quinta-feira, 21 de maio de 2009

Embraer assina contrato para venda de 20 aviões a empresa argentina e anuncia que fará aviões no país vizinho

O governo da Argentina assinou contrato com a Embraer para a compra de 20 aviões E190, com financiamento de US$ 585 milhões do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (Bndes), os quais representam 85% do valor total da operação.

Segundo nota distribuída pela empresa, o início das entregas está previsto para o primeiro semestre do próximo ano. O contrato só será efetivado após o cumprimento de alguns requisitos, o que deve acontecer em até dois meses. A Embraer não esclareceu que requisitos são esses.

Os avições serão vendidos na configuração que comporta 96 passageiros, com telas de vídeo individuais nas poltronas. A autonomia de voo é de 4.400 km.

Os aviões serão para a reestatizada Aerolíneas Argentinas e Austral, que pertencia ao grupo espanhol Marsans até o final do ano passado. A fábrica de aviões argentina também se encontra em processo de reestatização depois de passar os últimos 10 anos nas mãos da norte-americana Lockheed Martin. Um convênio de cooperação técnica entre a Embraer e a fábrica militar de aviões, assinado em 2008, deu início à troca de informações entre os técnicos dos dois países.

Na mesma quinta-feira (21) foi assinado acordo para que a empresa aeronáutica brasileira produza peças destas aeronaves na Fábrica Militar de Aviões da cidade argentina de Córdoba, também chamada de Área Material Córdoba. A idéia é que todos os aviões sejam entregues até 2010.

Segundo o secretário de Transportes da Argentina, Ricardo Jaime, a assinatura dos dois acordos (o da compra e o da fabricação das peças) deve acontecer simultaneamente com a presença da presidente Cristina Kirchner.

Desenhada pelo Ministério de Defesa, a estratégia argentina é de se associar não só à Embraer, mas também com a chilena Enaer, para desenvolver a indústria aeronáutica local. Por meio de um dos contratos que será assinado, a Embraer desenvolverá vários projetos na fábrica de Córdoba, inclusive na capacitação de pilotos e técnicos para lidar com as novas aeronaves da frota da Aerolíneas, o que reduzirá os custos da estatal argentina. "O importante é que a manutenção e a capacitação (de pilotos e técnicos) sejam feitos na Argentina. Hoje não se pode nem pintar um avião no país. Toda a capacidade instalada que a Argentina tinha foi se perdendo e temos que recuperá-la", afirmou Jaime, defendendo a associação entre a Embraer e a fábrica argentina.

Na última quarta-feira (20), a Câmara dos Deputados aprovou projeto de lei que autoriza o estado argentino a comprar as ações da Lockheed Martin na sociedade que tem a concessão da fábrica. Para concretizar a operação, o governo vai desembolsar cerca de US$ 27 milhões, segundo fontes do setor.

A Fábrica Militar de Aviões de Córdoba tem 1.100 empregados e foi privatizada durante o Governo de Carlos Menem (de 1989 a 1999).

Fontes: UOL Economia / Monitor Mercantil

Câmara autoriza uso de cota para viagem internacional

A Mesa da Câmara recuou e decidiu liberar as viagens internacionais dos deputados pagas pela Casa. A permissão foi incluída no ato da Mesa que criou o "cotão", a verba para o exercício da atividade parlamentar, assinado hoje e que deverá ser publicado no Diário da Câmara de amanhã. Em reação aos escândalos do uso de passagens aéreas para parentes, a Mesa da Câmara baixou um ato em abril passado permitindo o uso dos recursos apenas no território nacional.

O texto do ato estabelece que o deputado poderá usar a cota para pagar passagem, hospedagem, alimentação, aluguel de carro e demais despesas com a viagem ao exterior, desde que autorizado previamente pelo terceiro secretário da Mesa, no caso de passagens, e pelo presidente da Casa, para o pagamento das outras despesas. Para isso, o deputado terá de justificar a viagem como "interesse do mandato parlamentar".

Essa classificação não inclui as missões oficiais. Quando o deputado viaja representando a Casa, as despesas de passagem, alimentação e hospedagem são por conta da Câmara e não na cota parlamentar. A nova sistemática entrará em vigor no dia 1º de julho. Todas as despesas realizadas pelos deputados deverão ser divulgadas na internet na página da Câmara. Os gastos dos deputados serão ressarcidos com a apresentação de notas fiscais e recibos.

Fonte: Denise Madueño (Agência Estado)

Polícia está à procura do fundador da GOL para prendê-lo

Sócio-fundador da empresa aérea Gol é suspeito de dois assassinatos.

Advogados dizem que ele é inocente e que trata da saúde em São Paulo.


A Polícia do Distrito Federal está à procura do empresário Nenê Constantino, 78 anos de idade, fundador da GOL e da Viação Planeta (na foto acima, agredindo o repórter fotográfico Alan Marques, do jornal Folha de S.Paulo). Foi expedida ordem judicial de prisão contra ele, acusado de ter encomendado a morte de Márcio Leonardo de Souza Brito, 27 anos.

Souza Brito liderava um grupo de cerca de 100 pessoas que ocupou um terreno na cidade-satélite de Taguatinga onde funcionara uma garagem de ônibus da Planeta. Ele foi morto com três tiros no dia 12 de outubro de 2001.

Em dezembro último, junto com Nenê, foram indiciados dois ex-motoristas dele, João Alcides Miranda, 61 anos, e Vanderlei Batista da Silva, 67 anos.

Nenê está escondido em São Paulo, segundo uma fonte da Polícia Civil.

Recorde o caso em: Nenê Constantino, dono da GOL, é indiciado por homicídio

Recorde o caso em: Empresário tenta agredir fotógrafo ao chegar para depor

Recorde o caso em: Pela segunda vez, dono da GOL, é indiciado por homicídio

Victor Foresti, genro e sócio de Nenê no grupo Planeta — o maior conglomerado de transportes urbanos da capital da República, e m ais os motoristas aposentados João Alcides Miranda, 61, e Vanderlei Batista Silva, 67, foram presos pela polícia esta tarde.

Uma equipe da Polícia Civil voou a São Paulo para tentar prender Nenê.

Fontes: Blog do Noblat / G1 / O Globo - Fotos: Wilson Dias (ABR)

Nota do Autor:

Os links "Recorde o caso em:" foram alterados em relação à postagem no Blog do Noblat, pois os mesmos direcionavam para páginas de "O Globo" com acesso restrito à assinantes do Jornal.

Programas de milhagens oferecem novos destinos

Na guerra das companhias aéreas, os programas de milhagem são um bom jeito de fisgar clientes e fidelizá-los. Cientes disso, a TAM, a Gol e a OceanAir estão com novidades.

A TAM entrou no fim do ano passado na rede Star Alliance, que é a mais antiga aliança entre companhias aéreas do mundo. Com a entrada da companhia brasileira, quem acumular pontos no cartão Fidelidade já pode viajar em outras cinco companhias -United Airlines, TAP, Lufthansa, LAN e Air Canada.

Para a empresária Maria Fernanda Oliveira, 44, que tem o cartão Fidelidade há dez anos, é uma boa notícia. "Esses acordos ampliam o número de destinos que a gente pode visitar usando os pontos", diz.

Até o fim de 2010, quando a aliança deve ser completada, serão mais de 20 companhias associadas à TAM.

Em busca dos benefícios

No ano passado, aproximadamente 10% do total de passageiros que optaram pela TAM voaram com bilhetes emitidos pelo sistema de fidelidade, segundo a assessoria de imprensa da empresa.

Desde que o programa existe, já foram distribuídos aproximadamente 7,4 milhões de bilhetes por meio do sistema.

"No começo eu achava estranho. Achava que eu ia entrar no avião e todo mundo ficaria olhando para mim, pensando "olha, essa aí tá viajando de graça'", lembra Maria Fernanda. "Mas não tem nada disso. Todo mundo usa e vai em busca dos benefícios", diz.

Entre eles, a empresária destaca a possibilidade de embarcar antes dos outros passageiros e, em alguns casos, de poder levar mais bagagens.

Mais parcerias

A Gol/Varig acaba de anunciar uma parceria com a Air France/KLM, que tem o Flying Blue como programa de fidelidade. Assim, quem tem o cartão Smiles poderá trocar suas milhas por destinos da Air France/KLM -entre eles, Alemanha, Itália, França, Portugal, Reino Unido, Estados Unidos, Egito e Emirados Árabes.

Os bilhetes-prêmio podem ser marcados para datas a partir do dia 1º de julho.

Além disso, as companhias iniciaram a promoção "Milhas em Dobro". Nela, os participantes do programa Smiles com viagem marcada para datas entre o começo de maio e 30 de junho receberão as milhas voadas pela Gol/Varig e Air France/ KLM em dobro.

Com essa promoção, são necessárias de 2.000 a 4.000 milhas para voar para um destino nacional, enquanto o valor normal é de 10 mil milhas, de acordo com a central de atendimento do Smiles.

Ainda na promoção, uma viagem internacional com destino à América do Sul "custa" 6.000 milhas, e não 10 mil, como costuma ser normalmente.

"De maneira geral, o programa de milhagem está entre os principais fatores que fazem com que uma pessoa escolha uma empresa", afirma Alberto Fajerman, diretor de relações institucionais da Gol.

