terça-feira, 12 de fevereiro de 2008

CAMINHADA PELA VIDA, VERDADE E JUSTIÇA

No próximo dia 17 de fevereiro, a AFAVITAM - Associação dos Familiares e Amigos das Vítimas do Vôo TAM JJ 3054 realizará uma caminhada em São Paulo, com o objetivo de esclarecer e sensibilizar a sociedade brasileira para a necessidade de exigir soluções imediatas para insegurança no transporte aéreo.

Nada mudou depois dos dois últimos maiores acidentes da aviação brasileira que resultaram em 353 mortos. Esta caminhada é uma resposta às autoridades que anunciaram publicamente mudanças radicais para garantir a garantir a segurança do sistema aéreo e, meses depois, cederam aos interesses econômicos e políticos. Tamanho retrocesso demonstra o total desrespeito à normas internacionais de segurança e à vida.

Programação:

14 horas - Concentração no Parque do Ibirapuera, em frente à Assembléia Legislativa.

15 horas - Início da caminhada. Percurso: Parque do Ibirapuera - Av. Pedro Álvares Cabral – Av. Rubem Berta - Viaduto José Muniz – Av. Washington Luís, até o local do acidente (em frente ao aeroporto de Congonhas; haverá carro de apoio).

17 horas - Ato ecumênico no local do acidente.

Junte-se a nós nesta caminhada pela

VIDA, PELA VERDADE E PELA JUSTIÇA!

Contamos com sua participação! Convide também os seus amigos para este ato de cidadania.

Associação dos Familiares e Amigos das Vítimas do Vôo TAMJJ3054 - AFAVITAM
Ana Behs - (51) 9953-5300 Roberto Gomes - (51) 8119-9716 *Familiares de vítimas

Apoio:

ABRAPAVAA Associação Brasileira de Parentes e Amigos das Vítimas de Acidentes Aéreos
Sandra Assali – Presidente - (11) 5052.4362

Associação Familiares Vôo GOL 1907
Angelita Marchi – Presidente - (19) 3772.6034

Funcionário da Boeing é preso por espionagem nos EUA

O Departamento de Justiça prendeu e acusou formalmente um engenheiro da Boeing de espionagem econômica, alegando que ele roubou segredos comerciais relacionados a vários programas aeroespaciais para o governo central da China.

Um porta-voz da Boeing afirmou por telefone que "não faz comentários sobre investigações criminais do governo em andamento", mas acrescentou que a empresa "não é o alvo dessa investigação e tem cooperado com o governo".

Dongfan "Greg" Chung é acusado de ter roubado e ocultado segredos comerciais da Boeing ligados ao Space Shuttle, à aeronave de transporte militar C-17 e ao foguete Delta IV.

Chung, de 72 anos, foi indiciado na semana passada por oito acusações de espionagem econômica, uma acusação de conspiração para cometer espionagem, uma por atuar como agente estrangeiro não registrado sem notificação anterior ao Procurador Geral, uma por obstrução de Justiça e três por fazer falso testemunho em investigações do FBI, de acordo com o Departamento de Justiça.

O governo afirmou que a investigação sobre Chung tem relação com a investigação anterior sobre Chi Mak e vários membros da família dele, que foram condenados no ano passado por fornecer artigos de defesa para a China.

Chung trabalhou no programa Space Shuttle enquanto era funcionário do Rockwell International, que depois foi comprado pela Boeing, até se aposentar em 2002. Ele voltou à Boeing um ano depois como prestador de serviços e se aposentou novamente em 2006.

Cada acusação por espionagem econômica pode ter uma pena máxima de 15 anos em prisão e US$ 500 mil de multa. As acusações por atuar como agente de um governo estrangeiro e por obstrução de Justiça podem levar a até 10 anos de prisão e US$ 250 mil de multa. As acusações de conspiração têm sentença máxima de cinco anos de prisão e US$ 250 mil de multa. As informações são da Dow Jones.

Fonte: Agência Estado

Bombardeiros russos sobrevoam a baixa altitude porta-aviões dos EUA

O Tupolev 95 (TU-95) - Foto: AP

Dois bombardeiros russos TU-95 sobrevoaram no fim de semana um porta-aviões dos EUA, no oeste de Pacífico, em baixa altitude (menos de 700 metros), provocando a intervenção de vários caças americanos, informou nesta segunda-feira um funcionário da Defesa, em Washington.

Quatro caças F-18 decolaram e interceptaram os bombardeiros. Antes disso, os aviões russos haviam sobrevoado o "USS Nimitz", completou a fonte, que pediu para não ser identificada.

O USS Nimitz - Foto: STRDEL/AFP/Getty Images

Os bombardeiros voavam ao sul do Japão, na manhã de sábado, quando "basicamente fizeram a volta para o 'USS Nimitz', e os aviões do 'USS Nimitz' decolaram e os interceptaram", acrescentou o funcionário.

Os F-18 escoltaram os bombardeiros até que deixassem a zona, sem que houvesse qualquer tipo de comunicação verbal entre os aviões de um e outro país, acrescentou a fonte.

O F-18 - Foto: AP

Esta é a segunda vez que bombardeiros russos sobrevoam um porta-aviões americano, depois de um incidente similar em julho de 2004, que envolveu uma aeronave do país europeu no mar do Japão.

Fontes: G1 / AFP

Israel fornecerá 24 aviões K-fir reformados para a Colômbia

Um Kfir CE (C.10) da Força Aérea Equatoriana

Israel venderá para a Colômbia 13 aviões K-fir reformados e modernizará outros 11, confirmou nesta segunda-feira em Bogotá o ministério da Defesa.

As aeronaves de combate chegarão ao país andino entre 2009 e 2010 e sua vida útil é estimada em 20 anos, segundo o diretor da pasta, Juan Manuel Santos, citado pelo site do ministério.

A negociação, cujo montante não foi divulgado, foi fechada durante a visita de Santos a Jerusalém na semana passada, onde se reuniu com o primeiro-ministro israelense, Ehud Olmert, com o presidente, Shimon Peres, e com o chefe das Forças Armadas, general Gabi Ashkenazi.

Santos negou que essas aquisições representem uma corrida armamentista por parte da Colômbia, num momento em que o presidente venezuelano, Hugo Chávez, afirma que as Forças Armadas de seu país estão em alerta diante de uma possível agressão militar colombiana, em aliança com os Estados Unidos.

"Isso não significa por nada que estejamos aumentando nossa capacidade militar. Não significa de forma alguma um tipo de corrida armamentista nem foi ato pensado de nenhum país", declarou o funcionário ao jornal colombiano El Tiempo desta segunda-feira.

"Tudo o que estamos fazendo tem a ver com nosso confronto interno e nossas capacidades mínimas como país para dissuadir qualquer ataque do exterior", explicou.

Segundo o ministro, sua vista a Israel também serviu para reforçar o apoio do país em matéria de inteligência.

Fontes: G1 / AFP - Foto: Andres C. (Wikipedia)

segunda-feira, 11 de fevereiro de 2008

Polícia argelina aborta atentado contra avião e seqüestro de empresário

A Polícia argelina deteve quatro supostos membros da organização terrorista Al Qaeda para o Magrebe Islâmico que preparavam um atentado contra um avião no aeroporto de Argel e o seqüestro de um empresário argelino, informa hoje o jornal "Annahar".

Entre os detidos, está um técnico de uma empresa privada de manutenção de aviões terceirizada pela companhia aérea argelina Air Algerie, que estava com um cartão de acesso às pistas de aterrissagem.

Segundo a mesma, os interrogatórios policiais descobriram que os supostos terroristas planejavam colocar uma bomba com cerca de um quilo de explosivos sob um avião estacionado no aeroporto.

Além disso, tinham previsto pedir uma grande soma de dinheiro pelo empresário que queria seqüestrar, sobre o qual não foi divulgada a identidade.

Fonte: EFE

“AeroLogic”: uma nova companhia aérea de carga em 2009

“AeroLogic” é o nome da nova companhia de carga aérea que, partindo do ‘super-hub’ a construir em Leipzig, na Alemanha, irá voar em todo o mundo.
A escolha do novo centro logístico a construir em Leipzig (ex-RDA) procura também acorrer à tendência de crescimento da Europa a Leste, e mesmo do trânsito para a Ásia e Índia, os mercados em explosão, referiu na conferência de imprensa o presidente da Lufthansa Cargo, Carsten Spohr, em Frankfurt.

