sábado, 29 de agosto de 2009

Gol impede embarque de piauiense no aeroporto do Rio de Janeiro

A Companhia aérea Gol, impediu o embarque de três piauienses programados para 21 horas desta sexta-feira (28) no aeroporto internacional do Rio de Janeiro (Galeão). O motivo alegado pela companhia foi o chamado “problemas no cone sul”.

Devido a neblina que aconteceu em Guarulhos, a conexão Rio-Fortaleza, na qual os piauienses embarcariam foi prejudicada. O voo para Fortaleza partiu; mas quem tinha Teresina como destino final, não embarcou.

A insatisfação dos passageiros está na falta de compromisso com o conforto dos passageiros. Segundo Thiago Silva, a companhia só pensou no lucro. “Ao invés de embaçarmos para Fortaleza a de lá nos enviarem mesmo que de ônibus para Teresina, eles prefiram nos fazer esperar. Minha família estava esperando e deixaram de compromissos para me receber. A Gol só pensou no lucro dela e não no nosso bem estar”, declara.

Há rumores de que o número de passagens vendidas foi superior ao que o voo poderia comportar. Os passageiros foram encaminhados para um hotel no Rio de Janeiro e esperam o próximo embarque, previsto para dez da manhã de sábado.

Fonte: Vooz

Voo da TAM têm problemas em Cumbica

Suposto problema em motor e falta de aeronave causam transtornos a passageiros de voo da TAM em Cumbica

Passageiros do voo 3500, da TAM, que deveria ter deixado às 21h15 desta sexta-feira, 28, o Aeroporto Internacional de São Paulo, em Cumbica/Guarulhos, com destino a Recife(PE), aguardaram até as 2h30 deste sábado, 29, dentro da aeronave, na pista do aeroporto, para decolar rumo à capital pernambucana.

Entre os passageiros há um grupo de jovens que participou de um congresso em Porto Alegre(RS) e que deveria ter embarcado no voo das 15 horas, mas, por causa dos atrasos decorrentes do fechamento do aeroporto até as 10 horas nesta sexta-feira, em razão do forte nevoeiro da manhã, o grupo foi jogado para o voo 3500.

"Metade dos passageiros, depois da autorização do comandante, resolveu abandonar a aeronave e foi embora andando pela pista. O problema ocorreu no motor da aeronave segundo o comandante e não há outro avião. Agora fomos informados que resolveram o problema no motor. Há um 'mar de malas' na pista. É surreal. Estão separando a bagagem de quem deixou a aeronave da bagagem de quem permaneceu no avião", relatou a engenheira Maria Antonia Sabadell, que viaja a trabalho para Recife.

Ainda, segundo a engenheira, também está entre os passageiros do voo 3500 uma médica, cuja irmã se locomove de cadeira de rodas, faz tratamento de quimioterapia em São Paulo e, sem o acompanhamento da médica, foi embarcada num voo da tarde e seguiu sozinha para Recife. A médica, mesmo com passagem reservada para o voo da tarde, não entrou na aeronave por falta de poltrona disponível e só ficou ciente da situação da irmã quando esta já estava dentro do avião.

O serviço do carrinho (lanche e água) foi autorizado em terra pelo comandante duas horas antes da aeronave decolar, segundo Maria Antonia. Entre os passageiros que abandonaram a aeronave e acabaram não decolando para Recife estaria, segundo a engenheira, Dom José, arcebispo emérito de Olinda e Recife.

A reportagem do estadao.com.br entrou em contato por telefone com a Assessoria de Imprensa (AI) da TAM às 2h10 deste sábado, mas, segundo a assessora, que não tinha sido informada pela empresa sobre o que ocorria em Cumbica, não havia previsão para um retorno referente à confirmação e até mais informações a respeito do atraso no voo 3500.

Fonte: Ricardo Valota (Estadão.com.br)

Suspeita de bomba isola área de embarque do aeroporto de São Luíz (MA)

Uma “operação antibomba” misteriosa, realizada ontem à tarde pela Polícia Federal, no Aeroporto Internacional Marechal Cunha Machado (Tirirical), mudou por algumas horas a rotina no saguão de embarque de passageiros, em São Luís. A situação de alerta foi causada por um objeto suspeito, de formato circular, cor preta, e semelhante a um “estojo”, que foi encontrado ao lado de uma lixeira, no portão de despacho.

Segundo informações restritas, a “suspeita de bomba” foi denunciada por funcionários de empresas terceirizadas do aeroporto, que acionaram a equipe responsável pela segurança do local. Uma dupla de policiais federais chegou ao aeroporto por volta das 13h. Eles isolaram parcialmente a área com o uso de cones, fitas, e pequenos postes, porém, não informaram se os trabalhos eram realmente de uma situação de risco ou apenas simulação.

Para retirar o objeto suspeito do local, a polícia usou um barbante de aproximadamente 15 m. a primeira tentativa foi frustrada. O fio utilizado acabou se desprendendo do “estojo”, mas foi necessário para saber que o mesmo não era tão fácil de deslocar por causa do seu peso. “Ele é pesado. Parece que tem ferro dentro”, comentou o PF enquanto tentava puxar a peça misteriosa.

Na segunda tentativa, a polícia conseguiu trazer o “estojo” para cima de um “carrinho de bagagem”. Em seguida, os peritos usaram os mesmos barbantes para rebocar o carrinho até uma área mais afastada. Neste momento, já eram quase 17h, e o objeto precisou ser puxado na contramão da pista interna de veículos. A peça misteriosa foi levada até uma área afastada, onde funcionava a antiga Associação dos Servidores da Infraero (Assinfra) de São Luís.

Faltou segurança

Durante toda a operação realizada pela PF, que durou aproximadamente quatro horas, muitos funcionários e passageiros reprovaram a situação de insegurança pela qual foram expostos. Alguns passageiros, por exemplo, chegavam a passar livremente a menos de sete metros do objeto suspeito. Curiosos, motoristas também reduziam a velocidade para observar o trabalho dos PFs, que mantinham distância, mas não tinham apoio para orientar os condutores.

Temendo serem pressionados pela Infraero – empresa responsável pela administração do aeroporto –, eles não quiseram dar entrevistas, mas eram unânimes nas críticas sobre os “procedimentos de segurança”, adotados pela equipe de peritos. “Se realmente eles estão achando que isso pode ser uma bomba, então porque não avisam oficialmente os passageiros? Se existe possibilidade de ser uma bomba, então todos aqui estão correndo risco de vida”, repreendeu uma funcionária.

Um turista que havia acabado de chegar ao aeroporto para embarcar, e observou a “movimentação estranha”, ficou preocupado, e também apontou falha no procedimento. “É a primeira vez que vejo uma operação antibomba sem a presença de uma ambulância, uma viatura da Polícia Militar, e do Corpo de Bombeiros”, observou chateado, o passageiro.

Até o final da tarde, os peritos da PF ainda tentavam manipular o objeto suspeito, que foi deslocado para um campo de futebol, nas dependências do aeroporto. O local, porém, ficava a poucos metros da Escola Délio Jardim de Mattos, também na área do terminal.

PF/MA

Horas depois, a equipe de reportagem do Jornal Pequeno conseguiu manter contato com a Polícia Federal, que finalmente se pronunciou, informando que “o material encontrado não se tratava de uma bomba”. A PF informou ainda que, apesar do fato ter chamado à atenção da imprensa, “esse é um procedimento normal, realizado com frequência, sempre que há suspeitas de risco”.

Fonte: Saulo MacLean (Jornal Pequeno) - Foto: Governo do Maranhão

Infraero é multada por descumprir lei antifumo no aeroporto de Cumbica

Consumo de cigarro foi flagrado em área restrita a funcionários.

Empresa informou que vai recorrer da multa de R$ 792,50.


A Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero) foi multada pela Vigilância Sanitária de São Paulo por descumprir a lei antifumo no aeroporto de Cumbica, em Guarulhos, na Grande São Paulo. Uma inspeção feita após uma denúncia anônima no início da semana flagrou o consumo de cigarro em uma área restrita a funcionários do aeroporto. Em nota, a Infraero informou que vai recorrer da multa de R$ 792,50.

Apesar de ter recebido a multa, a empresa também disse, por meio de sua assessoria de imprensa, que vai manter as ações realizadas desde que a lei entrou em vigor em todo o estado, no dia 7 de agosto.

“A Infraero realizou um amplo trabalho de divulgação da nova lei estadual antifumo, com a distribuição de panfletos informativos, anúncio no sistema de som do aeroporto, informes nos monitores do sistema informativo de vôos, fixação de adesivos informativos sobre a proibição em diversos locais, entre outras ações”, diz a nota.

Ainda de acordo com a Infraero, “a estrutura de fiscalização quando identifica usuário utilizando-se de produto fumígeno em área inapropriada, informa sobre a referida lei. Se o usuário não atender à solicitação, a autoridade policial é acionada.”

Fonte: G1

Desconvocada greve na TAP após acordo entre sindicatos e Administração

Os sindicatos que representam o pessoal de terra dos aeroportos portugueses assinaram esta sexta-feira um protocolo com a administração da TAP prevendo o levantamento imediato da greve dos trabalhadores da Groundforce, informou fonte da empresa.