"Para uma pessoa que viaja bastante, é evidente que ter um programa de passageiro frequente ajuda na hora de decidir a empresa", diz.

Segundo Murilo Barbosa, diretor de marketing da Gol, o programa Smiles está com parcerias em vista. "O Smiles tem planos de realizar parcerias com outras companhias aéreas internacionais, agregando mais valor ao programa", diz.

A OceanAir, que criou o cartão Amigo há dois anos, inicia no dia 1º de julho uma parceria com a Avianca -as duas companhias pertencem ao mesmo grupo. Passageiros que costumam voar pela OceanAir poderão trocar seus pontos por viagens à Europa, Cuba e Nova York, entre outros destinos.

"Com isso, queremos agregar valor à nossa marca", afirma Renato Pascowitch, diretor-executivo da companhia.

Fonte: Luisa Alcantara e Silva (Folha de S.Paulo)

Companhias aéreas aprimoram programas de milhagens

Viajar de graça funciona. A Folha conversou com seis usuários de programas de milhagens. Nenhum deles reclamou de nada.

Também consultada, uma técnica do Procon-SP afirmou que o órgão, um dos principais quando o assunto é defesa do consumidor no Estado de São Paulo, não costuma receber queixas de usuários dos programas de fidelidade.

Grande parte do sucesso está mesmo na funcionalidade. De fato, os passageiros viajam de graça para destinos nacionais e internacionais. Assim como podem conseguir upgrades para a primeira classe ou para a executiva acumulando pontos.

Outra parte está na entrada dos cartões de crédito nos sistemas de milhagem. Graças a eles, praticamente tudo - de um jantar a uma passada para abastecer o carro no posto de gasolina - pode ser transformado em pontos e, consequentemente, em viagens na faixa.

Clique sobre a imagem para ampliá-la

De mala e cuia

Quem importou a ideia dos programas de fidelização para o Brasil foi a TAM. A companhia criou em 1993 o programa TAM Fidelidade, que possibilitava que clientes que sempre viajassem pela empresa fizessem uma viagem sem pagar. O sistema foi se adaptando e, no ano passado, a TAM anunciou a entrada na rede Star Alliance, que foi a primeira aliança global de companhias aéreas do mundo.

Quando a aliança for finalizada, os passageiros dessa companhia poderão escolher entre 916 destinos em 160 países, operados pelas 21 companhias aéreas da Star Alliance e por três empresas regionais. Por enquanto, quem acumula pontos viajando pela TAM pode voar por outras cinco companhias da Star Alliance.

A Gol/Varig terá, a partir de 1º de julho, 300 destinos em 114 países devido à parceria fechada com a Air France/KLM. Nesta edição, você verá como ser um membro desses e de outros programas, como o da OceanAir, que começa a operar em parceria com a Avianca a partir de 1º de julho, como acumular pontos e como transformá-los em viagens. E há dicas de como evitar dores de cabeça, como planejar uma viagem com pontos e só perceber em cima da hora que a validade deles já era.

Clique sobre a imagem para ampliá-la

Fonte: Luisa Alcantara e Silva (Folha de S.Paulo - colaborou Priscila Pastre-Rossi) - Imagens: Editoria de Arte (Folha Imagem)

Air France, KLM e Alitalia combinam tarifas

Seguindo o modelo adotado após a fusão da Air France e da KLM e após a oficialização da aliança estratégica entre o Grupo Air France KLM e a Alitalia, as três companhias aéreas anunciam a combinalidade de todas suas tarifas publicáveis para voos de longa distância.

As tarifas públicas da Air France, da KLM e da Alitalia, ou seja, aquelas disponíveis nos sistemas de reservas, passam a ser, na prática, combináveis. Isso significa que o passageiro pode utilizar uma das companhias na viagem de ida e a outra na viagem de volta, somando as meias-tarifas de cada companhia para a composição da tarifa final, com a garantia do melhor preço.

Fonte: Mercado & Eventos

NASA testa maior paraquedas do mundo para nave espacial

Objetivo é garantir que foguetes da nova geração de naves, a Constellation, possam ser reutilizados

O paraquedas de 50 metros e uma tonelada ajuda foguete a descer com suavidade

Engenheiros da Nasa e da indústria aeroespacial completaram com sucesso o primeiro teste dos três paraquedas criados especialmente para o foguete Ares I, um dos veículos que substituirão a frota de ônibus espaciais da agência a partir da próxima década.

Estes são os maiores paraquedas já criados para uso em foguetes, e servem para permitir o resgate e a reutilização de um dos estágios do veículo.

O Ares I é o primeiro foguete do chamado Programa Constellation, e foi projetado para levar ao espaço a cápsula Órion, projetada para carregar astronautas.

Os três paraquedas medem, cada um, 50 metros de diâmetro e pesam uma tonelada. Os três paraquedas abrem-se ao mesmo tempo, gerando o arrasto necessário para desacelerar a descida e permitir um pouso suave do motor do foguete no oceano.

Fonte: estadao.com.br - Foto: NASA

Webjet lança Web-Ponte Rio-São Paulo com passagens a partir de R$ 125

A partir da próxima segunda-feira, dia 25, a Webjet Linhas Aéreas inicia seus voos pela Web-Ponte São Paulo / Rio de Janeiro e vice-versa, entre os aeroportos de Guarulhos e Santos Dumont, no Centro do Rio. Serão quatro voos diários, em horários estratégicos, tanto para os passageiros que viajam a negócios, quanto para aqueles que fazem conexão para as cidades atendidas pela Webjet a partir de São Paulo.

As saídas de São Paulo acontecem às 8h50, 11h20, 14h45 e 18h15, com retorno do aeroporto Santos Dumont às 9h35, 13h17, 15h32 e 16h20. A operação será realizada com Boeings 737-300, com capacidade para 136 passageiros. Os bilhetes para os voos já estão à venda no site da Webjet, e as passagens podem ser adquiridas por valores a partir de R$ 125, por trecho, sem taxas.

Trecho / Horários (saída/chegada)

São Paulo / Rio de Janeiro-SDU

08h50/09h57 11h20/12h32 14h45/15h48 18h15/19h25

Rio de Janeiro-SDU / São Paulo

09h35/10h40 13h17/14h30 15h32/16h40 16h20/17h30

Os passageiros do trajeto contarão com o serviço de bordo diferenciado da Webjet, que inclui sanduíches balanceados e sobremesa, em todos os voos, além do maior espaço do mercado entre as poltronas.

Webjet

Conectando 10 cidades com 14 Boeings 737-300 e com cerca de 80 voos diários, a Webjet Linhas Aéreas conta com 3,94% de participação em 2009, e ocupa a terceira colocação no mercado de aviação doméstico, segundo dados da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac). Pelo telefone 0300 21 01234 ou pelo site www.webjet.com.br.

Fonte: Portal Fator Brasil

BRA vai indenizar passageiros por atraso em voo durante apagão aéreo

A Justiça do DF continua obrigando as empresas aéreas a se responsabilizarem pelos prejuízos causados aos passageiros devido a atrasos de voos. Desta vez a BRA - Transportes Aéreos Ltda foi condenada pela Sétima Vara Cível de Brasília a pagar indenização por danos morais no valor de R$ 3 mil para dois consumidores. Eles acusam a empresa de descaso e omissão.

O caso aconteceu em 2006, durante a crise dos controladores de voos, momento que ficou conhecido como "apagão aéreo". Os autores do processo compraram passagem para o trecho Goiânia/Brasília, com partida às 18h50, mas só conseguiram embarcar 22h45. Eles contam que, no momento do check-in, a empresa aérea avisou que o voo sofreria atraso por tempo indeterminado. Mesmo assim, afirmam que nenhuma assistência foi prestada aos passageiros, obrigados a aguardar em uma sala pequena, sem assentos suficientes para acomodar a todos.

Em sua defesa, a BRA refuta a alegação de negligência e afirma que o atraso foi causado pela demora da torre de controle do aeroporto de Goiânia em autorizar a decolagem. Eles acusam os autores do processo de aumentarem, em uma hora, o tempo de espera e pedem que sejam condenados por "litigância de má-fé".

Ao decidir a questão, a juíza aplicou o Código de Defesa do Consumidor que obriga o fornecedor de produtos e serviços a responder por danos causados aos consumidores. Para ela, a alegação de "crise aérea" não exime a responsabilidade da empresa, especialmente porque a própria BRA confessou que já sabia sobre o atraso no dia anterior ao voo. "A eventual culpa concorrente de terceiros não isentaria a ré do dever de cuidar dos interesses e da preservação dos direitos de seus passageiros", pondera a magistrada.

Para a juíza, a discussão sobre o tempo do atraso não modifica a situação da empresa. "É fato incontroverso nos autos o atraso do voo BR-1070, controvertendo-se as partes apenas quanto ao horário de decolagem: se às 22h45, conforme afirmado pelos autores, ou se às 21h40, conforme aduzido pela ré, sendo certo que se trata de voo que estava marcado para 18h50", encerra a questão.

A BRA ainda pode recorrer da decisão para a Segunda Instância do Tribunal.

Fonte: TJDFT via ClicaBrasilia.com.br

Viracopos alcança a marca de 250 mil passageiros por mês

O Aeroporto Internacional de Viracopos, em Campinas (SP), ultrapassou a marca mensal de 250 mil passageiros em abril. Foram registrados 250.400 embarques e desembarques no último mês, melhor movimento desde a inauguração do aeroporto na década de 60.