Já o presidente da DHL Express, Charles Graham, salientou na sua intervenção as razões da escolha dos aviões Boeing 777-200. Esta opção teve em conta aspectos financeiros e ambientais: com a pressão das grandes cidades como Frankfurt a dificultarem o transporte aéreo, principalmente o noturno muito utilizado pelas companhias de carga aérea, estes aviões americanos garantem menos ruído na envolvente, um fator que também contribuiu para a escolha do novo terminal de Leipzig, onde as populações estão mais longe.

Os aviões escolhidos consomem menos 20% que os Boeing 747 e menos 16% que os MD11F, sendo os que fazem mais quilômetros sem abastecer: 9045! Em Abril de 2009 estarão ao serviço da AeroLogic quatro destes aviões, da encomenda de oito assinada em Novembro de 2007, prevendo-se 11 ao serviço em 2012, quando a nova aérea empregar 1000 pessoas. O objetivo é ser uma das 5 principais companhias de carga aérea na Europa.

Talvez algo estranhamente, ambas as companhias que já colaboram há muitos anos continuarão a ter autonomia, e manterão as suas atividades atuais. Mesmo Frankfurt continuará a ser um ‘hub’ para a Lufthansa Cargo, explicou em resposta ao "Público" o presidente da empresa, Carsten Spohr, que até aposta no crescimento da mesma no principal aeroporto europeu.

Para a DHL, esta é uma aposta também em aproximar-se da Fedex e da UPS. A DHL Express tem presença em 220 países, com 72 mil veículos, emprega mais de 300 mil pessoas e pertence à Deutsche Post, os correios alemães

A revelação do nome e da imagem

De 80 hipóteses, o nome da nova companhia foi revelado numa conferência de imprensa, também ela mundial, em Frankfurt, praticamente no aeroporto, nas instalações da Deutsche Post, proprietária da DHL.

A foto de um avião com o nome e a imagem – Aero a cinza e Logic a amarelo - da nova companhia aérea, tapada por um pano, mostrava como o secretismo de ambas as duas grandes empresas foi levado a sério, tentando deixar mais de 50 jornalistas especializados de todo o mundo na expectativa (da América, da Ásia e também os europeus da Inglaterra, da Suécia, de Itália, da Polónia, de Itália, dois portugueses e, claro, vários alemães).

O diretor de comunicação da Lufthansa Cargo, Nils Haupt – que desequilibrava na mesa formada pelos dois presidente e dois quadros superiores de cada uma das duas companhias que já vestem a camisola da AeroLogic – ainda brincou e mostrou um avião em miniatura com as cores e o símbolo da DHL num dos lados e do outro os da Lufthansa Cargo como sendo uma hipótese para a junção dos dois gigantes.

Pouco depois, dizia o nome, destapava a foto e revelava o site: www.aerologic.aero. É aqui, aliás, que a nova companhia aérea já divulga o projecto empresarial, recruta pessoal altamente especializado – 200 pilotos de aviação em 2011 – e promove Leipzig e o seu aeroporto como sítio central. Ainda este mês, a AeroLogic começa a trabalhar em Leipzig, para onde se muda definitivamente no próximo mês.

Até Abril do próximo ano, será o recrutamento, o licenciamento e a informática que estarão em preparação para tudo estar pronto num mercado altamente exigente e especializado.

Fontes: Paulo Vilarinho (Público) / Carga & Transportes

Relatório de ouvidora da Anac aponta falta de pessoal para fiscalizar aviões

Os últimos feriados foram de relativa tranqüilidade nos aeroportos e a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) conseguiu sair do bombardeio, mas o órgão regulador acumula falhas estruturais. Quadro de pessoal insuficiente para atender às reclamações de passageiros, falta de fiscais para acompanhar a manutenção de aviões e de inspetores para realizar exames de proficiência de pilotos são problemas que ainda esperam uma solução.

Dificuldades como essas, no cotidiano da Anac, aparecem no relatório semestral preparado pela própria ouvidoria da agência. O documento é de autoria da ouvidora Alayde Avelar Sant´Anna, que se notabilizou na CPI do Apagão Aéreo da Câmara dos Deputados, no ano passado, por ter denunciado censura a seus relatórios na página da Anac na internet. Na ocasião, Alayde relatou que as reuniões da antiga diretoria ocorriam sob tensão e havia até humilhações a técnicos.

Em novo relatório sobre as atividades da agência no segundo semestre, a ouvidora aponta problemas nas diversas gerências regionais. Na 3ª Gerência - responsável por Rio, Minas Gerais e Espírito Santo -, ela relata que há apenas 14 inspetores de aeronavegabilidade, enquanto o mínimo deveria ser 24.

Na mesma região, está no limite de suas atribuições a equipe de inspetores que fiscaliza o setor de aerodesporto, que inclui 23 aeroclubes, 21 sítios de vôos, 10 escolas de aviação e 80 aeronaves. Apesar do aumento da demanda, o número de servidores, entre 2006 e 2007, caiu de 249 para 230. Por concurso público, entraram 15 servidores, mas isso não repôs a saída de 51 militares.

Em Brasília, o preenchimento de vagas por concurso público não se dá na mesma velocidade do esvaziamento da 6ª Gerência regional, segundo o relatório. Os recém-chegados ainda demandarão certo tempo para receber treinamento adequado e teme-se que, pela urgência de alguns setores, funcionários recebam credenciais de fiscal/inspetor sem as mínimas qualificações .

Na 2ª Gerência da Anac, responsável pelos aeroportos do Nordeste, o déficit de recursos humanos prejudica também o atendimento a passageiros prejudicados nos vôos. Até o fim de setembro, os postos da agência nos aeroportos nordestinos receberam 4.709 reclamações de passageiros. Em 2006, foram 4.462 no ano todo. Em 2005, menos de 3.400. As maiores queixas foram referentes a atrasos, cancelamentos e perda de bagagem. O exíguo quadro de pessoal tem dificultado sobremaneira a análise e processamento das operações.

Deficiências logísticas também são freqüentemente apontadas no relatório. Mesmo com o esforço das unidades responsáveis, há falta de recursos materiais, dificuldade na contratação de serviços e bens, inadequação das instalações, meios de comunicação insuficientes (em média uma linha para seis funcionários) , diz memorando da Superintendência de Estudos, Pesquisas e Capacitação da Anac, encaminhado à ouvidoria.

A ausência de recursos materiais, descreve a área de fiscalização para a ouvidora, vai desde a inadequação de veículos para o deslocamento (em algumas localidades apenas caminhonetes atendem às necessidades) até a falta de laptop, câmeras . Segundo a descrição da 6ª Gerência, este ano (2007) foi possível contornar muitos desses problemas com um adequado planejamento, mas futuramente isso pode vir a inviabilizar tais missões.

Esse é o segundo relatório semestral preparado pela ouvidoria da Anac e o primeiro após a saída da velha diretoria da agência, no fim do ano passado. A economista Solange Vieira substituiu o engenheiro Milton Zuanazzi no comando do órgão regulador. Desde então, diminuíram os transtornos nos aeroportos, mas alguns aspectos de transparência no funcionamento da Anac provocam críticas no setor.

A agenda diária de compromissos da diretora-presidente sumiu da página na internet, as atas das reuniões de diretoria só agora voltaram a ser divulgadas e contribuições a consultas públicas sobre novas regras não são mais colocadas no site. Esses pontos não foram alvo, entretanto, de análise da ouvidora no relatório.

Fonte: Daniel Rittner (Valor Econômico)

domingo, 10 de fevereiro de 2008

Raio mata dois homens que se protegiam de chuva debaixo de avião

Em Valparaíso, interior de SP, vítimas preparavam pulverização em lavoura.

Ajudante se protegeu da chuva forte dentro de caminhonete e não foi atingido.

Duas pessoas morreram após serem atingidas por um raio na tarde deste sábado (9), em Valparaíso, a 577 km de São Paulo. De acordo com a Polícia Civil da cidade, as duas vítimas e um sobrevivente preparavam um avião para fazer a pulverização de uma lavoura quando começou a chover forte. O piloto e um dos ajudantes se esconderam debaixo da asa do avião e acabaram atingidos pelo raio.

O acidente aconteceu na fazenda Santa Helena, por volta das 13h30. Segundo a Delegacia de Polícia de Valparaíso, o outro ajudante se escondeu dentro de uma caminhonete durante a chuva e nada sofreu. Ele relatou aos policiais que logo após o clarão do raio viu os corpos das duas vítimas caídos no chão.