O porta-voz da transportadora aérea, António Monteiro, disse que os sindicatos e a empresa terminaram uma reunião de mais de três horas com a assinatura de um protocolo que levou à desconvocação da paralisação que começara esta sexta-feira.

Os trabalhadores de assistência em terra aos passageiros (handling) haviam iniciarado uma greve de dois dias, após uma reunião de cinco horas quinta-feira entre a TAP e os sindicatos que resultara infrutífera.

Os sindicatos mantiveram a paralisação porque, segundo afirmaram, a TAP não deu garantias de manutenção de todos os postos de trabalho da Groudforce (empresa do grupo TAP que assegura o handling nos aeroportos portugueses).

O Sindicato dos Trabalhadores do Handling (STHA), o Sindicato dos Trabalhadores de Aviação e Aeroportos (SITAVA), o Sindicato das Indústrias Metalúrgicas e Afins (SIMA), o Sindicato Nacional dos Trabalhadores da Aviação Civil (SINTAC) e o Sindicato dos Quadros da Aviação Comercial (SQAC) haviam apresentado um pré-aviso de greve para esta sexta-feira e sábado e para 11 e 12 de Setembro, estando ainda prevista greve ao trabalho suplementar de 28 de Agosto a 30 de Setembro.

Na origem do conflito estava a alegada intenção de venda da Groundforce pela TAP, que detém a empresa de handling.

Fonte: SIC Online (com Ag. Lusa)

Autoridades encontram caixa preta do Airbus acidentado nas Comores

Jornalistas observam o robô utilizado nas buscas pelas caixas pretas do Airbus

A caixa preta do Airbus A310 da Yemenia que caiu em 30 de junho perto das Ilhas Comores, deixando 152 mortos, foi encontrada, anunciou a comissão de investigação encarregada do acidente.

"O registrador de voo (Flight Data Recorder, FDR) foi localizado. As primeiras operações de recuperação começaram", afirmou em um comunicado o chefe da comissão de investigação, Ali Abdou Mohamed.

Um navio francês especializado em busca de caixas pretas iniciou seus trabalhos em 20 de agosto. Dia 23, a comissão anunciou ter encontrado partes da aeronave e os corpos de seis vítimas.

As causas do acidente do Airbus A-310 - do qual somente um adolescente de 13 anos, Bahia Bakari, sobreviveu - ainda não foram desvendadas.

O estado do avião, que não respondia às normas de segurança europeias, foi rapidamente citado como a causa da catástrofe, mas isto não está comprovado.

Os passageiros, que iam da França para as Comores, haviam trocado de avião e embarcado no Airbus A-310 durante uma escala em Sanaa.

A comissão de investigação do acidente, formada por comorense, iemenitas e franceses, é conduzida pelas autoridades comorenses, com apoio técnico do Escritório de Investigações e Análises (BEA) francês.

Fonte: AFP

Aeródromo de Montenegro (RS) é fechado por falta de segurança

Aviões não podem pousar ou decolar na pista no bairro aeroclube

Foto: Site do Aeroclube de Montenegro

O aeródromo municipal de Montenegro, situado no bairro Aeroclube, está interditado desde quinta-feira, dia 27 de agosto. O comunicado oficial está no site do Departamento de Controle do Espaço Aéreo (DECEA), informando que o aeródromo se encontra fechado devido a riscos nas operações aéreas. Com isso, as aeronaves estão proibidas de realizarem poucos e decolagens no aeródromo (Aeroclube) de Montenegro. Os prejuízos maiores são para a escola de aviação civil, angares de aviação agrícola e experimental, e para empresas que utilizam a pista.

No início do mês de julho deste ano, nos dias 2 e 3, a Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC) realizou uma vistoria no aeródromo.

Os técnicos da ANAC constataram problemas de segurança como árvores na cabeceira da pista, falta de cercamento e a necessidade da mudança do acesso para a RS 124. Além disso, outro problema grave é a falta de drenagem, sendo que alguns aviões maiores chegaram a atolar na pista de grama.

Já havia um laudo preliminar apontando pela interdição, o que foi agora confirmado. Durante a vistoria, o prefeito Percival de Oliveira e o secretário municipal de indústria, comércio e turismo Dario Colling conversaram com os técnicos da ANAC. O diretor de turismo Ataulfo Escher lembra que a Câmara de Vereadores aprovou um crédito de R$ 30 mil para a elaboração de um projeto de modernização do aeródromo. Além disso, foram confirmados do Governo do Estado, através da Consulta Popular de 2003, para o novo acesso, término da cerca e rádios de comunicação. E o deputado federal Mendes Ribeiro Filho (PMDB) encaminhou uma emenda de um milhão de reais, para ser incluída no orçamento do Governo Federal, visando melhorias no aeródromo. "Foi feito um plano de ação, para cronograma de realização das melhorias apontadas pela ANAC", cita. A Prefeitura iniciou a terraplenagem do novo acesso e realizou o corte de algumas árvores. O restante ainda deve ser providenciado para que seja solicitada uma nova vistoria que permita a liberação da pista.

Com a interdição, ainda neste sábado pelo menos um dos aviões do Aeroclube deve ser deslocado para o aeródromo de Eldorado do Sul, para que possam ser ministradas as aulas de instrução da escola de aviação. O fechamento da pista também causa transtornos para outras empresas. A Taguató Aviação Agrícola, que conta com seis aviões em seu angar, estuda levar as aeronaves para outro local.

Falta de cerca é um dos problemas - Foto: Guilherme Baptista (FN)

Tanto o secretário Dario quanto o diretor de turismo Ataulfo disseram desconhecer a interdição do aeródromo. "Tudo que pediram preliminarmente foi feito", garante Colling. Já a gerente de contratos e convênios da Prefeitura, engenheira Fernanda Duarte, diz que é aguardado um relatório da ANAC sobre as melhorias que devem ser providenciadas.

Fonte: Guilherme Baptista (Fato Novo)

TAM recebe 4.000º avião da família A-320 já feito pela Airbus

A Airbus anunciou nesta sexta-feira a entrega de um avião A-319 à companhia aérea TAM, que representa a aeronave número quatro mil da família dos A-320.

No voo inaugural, que fará o trajeto de Hamburgo (Alemanha) para o Brasil, a TAM transportará equipamentos especializados para escolas de crianças incapacitadas, informou a fabricante em comunicado.

Os equipamentos foram doados pela organização Aviação Sem Fronteiras, da Alemanha, ajudada pela Fundação Airbus.

"A entrega desse avião será mais emocionante quando chegar ao Brasil para contribuir com uma iniciativa importante no campo da responsabilidade social", declarou a presidente do Conselho de Administração da TAM, Maria Cláudia Oliveira.

Para o presidente da Airbus, Tom Enders, a entrega simboliza "não só o enorme sucesso do programa A320", mas também a "grande associação" de sua empresa com a TAM, segundo ele principal usuário de Airbus no hemisfério sul.

A família A-320, que inclui A-318, A-319, A-320 e A-321, tem as despesas de exploração mais baixas de sua categoria, graças à regularidade técnica e ao aumento do período entre as revisões de manutenção, explica a nota.

Fonte: EFE via EPA

Iberia vai tirar mais aviões de operação

E reduções de pessoal prosseguem

A companhia espanhola Iberia anunciou hoje que vai parar mais três Airbus A320, elevando para dez o número de aviões retirados de operação, porque vai cortar mais capacidade do que inicialmente previa, elevando a redução de uma média anual de 4,3% para 6%.

Estas medidas, a que se junta a decisão de prosseguir a redução de pessoal, além do corte de 4,7% efectuado no segundo trimestre, bem como o adiamento da entrada em frota de um Airbus A340-600, foram anunciadas como aprofundamento do plano de contingência, face ao quadro de queda das receitas que a crise está a provocar na aviação.

A Iberia anunciou hoje que no primeiro semestre teve uma queda dos proveitos em 18,9%, o que equivale a uma redução de 504 milhões de euros, com a quebra no segundo trimestre a atingir 22% ou mais de 300 milhões (clique para ler: Iberia perde 165,4 milhões no 1º Sem com queda das receitas em mais de 500 milhões).

“O factor que mais contribuiu para as perdas foi a queda de receita de exploração em geral e a quebra do tráfego de negócios em particular, comum a toda a indústria aérea e consequência da crise económica mundial”, diz a companhia no comunicado a anunciar o reforço do plano de contingência.

A companhia destaca, aliás, que os resultados do segundo trimestre já mostram “os primeiros impactos positivos do plano de contingência” que tem em curso, embora também reconheça que “as medidas adoptadas não foram suficientes para evitar prejuízos, que ascendem a 72 milhões de euros”.

Por isso “vai-se acelerar a aplicação das medidas prevista”, acrescenta, referindo ainda que também vai prosseguir uma política de contenção salarial e que decidiu adiar metade dos investimentos previstos.

Fonte: PressTur (Portugal)

Viajar para o exterior está mais barato. Mas nem tanto

Com a aproximação do mês de setembro, termina a alta temporada em alguns dos destinos turísticos internacionais preferidos dos brasileiros. E desta vez, com um atrativo a mais: o dólar baixo somado à expectativa de descontos de até 50% nas tarifas, permitidos desde julho pela Agência Nacional de Aviação Civil (Anac). Mas será que voar para o exterior está realmente mais barato?