Em 2008, a movimentação média mensal foi de 85 mil pessoas. "Nossa projeção agora é encerrar 2009 com cerca de três milhões de passageiros, um milhão a mais do que havíamos projetado no início do ano", comemora o superintendente do aeroporto, Claudio Salviano.

Só a movimentação no mês de abril de 2009 aponta 148% de aumento comparado ao mesmo mês no ano anterior quando a movimentação foi de 101 mil passageiros. Já a soma dos quatro primeiros meses do ano aponta 93,6% de crescimento comparado ao mesmo período no ano anterior, foram 693 mil embarques e desembarques contra 358 mil em 2008.

O crescimento consolida o terminal campineiro como alternativa aos aeroportos de Congonhas e Guarulhos. "Viracopos deverá estar entre os doze aeroportos mais movimentados da rede Infraero até o final desse ano", acredita Salviano.

Fonte: Mercado & Eventos - Foto: Infraero

Feira Nacional de Aviação Civil será em julho, no Rio de Janeiro

A ANAC está participando ativamente da preparação da segunda edição da Feira Nacional de Aviação Civil, que acontecerá nos dias 24, 25 e 26 de julho, no Rio de Janeiro. Desta vez, a área do III Comando Aéreo Regional no Aeroporto Santos Dumont irá abrigar a exposição de aeronaves, estandes de empresas, palestras sobre formação de profissionais de aviação civil e debates sobre o setor.

Novamente, a entrada do público será gratuita no fim de semana e o primeiro dia será dedicado à visita de estudantes. Além de dar apoio institucional ao evento – que será produzido pela empresa paulista Sator, responsável pela montagem da Feira em 2008 – a ANAC é também a curadora técnica.

No ano passado, na primeira edição da Feira, mais de 20 mil pessoas visitaram os três dias do evento no Terminal 2 do Aeroporto Internacional de Brasília, a maioria famílias com crianças que foram conhecer de perto aviões e helicópteros.

Fonte: Portal Fator Brasil

Aviação do País é bem avaliada em teste global

A segurança da aviação civil no Brasil teve a 5ª melhor nota entre os países do G20 - grupo das sete economias mais desenvolvidas do mundo e dos principais emergentes - que já passaram pela auditoria da Organização de Aviação Civil Internacional (Icao). A rigorosa inspeção, realizada entre os dias 4 e 15 deste mês, foi a primeira desde a crise aérea, em 2006/2007. Os 87,3 pontos obtidos pelo País colocaram a aviação civil nacional atrás apenas da Coreia do Sul, do Canadá, da França e dos Estados Unidos.

Foram auditadas 124 nações. Até 2010 a Icao espera avaliar ter avaliado 190 países. A meta da instituição é verificar o grau de adequação do setor às recomendações de segurança de voo e de operações em terra. A inspeção não tem caráter punitivo, serve apenas para ajudar a identificar problemas e incentivar os países a corrigi-los. Ao longo de 12 dias, os oito emissários da Icao avaliaram o funcionamento da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), do Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (Cenipa) e do Departamento de Controle do Espaço Aéreo (Decea). Segundo fontes da Icao, as organizações militares - Cenipa e Decea - obtiveram as melhores notas.

Os serviços de navegação aérea do Decea foram considerados 95% de acordo com as expectativas, resultado melhor que o obtido isoladamente por Estados Unidos, Alemanha, Itália, Austrália e França. O Cenipa teve 96% de conformidade com o estabelecido pela Icao, mesmo patamar ocupado pela European Aviation Safety Agency. A Anac não divulgou sua nota - pela média geral do País, conclui-se que tenha sido de 71 pontos, inferior às obtidas pelas repartições ligadas à Aeronáutica. A reportagem apurou que aeródromos, aeronavegabilidade e homologações e legislação ajudaram a derrubar a pontuação da agência.



Fontes: jornal O Estado de S. Paulo / UOL Notícias / TV UOL

Núcleo ufológico registra o que afirma ser um Ovni

Os simpatizantes do movimento ufológico em Santa Cruz do Sul estão intrigados. Tudo porque no último domingo teria ocorrido um dos eventos que eles tanto esperam e têm como objetivo presenciar: a aparição de um objeto voador não-identificado (Ovni). O episódio teria sido presenciado e registrado pelo coordenador do Núcleo de Estudos Ufológicos de Santa Cruz (Neus), Rafael Amorim.

Objeto (acima no tamanho original e abaixo ampliado) intriga pesquisadores

Domingo, no início da tarde, ele estava em uma residência no Bairro Bom Jesus e, como costuma fazer com frequência, olhou para o céu à espera de alguma movimentação estranha. A prática é habitual entre membros do núcleo, que chegam a fazer vigílias nos fins de semana para observar o espaço à procura de Ovnis. Amorim ficou surpreso quando, de súbito, por detrás de um telhado, viu surgir um objeto claro que a princípio parecia um jato. “Como não percebi a cauda deixada pelos rastros de combustível queimado, característica dos jatos que passavam por ali, parei o olho nesse objeto, que subia na perpendicular”, conta.

Nesse momento viu que o corpo aumentou muito a luminosidade, por causa do reflexo do sol em sua superfície. “O objeto dobrou seu tamanho, parecendo um disco quase perfeito.” O Ovni teria parado por alguns instantes e, conforme o relato de Amorim, parecia pairar, para em seguida começar nova ascendência. O brilho também diminuiu. Foi aí que ele começou a registrar o fato com uma câmera digital.

O vídeo gravado tem baixa resolução e está disponível no blog do Neus (neusufo.blogspot.com). Dele foram retiradas algumas fotos que, clareadas, deixam mais nítido o suposto objeto. Amorim diz que o Ovni fez uma evolução bem singular, não muito comum às aeronaves conhecidas, se deslocando vertical e horizontalmente, em linha reta e com velocidade.

O ufólogo descarta a hipótese de que se trate de um balão metalizado, pois o itinerário e o controle de velocidade não condiziam com as características desses objetos. No dia ocorriam no autódromo as provas da Stock Car. Vários aviões partiram do Aeroporto de Santa Cruz, mas, observando as imagens, o coordenador também desconsiderou essa opção. “Após mais de 20 anos de experiência nessa área, fazendo vigílias e pesquisas de campo, pude desta vez declarar, com a mais absoluta certeza, que estamos aí com um objeto voador não-identificado”, afirma.

Um analista de São Paulo observou as imagens e afirmou ter encontrado oito objetos semelhantes em uma das fotos. Agora, o Neus está buscando pessoas que também tenham presenciado a situação para tentar obter informações mais detalhadas. “Foi algo que todo pesquisador ufológico espera. Estamos perplexos, por mais experiência que tenhamos na área.”

FRAUDE

Em maio do ano passado, uma imagem de celular feita por um estudante de 15 anos assustou moradores de Formosa, no interior de Vale do Sol. Um objeto luminoso alaranjado, em formato chato e alongado, foi fotografado durante a noite. Moradores de outras localidades também disseram ter visto forma semelhante no céu de Rio Pardinho e Linha Nova. Dias depois, o jovem voltou atrás e revelou a fraude: a imagem, registrada à noite, não passava de um farol de ônibus.

O Neus foi criado em 2006 e, neste ano, se prepara para sediar o Encontro Brasileiro de Estudos Ufológicos.

Fonte: Gazeta do Sul - Fotos: divulgação

Novo aeroporto Santa Genoveva (GO) deve ficar pronto em 2012

O novo aeroporto Santa Genoveva deve ser concluído no dia 30 de maio de 2012. A informação foi divulgada ontem pelo presidente da Empresa Brasileira de Infra-estrutura Aeroportuária (Infraero), brigadeiro Cleonilson Nicácio da Silva, que participou de uma reunião com empresários na Federação das Indústrias do Estado de Goiás (Fieg). Ainda de acordo com o brigadeiro, a data pode ser estabelecida após a Infraero negociar a rescisão do antigo contrato com a empresa Odebrecht, o que deve ser oficializado até o dia 31 deste mês. O contrato com a construtora foi anulado por causa de irregularidades apontadas pelo Tribunal de Contas da União (TCU).

Com o cancelamento do antigo contrato, a Infraero iniciaria já no dia primeiro de junho um novo processo licitatório para retomar as obras no aeroporto de Goiânia, orçado em R$ 339,24 milhões. Ao todo, cerca de R$ 106 milhões já foram gastos pela licitação anterior. De acordo com o cronograma estabelecido pela empresa estatal, o edital para a construção da pista de decolagem, que seria publicado no dia 1º de junho, prevê a conclusão da obra para 30 de março de 2010, enquanto o edital para o projeto do terminal prevê a conclusão para 27 de maio do mesmo ano. Com isso, novos editais devem ser realizados para a execução das obras. Segundo o brigadeiro, estaria garantida a construção do novo aeroporto bem antes do início dos jogos da Copa de 2014, caso Goiânia seja uma das cidades sedes eleitas. “O aeroporto estará pronto dois anos antes do primeiro jogo aqui em Goiânia”, disse o presidente da Infraero, que ressaltou que não haverá perigo do novo processo licitatório ser embargado novamente. “Temos condições de dar continuidade a essa obra sem ter problemas com órgãos de controles internos e externos.”