Os corpos já foram retirados do local e estão sendo encaminhados para o Instituto Médico Legal de Araçatuba. O avião um EMB 201A Ipanema, prefixo PT-UCE, é de uso exclusivo para atividades agrícolas e pertencia ao piloto que morreu no acidente.

Airbus gigante tem problemas em tobogãs de salvamento

A revista alemã Stern, baseada em informações de clientes da empresa Airbus, publicou neste sábado em seu site que o modelo A380 - o maior avião de passageiros do mundo - apresenta um problema técnico quando seus tobogãs de evacuação se inflam. Todos os tobogãs tiveram que ser revisados depois de se realizarem apenas "alguns vôos". Segundo a revista, um porta-voz da Airbus confirmou a existência desse problema.

A publicação afirma que o sistema que permite inflar em alguns segundos os tobogãs em caso de emergência se deteriora rapidamente e logo não é mais utilizável. Em caso de emergência, 16 rampas de emergência permitem que os passageiros saiam do avião em 90 segundos.

Fonte: AFP - Foto: Airbus

Primeiro satélite brasileiro completa 15 anos em órbita

Satélite SCD-1

O primeiro satélite brasileiro completou neste sábado (9) quinze anos anos em operação. O Satélite de Coleta de Dados (SCD-1) foi desenvolvido em 1993 pelo Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), em São José dos Campos (SP) e retransmite informações que auxiliam na previsão do tempo e no monitoramento das bacias hidrográficas.

O satélite, que foi ao espaço com o foguete norte-americano Pegasus, deve completar neste sábado 79.152 voltas aos redor da Terra, o que equivale a uma distância de 3,550 bilhões de quilômetros, ou 4.655 viagens de ida e volta entre a Terra e a Lua. Em uma órbita de 750 quilômetros de altura, o SCD-1 viaja a 27 mil quilôetros por hora.

O Satélite SCD-1 é um satélite de Coleta de Dados e possui as seguintes características técnicas:

Forma: prisma de base octogonal
Dimensões: 1m de diâmetro, 1,45m altura
Massa Total: 115 Kg
Potência Elétrica: 110W
Estrutura: Paíneis colméias de alumínio
Estabilização de atitude: rotação
Controle Térmico Passivo
Transponder de coleta de dados na faixa UHF/S
TT&C na banda S
Experimento de células solares
Órbita circular de 750Km de altitude, 25 graus de inclinação

Leia mais no site do INPE:



Fontes: O Globo / INPE

sábado, 9 de fevereiro de 2008

Avião da TAM com grupo de Alagoanos faz pouso de emergência em Miami

O Airbus A-330-203, prefixo PT-MVK, no Aeroporto Internacional de Miami em 11.01.2003
Foto: Crédito: Art Brett

Um grupo de alagoanos que estava no vôo JJ8091 da TAM que decolou de Miami às 19h20 desta sexta-feira, 8, passou momentos de terror. A aeronave teve problemas na hora da decolagem e teve que voltar para o aeroporto.

A equipe de reportagem do Alagoas24 horas manteve contato por telefone com uma passageira que pediu para não ser identificada. Ela disse que foi uma gritaria geral dentro do avião. "Ninguém sabia o que realmente estava acontecendo, ficamos por alguns instantes sem qualquer informação da tripulação", disse ainda assustada.

O avião é um Airbus A330 e tinha como destino a cidade de São Paulo. No momento da subida uma turbina explodiu e pegou fogo. O piloto com muita habilidade voltou para o aeroporto.

Os passageiros estão desembarcando nesse momento e irão aguardar uma posição da TAM para saber o que realmente aconteceu para que possam definir a nova data de embarque para o Brasil.

Fonte: Alagoas 24 horas

Ônibus espacial Atlantis se acopla à Estação Espacial Internacional

Astronautas vão instalar módulo europeu Columbus no complexo orbital.

Missão estava prevista inicialmente para o começo de dezembro.

O ônibus espacial Atlantis se atracou à Estação Espacial Internacional mais de 320 quilômetros acima da Terra neste sábado, em uma missão para entregar o laboratório europeu Columbus, avaliado em 1,9 bilhão de dólares.

Atlantis faz sua aproximação final para a acoplagem com a estação espacial (Foto: Reuters/Nasa)


Atlantis acoplado à estação (Foto: Reuters/Nasa)

O Columbus, lançado a bordo da Atlantis na quinta-feira do Cabo Canaveral, Flórida, deve ser retirado com um braço mecanizado do ônibus espacial no domingo, e, assim, unido à estação, fazendo deste a primeira instalação de pesquisa permanente da Europa no espaço.

Fontes: G1 / Reuters

Avião cai na República Dominicana

O diretor da Defesa Civil da Província de La Romana informou que foram resgatados sãos e salvos os nove ocupantes do avião Britten-Norman BN-2A-26 Islander, da Caribair que caiu na região de Los Prados, em El Seibo, na República Dominicana, anteontem (07).

Fernando Guerrero informou que o avião partiu do Aeroporto Internacional Santiago de los Caballeros - Cibao (STI/MDST), rumo ao Aeroporto Internacional La Romana - Casa de Campo (LRM/MDLR), e que as autoridades do terminal de La Romana avisaram que por volta das 7:00 p.m. (hora local) havian perdido o contato com a aeronave.

O funcionário explicou que só piloto sofreu ferimento leves e os demais ocupantes saíram ilesos. No avião estavam - além do piloto - o co-piloto e sete passageiros. A aeronave é de propriedade da companhia aérea Caribair.

Guerrero disse que nos trabalhos de resgate participaram membros do Corpo de Bombeiros e da Direção Nacional do Controle de Drogas (DNCD) de La Romana. Explicou que o avião foi localizado depois das 8:00 horas da noite.

Em dezembro passado um avião que vinha da Venezuela caiu nas águas do Mar do Caribe próximo a Ilha Saona, nessa mesma província, La Romana.

Fonte: Site Desastres Aéreos / Jornais da República Dominicana / ASN

Rússia nega que avião militar russo tenha invadido espaço aéreo japonês

A Força Aérea russa negou hoje que um avião militar russo tenha violado o espaço aéreo japonês, depois que o Governo do Japão apresentou um protesto à Rússia a respeito.

"Os aviões da Força Aérea russa cumpriram seu programa obrigatório, respeitaram as normas internacionais de uso do espaço aéreo sobre águas neutras e não violaram as fronteiras de outros países", disse o porta-voz da Força Aérea russa, coronel Alexander Drobishevski, citado pelas agências russas.

Além disso, especificou que quatro aviões Tupolev Tu-95MC completaram com sucesso um vôo de patrulha de mais de dez horas sobre o Oceano Pacífico, e que estiveram acompanhados por caças F-15 japoneses e F-18 do porta-aviões americano Nimitz.

Segundo o Governo japonês, a breve invasão de seu espaço aéreo ocorreu ao sul da ilha de Izu (sul de Tóquio), por volta das 7h30 (20h30 de Brasília de ontem) e durou apenas três minutos.

Fonte: EFE

Web 48 Horas oferece tarifas a partir de R$ 79 para compras online

A promoção “OceanWeb 48 horas” volta a valer nesse final de semana, com venda exclusiva pela Internet – http://www.oceanair.com.br/ – e nas agências de viagem. Das 6 horas de sábado, dia 9, às 6 horas de segunda-feira, dia 11, o internauta pode adquirir passagens para todas as regiões do país com descontos especiais de até 95%. Os preços são válidos para embarque entre os dias 16 e 22 de fevereiro.

“Passageiros de todas as localidades cobertas por nossa malha aérea podem usufruir da promoção. A idéia é incentivá-los a viajar nos feriados e períodos de alta estação”, explica Renato Pascowitch, diretor executivo da OceanAir.

O passageiro da Companhia, além das tarifas vantajosas, inclusive na alta temporada, ainda tem à disposição outros benefícios exclusivos, como o maior espaço entre as poltronas (10% maiores que das demais companhias aéreas) e o serviço de bordo diferenciado – durante o verão as refeições oferecidas são mais leves.

Destinos e tarifas

As tarifas da promoção “OceanWeb 48 horas” começam a partir em R$ 79,00 nas Regiões Sul e Sudeste. Abaixo, a tabela dos destinos e tarifas, válidas para vôos entre os dias 16 e 22 de fevereiro:

TRECHOS TARIFAS EM R$
Curitiba – Porto Alegre 80
Montes Claros – Vitória da Conquista 115
Porto Alegre – São Paulo 245
Rio de Janeiro – Belo Horizonte 80
Rio de Janeiro – Brasília 115
São Paulo – Foz do Iguaçu 79
São Paulo – Goiânia 139
São Paulo – Passo Fundo 199
São Paulo – Salvador 125

Os preços também são válidos para o trecho inverso. A tabela completa de tarifas da promoção está no site da companhia.