Um levantamento feito por VEJA.com em sites de vendas de passagens aéreas concluiu que é possível encontrar preços mais baixos, sobretudo se a ideia é ir para os Estados Unidos (confira os valores na tabela abaixo). Contudo, as reduções raramente chegam perto dos 50% e, em grande parte dos casos, os preços continuam acima do piso anterior à liberação. Para a busca, foram usados os sites Decolar, Orbitz, Expedia e Submarino Viagens; todos os voos partem do Aeroporto Internacional de Guarulhos, na Grande São Paulo.

Voo para Nova York a 458 dólares - Clique sobre a imagem para ampliá-la

O maior achado é relativo a um tiquete para Nova York no dia 1º de setembro, a 458 dólares. O valor representa um desconto de 35% em relação ao piso da Anac. Na mesma data, viajar para Los Angeles pode sair por 514 dólares (redução de 27,4%). Miami não fica atrás, e pode ser visitada por 498 dólares nos dias 24 e 29: 32% abaixo do valor mínimo cobrado antes de abril. Todos os voos são realizados pela companhia Aeromexico.

Da mesma forma, algumas viagens para a Europa estão mais em conta, embora seja mais difícil encontrar promoções tão atrativas. Grande parte das passagens para Madri, Paris, Amsterdã, Londres ou Berlim, ainda apresenta preços acima dos mínimos antigos. O maior desconto encontrado foi de 15,4%, em voos para Madri (730 dólares), Amsterdã (735 dólares) e Londres (735 dólares).

De acordo com André Castellini, consultor de aviação da Bain & Company, houve uma queda bastante acentuada nas tarifas de um ano para cá. Ele avalia que os preços, em geral com reduções de 15% a 20%, estão "bem abaixo do que é necessário para se sustentar uma operação internacional". Mas destaca: "Isso se deve principalmente à recessão na Europa e nos Estados Unidos".

Os voos mais baratos

Clique sobre a imagem para ampliá-la

Os sites que apresentaram as menores tarifas foram Orbitz e Decolar. As companhias que oferecem os preços mais baixos foram Aeromexico (EUA) e United Airlines (Europa). Vale lembrar que os preços oscilam de acordo com a oferta e a demanda e podem variar até mesmo entre passageiros de um mesmo voo. É importante, portanto, ficar antenado nas promoções e fazer uma busca exaustiva.

O levantamento de VEJA.com foi feito com datas de ida e volta entre os dias 1º e 30 de setembro. As taxas não foram consideradas.

Fonte: Veja.com - Imagens: Reprodução

Defesa do Consumidor aprova primeiros socorros em aviões

A Comissão de Defesa do Consumidor aprovou na quarta-feira (26) a obrigatoriedade de as aeronaves comerciais contarem com médico ou enfermeiro na equipe de tripulação e com equipamentos de primeiros socorros em todos os voos.

As duas medidas estão previstas, respectivamente, no Projeto de Lei 2529/07, do deputado Henrique Afonso (PT-AC); e no Projeto de Lei 6454/05, do deputado Milton Monti (PL-SP).

Para o relator na comissão, deputado Elismar Prado (PT-MG), a matéria é de extrema relevância, principalmente pela impossibilidade de interrupção repentina da viagem para atender a situações de urgência envolvendo os passageiros.

Equipamentos

O deputado Milton Monti sugeriu que as aeronaves tenham como equipamento mínimo um aparelho desfibrilador; balão de oxigênio; medicamentos anticonvulsivos indicados para problemas cardíacos; e remédios de uso geral; além de maca.

Sobre a presença de médico ou enfermeiro a bordo, o relator Elismar Prado acredita que, na Comissão de Seguridade Social e Família, para onde segue a proposta, os parlamentares terão mais condições de avaliar a necessidade, ou se o atendimento poderia ser feito por brigadista ou tripulante devidamente treinado.

Fiscalização e multa

O deputado incorporou duas emendas ao projeto principal (PL 6454/05). A primeira delega à Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) a responsabilidade por fiscalizar a presença dos equipamentos de primeiros socorros nas aeronaves. A segunda prevê a aplicação de multa para a companhia cuja aeronave realizar vôo sem os equipamentos exigidos.

Os projetos tramitam em caráter conclusivo e ainda serão analisados pelas comissões de Seguridade Social e Família; de Viação e Transportes; e de Constituição e Justiça e de Cidadania.

Íntegra da proposta:

- PL-6454/2005
- PL-2529/2007

Fonte: Geórgia Moraes/SR (Agência Câmara)

Brasil e Israel firmam acordo de cooperação aeronáutica

A Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) aprovou o estabelecimento de um Memorando de Entendimento em Aeronavegabilidade e Certificação de Produto Aeronáutico com a autoridade de aviação civil de Israel, com o objetivo de acordar os processos de validação de produtos aeronáuticos.

A decisão, aprovada por unanimidade, leva em conta “os benefícios mútuos decorrentes das melhorias de procedimentos para aceitação recíproca de aprovações de aeronavegabilidade, testes e aprovações ambientais, avaliações para qualificação de simuladores de voo, facilidades de manutenção de aeronaves, certificações de pessoal de manutenção e tripulantes e operações aéreas, entre outros.”

Fonte: Panrotas

Brasília ganha sua primeira companhia aérea

A partir de dezembro de 2009, começarão a pousar nas pistas do Aeroporto Internacional de Brasília os aviões da Clean Air Transportes Aéreos, primeira companhia tipicamente brasiliense. A informação é da agência de notícias http://www.comex-df.com.br/.

Com voos diários, a empresa fará três rotas, ligando Brasília a Natal, Porto Alegre e Manaus. As operações aéreas da empresas começarão com aeronaves L410 de fabricação tcheco-russa com 19 assentos, dois Tu-204 com capacidade de até 210 passageiros e um cargueiro. Mas tudo indica que já a partir dos primeiros meses de 2010 a Clean Air pode alçar voos mais altos. O diretor comercial da nova empresa, Mohamad Said, guarda a sete chaves algumas novidades, que segundo ele, serão repassadas no seu devido tempo.

"Dois novos aviões da Ilyshin Finance Corporation (IFC), companhia russa, serão entregue a cada ano", explicou Said. Um pré- contrato assinado entre a Clean Air e a IFC já garantiu oito aeronaves a nova empresa. São dois IL96-300 que utilizará até 310 assentos que serão utilizados em vôos internacionais, quatro Tu-240 (modelos CE e CME) com até 210 assentos, para os vôos domésticos.

Grande parte dos assentos serão destinados à classe executiva. A Clean Air também comprou dois cargueiros da companhia russa. Não foram revelados os valores do contrato, mas Said informou que os aviões russos estão com preços 35% mais barato que os encontrados no mercado internacional.

Treinamento russo

Em novembro, uma equipe de pilotos e demais tripulantes partirão para Moscou para serem treinados nas aeronaves compradas pela Clean Air.

Após o treinamento, a equipe retornará ao Brasil trazendo os aviões que serão utilizados nos primeiros vôos da nova empresa. Em fevereiro de 2010, uma outra equipe receberá treinamento no IL 96-300, que estará operando no Brasil no mês seguinte, provavelmente em voos internacionais.

Fonte: Daniel Gonçalves (Correio Braziliense)

A “Ilyushin Finance” russa assinou o pré-acordo com a companhia aérea brasileira Clean Air

A sociedade de leasing “Ilyushin Finance” assinou no salão aeroespacial Maks-2009 uma série de pré-acordos e opções com empresas na América Latina para 17 aeronaves de vários tipos. Em particular, a companhia aérea brasileira Clean Air, a equatoriana — Ícaro e a peruana Cielos tem a intenção de adquirir os aviões de passageiros e cargas. Para todos os acordos se prevê a assinatura de contratos firmes até o final deste ano.

Fonte: RUVR - The Voice of Russia

MAIS

Avião Tupolev Tu 204 - Passageiros e cargueiros


TJ suspende liminar que paralisava projeto do Expresso Aeroporto em Guarulhos

O Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo concedeu liminar que permite que a implementação do projeto Expresso Aeroporto, linha de trem sem paradas entre a Estação da Luz, no centro de São Paulo, e o aeroporto internacional de Guarulhos (Grande SP).

No dia 30/7, a 1ª Vara Cível da Comarca de Guarulhos havia suspendido a licença ambiental concedida pelo Conselho Estadual de Meio Ambiente e pedido reparos no estudo no relatório do EIA/RIMA sobre seu impacto.

O desembargador Samuel Junior, da 1ª Câmara Especial do Meio Ambiente do TJ/SP, justificou a nova liminar dizendo que a CPTM (Companhia Paulista de Trens Metropolitanos) "cuidou de fazer intenso e profundo estudo dos impactos ambientais" e as alegações usadas na decisão anterior "não justificam, pelo menos por ora, a suspensão da licença".

A obra

O Expresso Aeroporto (linha 14-Onix), avaliado em R$ 2 bilhões, será implantado pela CPTM e faz parte do pacote urbanístico previsto para a Copa de 2014.