Com a reforma, a área do aeroporto deve saltar dos atuais 6 mil metros quadrados para 28 mil metros quadrados, o que fará com que o Santa Genoveva se torne um aeroporto comparável com os maiores aeroportos do Brasil. “A cidade passará a ter, em poucos anos, um aeroporto com o nível de conforto encontrado nos aeroportos do Rio e de São Paulo.” As novas instalações resolveriam o problema de capacidade do principal aeroporto de Goiás, que já trabalha com mais do que o dobro de sua capacidade. No ano passado, cerca de 1,5 milhão de pessoas passaram pelas instalações, sendo que a capacidade é para 600 mil pessoas/ano. A intenção é que, concluídas as obras, a capacidade do Santa Genoveva chegue a 2,1 milhões de passageiros por ano. De acordo com a assessoria de imprensa da Infraero, a empresa e o Exército Brasileiro estariam fazendo um acordo para a realização do projeto executivo de infra-estrutura, o que agilizaria o processo de construção das obras.

De acordo com o presidente do Conselho Temático de Infra-Estrutura da Fieg, Roberto Elias Fernandes, a intenção da federação foi mostrar à Infraero a necessidade do novo aeroporto para o Estado. “A iniciativa privada pediu essa audiência com o brigadeiro para mostrar a ele a importância, a falta que faz o aeroporto para Goiânia, seja para o turismo, seja para os nossos negócios. O brigadeiro veio com boas notícias para Goiás e Goiânia.”

Roberto Elias disse ainda que se a Infraero tivesse acatado uma das ideias dos empresários – que seria de fatiar as licitações da obra, “o que a gente sugeriu e o brigadeiro acatou? Três licitações. Uma exclusivamente para a estação de passageiros, outra para pista e uma outra para equipamentos. Com isso, vai ter menor preço, mais facilidade de fiscalizar e maior agilidade. Se tivéssemos feito isso, já estaríamos com a estação de passageiros pronta. Seria uma obra de R$ 60 milhões e não R$ 230 milhões”.

Novas Reformas

Mesmo antes da construção do novo aeroporto, a Infraero espera realizar uma reforma nas atuais estruturas para oferecer maior conforto para os usuários. “Nós vamos tentar fazer o possível para reduzir o desconforto no atual terminal. Está prevista uma ampliação na área de embarque, com a construção de uma nova sala com 1.200 m2, o que irá melhorar a situação de embarque nesse aeroporto”. Além do embarque, a área de desembarque também deverá ser remodelada. De acordo com o presidente da empresa, a reforma deverá estar pronta antes das festas de final de ano. “Estarão prontas em novembro deste ano, antes do início da alta temporada.”

Fonte: Jornal Hoje Notícias - Imagem: Infraero

Companhias aéreas de Macau vão poder realizar voos regulares para Tóquio

As companhias aéreas com sede em Macau vão poder efectuar voos regulares para Tóquio a partir de Março de 2010 quando o aeroporto internacional de Narita tiver aumentado a sua capacidade, informou a Autoridade da Aviação Civil de Macau (AACM).

Até à data, as companhias aéreas entre Macau podiam voar para qualquer ponto do Japão e com qualquer frequência exceptuando Tóquio, para onde podiam realizar apenas voos "charter", uma vez que os aeroportos de Narita e de Haneda tinham esgotado a sua capacidade.

Negociações realizadas segunda e terça-feira em Tóquio permitiram rever o anterior acordo aéreo a fim de incluir Tóquio, para onde as companhias aéreas com sede em Macau podem passar a efectuar voos regulares com três frequências por semana.

De acordo com estatísticas oficiais, o número de turistas japoneses que procurou Macau aumentou de 122 mil em 2004 para 370 mil em 2008, com um crescimento médio anual de 30 por cento, fazendo com que o Japão ascendesse ao quinto lugar na lista dos países emissores de turistas para Macau.

Nos primeiros três meses de 2009 visitaram Macau 313 mil turistas japoneses.

A delegação de Macau incluiu representantes da AACM, Air Macau, Viva Macau e CAM - Companhia do Aeroporto de Macau e a do Japão representantes ds ministérios japoneses de Terras, Infra-estruturas, Transporte e Turismo e dos Negócios Estrangeiros, Japan Airlines International, All Nippon Airways and Nippon Cargo Airlines.

A Air Macau iniciou voos regulares para Osaka em Julho de 2007 operando actualmente uma ligação diária e a Viva Macau começou a realizar voos "charter" para Tóquio em Dezembro de 2007 efectuando actualmente duas ligações semanais.

Fonte: Macauhub

Voos que chegam a Ji-Paraná poderão contar com o auxilio da torre e terão mais segurança no momento de pouso

Técnicos da Aeronáutica do Rio de Janeiro, já estão em Ji-Paraná realizando a adequação da Estação Meteorológica instalada no aeroporto, José Coleto. Os novos equipamentos possibilitarão, depois de homologados, que pousos passem a ser feitos por instrumentos, e não visual como acontece atualmente. A informação foi prestada pelo diretor, Antônio Carlos Crevelaro.

Confiança

Instalada no ano passado, a Estação Meteorológica no aeroporto de Ji-Paraná atende somente os dados climáticos. Por falta de aparelhos adequados, diversos voos foram atrasados, tanto na chegada, quanto na decolagem. “Com o uso do instrumento, esse problema desaparecerá em quase 100%”, disse otimista, Antonio Carlos.

Controle

Depois homologada, a Estação Meteorológica do aeroporto, José Coleto enviará informação, via computador, na sequência, um operador informará aos pilotos dados como Velocidade, direção do vento, temperatura, umidade do ar, além da pressão atmosférica. Dados estes que prioriza a segurança em pousos e decolagens. Para o piloto, Bruno Chagas, a instrumentalização da estação é fundamental para pilotos, aeronaves e especialmente, passageiros. A conclusão da montagem dos equipamentos, segundo Antônio Carlos deve demorar aproximadamente, 30 dias.

Fontes: Diário da Amazônia - Foto: panoramio.com

Comissário de bordo é preso por ameaça de bomba na Emirates

Um comissário de bordo foi preso na quinta-feira por ter deixado um bilhete de ameaça de bomba a bordo do avião da Emirates, empresa em que trabalhava, causando um susto que provocou o rápido fechamento do Aeroporto Gatwick, de Londres.

O australiano Matthew Carney, de 24 anos, deixou em março um bilhete no banheiro no avião que ia de Dubai para Londres, no qual se lia: "Material explosivo pode ser encontrado no FWD (compartimento de carga). Temos de agradecer ao Taliban por isso."

Um passageiro a bordo do Boeing 777 encontrou o bilhete 10 minutos antes da aterrissagem e deu o alarme. Quando o avião chegou ao Gatwick, foi levado a uma área de segurança e cercado pela polícia armada.

Os 164 passageiros e 16 tripulantes foram retirados do avião e entrevistados. Carney foi preso pouco depois.

Ele se declarou culpado por dar informação falsa, isso é, ameaça de bomba, no tribunal real de Lewes e preso por 18 meses, disse a polícia.

Seu advogado, Andel Singh, afirmou que Carney estava sob muito estresse e "extremamente cansado" na ocasião, tendo trabalhado em vôos nos mais diferentes horários ao redor do mundo.

O promotor público Dale Sullivan disse que a ameaça custou 42 mil libras (66.340 dólares) à Emirates, que teve de reorganizar vôos em andamento e tomar outras medidas. Alguns passageiros ficaram com medo de avião e disseram que nunca mais pisariam numa aeronave.

Fonte: Reuters

Ibéria decide hoje se deixa em terra avião de longo curso

A Ibéria, no âmbito do seu Plano de Contingência, vai decidir hoje se irá parar mais um avião, uma situação que é influenciada pelo abrandamento da procura. Silvia Jordan, directora de vendas internacional, explica que “além dos cinco A320 que já tínhamos previsto parar, vamos decidir se paramos um A340-600”, ou seja, uma aeronave de longo curso.

A companhia aérea espanhola apresentou, na semana passada, o seu plano de contingência para combater a crise. Os principais pontos de actuação são a redução de custos, da oferta, dos custos laborais e a diminuição do investimento.

Silvia Jordan, num encontro com jornalistas portugueses em Espanha, explicou que a crise da Gripe A, que tem afectado particularmente o México, e o abrandamento do tráfego aéreo está a fazer com que a companhia pondere se pare um avião de longo curso.

“No nosso Plano de Contingência já prevíamos parar cinco A320 e cancelar dois ‘wet lease’ (aluguer de avião com tripulação), agora vamos decidir hoje se paramos um de longo curso”, adianta a mesma fonte.

A Ibéria que com estas reduções assegura que todos os destinos para onde já voa estão assegurados, apenas diminui, nalguns casos, frequências, acrescentando noutros pontos.

Fonte: Ana Torres Pereira (Jornal de Negócios Online - Portugal)

Varig terá de indenizar passageiros por transtornos em voo

Um casal será indenizado pela VRG Linhas Aéreas, razão social da nova Varig, por transtornos sofridos durante voo internacional para a Europa. A decisão unânime foi da 8ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Rio, que aumentou o valor da indenização de R$ 3 mil para R$ 8 mil, por dano moral, para cada um dos autores, e manteve a de dano material em R$ 5.969,79, dada pela 1ª instância. "O dano moral suportado pelos autores é inegável, pois os fatos narrados na inicial por certo lhes causaram aborrecimentos que superam os do cotidiano, sendo, por isso, passíveis de reparação", afirmou a relatora na apelação cível, a desembargadora Ana Maria Oliveira.