Regra tarifária

A tarifa da promoção vale somente para passagens compradas via Internet no site da companhia – http://www.oceanair.com.br/ – e nas agências de viagem. A emissão da passagem é feita no ato da reserva e não é pontuada pelo Programa Amigo OceanAir. Com validade de um ano a partir da emissão, não é endossável e pode ser reemitida, sem cobrança de multa, se a alteração for feita até 72 h antes da partida, com cobrança de diferença tarifária.

Fonte: Paranashop

Varig faz promoção de passagens a R$ 10

A VRG Linhas Aéreas S.A., que opera a marca VARIG, realizará, de 8 a 10 de fevereiro de 2008, uma ação promocional com passagens a R$ 10 o trecho, válida para vôos de ida ou de volta com origem em Belo Horizonte (Confins), Curitiba e Florianópolis, efetuados de 13 de fevereiro a 15 de março.

A promoção envolve oito destinos domésticos da Empresa. Clientes partindo de Belo Horizonte (Confins) podem adquirir o bilhete promocional para Brasília, Manaus, Recife, Rio de Janeiro (Galeão) e São Paulo (Congonhas). Além disso, a tarifa vale para vôos realizados a partir de Curitiba e Florianópolis com destino a São Paulo (Congonhas).

Fonte: Agência O Globo

STJ ainda não definiu competência para julgar processo de queda do Boeing da GOL

A 3ª Seção do Superior Tribunal de Justiça retoma na próxima quarta-feira, as sessões de julgamento. A pauta ainda não foi divulgada, mas a expectativa é que o ministro Paulo Gallotti inclua o conflito de competência do processo da queda do boeing da Gol, na região Norte de Mato Grosso, em setembro de 2006.

Desde novembro, tramita no tribunal a ação encaminhada pelo juiz federal de Sinop, Murilo Mendes, que apontou duplicidade de processos julgando o mesmo caso. A Justiça Militar declarou-se competente para julgar os quatro controladores de vôo, denunciados pelo Ministério Público Federal de Mato Grosso, e que vinham respondendo processo na Vara Federal, em Sinop.

Os quatro, que trabalhavam no controle aéreo no dia do acidente, em que 154 morreram, chegaram a ser ouvidos em Sinop, em agosto, pelo juiz Murilo Mendes. Eles responderam questões referente ao dia da queda.

Os pilotos americanos do jato Legacy que envolveu-se na colisão - Joseph Lepore e Jan Paladino - que também foram acusados, foram representados pelos advogados. O Ministério Público já deu parecer sobre o conflito de competência e defendeu que o processo continue sendo julgado em Sinop, onde já estava em ritmo acelerado. Caso volte para o município, o próximo passo será a oitiva de testemunhas, já apontadas pela defesa e MPF. Todas serão ouvidas por carta precatória e rogatória (fora do país).

Familiares das vítimas também cobram mais agilidade nos tramites para que a sentença saia o mais rápido possível.

Fonte: Tania Rauber (Só Notícias)

Boeing 747 fará primeiro vôo comercial utilizando biocombustível

A empresa aérea Virgin Atlantic anunciou nesta semana que irá realizar o primeiro vôo de um Boeing 747 usando biocombustível, o que irá representar o primeiro vôo de um jato comercial utilizando combustíveis renováveis.

Segundo a empresa aérea, o avião deverá fazer o percurso de uma hora e 20 minutos do aeroporto Heathrow, em Londres, até Amsterdã, na Holanda utilizando 20% de biocombustível e 80% do combustível convencional. O vôo de teste, que não levará passageiros, deverá acontecer até o fim de fevereiro.

De acodo com o jornal "New York Times", a empresa se negou a informar a origem do biocombustível que será utilizado no teste, mas, segundo o porta-voz da empresa, Paul Charles, a empresa não utilizará produtos derivados de cultivos que utilizam grandes áreas para a produção do biocombustível.

"Será uma fonte de combustível bastante sustentável", afirmou Charles. O vôo de teste faz parte de um projeto de pesquisa em conjunto das empresas Virgin Atlantic, Boeing e a fabricante de motores GE Aviation.

Combustível alternativo

Na semana passada, um avião Airbus A38 se tornou o primeiro jato comercial a utilizar combustível alternativo. O avião utilizou a tecnologia GTL (gas-to-liquids, conversão química de gás em líquido) para voar de Filton, na Inglaterra, até Toulouse, na França.

Como é feito de gás natural - de origem fóssil -, o GTL não pode ser considerado um biocombustível, que é feito de fontes renováveis.

Fonte: Folha Online

OceanAir fará vôos para Portugal

A OceanAir vai operar entre Brasil e Portugal a partir de 11 de março, com um vôo de Lisboa para Recife para os operadores portugueses Club 1840, Entremares, Iberojet, Mundovip e Travelplan, bem como para a Alto Astral, especialista em viagens de “finalistas”, que contrataram a companhia brasileira para efetuar os reforços de Páscoa — avançaram ao pressTUR fontes do setor.

Estas fontes indicaram que a operação será num avião Boeing B767 de 280 lugares e que estão programados cinco vôos à partir de Lisboa, dois deles para Recife, nos dias 11 e 18 de março, outros dois para Natal, nos dias 13 e 20 de março, e um para Salvador, no dia 22.

Com estes reforços, os operadores terão um total de nove vôos para o nordeste brasileiro nas semanas da Páscoa, tendo em conta que atualmente têm semanalmente, vôos para Porto Seguro e Salvador, aos sábados, e Recife e Natal, aos domingos.

As fontes referiram que estas operações destinam-se a transportar centenas de “finalistas” portugueses, que habitualmente viajam nesta época do ano, reforçando a capacidade dos operadores por ocasião da Páscoa.

A companhia, do grupo brasileiro Sinergy, do empresário Germán Efromovich, que tem empresas em diferentes setores, torna-se assim a única brasileira a operar entre Portugal e o Brasil, depois que a BRA cessou operações no ano passado e a Varig parou em 2006.

Em 2007, a OceanAir teve 2,43% do total do tráfego doméstico brasileiro, quando em 2006 a sua quota de mercado fora de 1,46.

O tráfego da companhia (medido em RPK = passageiros x quilômetros percorridos) cresceu 85,8% face a um aumento de capacidade em 70,1%, o que lhe gerou uma subida do coeficiente de ocupação em seis pontos, para 63%.

No tráfego internacional, onde não atuava em 2006, a quota da OceanAir foi de 0,21% em 2007, com um coeficiente de ocupação de 17%.

A empresa tem atualmente cinco vôos semanais entre São Paulo e a Cidade do México.

Em setembro do ano passado, quando do lançamento dos vôos para o México, o empresário German Efromovich anunciou a intenção de reforçar a frota da OceanAir com 30 aviões, 20 dos quais do modelo Dreamliner da Boeing.

Efromovich afirmou também o interesse da companhia em iniciar vôos para Angola, Nigéria, Estados Unidos (Los Angeles) e Peru e disse que a OceanAir procurava concretizar operações na Europa.
A companhia foi fundada em 1998, inicialmente apenas no segmento de táxis aéreos, e começou a operar vôos regionais no Brasil em 2002.

A OceanAir esteve especialmente em evidência quando assumiu as operações domésticas da BRA em novembro do ano passado, depois do colapso da transportadora dos irmãos Folegatti, depois de anteriormente ensaiarem um acordo de code-share e integração de redes que falhou poucos meses depois.

A OceanAir e German Efromovich estiveram também em evidência quando do colapso da Varig em meados de 2006.

Fonte: PressTur (Portugal)

sexta-feira, 8 de fevereiro de 2008

Panoramicas do cockpit do A380 e da festa de lançamento do avião gigante

Vale a pena ver. Clique nos links abaixo:

Vista em 360º do Cockpit do A380

http://www.gillesvidal.com/blogpano/cockpit1.htm

A Festa de lançamento do A380
(todas as fotos em 360º)

http://www.gillesvidal.com/airbusA380.htm

T-2 Buckeye será aposentado em agosto


A base aérea de Pensacola NAS, última base Americana a usar o T-2 Buckeye, anunciou que irá aposentar o velho guerreiro em agosto, após 50 anos de bons servicos.