A viagem pela linha expressa tem tempo estimado de cerca de 20 minutos. Hoje, o trajeto entre a Estação da Luz e o Aeroporto de Guarulhos demora cerca de 40 minutos de carro (sem trânsito).

Quem vencer a licitação, já em andamento, terá de participar da construção de uma outra linha de trem paralela à do Expresso, a linha 13-Jade, que vai ligar os moradores de Guarulhos à Estação da Luz.

Fonte: UOL Notícias

Boeing espera que decisão da OMC tire ajuda de governos à Airbus

A Boeing espera que um painel preliminar da Organização Mundial do Comércio (OMC) marcado para a semana que vem force governos europeus a reconsiderarem seus planos de ajudar a financiar o avião de passageiros A350 da Airbus, afirmou um executivo da empresa na última quinta-feira.

A decisão confidencial vem em "um momento muito oportuno em se tratando de ajuda de financiamento", disse o vice-presidente de operações governamentais da Boeing, Ted Austell, a jornalistas.

"Desde o Paris Air Show, os governos europeus que estão patrocinando a Airbus têm discutido financiar a produção do A350, e esperamos que a decisão preliminar traga informações suficientes para que se suspenda quaisquer novos financiamentos para o avião, que têm o mesmo formato de financiamentos anteriores", afirmou Austell.

A esperada decisão da semana, que versa sobre a maior disputa comercial nos quase 15 anos de história da OMC, vem se desenrolando há anos e pode afetar outros países, como Brasil, Canadá, China e Rússia, que também consideram financiar fabricantes locais de aviões civis.

"Aspiramos que a decisão seja uma boa guia para outras partes que queiram construir aviões comerciais de grande porte", disse Austell.

Há duas semana, a Inglaterra prometeu 340 milhões de libras em empréstimos para ajudar a Airbus a desenvolver o A350, que deve concorrer com o 787 Dreamliner da Boeing, que está com a produção atrasada.

A Alemanha deve fornecer 1,1 bilhão de euros e a França, mais 1,4 bilhão, segundo fontes de ambos os governos.

A Airbus recebeu quase 500 encomendas de 30 clientes diferentes para o A350, que será lançado na década que vem. Executivos da empresa estimam que o mercado em potencial para o avião chegue a 2.500.

Fonte: Doug Palmer (Reuters/Brasil Online) via O Globo

Comissão europeia autoriza compra da Austrian Airlines pela Lufthansa

A Comissão europeia autorizou nesta sexta-feira a compra da Austrian Airlines pela alemã Lufthansa, mas impôs certas condições à operação para evitar problemas de concorrência.

A autorização está "subordinada à aplicação de um conjunto de medidas corretoras propostas pela Lufthansa para apaziguar os temores da Comissão em termos de concorrência", explicou em um comunicado o executivo da UE.

A companhia aérea alemã se comprometeu a respeitar estas condições de Bruxelas, para alguns destinos europeus dos voos saindo de Viena, para evitar que a compra da Austrian Airlines não se traduza em preços mais elevados para os consumidores, afirmou a Comissão.

Fonte: AFP

Companhia aérea colombiana Avianca assume controle da brasileira OceanAir

A companhia aérea colombiana Avianca assumirá oficialmente a partir da próxima semana o controle da brasileira OceanAir, dentro de um plano de unificação das companhias aéreas que pertencem ao grupo Sinergy, informou nesta sexta-feira o presidente da organização, Germán Efromovich.

O empresário afirmou em entrevistas com vários meios de comunicação colombianos que tudo está preparado para que Avianca assuma o controle de OceanAir, que tem um faturamento anual próximo dos US$200 milhões tem 3% do mercado brasileiro.

"A gestão e a administração diária de OceanAir está praticamente sendo executada pela Avianca. Há um bom tempo temos a equipe ali", disse o diretor após inaugurar na quinta-feira uma nova sede da companhia aérea colombiana em Bogotá.

Além disso, indicou que na semana que vem estarão resolvidos os trâmites perante as autoridades brasileiras e reiterou que "essa operação já é um fato".

Efromovich afirmou que essa decisão empresarial implicará que Avianca ingresse no mercado brasileiro e OceanAir passará a chamar-se de agora em adiante Aerovias do Continente Americano.

Indicou também que a Avianca está preparada para uma emissão de ações no mercado colombiano, mas esclareceu que por enquanto não se estabeleceu a data na Bolsa de Valores da Colômbia.

Procurada pelo Último Segundo, a assessoria de imprensa da OceanAir confirmou as negociações, mas não oficializou a mudança de controle para a próxima semana.

Avianca e OceanAir avançam em um plano de ampliação de suas frotas, com a compra de 90 aviões Airbus e Boeing para ambas, 70 dos quais serão para a colombiana.

Além de Avianca e OceanAir, que desde 2002 funciona como companhia aérea regular de transporte de passageiros, carga e correio, o grupo Sinergy é proprietário da equatoriana Vipsa e a colombiana Helicol, de serviço de helicópteros.

Fonte: EFE via iG

SP não concede licença e veta nova pista de Viracopos

A Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero) adiou de setembro deste ano para junho de 2011 o início das obras de ampliação do Aeroporto Internacional de Viracopos. Aposta do presidente Luiz Inácio Lula da Silva para ser a porta de entrada do País na Copa do Mundo de 2014, o terminal, a 90 quilômetros da capital, deve receber R$ 2,8 bilhões em investimentos nos próximos cinco anos. A licença ambiental para as obras, porém, não foi concedida pelo governo estadual, que questiona o estudo e relatório de impacto ambiental (EIA-Rima) entregue em janeiro. Há duas semanas, em evento em Americana, no interior paulista, o governador José Serra (PSDB) afirmou que o EIA-Rima de Viracopos "não se sustenta".

Pelo cronograma original, a construção da segunda pista de Viracopos deveria começar no mês que vem e ser concluída em novembro de 2011. Agora, a estatal planeja entregá-la apenas em abril de 2013, um ano antes da Copa. As dificuldades na obtenção da licença ambiental e nas desapropriações, contudo, colocam em xeque uma das maiores obras de infraestrutura do País, financiada por recursos do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC).

Embora digam aceitar as críticas vindas do governo paulista, dirigentes da estatal defendem a posição de que a discussão seja travada apenas no campo técnico e dizem estranhar manifestações contrárias feitas publicamente por Serra. A Infraero afirma que o adiamento das obras não afetará o cronograma para a Copa, pois a construção será feita em dois turnos. Segundo a assessoria da estatal em Campinas, as obras devem durar 24 meses.

Fonte: jornal O Estado de S. Paulo

sexta-feira, 28 de agosto de 2009

Avião cai na Polônia e causa duas mortes

O acidente ocorreu durante um voo de treinamento

Foto: Reprodução/TVN24

Um planador com duas pessoas a bordo caiu em Warszawa, na Polônia nesta sexta-feira (28). Os dois ocupantes, o piloto-instrutor, de 64 anos, e o aluno, de 16 anos, morreram.

O acidente ocorreu pouco depois das 12 (hora local) com o planador SZD-50 Puchacz, prefixo SP-3323, que pertencia ao Aeroklub Warszawski.

- Nós já sabemos que nenhum dos habitantes da região foi afetado - informou um membro da polícia local. Ele acrescentou que, segundo testemunhas, o aeroplano começou a diminuir a velocidade e, em seguida, caiu em parafuso em direção ao chão.

Foto de planadores similares ao acidentado - Foto: scalesoaring.co.uk

Fontes: tvn24.pl / ASN

Treinamento de acidente aéreo movimenta aeroporto de Vitória

Fogo, ambulâncias, médicos e supostos pacientes. Este cenário foi visto na manhã desta sexta-feira (28) no aeroporto de Vitória, Eurico Salles. Mas tudo não passou de uma simulação de acidentes aéreos, como plano de emergência. Tudo para quem, num caso real, o serviço possa ser feito com rapidez e qualidade.

Por quase uma hora e meia, 30 voluntários, integrantes da comunidade aeroportuária, simularam vítimas de um avião em chamas. Na simulação, um jatinho estaria em chamas. A aeronave teria colidido com urubus dez minutos depois de decolar e, ao retornar para a cabeceira do aeroporto, batido com a asa direita no chão, rodadoe explodido.

Ambulâncias do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) 192, o Corpo de Bombeiros, a Defesa Civil, a Guarda Municipal de Vitória, as Polícias Militar (PM) e Civil (PC) participaram da simulação socorrendo as vítimas e apagando o fogo do avião, que foi representado por tonéis de combustíveis.

As ambulâncias que estavam na Serra, próximas ao hospital metropolitano, foram chamadas às 10h13 e chegaram ao local às 10h21. Como se fosse um acidente real, os paramédicos agem como se lidassem com pacientes reais. Também os bombeiros usam todo o aparato para combater as chamas. Um helicóptero ajuda no transporte dos feridos para hospitais próximos. “O nosso trabalho é fazer o primeiro socorro. Temos que fazer o que for possível, para as ambulâncias chegarem e já encaminharem as vítimas ao hospital” disse o socorrista Genilson Oliveira.