Para a magistrada, houve falha na prestação do serviço uma vez que não foi demonstrado o cumprimento adequado do contrato de transporte aéreo. "A relação jurídica existente entre as partes é de consumo, impondo-se ao fornecedor responder pelos danos sofridos pelo consumidor", comentou a relatora.

Jacques Malka y Negri e Lúcia Aparecida Alexandre Malka y Negri adquiriram, em 2007, passagens aéreas através de milhagens, em classe executiva, para os trechos Rio de Janeiro/Frankfurt/Rio de Janeiro. O horário do voo direto, porém, foi alterado, sendo incluída conexão não prevista em São Paulo, o que fez com que perdessem o avião para Viena.

O atraso na chegada ao destino fez com que o casal levasse mais de 15 horas de voo até a Europa, afetando desta forma a programação da viagem. Em razão disso, tiveram despesas com diárias de hotéis, pagas e não utilizadas. Eles contam que viajaram também em aeronave com toaletes precários, em razão da ausência de sucção. A empresa alegou em sua defesa que os autores não demonstraram os fatos constitutivos do seu direito.

Fonte: O Dia Online

Presos em NY 4 acusados de planejar atentados

Quatro homens foram detidos ontem depois de instalarem o que eles pensavam que fossem explosivos nas proximidades de uma sinagoga e de um centro judaico. Eles também planejavam derrubar um avião militar com o objetivo de levar a guerra santa aos Estados Unidos, disseram autoridades. Os suspeitos foram presos pouco depois de colocar um falso explosivo de 17 quilos no porta-malas de um carro estacionado do lado de fora do Templo Riverdale e duas bombas falsas no assento traseiro de um veículo nas proximidades do Centro Judaico, a poucos quarteirões de distância.

A polícia impediu a fuga dos suspeitos. Eles estavam desarmados. O procurador interino Lev L. Dassin disse que os acusados pretendiam explodir os carros com explosivos plásticos e destruir o tempo e o centro judaico. Eles também planejavam atingir mísseis terra-ar em aviões da base aérea nacional em Newburgh, cerca de 112 quilômetros ao norte de Nova York.

Em seus esforços para adquirir armas, os acusados negociaram com um informante que trabalhava sob supervisão das autoridades. O FBI (a polícia federal dos Estados Unidos) e outras agências monitoraram os homens e forneceram um míssil inativo e explosivos plásticos inertes para o informante dos acusados. O comissário de polícia Raymond Kelly citou um dos homens dizendo que "se judeus morressem no ataque tudo estaria certo".

Os quatro foram acusados de conspiração para o uso de armas de destruição em massa dentro dos Estados Unidos e de conspiração para adquirir e usar mísseis antiaéreos, informou o escritório do procurador. "Eles afirmaram que queriam fazer a Jihad", disse Kelly. Três dos acusados são cidadãos norte-americanos e um é descendente de haitianos.

Fontes: AP / Agência Estado - Foto: Chip East (Reuters)

"Emirates" abre rota para Angola

A companhia aérea dos Emirados Árabes Unidos, Emirates Air Lines, já tem aberto os sistemas de reservas para os três voos semanais, que vão ligar Luanda a Dubai, a partir de 2 de Agosto.

O anúncio foi feito ontem, em Luanda, pelo presidente da companhia árabe, para a Ameérica e África, Nigel Paige. Os aparelhos que fazem o voo Angola-Dubai têm menos de um ano.

Quanto aos preços, Naigel Paige assegurou que são razoáveis mas “não somos dos mais baratos do mercado, em função dos serviços que oferecemos a bordo”, referiu.

O Boeng 777 da Emirates Air Lines faz os voos para Luanda. O avião dispõe de oito lugares de primeira classe, com suites privadas e portas electrónicas, 42 lugares executivos e 304 para a classe económica. A companhia tem uma frota de 134 aparelhos e já pensa reforçá-la com 17 novos aviões. A “Emirates” é a oitava maior companhia de aviação do mundo e voa para 99 destinos, sendo Angola o centésimo.

O director da companhia para a África Austral, Fouad Chaunhye disse que a partir da inauguração da rota para Luanda, estão abertas as oportunidades “para uma maior interacção entre Angola e os Emirados Árabes Unidos, seja do ponto de vista económico, social ou cultural”. A companhia aérea “Emirates” voa todos os diaspara países como a Índia, Brasil e Alemanha.

Fonte: João Dias (Jornal de Angola)

Motor de avião pega fogo durante a decolagem na China

Concepção artística de um ERJ-145 da Grand China Express

O motor de um avião pegou fogo durante decolagem na manhã desta quinta-feira na região autônoma de Uigur de Xinjiang, noroeste da China. O incidente provocou a evacuação de mais de 40 passageiros, disse um funcionário do aeroporto.

O voo deveria ir à capital de Xinjiang, Urumqi, desde Korla, no sul da região. O funcionário disse que o acidente não deixou feridos.

O funcionário indicou que quando o piloto ligou os motores às 10h25, o motor esquerdo do avião modelo ERJ expeliu uma fumaça negra, seguida de um estrondo. O avião pertence à Grand China Express, do Grupo de Companhias Aéreas de Hainan, com sede em Tianjin.

Todos os passageiros foram transferidos a outro avião destinado a Urumqi.

O avião ERJ-145 é uma nova geração de jatos regionais com motores turbo-fan, com capacidade para 50 passageiros. É fabricado pela Harbin Embraer, uma companhia de capital misto entre a Empresa Brasileira de Aeronáutica (Embraer), o grupo de Indústria Aérea de Harbin e a Companhia de Indústria de Aviação de Hafei. Já foram vendidos mais de mil unidades desse modelo em todo o mundo, sobretudo nos Estados Unidos e na Europa.

Fonte: Agência Xinhua via Terra - Imagem: diecastaircraftforum.com

Indonésios examinam restos de avião acidentado em Java

Especialistas da Indonésia examinam hoje os restos do avião militar que caiu nesta quarta-feira na ilha de Java - matando 98 pessoas - para determinar as causas do acidente, informaram fontes oficiais.

O aparelho, um Hércules C-130 da Força Aérea, primeiro se chocou contra várias casas antes de tocar em terra no meio de um arrozal na província de Java Oriental.

A bordo viajavam mais de 100 pessoas, entre elas dez crianças, pois alguns dos ocupantes eram oficiais e soldados que estavam com suas famílias.

Entre as vítimas fatais também se encontram três moradores do povoado que estavam em suas casas, atingidas pelo avião.

Vários moradores da área relataram a rádios locais que escutaram uma forte explosão e que, logo em seguida, uma das asas se desprendeu da aeronave, que então começou a voar baixo sobre um grupo de casas antes de explodir e se partir em dois ao cair no meio do arrozal.

Os restos carbonizados da fuselagem do aparelho se encontram espalhados por uma enorme área coberta de barro.

As autoridades inicialmente descartaram a meteorologia como causa do acidente, mas o chefe das Forças Armadas, general Djoko Santoso, comentou que havia um pouco de neblina na região, e que aconteceu uma leve mudança de temperatura.

Já o ministro da Defesa indonésio, Juwono Sudarsono, lamentou que o orçamento de seu departamento seja insuficiente para garantir uma manutenção adequada de sua frota de aviões.

Sudarsono disse que vai deixar em terra todos os Hércules C-130 da Força Aérea, caso seja demonstrado que o acidente aconteceu devido a uma falha mecânica ou técnica do aparelho.

Há uma semana, a chefia da Força Aérea indonésia ordenou a inspeção de todos os aviões da frota de Hércules C-130, depois de um deles sofrer um acidente em um aeroporto da remota região de Papua sem o trem de aterrissagem traseiro.

Já há quase 20 anos, a Aeronáutica da Indonésia sofre com a falta de recursos financeiros e de peças de reposição. Tanto os altos comandantes, quanto o Governo, admitem que é necessário um forte investimento para modernizar sua obsoleta frota.

Uma fonte militar revelou que o Hércules que caiu está em atividade desde a década de 70.

A maioria dos aviões deste modelo, muitos de segunda mão, foi adquirida entre 1960 e 1975.

Fonte: EFE via G1 - Foto: EPA

Para concorrer com aéreas, empresas de ônibus investem em promoções

Dependendo da data da compra, o desconto pode chegar a 60%.

Descontos de até 20% nas passagens internacionais estimularam mercado.



Para enfrentar a concorrência com as companhias aéreas, as empresas de ônibus também decidiram investir em promoções. Dependendo da data da compra, o desconto pode chegar a 60%.

Os descontos de até 20% nas passagens aéreas internacionais estimularam o mercado e, desde abril, as vendas de pacotes decolaram 30% a mais, em relação ao mesmo período de 2008.

Para não ficar para trás, as empresas fazem promoções em voos domésticos. Em alguns casos, viajar de avião está mais barato que de ônibus. É o caso de quem vai de Belo Horizonte para São Paulo, por exemplo. A passagem aérea pode ser encontrada por R$ 120; de ônibus leito, sai por R$ 146. De Belo Horizonte para Salvador, a diferença é mínima. De avião, o bilhete sai por R$ 180; de ônibus comum, R$ 179,54.

