air France serão retomadas em fevereiro

O Escritório de Investigações e Análises (BEA) francês afirmou que irá retomar as buscas pela carcaça do voo 447 da Air France, em fevereiro de 2010. O anuncio foi feito neste sábado no Rio de Janeiro, durante reunião dos familiares com o consulado geral da França e representantes organismo francês responsável pelas investigações. As informações são da Globo News.

O voo 447 decolou do Rio de Janeiro com destino a Paris, em maio deste ano, e caiu no Oceano Atlântico matando as 228 pessoas a bordo. O trabalho deve demorar cerca de três meses. Segundo departamento de investigações, a carcaça é fundamental para esclarecer as causas do acidente. As investigações devem ser concluídas até o final do próximo ano.

Fonte: Terra

Japão e EUA chegam a um acordo de "céus abertos"

Japão e Estados Unidos fecharam neste sábado um acordo de "céus abertos" que permitirá a liberalização do mercado de aviação civil dos dois lados do Oceano Pacífico, informou o Ministério de Transporte japonês.

Este é o primeiro acordo deste tipo que o Japão firma com outro país. Na opinião do ministro de Transporte japonês, Seiji Maehara, o documento "é muito significativo e importante, já que os EUA são o maior mercado de aviação para o Japão", informou a agência local "Kyodo".

O anúncio das autoridades japonesas acontece após cinco dias de negociações entre Japão e EUA em Washington e será assinado em outubro, coincidindo com a inauguração da ampliação e da nova pista do aeroporto de Tóquio-Haneda.

Segundo as autoridades japonesas, o acordo vai liberalizar o mercado Transpacífico de transporte aéreo e permitir às companhias aéreas de ambos os países decidir livremente quantos voos oferecerão com qualquer aeroporto do Japão e EUA.

O acordo inclui a redução da cota de voos de companhias aéreas americanas no aeroporto de Tóquio-Narita, o maior do país, e o aumento das conexões internacionais com o aeroporto de Haneda, o segundo da capital japonesa, em fase de ampliação.

Além disso, as companhias aéreas de ambos os países terão mais liberdade para fixar preços de maneira conjunta e poderão operar com menores requerimentos por parte das autoridades antimonopólio.

Fonte: EFE via IG

Jobim negocia venda de aviões para o Peru

O ministro da Defesa, Nelson Jobim, está negociando com o ministro da Defesa do Peru, Rafael Rey, a venda de dez a 13 aviões da marca Super Tucano, produzido pela Embraer, para ajudar o país no combate ao narcotráfico. O governo peruano tem pressa na compra e, por isso, Jobim estuda a possibilidade de a empresa brasileira "furar a fila" de encomendas da Força Aérea Brasileira (FAB) para atender à demanda do país vizinho.

- O Super Tucano é um avião cirúrgico, para ações restritas, sem efeitos colaterais - explicou Jobim.

O ministro brasileiro também afirmou que vai discutir com as autoridades peruanas uma forma de acirrar a fiscalização contra ações de narcotraficantes na região de fronteira entre os dois países.

Nesta sexta-feira, Jobim voltou a afirmar que a compra de aviões caças para a FAB foi adiada para janeiro . Estão na disputa empresas dos Estados Unidos, França e Suécia. O ministro disse não haver problema de se fechar um negócio desse porte em ano eleitoral:

- Da minha parte, não tem problema. Não sou candidato a nada.

Fonte: Carolina Brígido (O Globo) - Imagem: Terra

Rússia e EUA ampliam negociações sobre pacto de armas nucleares

Os presidentes da Rússia e dos EUA, Dmitry Medvedev e Barack Obama, concordaram, por meio de conversa telefônica, em estender as negociações sobre um novo pacto para reduzir os vastos arsenais nucleares dos dois países. A informação partiu do Kremlin, que mencionou o interesse de ambos em achar um sucessor para o START-1 após "intensivas e poderosas" conversas entre as duas delegações em Genebra, em junho.

O Tratado de Redução de Armas Estratégicas de 1991 (conhecido como START 1) reduziu em um terço os arsenais nucleares de Estados Unidos e da União Soviética e expirou no último dia 5.

"Os chefes de Estado concordaram em continuar um trabalho ativo e em não reduzir o alto nível de cooperação, de modo a acertar pontos decisivos sobre todos os problemas", afirmou o Kremlin, em comunicado oficial.

Funcionários da Administração Obama relataram que dois mandatários conversaram neste sábado sobre um acordo subsequente ao START-1, mas evitaram dar maiores detalhes.

Fonte: Reuters via Folha Online

Avião norte-coreano com 40 toneladas de armas é apreendido na Tailândia

A Força Aérea da Tailândia apreendeu um avião cargueiro que fez uma escala para abastecimento no aeroporto de Bangcoc neste sábado, alegando que ele transportava armamentos da Coreia do Norte para um destino desconhecido.

Segundo investigadores militares, a aeronave havia partido da capital norte-coreana, Pyongyang, quando teve de fazer um pedido de emergência por mais combustível.

As autoridades disseram ter realizado a apreensão após receber uma mensagem de um serviço de inteligência estrangeiro.

Os militares acreditam que o destino do avião era "algum lugar do Sul da Ásia, provavelmente o Paquistão". Mas há relatos de que a aeronave seguiria para o Sri Lanka.

Sanções Segundo a imprensa tailandesa, foram encontrados a bordo do cargueiro russo Il-76 até 40 toneladas de armamentos, como granadas de propulsão e mísseis.

O material apreendido foi levado para uma instalação militar.

Os cinco tripulantes do avião foram detidos - de acordo com a imprensa, quatro deles seriam do Casaquistão e um de Belarus.

A ONU recentemente aumentou as sanções contra a Coreia do Norte em uma tentativa de cortar a venda de armamentos pelo país, depois que ele realizou um teste nuclear, em maio.

Segundo analistas, a venda de armas é uma importante fonte de renda para a Coreia do Norte, que chega a faturar com isso mais de US$ 1 bilhão por ano.

De acordo com autoridades americanas, o principal produto são os mísseis balísticos e os maiores compradores desses armamentos são o Irã e outros países do Oriente Médio.

Fonte: BBC Brasil via UOL Notícias - Foto: AP