Os profissionais da Infraero no Espírito Santo nunca viveram um acidente dessas proporções, mas se preparam todos osanos. "Acreditamos que o Aeroporto de Vitória tem plenas condições de atender um grande acidente aéreo. Todos os anos a gente se prepara e prepara a comunidade, com o treinamento de voluntários. Posso dizer que somos capazes de agir de forma eficaz caso seja necessário. Desta vez, 60 pessoas que moram por perto receberam orientações sobre primeiros socorros", explicou o superintendente da Infraero, José Carlos da Silva.

Fonte: Dayana Souza (ES Hoje) - Fotos: Leonardo Sá

“Enche o tanque, por favor”

“Quer que olhe a água e o óleo?”

Na próxima vez que você for abastecer seu carro e achar que está demorando demais, pense nos engenheiros da Nasa, agência espacial dos Estados Unidos. Faz parte do trabalho deles encher o tanque da nave Discovery com quase dois milhões de litros de hidrogênio líquido e oxigênio. Isso demora grande parte do dia e deixa a Nasa com uma bela conta de combustível no fim do mês.

O oxigênio e o hidrogênio são colocados na nave através de três entradas, em uma velocidade impressionante: o oxigênio é colocado a 80 mil litros por minuto, e o hidrogênio é colocado a 215 mil litros por minuto.

O processo constante de abastecimento da nave foi parado, depois que foi detectado um problema com a válvula do tanque de combustível. “Quando fomos fechar a válvula do tanque de hidrogênio, não recebemos a indicação que ele estava fechado”, afirma Mike Moses, supervisor do programa da nave espacial.

Este gráfico revela a estrutura do tanque externo de combustível

Os engenheiros do programa espacial acreditam que o problema está nos monitores da nave, e não na válvula. Qualquer problema sério com a nave pode adiar o lançamento para outubro. A missão já foi adiada uma vez devido às más condições de tempo.

A Discovery e sua tripulação de sete pessoas serão lançados para uma missão de 13 dias para a Estação Espacial Internacional, e devem entregar no local suprimentos e novos aparelhos, como um novo freezer. A missão também levará peças extras para a Estação, para fazer consertos.

Ao lado do Ônibus Espacial, a queima do combustível excedente

A Nasa planeja outras sete missões espaciais para a Estação, incluindo a viagem do Discovery. O projeto, que envolve 16 países e 16 bilhões de libras (aproximadamente 48 bilhões de reais), está quase completo, após uma década de construção a 350 quilômetros da Terra.

A agência espacial estadunidense está trabalhando com um novo tipo de nave espacial, chamada Orion, que pode viajar além da órbita da Estação Espacian Internacional e chegar até à Lua e outros destinos. Depois que o programa com as naves espaciais acabar, a Estação vai depender de veículos russos, europeus e japoneses, embora nenhum ainda tenha a capacidade da Discovery.

Fonte: Daily Mail via hypescience.com - Fotos: AFP/Getty Images / NASA / AP

Nasa autoriza lançamento de ônibus espacial na madrugada

Meteorologistas preveem 60% de chance de que o tempo seja favorável para a decolagem da nave Discovery

O abastecimento do tanque externo foi realizado e os astronautas já estão a bordo


A tripulação do ônibus espacial Discovery já subiu a bordo da nave e aguarda a contagem regressiva para o lançamento previsto para a meia-noite

A Nasa resolveu o problema com uma válvula do ônibus espacial Discovery e pretende realizar o lançamento da nave na madrugada de sábado, 29.

O abastecimento de quase dois milhõs de litros de hidrogênio líquido e oxigênio começou às 18H30 GMT.

Será a terceira tentativa de enviar o Discovery à Estação Espacial Internacional (ISS) com uma carga de suprimentos. O abastecimento do ônibus espacial com combustível - hidrogênio líquido - ocorre na tarde de sexta-feira, 28.

Meteorologistas preveem 60% de chance de que o tempo seja favorável para a decolagem. Trovoadas são uma fonte de preocupação para o lançamento, previsto para a 00h59 da manhã de sábado (horário de Brasília).

O Discovery e sua tripulação de sete astronautas haviam tentado partir na terça-feira, mas tempestades impediram o lançamento. Depois, um defeito na válvula de hidrogênio impediu o lançamento marcado para a última quarta-feira.

Fontes: AFP / Associated Press via Estadão.com.br

Moradores acham objeto em forma de míssil em terreno no ES

A peça, de forma semelhante a de um míssil, foi encontrada no quintal de uma casa, em Pedro Canário (ES)

Uma peça de forma semelhante a de um míssil foi encontrada no quintal de uma casa, em Pedro Canário, no norte do Espírito Santo. A polícia foi acionada e isolou a área. Peritos acreditam que o objeto, de cerca de 2 m de comprimento, seja um tanque de combustível de uma aeronave.

O artefato foi localizado por um agricultor, que acionou as autoridades do município. "Fui chamado pelo juiz da Comarca e estive no local. Fiquei espantado com o objeto. Chamei peritos da polícia técnica e eles acreditam que se trate de um tanque de combustível de alguma aeronave, e não de um míssil, como os primeiros moradores achavam", disse o delegado José Augusto.

O isolamento foi feito para evitar que curiosos mexam no artefato. O delegado também acionou a Força Aérea, que deve enviar militares ao local para avaliar e remover o objeto.

De acordo com o delegado, um agricultor da região disse que a Força Aérea realizou exercícios militares na região, em 1978, e que o objeto teria caído de um dos aviões. A peça não tem indicação de procedência.

Um acidente na BR-101, envolvendo um caminhão que estaria carregado com material militar, há cerca de oito anos, é outra hipótese investigada pela polícia para o aparecimento da peça. Parte da carga teria sido saqueada e, na época, as Forças Armadas teriam feito buscas em várias propriedades da região.

A reportagem tentou contato com a assessoria da Força Aérea Brasileira, mas ninguém foi localizado para comentar o caso.

Fonte: Alex Cavalcanti (Terra) - Polícia Civil/ES/Divulgação

Memorando da CIA detalha procedimentos para interrogar presos

Impedir um preso de dormir, dar-lhe "tapas insultuosos", lançar jatos d'água e bater a cabeça na parede eram técnicas usadas por interrogadores da CIA para quebrar a resistência de suspeitos de terrorismo, segundo um memorando da agência norte-americana de inteligência.

O documento foi submetido em 30 de dezembro de 2004 ao Departamento de Assessoria Jurídica do Departamento de Justiça, e liberado na segunda-feira graças a uma ação movida pelas entidades Anistia Internacional e União Americana das Liberdades Civis, com base na Lei da Liberdade de Informação.

O secretário de Justiça dos EUA, Eric Holder, nomeou na segunda-feira um promotor especial para investigar abusos contra presos cometidos pela CIA.

A decisão, que pode causar problemas jurídicos para o presidente Barack Obama, ocorre depois de um comitê de ética do Departamento de Justiça sugerir que agentes ou contratados da CIA poderiam ser processados por extrapolarem limites aceitos durante interrogatórios realizados no Iraque e Afeganistão.

"A meta do interrogatório é criar um estado de conhecida impotência e dependência que conduza à coleta de informação", disse o memorando, que delineia procedimentos adotados contra líderes da Al Qaeda enviados a prisões secretas da CIA.

O documento teve sua existência revelada pelo jornal The Washington Post. Ele afirmava que, antes do interrogatório, o preso deveria ser despido e mantido numa posição vertical, para que não pudesse dormir.

Uma vez interrogado, um "tapa insultuoso" poderia ser dado na sua cara, como forma de correção. O memorando acrescentava que a técnica chamada de "walling" ("emparedamento", ou bater a cabeça do preso na parede) seria especialmente eficaz como forma de submeter fisicamente o suspeito.

"Um DAV (detento de alto valor) pode ser emparedado uma vez (um impacto contra a parede) para apresentar um argumento, ou 20 a 30 vezes consecutivamente quando o interrogador quiser uma reposta mais significativa para a questão", dizia o texto.

Os interrogatórios nas prisões da CIA ocorriam em celas especiais, preparadas com uma lâmina de compensado de madeira, para evitar lesões graves na cabeça do preso, segundo o The Washington Post.

George Little, porta-voz da agência, afirmou ao jornal que os interrogatórios seguiam diretrizes que haviam sido aprovadas pelo governo de George W. Bush. "Este programa, que sempre constituiu uma fração dos esforços de contraterrorismo da CIA, acabou", afirmou o porta-voz ao jornal.

Funcionários da CIA disseram ainda que tais técnicas violentas eram reservadas a um pequeno grupo de suspeitos de alto escalão, supostamente ligados aos atentados de 11 de setembro de 2001, disse o Post.

Membros do governo Bush, especialmente o ex-vice-presidente Dick Cheney, defendem esse tipo de prática, dizendo que ela não constituía uma forma de tortura e resultava na obtenção de informações que evitaram ataques e salvaram vidas.

"Essa gente (os interrogadores) merecem nossa gratidão. Eles não merecem ser alvos de investigações policiais ou processos", disse ele em nota.