Agora, as empresas de ônibus resolveram reagir. É uma tentativa de atrair passageiros na baixa temporada. Maio e junho são meses de poucos embarques e desembarques nas rodoviárias. Com os descontos, as empresas esperam conquistar até quem não costuma viajar de ônibus. "Toda vez que você pratica uma tarifa diferenciada, você sente que dá uma aquecida no mercado", afirma o gerente de uma empresa de ônibus, Júlio César de Assis.

A passagem para Campinas de R$ 80 saiu por R$ 33, mas a dona de casa Helena Morata fez a compra há um mês. "Quanto mais antecedência eu consigo mais desconto", conta.

Em uma empresa, dos 40 lugares, dez são promocionais. "Duas poltronas com 60%, três com 25% e cinco poltronas, com 10%", explica a supervisora da empresa de ônibus, Claudilene Carvalho.

Em outra, todos os assentos estão até 47% mais baratos. Quem faz a opção por terra gasta mais tempo na viagem, em compensação. "O desconto no bolso é bom demais", completa a pensionista, Lídia Maria de Melo.

Fontes: G1 / Jornal da Globo (TV Globo)

quarta-feira, 20 de maio de 2009

Mais sobre o acidente na Indonésia

Das 98 pessoas que morreram hoje na queda do avião militar na Indonésia, 13 pessoas estavam em solo: três camponeses que trabalhavam em uma plantação de arroz e dez crianças.



O avião Lockheed L-100-30(P) Hercules (L-382G) (uma variante do C-130), prefixo A-1325, da Força Aérea da Indonésia transportava 110 pessoas e caiu em uma área residencial, quando se preparava para pousar em uma base no leste da Ilha de Java.

Várias casas foram atingidas e pegaram fogo. Segundo autoridades indonésias, o tempo estava bom e o avião não tinha apresentado nenhum problema técnico.

Fonte: Jornal Nacional (TV Globo)

Sobre o avião

O Hercules envolvido no acidente é uma rara versão desse modelo de aeronave adaptada para passageiros. Existe apenas mais um no mundo.

Foto: Dinosat

O avião foi modificado em 1990 e, ampliando e olhando a foto acima de perto, dá para ver a linha de novas janelas (elas eram de um Boeing 727).

Este L-100-30 (P) já voou com o prefixo PK-MLS e pode transportar 97 passageiros. O outro L-100-30 (P) adaptado (foto abaixo - clique para ampliar), também pertence a Força Aérea da Indonésia, utilizando o prefixo A-1326 (ex-PK-MLT).

Foto: Peter de Jong
Fonte: airliners.net

Passagens Rio-Houston pela Continental já estão à venda

A Continental Airlines anunciou para o dia 2 de agosto o início dos voos diários sem escala entre o Rio de Janeiro e Houston. A venda das passagens para os novos voos já está disponível no sistema da companhia.

A empresa vai operar a rota com um Boeing 767-200, com capacidade para 149 passageiros na classe econômica e 25 na executiva, a Business First. O voo CO129 partirá de Houston às 21h15, chegando ao Rio de Janeiro às 9h15, na manhã seguinte. O voo de regresso partirá do Rio às 21h45 e chegará em Houston às 6h do dia seguinte. Os horários se adequam às conexões da Continental Airlines no aeroporto de Houston para cidades nos Estados Unidos, Canadá, Europa e Ásia.

Segundo o vice-presidente de Vendas da companhia para América Latina e Caribe, John Slater, “este novo voo unirá dois importantes centros de petróleo e gás, além de facilitar as viagens entre Rio de Janeiro e conexões internacionais da Continental”. A empresa opera hoje voos diários sem escala entre São Paulo-Nova York e São Paulo-Houston. O voo que parte do Rio de Janeiro atualmente faz escala em São Paulo. Mais informações: www.continental.com.

Fonte: Felipe Niemeyer (Panrotas)

Liberados R$ 3,1 milhões para o Aeroporto São Raimundo Nonato (PI)

Em 28 de junho será inaugurada a primeira etapa do Aeroporto

Concepção artística do projeto

O ministro do Turismo, Luiz Barreto, anunciou nesta quarta-feira, 20, a liberação de R$ 3,1 milhões para a obra do Aeroporto Internacional de São Raimundo Nonato. Ele esteve reunido nesta manhã com o governador Wellington Dias; o secretário de Turismo, Sílvio Leite; o presidente da Piemtur, Patrocínio Paes Landim; o deputado federal Osmar Júnior, o senador João Vicente Claudino; e o secretário de Infra-estrutura Turística do Ministério, Frederico Costa.

O aeroporto serve a localidade de São Raimundo Nonato (Piauí). O aeroporto opera vôos regionais,nacionais e internacionais tem capacidade para receber aviões de médio e grande porte,como o principal objetico o turismo no Parque Nacional Serra da Capivara .

Convite

O governador aproveitou o encontro para convidar, pessoalmente, o ministro do Turismo a participar, no dia 28 de junho, da inauguração da primeira etapa do Aeroporto de São Raimundo Nonato e da abertura do Congresso Internacional de Arte Rupestre. O evento deverá contar com a participação do presidente Lula.

Características

Após estudos arquitetônico ficou decidido que o Aeroporto Internacional de São Raimundo Nonato terá o formato de uma capivara, deverá dispor de jardins internos com pedras e vegetação da caatinga da região.

Haverá três entradas para o aeroporto, sala Vip, dois banheiros públicos, e uma pista com 1.650 metros de extensão, além de estacionamento para cem veículos.

Fontes: Sâmia Menezes (Jornal Luzilândia) / Wikipédia / cabecadecuia.com - Imagem: divulgação

Spanair, de Barcelona para América Latina em 2011

A partir de 2011, a Spanair, segunda maior empresa aérea da Espanha, deverá iniciar operações para a América Latina com vôos diretos a partir de Barcelona, anunciou hoje (20), o presidente Ferran Soriano. Durante coletiva, na qual apresentou a companhia como “uma singular experiência público privada”, Soriano assegurou que a ambição da 'nova' Spanair é contribuir para o que o aeroporto de El Pratt seja uma hub internacional à altura de Barcelona.

“Com os 800 mil passageiros anuais da cidade e região para a América Latina, desejamos competir e ser esta companhia aérea de referência e melhor alternativa que Barcelona merece”, afirmou o executivo. Para os quase 7 milhões de habitantes da região da Catalunha, a América Latina pode ser um foco prioritário de viagens.

A Spanair épassou a ter importante presença em Barcelona, onde estabeleceu seu comando de base operacional. Conta com quase 3 mil empregados para uma frota de 48 aviões, transportou 10,2 milhões de passageiros no ano passado em 67 rotas. Tem 40 vôos diretos partindo do El Pratt para destinos internacionais, além das conexões para 900 destinos com a Star Alliance.

Barcelona é a quarta cidade mais visitada da Europa, a décima primeira a nível mundial, com cinco milhões de estrangeiros, primeiro porto europeu de cruceiros, quarta cidade no ranking das melhores cidades para eventos e negócios, além de sede para importantes acontecimentos esportivos, culturais, econômicos e da área médica.

Embora sem precisar quais cidades deverão ter ligação direta da Spanair na América Latina, Soriano adiantou que serão aquelas que tem maior identidade com Barcelona. Assim, São Paulo e Buenos Aires deverão estar entre os primeiros vôos.

Fonte: AE via Brasilturis

Aerosur firma parceria com TAM para conexão com Bolívia

A Aerosur firmou uma parceria com a Tam para transportar passageiros na rota Brasília-São Paulo-Brasília, Rio de Janeiro-São Paulo-Rio de Janeiro, e Porto Alegre-São Paulo-Porto Alegre com destino a Bolívia.

A parceria levará os clientes brasilienses, cariocas, paulistas e gaúchos para La Paz, a partir de conexões no aeroporto de Guarulhos, em São Paulo. Para mais informações acesse www.aerosur.com.

Fonte: Gabriel Guirão (Panrotas)

Gol é condenada por atrasar fã do Rebeldes

A 12ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Rio condenou a Gol a pagar R$ 13.500 de danos morais devido ao atraso de um voo do Rio de Janeiro para São Paulo.

Segundo o Tribunal de Justiça do Rio, a autora da ação, menor de idade, comprou a passagem aérea para assistir ao show do grupo Rebeldes, no dia 27 de abril de 2007, em São Paulo. A chegada estava prevista para as 15h35m. O início do espetáculo estava marcado para as 20h.

De acordo com o TJ, no dia marcado para o voo, por desorganização da Gol, a menor, depois de longa espera, teve que ir para outro aeroporto do Rio de Janeiro em um táxi, sem a presença de um funcionário da companhia aérea e em via considerada perigosa (Linha Vermelha). O avião aterrissou em São Paulo por volta das 21h. A menina só conseguiu ouvir a última música da apresentação.

"A autora, menor de idade, teve sua pretensão de assistir ao show de seu grupo favorito em São Paulo frustrada por falha da companhia aérea, que não cumpriu com seu dever contratual de levar o passageiro com segurança, no local e horário aprazado", ressaltou o desembargador Binato de Castro em seu relatório.

Fonte: O Globo

Mau tempo na Flórida pode adiar pouso do Atlantis

Retorno da nave à Terra, previsto para sexta-feira, poderá ficar para sábado ou domingo

Os astronautas estão poupando energia a bordo do ônibus espacial Atlantis, porque o mau tempo na Flórida poderá forçá-los a ficar em órbita por mais tempo que o esperado.