O Buckeye, que é usado para treinar técnicas de combate aéreo e de lançamento de bombas, começou a operar em Pensacola em novembro de 1959.

O T-2 será substituído pelo T-45 Gosshawk, um avião de treinamento equipado com avionicos e tecnologia similares aos dos caças mais modernos.

Fonte: AVweb - Foto: FAS

Air France permite uso de celular e envio de SMS e MMS em pleno vôo

A companhia aérea Air France já está oferecendo serviços de telefonia celular a bordo de seus vôos internacionais. Usando o sistema OnAir, os passageiros das aeronaves Airbus, operando na Europa, já podem enviar e receber mensagens SMS e MMS, além de enviar e receber e-mails através de todos os telefones com acesso à internet.

Em um segundo momento, ainda a ser definido, os passageiros poderão fazer e receber ligações em seus aparelhos de telefonia celular. O serviço está sendo adaptado e a OnAir tem acordos de roaming com diversas operadoras de telefonia móvel.

Os clientes a bordo do avião A318, com capacidade para 123 passageiros, receberão mais informações por meio de um folheto em seus assentos e no anúncio feito pelos comissários, antes da decolagem. A Air France espera também saber a opinião de seus clientes a respeito do novo serviço. Eles poderão preencher um formulário com vinte questões. Ao final dos seis meses de teste, a Air France irá examinar os comentários feitos pelos clientes para determinar se este serviço será lançado em todos os vôos.

O sistema OnAir é certificado pela EASA (Agência Européia para a Segurança da Aviação) e não interfere com os instrumentos de rádio-navegação deste Airbus A318. Ele pode ser utilizado somente em altitude de cruzeiro (3 mil metros, ou 10 mil pés) e quando o sinal luminoso "desligue seu telefone" estiver desativado.

Fonte: O Globo

Crescimento de tráfego aéreo de carga vai exigir 3.800 novos aviões cargueiros até 2026, diz Airbus

O ritmo de crescimento no tráfego de carga aérea deve superar o de passageiros até 2026. Com isso, serão necessários 3.800 novos aviões cargueiros no período, 900 dos quais totalmente novos e não para reposição de frota e com valor total de US$ 200 bilhões. Esses dados fazem parte de um levantamento divulgado pela fabricante européia Airbus.

Segundo ela, o transporte de carga por tonelada por quilômetro deve aumentar 5,8% anualmente até 2026, contra ritmo de 4,9% de crescimento no tráfego de passageiros.

No segmento de aviões muito grandes (VLA, na sigla em inglês), que se restringe ao superjumbo A380, a Airbus prevê demanda para 400 aeronaves.

Pelo menos para o momento, essa previsão parece ser exageradamente otimista, já que a empresa não tem em carteira nenhum pedido pela versão de carga do A380. Após os anúncios de atrasos no programa do superjumbo, realizados em 2006, as poucas companhias que haviam feito pedidos pelo cargueiro retiraram suas ordens. Isso forçou a Airbus, inclusive, a suspender a construção do primeiro avião nessa versão, no início do ano passado.

Assim como no caso dos aviões de passageiros, os equipamentos de fuselagem larga serão os mais procurados para atuarem como cargueiros aéreos na opinião da Airbus.

Fonte: José Sergio Osse (Valor Online)

Equipe italiana chega à Venezuela para investigar queda de bimotor

Uma delegação italiana composta por especialistas da Marinha, Aeronáutica e Defesa Civil e guiada por dirigentes da Unidade de Crises da Farnesina (chancelaria italiana) está em Caracas para investigar as causas do acidente com o avião bimotor Let 410 da empresa venezuelana Transaven. No dia 4 de janeiro, a aeronave caiu em alto-mar durante uma viagem ao arquipélago de Los Roques com 14 pessoas a bordo, das quais oito eram cidadãos italianos.

A delegação, com instruções para manter o maior sigilo possível, já participou de duas reuniões, uma com os dirigentes da sociedade venezuelana Incostas - encarregada pelas buscas dos destroços no fundo do mar venezuelano -, e outra com o diretor da Defesa Civil do país, Antonio Rivero.

O porta-voz da delegação italiana e segundo responsável pela Unidade de Crises da Farnesina, Maurizio Canfora, disse à ANSA que o objetivo da missão é "obter elementos mais precisos, adjuntos aos documentos detalhados que já estão em posse do grupo e que foram fornecidos pelas autoridades locais, para então responder a algumas perguntas e inquietudes", sobretudo por parte dos familiares das vítimas.

Segundo Canfora, as incertezas giram especialmente em torno da maneira como foram estabelecidas a primeira investigação local, a reconstrução do acidente e os aspectos técnicos da documentação relativa ao caso - processo inteiramente dificultado pelo desaparecimento do bimotor no fundo do mar.

A delegação terá justamente o trabalho de averiguar todos os indícios e elementos da queda, para então tentar reconstruir novamente o acidente, além de fornecer uma cópia do documento final com os resultados da investigação às famílias das vítimas.

Após a reunião com Rivero, Canfora afirmou que "foram informados elementos muito úteis para reconstruir a dinâmica daquilo que se pode definir como um acidente".

Já o diretor da Defesa Civil, Antonio Rivero, disse à agência venezuelana Abn que o governo italiano se mostrou "satisfeito em relação à investigação inicial e às sucessivas buscas submarinas em andamento, já que foi colocada a hipótese de que o avião tenha caído em um abismo".

Até agora, somente o corpo do co-piloto, o venezuelano Osmel Avila, foi encontrado, nove dias após o acidente e a quase 20 quilômetros de distância da queda.

Já que a localização da aeronave é vital para reconstruir o acidente, Canfora considerou a possibilidade de que a empresa italiana Impresub Diving & Marine Contractor intervenha nas operações de busca - caso seja preciso descer a uma maior profundidade, além dos 200 metros praticados pela Incostas. Contudo, o dirigente da missão não discutiu nada a respeito de uma possível intervenção italiana durante a reunião com Rivero.
Fonte: ANSA (07/02/2008)

Reaction Engines projetam avião de passageiros a Mach 5

Um companhia britânica, a Reaction Engines, projectou um avião civil de passageiros amigo do ambiente, capaz de fazer uma viagem de Londres a Sydney em menos de cinco horas.

A empresa recebeu financiamento da Agência Espacial Europeia (ESA) para projectar o avião como parte do projecto "Long-Term Advanced Propulsion Concepts and Technologies".

O A2, assim se chama o avião, tem capacidade para levar 300 passageiros a velocidades supersónicas, até Mach 5. Curiosamente o avião consegue se maior que o já monstruoso Airbus A380.






Fonte: Bites & Bytes - Imagens: Ilashdot.com

Resgate aéreo salva turista acidentado em Noronha

Uma mega operação de salvamento foi montada nesta quarta-feira (06) para atender a um turista que sofreu um grave acidente na Ilha de Fernando de Noronha. A Secretaria Estadual de Saúde (SES) contratou uma empresa de transporte aéreo para resgatar o empresário e surfista catarinense Jéferson Gralha, 27, que bateu a cabeça no fundo do mar após cair de uma onda ontem, por volta do 12h.

Logo após o acidente, ele foi encaminhado para o Hospital São Lucas, onde passou por exames que constataram que o tombo causou traumatismo na coluna cervical, além de parestesia (falta de sensibilidade) dos membros superiores e risco de edema progressivo. Como nenhum hospital da Ilha tinha condições de fazer o tratamento do surfista, a SES entrou em contato com as duas empresas que fazem transporte aeromédico em Pernambuco, mas nenhuma possuía aeronaves disponíveis.

Pouco antes das 2h desta quinta-feira, o jato pousou no Aeroporto dos Guararapes, onde uma ambulância do Samu Metropolitano, com suporte de UTI, aguardava o turista. Ele foi levado para o Hospital da Restauração. O quadro dele é estável e ele deverá ser transferido hoje para um hospital particular.

Da Redação do Pernambuco.com

Satélite de Saturno pode estar 'produzindo' anel do planeta

Imagens da sonda Cassini detectaram ligação entre Encélado e o chamado anel A.

Massa ejetada pela lua saturnina estaria atravessando distância de 100 mil quilômetros.

Novas imagens obtidas pela sonda não-tripulada Cassini indicam um fenômeno estranho nas redondezas de Saturno. Um dos famosos anéis do planeta, o anel A, fica a uma distância de 100 mil quilômetros da lua saturnina Encélado; no entanto, as observações da Cassini, analisadas pela Nasa, sugerem que o satélite natural está lançando parte de sua massa em direção à parte externa do anel. Os gêiseres de gelo e água já detectados na superfície da lua talvez sejam os responsáveis.