Fonte: Reuters via Estadão.com.br - Imagem: voanews.com

Falha primeiro teste do foguete que substituirá ônibus espaciais

O DM-1 é um motor-foguete de combustível sólido derivado dos dois foguetes laterais dos ônibus espaciais, mas contendo um segmento a mais

Adiamentos

Falhou nesta quinta-feira (27) o primeiro teste do foguete Ares I, que a NASA está desenvolvendo para levar seus astronautas para o espaço depois da aposentadoria dos ônibus espaciais.

O teste do motor principal do foguete, que seria feito no solo, foi abortado quando faltavam 20 segundos para a ignição. Segundo a NASA, foi detectada uma falha no sistema auxiliar de energia. Ainda não foi agendada uma nova data para o teste.

Enquanto isso, o ônibus espacial Discovery, que aguarda o início da missão STS-128, teve seu lançamento adiado para 01h22 da madrugada de sábado, no horário de Brasília. Segundo a agência espacial, o novo adiamento, desta vez de 12 horas, foi necessário para que os engenheiros tivessem mais tempo para se certificar de que a válvula de combustível do ônibus espacial foi de fato consertada.

Só para astronautas

O foguete Ares I, cujo motor principal seria testado hoje, faz parte do projeto Constellation, que está sendo desenvolvido para substituir os ônibus espaciais, cuja aposentadoria está programada para Setembro de 2010. Mas um adiamento também dessa aposentadoria não seria totalmente inesperado.

Ao contrário do atual projeto dos ônibus espaciais, em que astronautas e carga sobem no mesmo veículo, o projeto Constellation prevê a construção de dois foguetes: o Ares I, que será utilizado para levar a tripulação, e o Ares V, um carga-pesada que será responsável por levar a bagagem.

Rumo à Lua, Marte e asteroides

Embora ainda seja incerto o futuro do programa espacial norte-americano, o projeto Constellation foi idealizado para levar os astronautas não apenas para a Estação Espacial Internacional, mas também para missões para a Lua, Marte e eventualmente, para um pouso em um grande asteroide.

O teste abortado hoje seria o primeiro do motor principal do Ares I, chamado DM-1. O DM-1 é um motor-foguete de combustível sólido derivado dos dois foguetes laterais dos ônibus espaciais, mas contendo um segmento a mais. Como seus antecessores, ele será reutilizável, descendo no mar utilizando o maior pára-quedas já construído até hoje.

Dois terços da temperatura do Sol

O segundo estágio do Ares I utilizará um motor J-2X de combustível líquido (oxigênio e hidrogênio), derivado do J-2 utilizado no segundo estágio da missão Apollo. O Ares I será capaz de levar 25 toneladas de carga útil até a órbita baixa da Terra. Seu principal objetivo será colocar a cápsula tripulada Orion em órbita. Já o Ares V será capaz de levar 130 toneladas.

O motor DM-1 tem cerca de 50 metros de altura por 3,65 metros de diâmetro e produzirá 22 milhões de HP, gerando uma temperatura equivalente a dois terços da temperatura da superfície do Sol.

O primeiro voo do Ares I está planejado para acontecer em 2014.

Fonte: Site Inovação Tecnológica - Foto: NASA

Governador do Acre recebe helicóptero; o estado não tem heliporto

Esquilo petista: cores e a estrela da bandeira do Acre na fuselagem

O governador do Acre Binho Marques (PT) recebeu nesta quarta-feira, 26, em Brasília, o helicóptero AS-350B2 Esquilo, que o Estado comprou da Helibras por R$ 7,9 milhões. A solenidade foi prestigiada, entre outros, pelo ex-govenador Jorge Viana, presidente do Conselho de Administração da Helibras.

O Acre, que não dispõe ainda de heliporto, assinou em novembro de 2008 o contrato de compra, o que ocorreu dois anos após Jorge Viana ter deixado o governo do Acre e assumido a presidência do Conselho de Administração da Helibras, maior montadora de helicópteros da América do Sul.

- O helicóptero que o Binho acaba de receber para o Acre eh lindo - escreveu o senador Tião Viana (PT-AC) no Twitter.

Leia mais:

Acre compra helicóptero de empresa da qual ex-governador participa

O helicóptero foi batizado como Comandante João Donato, em homenagem ao pai do compositor acreano João Donato. No final da década dos 1930, o coronel João Donato de Oliveira se tornou o primeiro piloto de avião do Acre, onde chegou a ser dono de um aeroclube.

Pintado com as cores da bandeira acreana, incluindo a estrela vermelha, que também remete à estrela do PT, o Esquilo AS 350, prefixo PR-CJD, será apresentado no Estado em 5 de setembro, Dia da Amazônia. O Ministério Público Federal no Acre já pediu informações sobre várias aplicações de logomarca que desfiguram a bandeira do Acre, extrapolando a proporção da estrela.

De porte leve, monoturbina, novo de fábrica, com capacidade de transporte de seis pessoas, incluindo o piloto, o helicóptero será utilizado em operações de segurança pública, saúde, defesa civil, meio ambiente e transporte de autoridades do Estado.

Em novembro do ano passado, o ex-governador Jorge Viana disse ao Blog da Amazônia que não compra nem vende helicópteros.

- Não quero me pronunciar a respeito de novas bobagens daqueles que sempre me acusam movidos por inveja e ódio. O que sempre faço em minha vida é ajudar o Acre no que posso. Estou levando minha vida normal e batalhando muito mais do que batalhava quando era governador. É mais adequado que alguém do governo do Acre se manifeste sobre esse assunto - sugeriu Viana na ocasião.

Fonte: Altino Machado (Blog da Amazônia) - Foto: Divulgação

Helicóptero americano é atacado por piratas somalis

SH-60B Seahawk similar ao atacado pelos piratas somalis

Um grupo de piratas somalis atirou com uma "arma de grande calibre" contra um helicóptero americano, informou nesta quinta-feira (27) o Comando Central da Quinta Frota dos Estados Unidos.

Em comunicado, a Marinha americana explica o fato destacando que não respondeu ao ataque e que ninguém ficou ferido.

Os piratas estavam no navio de bandeira taiuanesa Win Far, sequestrado em 6 de abril com 30 tripulantes a bordo e que é utilizado desde então como base para outros ataques.

O helicóptero Sikorsky SH-60B Seahawk atacado fazia um voo de vigilância rotineiro perto do Win Far, atracado ao sul da cidade somali de Garacad quando ocorreu o incidente.

Ataques frustrados

Na última quarta-feira, o Comando Conjunto da Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan) em Portugal, que lidera a unidade de combate à pirataria, anunciou que a força naval da entidade frustrou 16 dos 37 ataques registrados contra navios nos últimos cinco meses.

Em comunicado, o comando da Otan em Portugal, localizado em Oeiras, nos arredores de Lisboa, considerou como "encorajador" o balanço da operação "Allied Protector", desenvolvida entre março e agosto nas águas do Chifre da África e comandada pela fragata portuguesa "Corte Real".

Além disso, a organização, que informou sobre o registro de 12 sequestros, comunicou que mais de 150 suspeitos passaram por interrogatórios e que com eles foi apreendido um "grande número" de armas.


Fonte: iG (com EFE)

Rebelde acusado de planejar queda de avião de Uribe é detido

As autoridades capturaram nesta quinta-feira (27) Freddy Julián Urquijo, conhecido como "Francisco", um suposto membro das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc) acusado de fazer um plano para derrubar o avião do líder colombiano, Álvaro Uribe.

Ele também é acusado de ter planejado um atentado contra o pré-candidato presidencial Andrés Felipe Arias.

A Promotoria explicou que a detenção aconteceu após várias semanas de investigação a partir de documentos encontrados no computador do chefe rebelde conhecido como "El Negro Antonio", atualmente preso.

Segundo as autoridades, no computador apreendido com "El Negro Antonio" havia provas de que "Francisco" tinha em seu poder planos do aeroporto militar de Catam, no oeste de Bogotá, que facilitariam um atentado ao avião presidencial.

Durante o procedimento de captura os agentes judiciais também encontraram documentos nos quais figuravam números de placas de veículos do pré-candidato do Partido Conservador Andrés Felipe Arias.

"Francisco", capturado no setor da Colina Campestre, no norte de Bogotá, é acusado pelas autoridades de liderar uma célula da rede urbana "Antonio Nariño" das Farc.

Após sua detenção, foi levado ao complexo judicial de Paloquemao, no centro de Bogotá, onde um juiz o acusará de rebelião e associação para delinquir.

Fonte: EFE via EPA

Piloto fica ferido durante teste de avião que caiu em Rio Verde (MT)

Avião havia acabado de passar por manutenção e era testado para uma viagem para o interior de São Paulo

Um piloto de 49 anos ficou ferido, na tarde desta quinta-feira (27), enquanto testava o próprio avião, que caiu, próximo ao Bairro José Antônio, em Rio Verde de Mato Grosso.

José Roberto Buhler da Costa pilotava um avião Cessna 182P, prefixo PT-JLN, que tinha passado por manutenção e voaria para Guararapes-SP, quando perdeu o controle e caiu. Segundo o site Edição de Notícias, moradores das redondezas afirmam que José teve de fazer manobras bruscas para não atingir uma casa.