Tempestades podem adiar o pouso da nave, previsto para sexta-feira, 22, no Centro Espacial Kennedy. A Nasa pode fazer uma segunda tentativa no Kennedy no sábado e, se isso não funcionar, há várias opções para um pouso no domingo.

O Telescópio Espacial Hubble, visto a partir do ônibus espacial Atlantis, após o fim das reformas

Os astronautas desfrutam de um dia de folga nesta quarta. Em entrevista coletiva, disseram a jornalistas que estão ansiosos para voltar para casa, após 11 dias no espaço.

Eles disseram que as atualizações no Telescópio Espacial Hubble, que está em órbita há 11 anos, mostraram como é importante ter seres humanos atuando ao lado das máquinas no espaço.

Fonte: Associated Press via estadao.com.br - Foto: NASA

Agência Nacional de Aviação Civil define empresa organizadora de novo concurso

Aqueles que aguardam o novo concurso da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) devem ficar atentos às novidades. A autarquia divulgou nesta quarta-feira (20) o nome da empresa que irá organizar a nova seleção, que prevê a oferta de 365 oportunidades. A elaboração das etapas avaliativas está nas mãos da Fundação Universidade de Brasília (FUB). De acordo com a Anac, ainda não há previsão para lançamento do edital de abertura.

Do número total de chances, 260 serão destinadas aos cargos de especialista (nível superior) e técnico em regulação de aviação civil (nível médio). As outras 105 vagas são reservadas aos cargos de técnico (nível médio) e analista administrativo (nível superior). A remuneração prevista pode alcançar a cifra de R$ 10.648.

As informações podem ser encontradas no Diário Oficial da União, na página 23 da terceira seção.

Fonte: Correio Braziliense

Para a malha aérea da alta temporada

Os aeroportos de Guarulhos (SP) e Galeão (RJ), os dois que mais recebem voos internacionais no Brasil, estão integrados no processo mundial de coordenação de voos que vai atender a demanda das empresas aéreas nacionais e estrangeiras para o período de alta temporada, de 25 de outubro de 2009 a 27 de março de 2010.

O processo é organizado pela Associação Internacional de Transportes Aéreos (IATA) que promoverá a 124a. Conferência Geral de Coordenação de Slots (movimentos de pouso e decolagem) de 18 a 21 de junho, em Montreal, no Canadá. . O Comitê de Facilitação de Voos, composto pela ANAC, Infraero e Aeronáutica vai representar o Brasil.

A função do Comitê é buscar a adequação dos horários de voos pleiteados pelas empresas às capacidades de infraestrutura disponíveis, permitindo, melhor utilização dos aeroportos que apresentam restrições de capacidade e uma maior previsibilidade do planejamento das empresas aéreas.

Por outro lado, a ANAC está participando ativamente da preparação da segunda edição da Feira Nacional de Aviação Civil, que acontecerá nos dias 24, 25 e 26 de julho, no Rio de Janeiro. Desta vez, a área do III Comando Aéreo Regional no Aeroporto Santos Dumont será o local da exposição de aeronaves, estandes de empresas, palestras sobre formação de profissionais de aviação civil e debates sobre o setor.

No ano passado, a primeria edição da Feira aconteceu no Terminal 2 do aeroporto de Brasília e teve a presença de 20 mil visitantes.

Fonte: AE via Brasilturis

Classe Premium: entre a econômica e a executiva

Empresas lançam opções intermediárias de poltronas, mais espaçosas e mais baratas


TURBINADA - Na British, 20 centímetros a mais de distância entre os assentos

Passageiros pediram, algumas companhias aéreas atenderam. Entre o aperto da classe econômica e os preços altos da executiva, as empresas têm lançado opções intermediárias de poltronas, mais espaçosas e com tarifas mais camaradas.

Sorte dos passageiros gordinhos, recentemente convocados a pagar por dois lugares da econômica em voos lotados da United, que se tornou a nona aérea do mundo a fazer tal exigência.

E dos viajantes dispostos a desembolsar mais por um espaço extra. Afinal, 43 a 45 centímetros (largura média das poltronas com preço mais em conta de um Boeing) são exíguos o bastante para causar desconforto até aos mais magros. O mesmo pode ser dito da distância de 76 a 81 centímetros entre duas poltronas enfileiradas.

Tais lugares estão disponíveis principalmente em voos de longa distância. Na British, por exemplo, os assentos turbinados World Traveller Plus têm 96,5 centímetros de distância entre os encostos de duas poltronas enfileiradas, contra 78,7 centímetros entre as cadeiras World Traveller, as econômicas. O bilhete entre São Paulo e Londres, ida e volta, custa a partir de US$ 1 464 e US$ 1.014, respectivamente. A executiva não sai por menos de US$ 2.999.

A Air France acaba de lançar a sua versão vitaminada de classe econômica. As poltronas Premium Voyager têm os mesmos 54 centímetros de largura da executiva, mas custam 45% do preço no trecho de ida e volta entre Paris e Nova York: US$ 1.038 contra US$ 2.309. Não há aviões com as novas poltronas voando no Brasil, nem previsão de quando isso ocorrerá.

A LAN acrescentou 10 centímetros ao espaço entre as poltronas e criou a classe Premium Economy, disponível em praticamente todos os voos da empresa entre cidades da América do Sul, inclusive São Paulo.

Para viajar com o rosto a 76,2 centímetros do encosto à sua frente, o passageiro paga a partir de US$ 349 no trecho São Paulo-Santiago. Com 86,3 centímetros de distância, o bilhete custa desde US$ 899. Valor bem mais em conta que os US$ 2.040 da Premium Business, a executiva, cuja poltrona está tentadores 187,9 centímetros distante do encosto da frente.

Nacionais

A Gol, que só tinha classe econômica em seus aviões, acaba de lançar a Comfort, apenas nos voos com a bandeira Varig, partindo de São Paulo e do Rio para Bogotá, Caracas, Santiago e Buenos Aires.

A distância entre as poltronas foi aumentada dos 81,3 centímetros para 93,5 centímetros. Além disso, a cadeira central é bloqueada para que os braços dos outros dois assentos possam ser expandidos e usados como mesa.

O espaço a mais custa R$ 30 nos voos da Azul. Por esse valor adicional, pago junto com o bilhete no momento da compra, o passageiro escolhe uma das 16 cadeiras nas primeiras fileiras da aeronave, afastadas 86 centímetros umas das outras, contra uma distância de 79 centímetros no restante do avião.

COMO DIREITO A AMENITIES

Além de espaço extra, as classes econômicas turbinadas garantem ao passageiro mimos a mais.

Confira alguns:

- British: o cardápio é o mesmo da econômica, mas a refeição é servida antes na World Traveller Plus. Há tomada para o laptop e fone de ouvido antirruído

- Air France: em uma "concha" fixa, a cadeira da classe Premium Voyager não incomoda o passageiro de trás ao ser reclinada. O viajante recebe garrafa de água e fone antirruído

- LAN: acesso à sala vip, embarque e retirada preferencial de bagagem e carta de vinhos são alguns agradinhos para os viajantes da Premium Economy

- Gol/Varig: a classe Comfort dá direito a sala vip, check-in exclusivo e prioridade para embarcar e retirar as malas. Comissários distribuem massageadores para o corpo e os pés

ANAC PROMETE SELO DE CONFORTO

A Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) anunciou a criação de um "selo conforto" para aeronaves e empresas aéreas. A agência ainda não deu prazo para começar a emitir o certificado, nem divulgou quais serão os critérios para avaliar as poltronas.

A análise será feita em parceria com o Inmetro. O selo é a única resposta dada até o momento à exigência, feita pelo governo federal há quase dois anos, de que as empresas aéreas reavaliem a prática de reduzir o espaço entre poltronas para levar mais passageiros. O ministro da Defesa, Nelson Jobim, anunciou a decisão em 2007 na CPI do Apagão.

Jobim, que tem 1,90 metro, não escondeu o incômodo com a falta de espaço. "Não é o problema apenas de um homem de 1,90 metro, é de homens e mulheres. Todos sentem isso."

Fonte: Agência Estado via Bem Paraná - Foto: divulgação

GPS pode entrar em colapso a partir de 2010

Um relatório oficial apresentado ao Congresso dos EUA revela que a partir do próximo ano o sistema GPS poderá entrar em colapso, devido a problemas com os satélites atualmente utilizados

A previsão é feita pelo US Government Accountability Office (GAO), que aponta o dedo para a falta de investimento no sistema por parte do Governo dos EUA.

Segundo este organismo oficial, em causa está a desatualização dos 31 satélites que são utilizados atualmente no cruzamento de dados para calcular a posição de um leitor GPS.

Para que estes leitores consigam receber o sinal na perfeição, são necessários no mínimo 24 satélites operacionais, mas de acordo com o relatório, a maioria destes satélites já está desatualizado e poderá mesmo deixar de ser confiável a partir de 2010.

A falta de investimento no sistema causou também um atraso no lançamento de novos satélites em cerca três anos, diz o documento.

Estas falhas poderão causar problemas graves em todo o mundo, não só nos automobilistas que se fiam cada vez mais em leitores de GPS, mas também nos serviços de aviação e de emergência, alerta o organismo.