A lua Encélado sobre os anéis de Saturno (Foto: Nasa/AP)

Fonte: G1

Mitsubishi deixa de fornecer componentes à Bombardier

A Mitsubishi Heavy Industries interrompeu o fornecimento de componentes para os jatos regionais da canadense Bombardier, ao mesmo tempo em que se prepara para se tornar uma de suas concorrentes diretas.

A companhia japonesa anunciou que decidiu descontinuar os contratos de fornecimento para os jatos regionais CRJ 700 e CRJ 900 da Bombardier, a fim de concentrar sua capacidade na produção de partes do novo jato 787 da Boeing. A Mitsubishi deve lançar brevemente seu próprio jato regional de 70 a 90 lugares, o primeiro avião comercial produzido no Japão em várias décadas.

Para a Bombardier, a empresa continuará fornecendo apenas os componentes dos jatos executivos Global e Challenger. Nos últimos anos, a companhia canadense tem lentamente transferido os contratos da Mitsubishi para novos fornecedores. Sua parceira chinesa, a China Aviation Industry Corp I (AVIC I), agora produz a fuselagem para o popular turbo Q400, que já foi produzida no Japão. A nova unidade da Bombardier em Queretaro, no México, faz os controles de vôo e os componentes da cauda anteriormente fabricados pela Mitsubishi.

A Ruag Aviation, da Suíça, assumirá o fornecimento dos itens dos jatos regionais antes feitos pela Mitsubishi, disse um porta-voz da Bombardier. As informações são da Dow Jones.

Fonte: A Tarde Online (06/02/08)

Frota de aviões de passageiros vai dobrar em 18 anos, diz Airbus

O tráfego de passageiros deve triplicar até 2026, segundo a empresa.

A maior demanda por aviões virá da região da Ásia e Pacífico.

O mercado mundial de aviação deve demandar 24,3 mil novos aviões de passageiros e de carga, no valor total de US$ 2,8 trilhões, até 2026, segundo a empresa européia Airbus.

Apenas em relação aos passageiros, as empresas mundiais deverão mais que dobrar sua frota de aviões de 100 lugares ou mais, dos cerca de 13,3 mil atuais para um número próximo de 28,5 mil em 2026.

Essa expansão, mais a expectativa de substituição de ao menos 8.150 aviões antigos leva à expectativa de que serão necessários 23,4 mil novas aeronaves de passageiros nos próximos 18 anos, com valor total de US$ 2,6 trilhões.

Para a Airbus, o tráfego de passageiros deve crescer a uma taxa anual de 4,9% ao ano, o que indica que ele será triplicado até 2026. Parte desse aumento de tráfego será absorvido por uma elevação nas taxas de ocupação dos vôos e com o aumento de freqüências, assim como com um crescimento no uso de aviões maiores e mais produtivos.

Regiões

De acordo com a Airbus, a maior demanda por aviões virá da região da Ásia e Pacífico, que será responsável por 31% das compras nesses 18 anos. Em seguida virá a América do Norte, com 27% de participação, e a Europa, com 24%.

Os mercados emergentes também deverão fazer aumentar o tráfego mundial de passageiros. Embora a fabricante concorde que China e Índia serão os maiores mercados, outros países como Brasil, Argentina, África do Sul e Vietnã vão ser cada vez mais importantes em 2026 para o transporte aéreo.

"O transporte aéreo é, definitivamente, uma indústria em crescimento contribuindo para o desenvolvimento econômico e para a geração de riqueza em todo o mundo", disse o executivo-chefe de Operações e Consumidores da Airbus, John Leahy.

Aviões gigantes

Airbus A380 durante visita ao Aeroporto de Guarulhos, em dezembro. (Foto: Eduardo Cucolo)

A procura entre as companhias aéreas deverá se concentrar em aviões mais econômicos e menos poluentes para a substituição da atual frota. A empresa aposta que a população mundial e o número de megalópoles deverão continuar a crescer, inevitavelmente levando a uma concentração de demanda ainda maior. Essa tendência deverá gerar um maior congestionamento nos aeroportos e nos céus.

Segundo a Airbus, uma solução para esse problema seria utilizar aviões cada vez maiores, como o seu A380. A fabricante afirma que, ao fim de 2006, 77% do tráfego de longa distância já era operado fora dos 32 maiores hubs (centros de distribuição de vôos) mundiais.

Airbus e Boeing

A aposta em aviões cada vez maiores, realizando vôos entre hubs é a principal diferença entre as estratégias da Airbus e da Boeing, que espera que haverá cada vez mais vôos ponto-a-ponto, ligando origem e destino diretamente, com aviões de fuselagem larga e tamanho médio.

Por conta disso, a expectativa da Airbus inclui uma demanda por 1.700 aviões muito grandes até 2026. Atualmente, apenas ela fabrica uma aeronave nessa categoria, o próprio A380. Apenas esse mercado, afirma, tem valor de US$ 527 bilhões, representando 19% do total previsto de faturamento nesse intervalo. Desses aviões, 1.300 serão usados para transporte de passageiros.

Nesse segmento se dará a principal batalha entre as duas titãs Airbus e Boeing. Enquanto a norte-americana deve lançar seu novo 787 Dreamliner no ano que vem, a Airbus entrega seu primeiro A350XWB em 2013. Ambos os aviões tiveram problemas - atrasos e falhas de projeto, respectivamente - o que tem colocado pressão nas fabricantes. Ainda assim, já estão entre os aviões mais vendidos nos últimos anos por ambas.

Os mais de 16,6 mil aviões restantes, ou 68% das entregas dos próximos anos até 2026, serão de fuselagem estreita. Comparativamente muito mais baratos, embora formem a grande maioria em unidades, serão responsáveis por apenas 40% do faturamento da indústria nesse período.

Fonte: Valor Online

Embraer vende um avião EMB 190 para a Air Moldova, por US$ 34,5 milhões


A Embraer anunciou nesta sexta-feira a venda de um avião EMB 190 à Air Moldova, companhia aérea estatal da Moldávia (Europa). O contrato inclui o direito de compra de outra aeronave desse mesmo modelo. Pelo preço de tabela, a venda tem valor de US$ 34,5 milhões. Caso o direito de compra seja exercido, o negócio chegaria a US$ 69 milhões.

Temos orgulho de receber a Air Moldova em nossa família de operadores de E-Jets (família do EMB 190), disse o vice-presidente de Aviação Comercial da Embraer, Mauro Kern.

O avião adquirido pela empresa será entregue em março de 2010 e utilizado para abrir novas rotas a partir de Chisnau, capital da Moldávia, sua base de operações. Atualmente, a Air Moldova opera vôos partindo dessa cidade para 13 destinos na Europa e no Oriente Médio.

O EMB 190 é a aeronave certa para o cumprimento da nossa estratégia de desenvolvimento da malha aérea, disse o executivo-chefe da empresa, Vasile Botnari. A aeronave também complementa de forma adequada a nossa atual frota de aviões de fuselagem estreita, ajustando a oferta de assentos à demanda em algumas rotas atualmente por nossos Airbus A320 sem prejudicar o conforto do passageiro, completou.

Fonte: José Sergio Osse (Valor Online)

Passageira ataca pilotos e ameaça explodir avião em pleno vôo

A passageira de um avião que se dirigia a Christchurch (sul da capital Wellington, na Nova Zelândia) atacou com uma faca nesta sexta-feira os dois pilotos da aeronave e ameaçou explodir o aparelho, que depois aterrissou sem problemas.

O avião, um Jetstream J32 da empresa de vôos "charter" Eagle Air, que realiza vôos da Air New Zealand, decolou da cidade neozelandesa de Blenheiem, onde a acusada vive, com sete passageiros e, dez minutos depois, a mulher se aproximou da cabine, atacou o piloto com uma faca e fez cortes em suas mãos.

O co-piloto deu o alerta de seqüestro ao Controle de Tráfego Aéreo, enquanto a agressora assegurava que tinha dois artefatos explosivos e que os explodiria se o aparelho, com capacidade para 19 passageiros, não a levasse à Austrália.

Quando o avião se aproximava de Christchurch, a principal cidade da ilha do Sul da Nova Zelândia, os pilotos iniciaram o pouso, a mulher tentou impedir a aterrissagem e o aparelho fez um giro brusco que a levou a cair.