O piloto foi socorrido pelo filho e levado para o hospital de Rio Verde com cortes no rosto e escoriações no corpo. A polícia foi até o local mas esperava a chegada da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) para analisar o acidente e investigar as causas da queda.

Fonte: TV Morena - Fotos: Sidney Assis

Nova York inaugura parte de museu em memória das vítimas do 11 de Setembro

O centro que serve como prévia do museu e do monumento que Nova York constrói em memória das vítimas dos atentados terroristas de 11 de setembro de 2001 abriu hoje as portas a poucos metros do "Marco Zero" de Manhattan.

Visitantes na inauguração do Memorial dos atentados do 11 de setembro

A entidade que supervisiona o prédio no qual serão lembrados os quase de três mil mortos, há quase oito anos, abriu um centro no qual quem se aproximar das imediações do World Trade Center poderá gravar seu testemunho sobre onde estava e como soube do ataque terrorista.

As gravações, que poderão ser vistas depois no museu, serão uma das principais atrações de um lugar que, a partir de hoje, já é um ponto de peregrinação de todos os turistas que queiram lembrar o que aconteceu em 11 de Setembro.

No recém-aberto edifício, situado no número 20 da rua Vasey, será possível comprovar em primeira mão e em tempo real, graças a câmeras que tiram fotos num instante a partir de um ponto elevado do World Trade Center, os avanços nas obras realizadas nos 6,48 hectares onde estavam erguidas as Torres Gêmeas.

"Através de modelos, desenhos, filmes e imagens em tempo real da construção, os visitantes poderão compreender os planos e o progresso que acontecem no terreno", disse o presidente da organização National September 11 Memorial & Museum, Joe Daniels, durante a inauguração.

No centro também estarão à venda artigos de lembrança relacionados com os atentados com o objetivo de arrecadar fundos para ajudar a custear as obras do futuro museu e o monumento, que estarão situados no Marco Zero.

Fonte: EFE via iG

MAIS

Clique aqui e acesse o site do The National September 11 Memorial & Museum.

Anac tem nova proposta para dividir áreas em aeroportos

Até 8 de setembro, a Agência Nacional e Aviação Civil (Anac) recebe contribuições sobre a nova proposta de utilização das áreas aeroportuárias no Brasil. A ideia da agência é destinar 10% do espaço usado para check-in, hangares, áreas de carga e descarga, balcões de venda de passagens e escritórios para uso compartilhado entre as companhias aéreas, a preço de custo.

A Anac destaca, porém, que as empresas que optarem também poderão manter áreas exclusivas, com valores livremente negociados com o administrador aeroportuário. “O objetivo é facilitar o acesso de novas empresas aéreas aos aeroportos, possibilitar maior diferenciação de preços entre os aeroportos e conferir mais liberdade para a negociação entre empresas e gestor aeroportuário”, diz a Anac. “A proposta ainda permite que as próprias empresas aéreas invistam na infraestrutura e na construção de terminais aeroportuários, em comum acordo com o administrador. Mas isso só será possível caso nenhuma outra companhia aérea tenha interesse na mesma infraestrutura”, acrescenta. Mais informações no site www.anac.gov.br.

Fonte: Panrotas

Recuperação do tráfego aéreo está a caminho, diz IATA

Uma recuperação do tráfego aéreo está a caminho, segundo os dados mais recentes da associação mundial do setor, Iata. Os números também sinalizam que a economia mundial está deixando a recessão.

Mas essa recuperação será "volátil e fraca", afirmou a Associação Internacional de Tráfego Aéreo (Iata, na sigla em inglês), nesta quinta-feira, indicando que a turbulência que fez a indústria rumar para outro ano de perdas bilionárias não está no fim.

As companhias aéreas transportaram 11,3 por cento menos carga e 2,9 por cento menos passageiros em julho em relação ao mesmo período do ano passado, informou a entidade na mais recente leitura de tráfego transfronteiriço, que indica a saúde do comércio mundial.

Os números representam uma melhora sobre junho, quando os declínios anuais foram de 16,5 por cento para cargas e de 7,2 por cento para passageiros.

O transporte aéreo de cargas é um importante indicador de movimentos de produtos pelo mundo, uma vez que as empresas tendem a despachar suas encomendas pelo ar quando a velocidade é mais importante que o custo, trocando para o transporte marítimo em momentos de recessão.

Como resultado, o tráfego de cargas é o primeiro a entrar em declínio em momentos de recessão, mas normalmente é o primeiro a se recuperar, afirma a Iata.

Até agora neste ano, os volumes de cargas caíram 19,3 por cento e o de passageiros caiu 6,8 por cento, segundo a Iata, cujos dados excluem voos domésticos.

E na comparação com junho, em termos ajustados por fatores sazonais, tanto o tráfego de cargas quanto o de passageiros cresceram mais de 3 por cento em julho.

"Os dados podem ser voláteis, mas isso confirma sinais anteriores de que uma recuperação na demanda por transporte aéreo começou, apesar de ainda haver bons motivos para se esperar que o caminho será volátil e mais fraco que as recuperações verificadas em recessões passadas", afirmou a Iata.

A entidade estima que as companhias aéreas vão sofrer prejuízo de 9 bilhões de dólares em 2009 depois de perda de 8,5 bilhões de dólares em 2008, quando altos preços do petróleo atingiram a lucratividade e a crise de crédito cortou a demanda por viagens de negócios e lazer.

Fonte: Jonathan Lynn (Reuters/Brasil Online) via O Globo

Promoção da Webjet oferece passagem aérea a partir de R$ 58

A Webjet lançou a promoção Conecte-se Já! com preços de bilhetes aéreos a partir de R$ 58 (no trecho Belo Horizonte/Rio-Galeão, sem taxas), para quem comprar o percurso de ida e volta, com ao menos dez dias de antecedência da viagem, que pode ser feita até 30 de novembro.

A promoção é válida para os dez destinos atendidos pela empresa no país, totalizando 47 trajetos, sem exigência de período mínimo de permanência. Há ofertas para trechos como Curitiba/São Paulo, Curitiba/Porto Alegre e Rio-Galeão/São Paulo, por a partir de R$ 66. O trajeto São Paulo/Salvador custa a partir de R$ 117, enquanto São Paulo/Recife e Rio/Recife têm tarifas a partir de R$ 151.

A promoção Conecte-se Já! é válida por tempo indeterminado, com lugares sujeitos à disponibilidade. Os bilhetes com valores promocionais já estão à venda no site ou na central de vendas por telefone da Webjet 0300 21 01234. Site: www.webjet.com.br.

Fonte: O Globo

quinta-feira, 27 de agosto de 2009

Agência federal quer novas regras para aviação em Manhattan

Pedido foi feito menos de três semanas depois de pequeno avião e helicóptero de turismo terem se chocado

A presidente da agência de segurança em transportes (NTSB, pela sigla em inglês) Deborah Hersman, pediu nesta quinta-feira, 27, o estabelecimento de novas regras de voo para movimentado o espaço aéreo sobre Manhattan. O pedido foi feito menos de três semanas depois de um pequeno avião e um helicóptero de turismo terem se chocado, matando nove pessoas.

Numa carta a Randy Babbitt, chefe do departamento americano de aviação civil (FAA, pela sigla em inglês), Hersman pediu que o departamento vá além dos procedimentos voluntários que atualmente regem a aviação de baixa altitude em Manhattan e estabeleça uma "regra especial para área de voo", incluindo novos procedimentos que fariam com que aviões e helicópteros operem em altitudes diferentes.

Hersman também pediu ao FAA que exija que os pilotos recebam treinamento sobre os procedimentos antes de voarem na região. Tais medidas foram tomadas para melhorar a segurança do espaço aéreo sobre Washington e sobre o Aeroporto Internacional de Los Angeles. A NTSB também pediu que o FAA reveja o uso do espaço aéreo sobre outras cidades com intenso tráfego aéreo para determinar se restrições semelhantes são necessárias. O FAA não respondeu aos pedidos de comentários sobre o assunto.

A NTSB continua a investigar a colisão de 8 de agosto entre um pequeno avião Piper e um Eurocopter, mas deve levar um ano ou mais para que a causa do acidente seja determinada.

A agência de segurança questiona o FAA sobre a descoberta de que um controlador aéreo do aeroporto de Teterboro, em Nova Jersey, foi distraído por uma ligação telefônica pessoal pouco antes do acidente. Na carta desta quinta-feira, a NTSB pediu que o FAA aconselhe controladores sobre a necessidade de ficarem atentos no trabalho. O FAA e o sindicato que representa 15 mil controladores de tráfego dizem que a ação do controlador de Teterboro não contribuiu para a colisão.

Fontes: AE/DJ - Foto: Alex Zalben

Acidente com avião de carga em Angola

Um acidente com um avião de carga da Força Aérea Nacional (FAN) de Angola no momento em que se preparava para decolar de Luanda para Cabinda, nesta quinta-feira (27) provocou dois feridos leves entre os 33 passageiros que seguiam a bordo.

Estes feridos não necessitaram de cuidados médicos de urgência.

Sobre as razões do acidente com o Ilyushin Il-76, fonte do Aeroporto Internacional 4 de Fevereiro, ligada ao setor do controle aéreo, indicou que o aparelho "foi à pista e depois de lançar os motores" ocorreu uma quebra de potência.