Na sequência da apresentação, tanto o Secretário da Defesa como o Departamento de Defesa norte-americano já concordaram em criar uma autoridade única para monitorizar o desenvolvimento do sistema GPS.

Fonte: SOL (Portugal)

Helirússia prestes a abrir

Expo Internacional da Indústria de Helicópteros entre 21 e 23 de Maio, IEC Crocus, Pav. 1, Hall 4, Moscou.

É esse e a única exposição na Rússia, onde as realizações do mundo na indústria do helicóptero serão demonstradas em todos os aspectos, do projeto do helicóptero e do processo fabril à operação.

Mostra as realizações da indústria do helicóptero na Rússia assim como atrai as melhores companhias de helicópteros na indústria, e promove o desenvolvimento da cooperação internacional na indústria do helicóptero.

Fonte: Pravda.ru


Avião militar da Airbus poderá ser lançado, após três anos de atraso

Imagem: divulgação - Clique na imagem para ampliá-la
Imagem: Markus Kutscher - clique na imagem para ampliá-la

Imagem: divulgação - clique na imagem para ampliá-la

Ao fim de três anos de atraso e muitos milhares de milhões de euros gastos, o avião militar da Airbus, o A400M, poderá realizar o seu primeiro voo experimental no final deste ano, admite o presidente do fabricante aeronáutico e de defesa europeu EADS, Louis Gallois.

“Com uma margem de algumas semanas, sim”, disse o gestor ao jornal “L’Express”, numa declaração que põe fim à especulação sobre a continuidade deste projecto, avaliado em 20 mil milhões de euros, e que tem provocado fortes tensões com os países clientes (Alemanha, Espanha, França, Reino Unido, Turquia, Bélgica e Luxemburgo).

Louis Gallois fala do esforço em curso para renegociar as condições dos contratos celebrados com estes países, responsáveis pelo fornecimento de peças para o avião A400M e que constituem uma peça central para o equilíbrio económico do projecto.

Estão em jogo cláusulas do contrato, como penalidades e a partilha do risco, essenciais para tornar viável o programa militar da EADS, que já provisionou 2,2 mil milhões de euros para cobrir eventuais alterações de percurso.

Fonte: Eduardo Melo (Público - Portugal)

Cinco mortos em queda de helicóptero da Marinha americana na costa da Califórnia

Acidente aconteceu próximo da meia-noite.

Um helicóptero da Guarda Costeira usado nas operações de busca e resgate numa base próxima do Aeroporto Internacional Lindbergh Field / San Diego

Um helicóptero Sikorsky HH-60 Seahawk da Marinha americana caiu no Oceano Pacífico, na região sul de San Diego, informou a Guarda Costeira do país às 23:36 (hora local) da terça-feira (19). A informação é a agência de notícias France Presse. A queda do HH-60 Seahawk aconteceu pouco antes da meia-noite a 21 Km ao sul de San Diego, próximo às ilhas Coronado, afirmou o oficial da Guarda Costeira Henry Dunphy.

Três corpos foram retirados do mar na quarta-feira. Os corpos dos outros dois ocupantes foram resgatados posteriormente.

Assista a reportagem (em inglês): CLIQUE AQUI.

Fontes: G1 / The San Diego Union-Tribune - Foto: Albert Johnson - Atualizado em 20/06/09 às 20:54 hs. com o número correto de mortos.

Astronautas dizem que se emocionaram na despedida ao Hubble

Não há choro no espaço, mas, na última segunda-feira, o mais próximo possível a uma choradeira aconteceu dentro de capacetes espaciais. Enquanto saía da cabine pressurizada do ônibus espacial Atlantis para o quinto e último passeio espacial de ajuste do Telescópio Espacial Hubble, o astronauta, astrônomo e doutor John M. Grunsfeld fez uma pausa em tributo ao telescópio e ao espírito humano.

"O Hubble não é apenas um satélite", disse Grunsfeld. "É um símbolo da busca da humanidade por conhecimento." Citando Arthur C. Clarke, o escritor e visionário espacial, continuou: "A única forma de achar os limites do possível é os ultrapassar rumo ao impossível"., astrônomo e doutor John M. Grunsfeld fez uma pausa em tributo ao telescópio e ao espírito humano.

Os colegas de tripulação interromperam Grunsfeld com elogios uns aos outros e aos engenheiros, astrônomos e treinadores na Terra que haviam tornado tudo aquilo possível. "Drew, você foi um parceiro de passeio espacial incrível", disse Grunsfeld a certo ponto, se referindo ao doutor Andrew J. Feustel, especialista da missão.

Para Grunsfeld, não foi apenas o término de uma missão, mas o fim de uma carreira. Durante 10 anos e oito passeios espaciais - que totalizaram 58 horas, colocando-o em quarto lugar na lista de todos aqueles que realizaram alguma atividade extraveicular em espaço aberto -, ele tem sido o homem de reparos do telescópio, o único astrônomo que observou através do Hubble e o tocou no espaço.

Não foi um papel com o qual se afeiçoou facilmente. Grunsfeld admitiu que, antes de se tornar um astronauta, ele não tinha tanto entusiasmo pelo telescópio Hubble. Por ser um astrofísico de alta-energia não envolvido na astronomia ótica clássica, disse, "meio que me ressentia em relação ao Hubble".

Mas, em entrevista recente, afirmou: "Era uma posição bem ignorante que eu tinha". Em 2004, disse a uma junta de distintos cientistas que decidiam o futuro do telescópio espacial que estaria disposto a arriscar a própria vida por ele.

"O Hubble talvez seja o mais importante instrumento científico já criado", disse Grunsfeld. "E, sabe, são palavras bem fortes e acho que elas provavelmente são verdade."

Mas astronautas não retornarão ao telescópio e Grunsfeld disse que esse seria seu último vôo espacial.

A maior parte de seus últimos dias como astronauta em espaço aberto esteve livre de dramas enquanto flutuava a 560 km sobre a Terra. Grunsfeld e Feustel começaram cedo e terminaram suas primeiras tarefas, concluir a substituição das baterias do telescópio e instalar um novo rastreador de estrelas, uma hora antes do previsto.

Sua recompensa foi substituir diversos revestimentos de isolamento antigos do telescópio, que estavam caindo aos pedaços, por placas mais robustas. Assim, Grunsfeld passou alguns dos últimos momentos de sua carreira com o Hubble na ponta do braço robô, arrancando isolantes em desintegração das laterais do telescópio.

Quando terminou, passou um tempo tirando fotos. "É uma bela espaçonave", disse em um momento. No final do dia, o geofísico Feustel jogou para trás sua cabeça para apreciar o Oceano Pacífico. Mas, pelo que se viu depois, eles não haviam realmente terminado.

Num tipo de giro cômico e vagaroso que você não ousaria imitar, Grunsfeld esbarrou em uma antena do telescópio com o pé enquanto estava seguindo um fragmento e arrancou sua ponta. Após verificar que era a ponta da antena, ele disse: "Estou passando mal".

Os controladores do telescópio em solo rapidamente determinaram que a antena ainda funcionava bem. Dan Burbank, no controle da missão, disse ao desconsolado Grunsfeld: "Só gostaria que você soubesse que estamos todos positivos em relação a isso. Achamos que a antena vai ficar bem".

Mas, após seu discurso de adeus, Grunsfeld precisou sair de novo em direção ao telescópio para pôr uma cobertura que lhe forneceria alguma proteção.

Isso lhe deu uma última oportunidade de abraçar o Hubble. "Desculpe, senhor Hubble", disse Grunsfeld. "Tenha uma boa viagem."

Fonte: Dennis Overbye (The New York Times) via Terra - Tradução: Amy Traduções

Japonês bate recorde de tempo de voo com avião de papel

CURIOSIDADE

Takuo Toda conseguiu manter seu avião por 27,9 segundos no ar

O engenheiro japonês Takuo Toda estabeleceu o recorde mundial para o voo mais longo para um avião papel. O seu modelo conseguiu permanecer 27,9 segundos no ar. A marca anterior era do norte-americano Ken Blackburn com 27,6 segundos. Depois de realizar o feito,Takuo Toda disse que esse é o primeiro passo para lançar um avião de papel no espaço. Ele é presidente da Associação Japonesa de Origami Aéreo e seu lançamento fez parte de uma competição do gênero patrocinada pela prefeitura de Hiroshima.

O feito entrou para o Livro Guinness dos Recordes que confirmou o maior tempo de um avião de papel no ar, produzido com uma única folha e sem cortes. O japonês aind pensa em bater seu próprio recorde em setembro, quando haverá nova competição. "Trinta anos atrás, eu vi um ônibus espacial retornando à Terra, com uma forma semelhante e resolvi adotar o modelo num avião de papel," disse Toda.

SAIBA MAIS

Brasileiro vence campeonato mundial de aviões de papel

No dia 2 de maio, o paulista Leonard Ang, de 28 anos, venceu o Red Bull Paper Wings, campeonato mundial de aviões de papel. O evento reuniu 203 praticantes do "esporte" vindos de 83 paises em Salzburg, na Áustria. Ang foi o campeão na categoria maior tempo ao conseguir manter seu avião por 11,66 segundos no ar. Como premiacão, ele voou em um helicóptero sobre a cidade austríaca acompanhado por um piloto profissional.

Fonte: Época SP - Foto: divulgação