Após a aterrissagem, a agressora permitiu a abertura da porta e o desembarque dos passageiros e, enquanto isso ocorria, resistiu com o piloto e fez cortes com a faca nos pés do co-piloto, até que a Polícia entrou com cachorros e rendeu a mulher.

O aeroporto de Christchurch foi evacuado e fechado ao público durante cerca de duas horas, enquanto se inspecionava o aparelho em busca das supostas bombas, sem encontrá-las.

A passageira foi dominada e os dois pilotos, que ficaram feridos, um na mão e o outro no pé, conseguiram pousar a nave.

A mulher, de 33 anos foi detida quando o avião pousou

Entre os demais passageiros, apenas um ficou ferido levemente na mão.

Fontes: G1 / AFP / EFE - Foto: Reuters

quinta-feira, 7 de fevereiro de 2008

Pilotos do jato Legacy negam ter desligado transponder

Equipamento anticolisão não funcionou na hora do acidente, em setembro de 2006.

Choque causou a queda de um Boeing da Gol e matou 154 pessoas.

Os pilotos norte-americanos do jato executivo Legacy, que se envolveu no acidente com o vôo 1907, da Gol, em setembro de 2006 e causou a morte de 154 pessoas, foram ouvidos nos Estados Unidos na semana passada.


Os depoimentos duraram três dias e foram prestados em Washington. Os pilotos Joe Lepore e Jan Paladino ouviram a transcrição da caixa preta do jato executivo Legacy. Eles afirmaram que não desligaram o transponder, equipamento anticolisão que na hora do acidente não funcionou.

O depoimento foi dado na semana passada ao Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (Cenipa), da Aeronáutica, ligada ao Ministério da Defesa.

“Os pilotos puderam esclarecer uma vez mais que não houve, por parte deles, nenhuma conduta culposa negligente, e que, pelo contrário, eles agiram com profissionalismo”, disse o advogado dos pilotos Joe Lepore e Jan Paladino, Theo Dias.

Homicídio culposo

Em junho do ano passado, a Justiça brasileira aceitou denúncia do Ministério Público contra os dois pilotos por homicídio culposo.

Em nota, a Aeronáutica confirmou os depoimentos, que teriam esclarecido pontos importantes e vão contribuir para explicar por que o transponder não estava funcionando na hora do acidente.

Uma importante parte do quebra-cabeça que deve ajudar a desvendar os motivos do acidente aéreo ainda está faltando: o depoimento dos controladores. Segundo a Aeronautica, eles se recusam a colaborar.

O relatório do acidente, que está em fase final de elaboração, vai recomendar mais rigor nos pré-requisitos exigidos na aviação de jatos executivos.

Fonte: G1

Nave russa Progress 28 se acopla à estação espacial

A nave Progress 28, lançada na terça-feira com 2,5 t de carga vital, se acoplou hoje com sucesso à Estação Espacial Internacional (ISS, em inglês), informou o centro de controle de vôos espaciais da Rússia.

"A nave atracou às 17h30 de Moscou (12h30 em Brasília) ao módulo Pirs da ISS", disse à imprensa o porta-voz do centro de controle, que acrescentou que a Progress transporta água, oxigênio, instrumentos científicos e combustível.

Efetuada a manobra de engate, a tripulação da ISS deverá verificar o hermetismo do acoplamento e nivelar a pressão entre a estação e a Progress, para então iniciar a abertura da porta e o descarregamento.

A Progress 28 é o primeiro cargueiro lançado com destino à plataforma espacial este ano.

Os astronautas da Nasa (agência espacial americana) Peggy Whitson e Daniel Tani, e o russo Yuri Malenchenko esperavam impacientes a Progress 28, cujo carregamento inclui uma dezena de filmes de vários gêneros, músicas, revistas e presentes pessoais dos parentes dos cosmonautas.

Além da carga vital, a nave transporta maçãs, laranjas, limões, alhos e cebolas, assim como frutas secas, bombons e chocolate.

Pela segunda vez consecutiva, a tripulação ficará sem tomates, já que as estufas espaciais que abastecem a ISS estão sendo limpas e não ficarão prontas antes de abril.

"Não podemos comprar tomates em lojas normais porque eles podem conter nitratos, e só enviamos frutas ecológicas à ISS", explicou o porta-voz do Instituto Biomédico, Aleksandr Agureev, em dezembro.

Está previsto para 8 de março o lançamento de Júlio Verne, o primeiro cargueiro automático europeu, e em maio, agosto, setembro e novembro, de quatro espaçonaves russas Progress.

A ISS espera a chegada neste sábado do ônibus espacial Atlantis, com o comandante da missão, Steve Frick, a bordo, acompanhado do piloto Alan Poindexter, dos especialistas Leland Melvin, Rex Walheim e Stanley Love e dos astronautas europeus Hans Schlegel e Leopold Eyharts.

O astronauta Daniel Tani espera a chegada do Atlantis porque Eyharts tomará seu posto a bordo da ISS.

Enquanto isso, os empresários Richard Garriott e Nick Halik, próximos turistas espaciais a visitarem a ISS a bordo de uma nave russa, começam hoje os treinamentos para preparar sua viagem à estação.

"Garriott começa na Cidade das Estrelas (nos arredores de Moscou) a preparação teórica para sua viagem ao espaço. Terá as primeiras aulas de russo e se submeterá a um programa médico", disse Sergei Tafrov, porta-voz do Controle de Missões Russo.

Tafrov também afirmou que dentro de alguns dias será tomada a decisão final sobre a conveniência de sua viagem espacial. O turista espacial, filho do ex-astronauta americano Owen Garriott, viajará em outubro e permanecerá nove dias na ISS.

Durante sua permanência no espaço, Garriott pretende realizar experimentos científicos como o estudo da cristalização das proteínas em ambiente sem gravidade.

Fonte: EFE

Após série de falhas, ônibus espacial Atlantis decola com sucesso

Missão estava prevista originalmente para o início de dezembro.

Problema recorrente em sensor de combustível atrasou vôo.


Apesar do tempo feio, ônibus espacial decola (Foto: Reuters)


Após sucessivos adiamentos em dezembro devido a problemas técnicos, o ônibus espacial Atlantis foi lançado às 17h46 (de Brasília) desta quinta-feira rumo à Estação Espacial Internacional (ISS).

O Atlantis decolou com sete astronautas a bordo, que têm a missão de levar o módulo científico europeu "Columbus" para a ISS. A partir do projeto, a Agência Espacial Européia não precisará mais de acordos com a agência russa ou norte-americana para fazer experimentos na plataforma orbital.

A missão deve durar onze dias. Os astronautas devem sair pelo menos quatro vezes da espaçonave para instalar o laboratório e inspecionar o mecanismo defeituoso de uma das três antenas solares da ISS.

MISSÃO STS-122

Lançamento do Atlantis na tarde desta quinta-feira.

O ônibus espacial vai levar o módulo europeu "Columbus" para ISS

INFOGRÁFICO: ENTENDA A MISSÃO

LEIA MAIS SOBRE O "COLUMBUS"

Fonte: Uol Ciência e Saúde

Piloto faz pouso de emergência após teto de cabine se soltar


Um piloto da Força Aérea da Argentina foi obrigado a realizar uma aterrissagem de emergência após verificar que o teto da cabine da aeronave havia soltado, informaram hoje fontes aeronáuticas.

O fato ocorreu nesta quarta-feira (06) na província de Córdoba, no centro do país, e não teve conseqüências nem para o piloto nem para o avião, um Pampa AT 63 Série II, de última geração, afirmou a Escola de Aviação Militar.

A fonte indicou que o teto da cabine se "despreendeu", mas "não houve problemas de despressurização" porque a aeronave voava a uma "altura intermediária". As causas do incidente ainda estão sendo avaliadas.

O piloto, um instrutor da Força Aérea, "usou sua experiência e conhecimento para resolver o impresvisto e retornou à pista da Escola de Aviação em Córdoba, onde conseguiu fazer uma aterrissagem sem transtornos", acrescentou.

Fonte: EFE - Foto: www.network54.com - Ilustração: Taringa!

Piloto morre após queda de avião agrícola no RS

Aeronave caiu em lavoura de arroz, em São Sepé. Causas do acidente são investigadas.

Piloto chegou a ser retirado do avião com vida, mas não resistiu - Foto: Luís Garcia (Especial para o Zero Hora)

Assista a reportagem

Foto: Gazeta de Caçapava

O piloto agrícola Crissiano Rosa da Silva, 30 anos, morreu no final da tarde, quando o avião que ele pilotava caiu no meio de uma lavoura de arroz em São Sepé, na Região Central.