"Com a velocidade que ia, o aparelho acabou por sair da pista, partindo parte do trem de aterrissagem, acabando por cair logo à saída da pista, mas já fora das instalações aeroportuárias", adiantou a mesma fonte.

Fonte: AngoNotícias

Chefe do Estado Maior da FAN esclarece acidente aéreo

O chefe do Estado Maior da Força Aérea Angola (FAN), general Francisco Lopes Gonçalves "Hanga", esclareceu que o avião do Il-76 saiu da pista.

As primeiras informações do acidente davam conta que a aeronave caíra quando decolava na base número 1 de Luanda, causando ferimento a 4 pessoas, informação contrariada pelo general.

Em entrevista telefônica à Angop, Francisco Lopes "Hanga" informou que o aparelho, que transportava 33 passageiros e 8 tripulantes, tinha como destino a província de Cabinda e levava igualmente viveres.

Adiantou que apenas uma pessoa ficou levemente ferida e que a FAN constituiu já uma comissão técnica que vai apurar as causas do incidente.

Fonte: Angola Press

Governo estuda comprar passagens de rotas menos lucrativas

Regiões Norte, Nordeste e Centro-Oeste são os principais alvos do programa, afirma Jobim

O ministro da Defesa, Nelson Jobim, afirmou ontem que o governo está finalizando um projeto a ser enviado ao Congresso Nacional que cria mecanismos para manter voos comerciais da aviação de média e baixa intensidades.

Essas rotas são para locais em que não há muito retorno financeiro para a exploração, mas em que há necessidade de manter os voos, o que, segundo o ministro, ocorre principalmente nas regiões Norte, Nordeste e Centro-Oeste.

Entre os mecanismos, está a possibilidade de o governo comprar até 50% dos assentos de uma rota por um período definido de tempo, o que poderia ser feito via licitação.

Mesmo com a compra, as companhias aéreas poderiam vender aos clientes os assentos pagos pelo governo, mas não poderiam comercializar as passagens por preço superior ao pago pela administração federal, disse o ministro da Defesa.

Também poderiam ser estabelecidas concessões exclusivas de determinadas rotas. Este mecanismo poderia ser trabalhado junto com o primeiro, afirmou Jobim. De acordo com o ministro, o projeto deve seguir para a Casa Civil na próxima semana.

O ministro da Defesa afirmou que as rotas brasileiras, principalmente fora das capitais e no Norte e Nordeste, têm muitos problemas de linhas e horários. Jobim não estimou o custo de implementação da proposta, mas reconheceu que poderá haver resistência do Ministério da Fazenda. Ele disse ainda que já conversou sobre o assunto com o presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Fonte: jornal Folha de S.Paulo

Boeing anuncia novo cronograma para teste e entrega do Dreamliner

A americana Boeing anunciou para o fim deste ano o primeiro voo teste do avião 787 Dreamliner, cuja primeira unidade será entregue no último trimestre de 2010.

Em nota, a fabricante também disse que, no fim de 2013, deverá estar produzindo cerca de dez 787 Dreamliner ao mês.

O novo cronograma dá à empresa o tempo necessário para concluir o reforço de uma área da lateral da aeronave. Ao mesmo tempo, a Boeing espera reduzir os riscos nos voos de teste e no processo de certificação do novo modelo, segundo a empresa.

Segundo o presidente e executivo-chefe da companhia, Jim McNemey, o calendário apresentado também permitirá a "conclusão do trabalho pendente necessário para pôr a inovadora capacidade do 787 nas mãos dos clientes".

Devido aos atrasos na fabricação do 787 Dreamliner, a empresa calcula despesas extraordinárias de US$ 2,5 bilhões (US$ 2,21 por ação) para o terceiro trimestre deste ano.

Inicialmente, os testes com o novo avião estavam previstos para o fim de 2007. No ano seguinte, começaria a entrega das primeiras unidades encomendadas.

Porém, em junho de 2008, a Boeing adiou os testes e a liberação das aeronaves, com o argumento de que precisava reforçar uma área da fuselagem do modelo, mais leve e energicamente mais eficiente.

Fonte: EFE via EPA - Imagem: Divulgação

Morales pede novo avião depois de passar por problemas na Bolívia

O North American Rockwell Sabre 60, prefixo FAB-001, da Força Aérea Boliviana, usado pelo presidente da República

O presidente da Bolívia, Evo Morales, reiterou hoje a necessidade de adquirir um novo avião presidencial depois que a aeronave passou por um problema técnico nesta quinta-feira (27) no departamento (estado) boliviano de Beni, sem maiores consequências.

Em entrevista coletiva improvisada, Morales lembrou que não é a primeira vez em que o avião presidencial deixa a desejar durante o cumprimento de sua agenda.

Morales participou hoje de um ato público em Trinidad, a capital de Beni, e dali deveria voar rumo à cidade de Sucre, no sul do país, quando o piloto de sua aeronave alertou sobre uma falha técnica no aparelho.

Alguns canais de televisão informaram que o avião teve que fazer um pouco forçado, enquanto a agência estatal ABI disse em um primeiro comunicado que o problema foi que uma das rodas da aeronave ficou danificada durante uma perda de altitude do aparelho.

Por causa deste percalço, o governante boliviano teve que esperar uma aeronave das Forças Armadas do país chegar ao aeroporto de Trinidad para continuar com sua agenda.

Morales disse à imprensa que seu avião, o North American Sabreliner 60, prefixo FAB-001, data de 1970 e, após quase 40 anos de serviço, se faz necessária a aquisição de um novo aparelho.

"É uma grande necessidade. Temos no orçamento nacional um montante (para comprar um avião), mas às vezes se diz que o presidente está comprando um avião por causa da situação eleitoral", lamentou.

No início de agosto, o Governo da Bolívia anunciou que pedirá um empréstimo à Rússia para financiar um avião a Morales equipado com tecnologia de ponta e com uma sala de reuniões, que deve custar aproximadamente US$ 30 milhões.

Morales argumentou que o Governo teria que adquirir uma aeronave oficial porque "a Bolívia não é tão pequena" e explicou que os ministros já perderam reuniões importantes por terem que usar voos comerciais.

"Ter um avião presidencial e para os ministros não é um luxo, é uma necessidade", concluiu.

O presidente boliviano já disse várias vezes que sente "vergonha" cada vez que precisa que seus colegas de Brasil, Argentina ou Venezuela emprestem uma aeronave para fazer suas viagens ao exterior, algo que, para ele, "tem que acabar".

Em abril, durante uma intensa crise política pela nova lei eleitoral da Bolívia, Morales se comprometeu a destinar parte do dinheiro reservado à compra de um avião ao novo censo de eleitores para o pleito de 6 de dezembro.

Fonte: EFE via G1 - Foto: Daniel Zelaya (Airliners)

Cai avião que combatia incêndio florestal na Grécia

Um PZL-Mielec M-18B Dromader, usado em Dakota do Sul, nos EUA, similar ao acidentado na Grécia

Um avião hidrante PZL M18 Dromader, da Força Aérea da Grécia, caiu enquanto combatia as chamas na ilha de Kefalonia, situada no mar Iônico, informou a brigada de incêndios nesta quinta-feira (27).

"Não estamos certos sobre o destino do piloto", disse um funcionários dos bombeiros, que pediu para não ser identificado.

Os aviões hidrante da Grécia trabalharam intensamente esta semana para controlar um incêndio florestal que destruiu cerca de 150 casas e milhares de hectares de floresta perto de Atenas.

Fonte: Angeliki Koutantou (Reuters/Brasil Online) via O Globo - Foto: Hustvedt

NASA adia para sexta-feira o lançamento do Discovery

Lançamento é adiado por defeito em válvula

O ônibus espacial Discovery está na plataforma de lançamento 39A. A segunda tentativa de lançamento foi cancelada devido a um problema com uma válvula

Um defeito em uma válvula de abastecimento de combustível do ônibus espacial Discovery causou o adiamento do lançamento que estava previsto para a madrugada desta quarta-feira.

A próxima tentativa de lançamento será na sexta-feira, dia 28, às 13h22, no horário de Brasília.

O ponto azul mostra a localização da válvula defeituosa que causou o adiamento da missão do ônibus espacial Discovery

Problemas em uma válvula de descarga do excesso de hidrogênio já causaram pelo menos três adiamentos no lançamento dos ônibus espaciais em 2009. Naquelas ocasiões, o defeito ocorreu em uma válvula no tanque principal do ônibus espacial, de cor laranja.

Desta vez, porém, a válvula que apresentou vazamento está localizada no próprio ônibus espacial, em sua parte traseira. Ela é utilizada para abastecer os tanques internos da nave com o combustível necessário para as manobras no espaço.

Como a válvula está localizada na parte externa da nave, os técnicos terão acesso a ela ainda no dia de hoje, sem a necessidade de movimentação do ônibus espacial para fora da torre de lançamento.

Este é o segundo adiamento da missão STS-128, que marca o início de uma fase na qual os voos terão as missões científicas como principais objetivos.

Fonte: Site Inovação Tecnológica - Imagem: NASA