Ele sobrevoava a área aplicando defensivo na plantação. O acidente ocorreu por volta das 17h30min, no distrito de Tupanci.

Segundo a Polícia Civil, o piloto chegou a ser retirado com vida dos destroços do avião por funcionários da lavoura. Mas como ninguém conseguiu chamar socorro, Silva não resistiu.

O piloto nasceu em Rosário do Sul e trabalhava para uma empresa de São Pedro do Sul. O corpo de Silva foi encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML) do município.

Começa perícia em avião agrícola

Uma equipe técnica do Centro Regional de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (CERIPA) segue para a localidade de Tupanci, interior de São Sepé, onde no fim da tarde passada caiu o avião agrícola que provocou a morte do piloto Crissiano Rosa da Silva, 30 anos.

Somente os peritos terão condições de apontar o que provocou o acidente durante o despejo de uréia numa lavoura de arroz. O aparelho segue isolado pela Brigada Militar. O corpo de Crissiano foi liberado há pouco para o velório e sepultamento, previsto para ocorrer à tarde na capela central de Rosário do Sul. O piloto chegou a ser socorrido, mas não resistiu aos ferimentos. O gerente da C.J Aéreo Agrícola, afirma que houve omissão por parte dos bombeiros de Santa Maria. Leandro Bressan relata que os bombeiros foram acionados, disseram que iam ao local, mas não compareceram.

O piloto aguardou socorro por mais de uma hora.

— Entramos em contato com o primeiro subgrupamento de bombeiros de Santa Maria para onde os funcionários da empresa ligaram pedindo socorro — afirmou Bressan.

O soldado telefonista disse que o capitão responsável, Gerson Pereira de Souza, não gravaria entrevista, mas havia solicitado informações sobre o fato. Ele salientou que o atendimento ao município de São Sepé era de responsabilidade do segundo subgrupamento com sede em São Gabriel. Bressan reclamou que nem ao menos foi informado de que deveria ligar para outro número.

Fonte: Zero Hora / G1

Embraer vende seis aviões para nova subsidiária da Air Europa

A fabricante brasileira de aviões Embraer informou hoje que assinou um contrato para vender seis aeronaves Embraer 195 à espanhola Universal Airlines, uma nova subsidiária da operadora Air Europa.

No contrato de US$ 237 milhões, a operadora espanhola se reservou uma opção de compra para adquirir outras seis aeronaves do mesmo modelo, segundo o comunicado divulgado hoje pela empresa brasileira, a maior fabricante mundial de aviões civis para vôos regionais.

O valor do negócio pode dobrar caso a Universal Airlines confirme todas suas opções de compra do Embraer 195, que a empresa espanhola encomendou com configuração para levar 122 passageiros.

O negócio foi firmado com a companhia JJH Capital, de propriedade do empresário Juan José Hidalgo, presidente da Air Europa e da Globalia, indica a Embraer.

"Este contrato com a JJH Capital é muito significativo para a Embraer. Estamos muito orgulhosos de fazer parte do promissor mercado aéreo espanhol", afirmou Mauro Kern, vice-presidente executivo de Embraer para o Mercado de Aviação Comercial, citado no comunicado.

"Tenho certeza de que o Embraer 195 atenderá plenamente a todas as expectativas da Universal Airlines, ao oferecer uma combinação única de excelente economia, grande flexibilidade operacional e diferenciada comodidade ao passageiro", acrescentou Kern.

Segundo a Embraer, os novos aviões serão usados pela recém-criada empresa de Hidalgo em vôos domésticos na Espanha e em outros destinos na Europa.

A empresa acrescentou que entregará o primeiro dos aviões encomendados em maio.

"Em rotas curtas e médias de baixa densidade, o Embraer 195 tem custos muito mais vantajosos que qualquer aeronave convencional com um único corredor, sem comprometer a eficácia nem a comodidade para passageiro", assegurou Hidalgo, também citado no comunicado.

O Embraer 195, que começou a operar em setembro de 2006, é o maior dos aviões civis para vôos regionais fabricados pela empresa brasileira.

Segundo versões da imprensa espanhola, Hidalgo pretende tornar a Universal Airlines uma companhia do segmento de baixas tarifas para competir diretamente com a Air Nostrum e facilitar as conexões da Air France entre Madri e Barcelona.

Fonte: EFE

Força Aérea norte-americana estende contrato de suporte do avião-tanque KC

A Força Aérea dos EUA (USAF, na sigla em inglês) prorrogou com a Boeing um contrato de suporte e serviços para a frota de aviões KC-10. Esse avião é utilizado como plataforma de reabastecimento em vôo e para transporte de equipamentos, tropas e evacuação médica. O valor da extensão de contrato é de US$ 307 milhões.

O contrato atual entre a USAF e a Boeing terminou em janeiro. Com a prorrogação, o serviço será mantido sem interrupções até o meio do ano.

A Boeing e seu time oferecem a maior experiência disponível para trabalhar no KC-10, disse o diretor de programa do avião da empresa, Mike Wright. Continuamos a colocar essa experiência para trabalhar, oferecendo prontidão 24 horas, sete dias por semana, para nossos combatentes, completou.

A USAF tem em operação cerca de 60 aviões KC-10. Eles foram desenvolvidos a partir do DC-10, fabricado pela McDonnell Douglas, empresa que mais tarde foi adquirida pela Boeing. Tendo sido incorporado à USAF a partir de 1981, a alta idade da frota exige constante manutenção.

Como seu próprio tanque de gasolina está ligado aos reservatórios de combustível quando utilizado como transporte, o KC-10 é o avião em produção com maior alcance no mundo. Ele pode transportar sua carga por até 18,5 mil km.

Fonte: José Sergio Osse (Valor Online)

Ministra anuncia R$ 4 milhões para construção de aeroporto no Guarujá

Previsão é de que todo o recurso seja liberado até o final do ano. Ministra também assinou convênio para liberar R$ 400 mil para obras em praia.


A Ministra do Turismo, Marta Suplicy (PT), esteve no Guarujá, a 87 km de São Paulo, na tarde desta quarta-feira (6) para anunciar investimentos na cidade. A maior parte dos recursos, de R$ 4,4 milhões, é destinada ao projeto do Aeroporto Civil Metropolitano. "Temos o plano de liberar esse recurso até o final do ano para que toda a Baixada Santista possa se beneficiar desse aeroporto civil".

De acordo com o prefeito Farid Madi (PDT), parte da verba já havia sido liberada. “Nós tivemos R$ 1 milhão liberados no final do ano passado. E, agora, mais R$ 3 milhões. No total, são R$ 4 milhões apenas para o aeroporto. Isso permitirá o início das obras para a implantação desse projeto”.

Entretanto, para o aeroporto se tornar realidade, a prefeitura ainda aguarda um resultado de uma emenda parlamentar que está em tramitação na Câmara dos Deputados. "Uma emenda da bancada paulista de R$ 22 milhões para recursos para a obra dos aeroportos".

A ministra também assinou convênio para a liberação de R$ 400 mil que serão utilizados nas obras de infra-estrutura da praia do Tombo, um dos cartões postais do município. Com o repasse, a praia poderá obter um certificado internacional.

Fontes: G1 / TV Tribuna

Airbus vende seis A350-XWB e seis A330 à Hawaiian Airlines por US$ 2,3 bilhões

A Airbus fechou a venda de seis A350 XWB e seis A330 para a companhia norte-americana Hawaiian Airlines, maior companhia em operação nas ilhas havaianas. A preços de tabela, o negócio tem valor total estimado em US$ 2,3 bilhões.

A compra conclui um memorando de entendimento firmado entre as duas companhias em novembro do ano passado. Os modelos A330 começam a ser entregues em 2012 e os A350 em 2017.

Esse é o primeiro pedido da Hawaiian feito à Airbus. A empresa planeja renovar sua frota de aviões de fuselagem larga com os modelos da fabricante européia, além de utilizá-los em novas rotas de longa distância com origem no Havaí.

Um novo cliente para um novo tipo de avião é o tipo de apoio que mais temos visto, graças a uma linha de produtos em evolução que oferece os aviões que o mercado e o meio ambiente atuais demandam, disse o executivo-chefe de Operações e Clientes da Airbus, John Leahy. O A330 e o novo A350-XWB vão ajudar essa ótima companhia a expandir seus horizontes e sua já grande reputação, completou.

Fonte: José Sergio Osse (Valor Online)